Publicações recentes

Bombeiros que assistiam doente detetam fogo e resgatam morador de habitação

in Cascais

by CASCAIS24

Por Redação 15 dezembro 2019 A tripulação de uma ambulância dos Bombeiros do Estoril que,…
dezembro 15, 2019

Bombeiros que assistiam doente detetam fogo e resgatam morador de habitação

in Cascais

by CASCAIS24

Por Redação 15 dezembro 2019 A tripulação de uma ambulância dos Bombeiros do Estoril que, este domingo, de madrugada, assistia um morador de um edifício, na Galiza, em São João do Estoril, acabou por detetar um incêndio numa outra habitação do mesmo prédio, logrando com a sua intervenção não só…

Um Orçamento à medida das nossas realidades

in Mundo

by jorge rocha in 'Ventos Semeados'

Gostaria que o Orçamento Geral do Estado para 2020 me desse fundamentadas expetativas de ver…
dezembro 15, 2019

Um Orçamento à medida das nossas realidades

in Mundo

by jorge rocha in 'Ventos Semeados'

Gostaria que o Orçamento Geral do Estado para 2020 me desse fundamentadas expetativas de ver aumentados os rendimentos (por aumento da pensão de reforma) e reduzidos os impostos (por revisão dos escalões do IRS).   Eu, que antipatizo seriamente com este tempo outonal e, ainda mais, com os rigores do…

Reino Unido: razões de um fracasso provisório

in Mundo

by Página Global

    Liderança de Jeremy Corbyn abriu janelas para renovar a esquerda inglesa e mundial.…
dezembro 15, 2019

Reino Unido: razões de um fracasso provisório

in Mundo

by Página Global

    Liderança de Jeremy Corbyn abriu janelas para renovar a esquerda inglesa e mundial. Sua derrota deve-se a um impasse político e um erro tático grave. Mas sua herança é notável e vitória conservadora pode ser mais frágil que se pensa   Antonio Martins | Outras Palavras   Uma…

Portugal | Quem tem medo de André Ventura?

in Portugal

by Página Global

    Domingos De Andrade| Jornal de Notícias | opinião   Não é fácil dar…
dezembro 15, 2019

Portugal | Quem tem medo de André Ventura?

in Portugal

by Página Global

    Domingos De Andrade| Jornal de Notícias | opinião   Não é fácil dar razão a Ferro Rodrigues na reprimenda que deu ao deputado do Chega no Parlamento.   E não é fácil, em primeiro lugar, porque há uma certa Esquerda que se arroga no direito régio de possuir…

Centenas de jornalistas do mundo inteiro assinam carta aberta pela libertação de Assange

in Mundo

by resistir.info

por Oscar Grenfell Centenas de jornalistas e de trabalhadores dos media do mundo inteiro assinaram…
dezembro 15, 2019

Centenas de jornalistas do mundo inteiro assinam carta aberta pela libertação de Assange

in Mundo

by resistir.info

por Oscar Grenfell Centenas de jornalistas e de trabalhadores dos media do mundo inteiro assinaram uma carta aberta apaixonada que reclama a liberdade incondicional do fundador da WikiLeaks, Julian Assange. Ela pede também o fim imediato da campanha judicial travada contra lei pelo crime de ter revelado crimes de guerra.…

Quem deve mudar os comportamentos? O consumidor ou a Jerónimo Martins e afins?

in Portugal

by in 'Alpendre da Lua'

Ambientalistas, empresas e sindicatos afirmaram esta sexta-feira que a conferência do clima da ONU em…
dezembro 14, 2019

Quem deve mudar os comportamentos? O consumidor ou a Jerónimo Martins e afins?

in Portugal

by in 'Alpendre da Lua'

Ambientalistas, empresas e sindicatos afirmaram esta sexta-feira que a conferência do clima da ONU em Madrid está à beira do “desastre completo”, com países como o Brasil a tentarem “arruinar” o acordo de Paris sobre combate ao aquecimento global.   Em conferência de imprensa (...) a diretora executiva da organização…

Portugal | Movimento Zero também já navega na Marinha. Chega?

in Portugal

by Página Global

  Tudo indica que encapotadamente Movimento Zero torna público nas redes sociais que chegou às…
dezembro 14, 2019

Portugal | Movimento Zero também já navega na Marinha. Chega?

in Portugal

by Página Global

  Tudo indica que encapotadamente Movimento Zero torna público nas redes sociais que chegou às forças armadas, pelo mais em baixo referido chegou à componente naval, a marinha. Como o descontentamento manifestado na polícia é agora a vez desse Zero se manifestar no encosto absorvente à direita fascista de um…

A Europa e o liberalismo

in Mundo

by in 'Estátua de Sal'

(Eldad Manuel Neto, 14/12/2019) A UE tem os dias contados. As grandes economias mundiais estão…
dezembro 14, 2019

A Europa e o liberalismo

in Mundo

by in 'Estátua de Sal'

(Eldad Manuel Neto, 14/12/2019) A UE tem os dias contados. As grandes economias mundiais estão nas mãos de nacionalistas poderosos. Todos eles possuem armamento esmagador. Rússia, China e EUA preparam a repartição da sua quota parte nesse aniquilamento. Com o BREXIT ganham um ponta de lança europeu nessa estratégia. No…

Portugal | Chega de vergonha

in Portugal

by Página Global

    Miguel Guedes | Jornal de Notícias   O episódio protagonizado por Ferro Rodrigues,…
dezembro 14, 2019

Portugal | Chega de vergonha

in Portugal

by Página Global

    Miguel Guedes | Jornal de Notícias   O episódio protagonizado por Ferro Rodrigues, repreendendo André Ventura pela excessiva utilização das palavras "vergonha" e "vergonhoso" em plena Assembleia da República (AR), é um exemplo do que não deve ser feito para sinalizar maus comportamentos e desmascarar fraudes.   O…

Evo Morales morará em Argentina e exercerá atividade política

in Mundo

by in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / Luis Cortes O ex-presidente boliviano Evo Morales poderá realizar declarações políticas durante…
dezembro 14, 2019

Evo Morales morará em Argentina e exercerá atividade política

in Mundo

by in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / Luis Cortes O ex-presidente boliviano Evo Morales poderá realizar declarações políticas durante sua permanência na Argentina, onde recebeu o status de refugiado, disse o chefe de gabinete do governo argentino Santiago Cafiero. "Um refugiado tem os mesmos direitos que um cidadão argentino, incluindo liberdade de expressão, liberdade…

O anti -comunismo multifacetado

in Portugal

by Abril de Novo Magazine

Os grandes senhores do dinheiro , os que enriqueceram ilicitamente com as privatizações, com os…
dezembro 14, 2019

O anti -comunismo multifacetado

in Portugal

by Abril de Novo Magazine

Os grandes senhores do dinheiro , os que enriqueceram ilicitamente com as privatizações, com os perdões fiscais , com as negociatas da banca , com a corrupção, com a manjedoura do Orçamento, …os que têm as suas fortunas espalhadas pelos paraísos fiscais ..,  que também dominam directa ou indirectamente   os…

O pouco que sei sobre delação premiada

in Portugal

by in 'Estátua de Sal'

(Francisco Louçã, in Expresso, 14/12/2019)   Ajude a Estátua de Sal. Click aqui   O…
dezembro 14, 2019

O pouco que sei sobre delação premiada

in Portugal

by in 'Estátua de Sal'

(Francisco Louçã, in Expresso, 14/12/2019)   Ajude a Estátua de Sal. Click aqui   O debate sobre a eventual introdução do princípio da “delação premiada” no direito português estava bem enterrado, desde que a ministra da Justiça, numa conferência em que participou o articulador do golpe judiciário no Brasil, Sérgio…

Brasil | Quem deu a ordem de censurar sites?

in Mundo

by Página Global

    Você provavelmente ainda não se deu conta disso, mas a gente vai te…
dezembro 14, 2019

Brasil | Quem deu a ordem de censurar sites?

in Mundo

by Página Global

    Você provavelmente ainda não se deu conta disso, mas a gente vai te falar: a sua provedora de internet – aquela para a qual você paga seus boletos todo mês – está controlando que tipo de sites você vai ou não ver. E não estamos falando de sites…

A corrupção e os perdões fiscais

in Portugal

by Abril de Novo Magazine

Quando se olha para as desigualdades sociais e para os meninos Cotrins , Venturas e…
dezembro 14, 2019

A corrupção e os perdões fiscais

in Portugal

by Abril de Novo Magazine

Quando se olha para as desigualdades sociais e para os meninos Cotrins , Venturas e afins vale a pena lembrar a constituição de fortunas no pós 25 de Novembro.O escândalo dos perdões fiscais em pleno cavaquismo é um exemplo  que ficou para a história e uma das principais causas de…

Brasil | Ricardo Salles: COP25 não deu em nada

in Mundo

by in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / SUSANA VERA O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, disse…
dezembro 14, 2019

Brasil | Ricardo Salles: COP25 não deu em nada

in Mundo

by in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / SUSANA VERA O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, disse neste domingo que a Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, a COP25, realizada em Madri, "não deu em nada". A conferência terminou neste domingo. Os negociadores chegaram a um…

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

in Mundo

by ZAP in ZAP

ZIPI / EPA A ministra chilena e Presidente da COP25, Carolina Schmidt (D), com o…
dezembro 14, 2019

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

in Mundo

by ZAP in ZAP

ZIPI / EPA A ministra chilena e Presidente da COP25, Carolina Schmidt (D), com o Secretário do UNFCCC, Ovais Sarmad A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem…

Montepio e negociatas benzidas com água benta

in Portugal

by Abril de Novo Magazine

Com a Benção do Padre Melícias , PSD , PS, &CDS ,,,o fim de uma…
dezembro 14, 2019

Montepio e negociatas benzidas com água benta

in Portugal

by Abril de Novo Magazine

Com a Benção do Padre Melícias , PSD , PS, &CDS ,,,o fim de uma “Era” no Montepio. Tomás Correia deixa a liderança da maior mutualista 11 anos depois. Foram três mandatos e mais um ano do quarto mandato que terminaram abruptamente com um obstáculo chamado ASF. Para trás fica uma…

Rui Tavares

in Portugal

by Vitor Dias in "O Tempo das Cerejas"

Não sei quê e água benta Já tem estado a ser.   Ver original em…
dezembro 14, 2019

Rui Tavares

in Portugal

by Vitor Dias in "O Tempo das Cerejas"

Não sei quê e água benta Já tem estado a ser.   Ver original em "O Tempo das Cerejas" (aqui)

Política intervencionista dos EUA e golpe na Bolívia condenados em Havana

in Mundo

by in AbrilAbril

A ALBA-TCP denunciou a política agressiva dos EUA, que desestabiliza a América Latina, com a…
dezembro 14, 2019

Política intervencionista dos EUA e golpe na Bolívia condenados em Havana

in Mundo

by in AbrilAbril

A ALBA-TCP denunciou a política agressiva dos EUA, que desestabiliza a América Latina, com a cumplicidade da comunicação social e de oligarquias locais, e a implementação de modelos neoliberais. Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, e Miguel Díaz-Canel, presidente de Cuba, dialogam no decorrer da XVII Cimeira da ALBA-TCP, celebrada este…

Trabalhadores da Água Fastio exigem aumentos salariais

in Portugal

by in AbrilAbril

No caderno reivindicativo, aprovado em plenário, os trabalhadores sublinham também a necessidade de combater a…
dezembro 14, 2019

Trabalhadores da Água Fastio exigem aumentos salariais

in Portugal

by in AbrilAbril

No caderno reivindicativo, aprovado em plenário, os trabalhadores sublinham também a necessidade de combater a desvalorização das suas profissões. Os Trabalhadores da empresa Água do Fastio aprovaram esta quinta-feira, num plenário realizado na unidade de Chamoim, em Terras de Bouro (distrito de Braga, Serra do Gerês), o caderno reivindicativo a…

Protesto contra o «excessivo» movimento de aviões e o terminal no Montijo

in Portugal

by in AbrilAbril

Dezenas de pessoas estiveram no aeroporto da Portela, este sábado, a protestar contra os «propósitos…
dezembro 14, 2019

Protesto contra o «excessivo» movimento de aviões e o terminal no Montijo

in Portugal

by in AbrilAbril

Dezenas de pessoas estiveram no aeroporto da Portela, este sábado, a protestar contra os «propósitos desumanos» do Governo e da multinacional Vinci no que respeita ao futuro do aeroporto de Lisboa. Créditos / União de Sindicatos de Lisboa No «compromisso» lido na acção de protesto, a que o AbrilAbril teve…

Uma vitória da clareza sobre o Brexit

in Mundo

by Abril de Novo Magazine

Contrariamente ao que a comunicação social portuguesa do dinheiro e dita de referência dizia  a…
dezembro 14, 2019

Uma vitória da clareza sobre o Brexit

in Mundo

by Abril de Novo Magazine

Contrariamente ao que a comunicação social portuguesa do dinheiro e dita de referência dizia  a esmagadora maioria do povo Inglês queria e quer o Brexit.O Labour perde as eleições porque Corbin com os papagaios deputados da terceira via do criminoso de Guerra TonY Blair ( Tory Blair) à perna não…

Quando a burrice tenta se impor

in Mundo

by Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo in 'O TORNADO'

Desde que assumiu a Presidência em 1º de janeiro, Jair Bolsonaro luta para destruir o…
dezembro 14, 2019

Quando a burrice tenta se impor

in Mundo

by Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo in 'O TORNADO'

Desde que assumiu a Presidência em 1º de janeiro, Jair Bolsonaro luta para destruir o que de melhor temos em nossa cultura: a diversidade. O mais recente arbítrio foi a proibição do filme “A Vida Invisível”, de Karin Aïnouz. Isso mostra o terror que os ultraconservadores sentem ao se depararem…

Brexit | O voto vítima de violência

in Mundo

by Página Global

      Inês Cardoso *| Jornal de Notícias | opinião   Descrita numa das muitas…
dezembro 14, 2019

Brexit | O voto vítima de violência

in Mundo

by Página Global

      Inês Cardoso *| Jornal de Notícias | opinião   Descrita numa das muitas reportagens sobre os resultados das eleições britânicas, a imagem da mulher vítima de violência doméstica é uma das mais eficazes para ajudar a interpretar o que aconteceu.   A exaustão levou a melhor, como quando…

O Brexit vem mesmo aí. O que é que isso significa para os portugueses?

in Portugal

by Página Global

    São cerca de 400 mil os portugueses que vivem no Reino Unido e…
dezembro 14, 2019

O Brexit vem mesmo aí. O que é que isso significa para os portugueses?

in Portugal

by Página Global

    São cerca de 400 mil os portugueses que vivem no Reino Unido e têm, pelo menos, até ao final de 2020 para pedir o estatuto de residente. Se o Acordo de Saída for aprovado, como se espera, não há motivo para dramas, afirmam os governantes.   Uma das…

Encontro imaginário com Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge Cândido de Sena, com moderação de Hélder Costa

in Portugal

by Jornal Tornado in 'O TORNADO'

Amanhã, em novo Encontro Imaginário, no Teatro A Barraca, em Lisboa, estarão em debate novas…
dezembro 14, 2019

Encontro imaginário com Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge Cândido de Sena, com moderação de Hélder Costa

in Portugal

by Jornal Tornado in 'O TORNADO'

Amanhã, em novo Encontro Imaginário, no Teatro A Barraca, em Lisboa, estarão em debate novas personagens marcantes da História Universal.     Com participação da sociedade civil Fique a conhecer melhor as personagens: Sophia de Mello Breyner Andresen interpretado pela da actriz e encenadora Maria do Céu Guerra, Jorge Cândido…

Os extremos tocam-se? (II)*

in Portugal

by ODiario.info

Manuel Loff A preguiçosa e demagógica tese em causa não merece que se perca muito…
dezembro 14, 2019

Os extremos tocam-se? (II)*

in Portugal

by ODiario.info

Manuel Loff A preguiçosa e demagógica tese em causa não merece que se perca muito tempo com ela. Mas a questão do comportamento eleitoral das classes trabalhadoras exige reflexão, tanto mais que estudos sérios (neste caso sobre a realidade britânica) apontam para que “as desigualdades de classe relativamente à participação…

"Obrigado pela confiança que depositaram em nós", diz Boris Johnson

in Mundo

by Página Global

    Os Conservadores ganharam as eleições com maioria absoluta. Boris Johnson foi investido novamente…
dezembro 14, 2019

"Obrigado pela confiança que depositaram em nós", diz Boris Johnson

in Mundo

by Página Global

    Os Conservadores ganharam as eleições com maioria absoluta. Boris Johnson foi investido novamente como primeiro-ministro.   “Esta manhã fui ao Palácio de Buckingham e vou formar um novo governo. Na segunda-feira, os deputados vão chegar a Westminster para formar um novo parlamento. Estou orgulhoso por dizer que os…

Portugal | Professores consideram "uma verdadeira provocação" o aumento de 0,3%

in Portugal

by Página Global

    A Federação Nacional de Professores (Fenprof) considerou hoje "inaceitável" e uma "verdadeira provocação"…
dezembro 14, 2019

Portugal | Professores consideram "uma verdadeira provocação" o aumento de 0,3%

in Portugal

by Página Global

    A Federação Nacional de Professores (Fenprof) considerou hoje "inaceitável" e uma "verdadeira provocação" a proposta de aumentos salariais de 0,3% para 2020, acusando o Governo de "desvalorizar o trabalho" e "desrespeitar os trabalhadores".   O aumento "não é ridículo, nem absurdo, é uma verdadeira provocação", afirmou o secretário-geral…

Portugal | PS lidera intenções de voto e Livre perde quase metade da votação

in Portugal

by Página Global

    O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de…
dezembro 14, 2019

Portugal | PS lidera intenções de voto e Livre perde quase metade da votação

in Portugal

by Página Global

    O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro.   Num estudo efetuado pela Eurosondagem para o jornal Sol e o Porto Canal, os socialistas seguem…
  • Início

A campanha

(Daniel Oliveira, in Expresso, 13/12/2019)

Daniel Oliveira

 

Quem veja os telejornais conclui que temos o sistema de saúde do Burkina Faso. Quem leia o recente relatório da OCDE fica baralhado. Temos uma esperança de vida superior à média europeia, que aumentou, entre 2000 e 2017, cinco anos. Sobretudo por causa da redução da taxa de mortalidade por AVC e doenças cardíacas. Estamos melhor do que a média europeia na mortalidade por doenças evitáveis e tratáveis, temos uma baixa taxa de hospitalização evitável, excelentes taxas de vacinação e, ao contrário de verdades feitas, os tempos de espera para cirurgias programadas estão de novo a melhorar e continuam inferiores aos da média da OCDE.

Enquanto a economia nos deixa na cauda da Europa, temos um SNS de qualidade e com resultados acima da média e mais barato do que os outros. Fazemos melhor com menos. Mas o SNS é, com o sistema de pensões, demasiado apetitoso para se manter no público. É o último reduto do Estado social. O horizonte da campanha contra ele é o sistema que os EUA têm, onde a esperança média de vida caiu por três anos consecutivos.

As despesas de saúde per capita continuam 30% abaixo da média europeia, mas têm aumentado, o que demonstra que o sistema não é insustentável. Mas a despesa pública em saúde é menos de dois terços da média da OCDE, sendo o único país da UE em que é inferior a 2010. A comparticipação pública está abaixo da média europeia, o que tem sido compensado por mais despesa direta dos cidadãos (27,5%, contra 16% na UE).

Com o anúncio da “grande surpresa” deste Orçamento, que é uma vitória de Marta Temido sobre Centeno, o PSD disse que a ministra já não tem desculpas para falhar. Mas a suborçamentação é só parte do problema. Há a falta de médicos especialistas. O ininterrupto aumento do número de médicos, desde o início dos anos 70, teve um abrandamento na década cavaquista, quando se dificultou o acesso a medicina. Enquanto em 1996 o pico da idade dos médicos era entre os 36 e os 50, onde se concentra a maioria dos especialistas ativos, agora é o contrário. Recuperou-se e temos 10 mil médicos com menos de 31 anos (em 1996 eram dois mil), mas ainda sem especialidade. E é nas especialidades em que há carência que os privados mais pagam — têm metade dos anestesistas. No privado, que cresceu à custa de um músculo garantido pelo Estado e pela ADSE, chegam a pagar o dobro. É fácil ter dinheiro para isso quando só se...

Ler mais: A campanha

  • Criado em .
  • Visualizações: 40
  • Mário Simões Teles in 'O TORNADO'
  • Portugal

Seminário «Populismo, Democracia e Direitos Humanos»

Estes temas estiveram em debate no dia 7 de Dezembro. A Rede de Cidadania de Oeiras (RCO) realizou no passado sábado, na biblioteca de Oeiras, um colóquio sobre Populismo, Democracia e Direitos Humanos com as intervenções dos historiadores Professor Manuel Loff e Doutora Cecília Honório, contando também com o Dr. Luís Vidigal para uma visão a partir do movimento associativo e da cidadania.

 

Durante as quatro horas de debate plural e participado as muitas pessoas que encheram a sala colocaram perguntas e partilharam opiniões. Foram abordados múltiplos assuntos, com a apresentação de diversos pontos de vista, cujo eixo comum foi a preocupação pela salvaguarda da democracia.

A intervenção de Mário Simões Teles, dirigente da RCO e Capitão de Mar e Guerra, iniciou a sessão moderada pela Drª Aida Garcia.

 

Seminário «Populismo, Democracia e Direitos Humanos»

RCO / Oeiras, 7 de Dezembro de 2019

Nota de Apresentação

Em certo sentido podemos dizer que Alexandre «o Grande» foi o primeiro populista da História. Ao desfazer o nó com a espada desfez o cabo (a corda, para quem não usa terminologia náutica…). E terá sido tanto mais populista quanto ele próprio já se encontrava no poder. (Ressalve-se que, noutros assuntos, Alexandre terá sido, de facto, grande).

Uma das preferências das vias populistas de conquista do poder consiste em desfazer as formas da representação democrática que estão instituídas nas nossas sociedades. Com o argumento de que a representação está na posse exclusiva de uma elite, põe-se em causa a própria representação, mesmo quando se a utiliza e mesmo quando se pertence à elite. Formas dramáticas de populismo ocorreram em passados relativamente recentes, com nomes diversos, não se encare isso só de passagem. O mesmo será dizer que, em alguns casos, podemos estar hoje a chamar «populismo» a fenómenos que afinal já têm nome.

O que nos traz aqui é muito sério. Estamos a viver na encruzilhada das vias que permitem continuar em democracia e das vias que nos deixam a viver sem democracia. Como já ocorreu. Se nos limitarmos a reafirmar e a subscrever acriticamente o modo representativo da democracia estaremos a ser inócuos, ou irrelevantes, ou até ingénuos, visto que esse modo – tal como tem vindo a ser praticado – está eivado de condutas contranatura. Condutas que são brechas de entrada da bandeira dita populista. Se, em rumo inverso, enveredarmos por querer substituir o modo representativo pelo modo...

Ler mais: Seminário «Populismo, Democracia e Direitos Humanos»

  • Criado em .
  • Visualizações: 60

SNS – Problemas e soluções

 
Qualquer de nós que trabalhou em hospitais sabe que o que deseja a maioria dos recém-especialistas é ser contratada e ficar no SNS. Estará o Estado à espera que lhes aconteça como à menina do Capuchinho Vermelho e que venha um lobo e os coma? É que os lobos estão por aí. É o mercado…
 
 
Isabel do Carmo
7 de Dezembro de 2019
 

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) tem aparecido aos olhos do público como sendo um caos, mas não é um caos. Convém ver a quem aproveita esse retrato e claro que se chega facilmente à conclusão que aproveita a quem vive do negócio da saúde: serviços privados e seguros. Não é o caso dos profissionais do SNS, que acreditam que este é um serviço que está na base, a par da Educação e da Segurança Social, do que nos resta na luta pela igualdade. Serviço público baseado no Orçamento Geral do Estado (OGE), o qual vive sobretudo dos impostos, que são progressivos. Um esforço de compensação das desigualdades de rendimentos. É também para isto que servem os nossos impostos. Podemos ter uma doença crónica como a diabetes ou uma doença aguda como um infarto ou um acidente vascular cerebral, sem temermos ficar na miséria, endividados ou morrer sem assistência.

Mas é verdade que há problemas reais, que se podem localizar, aliás diagnosticados, sem que apareçam análises tranquilas no meio do tumulto. Há atrasos no acesso a consultas hospitalares? Quais, onde e porquê? Há atraso em cirurgias? Quais, onde e porquê? Há...

Ler mais: SNS – Problemas e soluções

  • Criado em .
  • Visualizações: 176

Saúde.pt: O interlúdio punk da corrida ao ouro

O debate sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS) encontra-se num interlúdio punk: ruidoso, agressivo, atonal e atordoador. Nesta fase confundem-se justas reivindicações sociais e profissionais com interesses individuais e sectorializados; misturam-se a filosofia e os objetivos do Serviço Público com a ideologia e o modus teórico-prático do mercado e amalgamam-se descontentamentos geradores de alarme social e de irritação profissional, convenientemente amplificados pelos media.

 

 

“Consolida filho, consolida, enfia-te a horas
certas no Casarão da Gabriela que o malmequer
vai-te tratando do Serviço Nacional de Saúde.”

(José Mário Branco em FMI)

 

O debate sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS) encontra-se num interlúdio punk: ruidoso, agressivo, atonal e atordoador. Nesta fase confundem-se justas reivindicações sociais e profissionais com interesses individuais e sectorializados; misturam-se a filosofia e os objetivos do Serviço Público com a ideologia e o modus teórico-prático do mercado e amalgamam-se descontentamentos geradores de alarme social e de irritação profissional, convenientemente amplificados pelos media.

Este cenário de agitação sócio-política em torno do SNS foi exacerbado após a aprovação da nova Lei de Bases da Saúde (LBS) e encontra-se em fase aguda, agora, nas vésperas da discussão do Orçamento Geral de Estado (OGE) para 2020, o primeiro desta legislatura. De facto, o mero vislumbre da possibilidade de...

Ler mais: Saúde.pt: O interlúdio punk da corrida ao ouro

  • Criado em .
  • Visualizações: 288

Portugal/PSP | Manuel Morais alvo de processo disciplinar por criticar André Ventura

(Comentário

Algo de muito grave se passa na PSP nomeadamente na sua direção quando quem alerta para o aproveitamento partidário/fascista que foi feito da manifestação tem um processo disciplinar e aqueles que andaram com o deputado/fascista Ventura ao colo são defendidos pela direção da PSP

Isto num chamado Estado de Direito Democrático é inaceitável, muito perigoso e destrói qualquer confiança na PSP.

Entretanto o pseudo-ministro da Administração Interna (o inefável E. Cabrita) assobia para o ar e diz redondilhas politicamente inócuas como de costume. Ao qu' isto chegou!)

 
 
 
 
A direção nacional da PSP abriu um processo disciplinar contra Manuel Morais, ex-dirigente sindical e agente do Corpo de Intervenção, por ter criticado a presença de André Ventura na manifestação de polícias, no passado dia 21 de novembro.

Manuel Morais, cinco dias depois da manifestação confessou ao Expresso que "sentiu nojo... porque que André Ventura discursou durante o protesto dos policias". O agente do corpo de intervenção considera que o líder do partido chega assaltou a manifestação para promover a ideologia do partido Chega.
 
Manuel Morais justificou estas declarações na qualidade de um cidadão preocupado por ver André Ventura vestido com a T-Shirt do Movimento Zero a discursar no palco da organização, sem ser convidado pelos sindicatos que organizaram o protesto a defender ideias que promovem o castigo.
 
De...

Ler mais: Portugal/PSP | Manuel Morais alvo de processo disciplinar por criticar André Ventura

  • Criado em .
  • Visualizações: 118

Uma fractura social exposta

«É impressionante. São décadas da vida deste país!», afirmou Marcelo Rebelo de Sousa à comunicação social numa visita que fez ao Banco Alimentar Contra a Fome, para «testemunhar solidariedade» na véspera de esta associação iniciar um fim-de-semana de recolha de alimentos que distribuirá por «meio milhão de beneficiários». O presidente da República estava impressionado com o facto de esta estrutura estar prestes a iniciar a sua 58.ª campanha, cobrindo já trinta anos de actividade. Mas onde ele vê motivo para nos congratularmos mais acertadamente veríamos um sintoma de um problema grave e persistente, que várias décadas de democracia têm sido incapazes de resolver.

Portugal continua a ser um país profundamente desigual, com níveis de pobreza e exclusão social insuportáveis e vergonhosos para qualquer sociedade decente. A situação dura, de facto, há várias décadas, apesar dos avanços introduzidos com a instauração da democracia e com a construção do Estado social. A manutenção dos mais frágeis em situação de vulnerabilidade, bem como o agravamento das condições dos que durante um curto intervalo beneficiaram do «elevador social», perpassam as várias experiências neoliberais que o país conhece desde os governos de Cavaco Silva, continuam ou agravam-se após a adesão ao euro, e aprofundam-se ainda mais na sequência da crise iniciada em 2008, em particular após a aplicação do programa de «ajustamento» da Troika. A legislatura que se seguiu, nuns casos travou a espiral de...

Ler mais: Uma fractura social exposta

  • Criado em .
  • Visualizações: 78

Os piratas que vestem Benetton: o Corso Liberal

A denominada crise da direita portuguesa tem possibilitado o esquecimento da crise da social-democracia em geral, designadamente da europeia e até da portuguesa. Na atualidade mediática assiste-se apenas ao folhetim das disputas de liderança no PSD/PPD e no CDS/PP quando o debate ideológico na sociedade deveria ser bem mais consistente, profundo e esclarecedor.

Teresa Gago - 29 Outubro, 2019

 

Se não quiserem falar de capitalismo,
nada terão a dizer sobre fascismo.

Horkheimer, 1938

A denominada crise da direita portuguesa tem possibilitado o esquecimento da crise da social-democracia em geral, designadamente da europeia e até da portuguesa. Na atualidade mediática assiste-se apenas ao folhetim das disputas de liderança no PSD/PPD e no CDS/PP quando o debate ideológico na sociedade deveria ser bem mais consistente, profundo e esclarecedor.

Se por um lado a eleição de André Ventura pelo Chega provocou uma perplexidade enojada que dominou as críticas dos comentadores políticos parece que, por outro lado, a eleição do deputado da Iniciativa Liberal gozou de um “branqueamento” conivente com uma “aceitação normalizadora”. Apesar de ser compreensível a exacerbação das reações ao programa da ultra-direita social protagonizada pelo Chega, é deveras preocupante que o mesmo não aconteça quando se “… franqueia[m] as portas à chegada” da ultra-direita económica da Iniciativa Liberal.

A atribuição dos lugares no Parlamento é um fait-divers...

Ler mais: Os piratas que vestem Benetton: o Corso Liberal

  • Criado em .
  • Visualizações: 1027

Portugal | Aumento do Salário Mínimo Nacional

 
 
A falácia conveniente sobre o desemprego
 
António Fernandes, em Braga | Jornal Tornado | opinião
 
Contrariamente ao debitado em retórica de quem argumenta de que o eventual aumento do desemprego em vários milhares de postos de trabalho a extinguir futuramente terá a ver com o aumento do Salário Mínimo Nacional que, em Portugal, é dos mais baixos, senão o mais baixo em termos relativos, da Europa. Contra-argumento da seguinte forma.
O desemprego tenderá a aumentar assim como o trabalho precário mais as atividades sazonais como consequência resultante do acordo 4.0 em que a manufatura desaparecerá do processo de transformação da grande maioria dos produtos existentes na cadeia do consumo em todos os segmentos.
 
As mudanças introduzidas desde a extração ao consumo, por condição processual de exploração e transformação, futuramente, não necessitarão de mão de obra.
 
 
Ora, um dos problemas sociais consiste na distribuição da riqueza produzida que os detentores do poder político e financeiro não querem fazer. Detentores do poder, mas também, detentores dos mecanismos adequados ao controlo de todo o processo de transformação. Sendo que, no atual estádio da organização social estes dois poderes aparecem separados publicamente, mas sub-repticiamente entrosados.
 
Um entrosamento que não resolve o problema de fundo: se não houver consumo, a produção deixa de ter interesse e, não haverá mais valias para...

Ler mais: Portugal | Aumento do Salário Mínimo Nacional

  • Criado em .
  • Visualizações: 93
  • Rui Mendes in 'Navegando à Bolina'
  • Portugal

Zé Mário: havemos de mudar de vida


Ouvi-o hoje na rádio. Logo alguma  televisão deverá fazer-lhe uma "sentida" homenagem.
Porque morreu nesta terça feira cinzenta.
Durante décadas, com a breve exceção do tempo da Revolução, a comunicação social esqueceu-o, ostracizou-o. Amanhã continuá-lo-á a fazer.
Outros tempos hão-de vir...

Conheci, ainda adolescente,  as suas primeiras canções quando o pai, António Branco, recebeu, de França, uma cassete onde, entre outras, ouvimos  'a ronda do soldadinho'. Recordo o orgulho angustiado de um pai distante das agruras do seu filho desertor exilado.
O antifascismo pagava-se caro. A defesa da Paz e da Liberdade tinha um alto preço. Mais ainda se o fundamento era anticapitalista.
Talvez hoje alguns queiram travesti-lo de democrata acomodado ao sistema. Nunca o foi!
Soube sempre que Liberdade e Igualdade são duas faces da mesma moeda e nunca se vendeu.
Continuará presente de mão dada com quem quiser
"Dar um pontapé na morte! ,
Romper o cordão da sorte!,
Dar as mãos para o caminho!,
que isto não muda sozinho!,
Pôr em marcha o movimento!,
Mudar de vida
Acordar
Acordar o pensamento"
.
Até sempre camarada!





José Mário Branco - Mudar de Vida
Hesitei se havia de escrever esta canção,
porque a vida não se pode resumir numa canção.
Mudar de vida?
Mudar de vida é uma questão que ainda não está resolvida.
Mas o que é a minha vida, se não a própria vida que está contida em toda a força perdida, em toda a vida perdida, consumida, passada, repassada, ultrapassada como se não...

Ler mais: Zé Mário: havemos de mudar de vida

  • Criado em .
  • Visualizações: 240
  • Domingos Lopes in 'O Chocalho'
  • Portugal

Um homem sem aproveitamento

Felizmente que ainda há pessoas com uma alma gigante no que se refere ao empenho em agir sem pinta de aproveitamento político. Gente que não se comporta como os cucos.

Aquilo que dizem ou fazem resulta de uma cristalina alma lisa em toda a sua extensão. Sem gretas.

A alma de uma pessoa sente-se. Olha-se para os olhos da pessoa e vê-se, outras vezes para a linguagem corporal e sente-se. Outras ainda para a vida que o semblante carrega.

Em Portugal há uma grande quantidade de compatriotas que vivem no limiar da pobreza. A boa alma da Jonet quer ajudar os pobres a receberem o que os outros lhe reservam das suas disponibilidades e faz peditórios. É quase sempre por volta do natal.

Por ocasião desta quadra as almas são muito boazinhas. E a caridade fica sempre bem. O nosso Presidente, alma grande, não se esquece de ir embalar produtos angariados no banco alimentar(sempre os bancos) e lá aparece ele a dar a sua opinião (naquelas horas em que todos estão a olhar para os écrans) reclamando que cada um dê de acordo com as suas riquezas. Apesar do seu catolicismo não deu ainda a devida atenção ao ensinamento contido no Evangelho segundo São Lucas 21,1-4

Ele, entretanto,  já foi avisando que este ano só dá duas prendas e cada uma não pode passar os dez euros e vá lá vá lá…pode vir uma crise, nunca se sabe.

Discutiu-se na Concertação Social o aumento salário mínimo que pouco mais dá que para mais um cafézinho diário e durante uns tempos a discussão instalou-se. Os...

Ler mais: Um homem sem aproveitamento

  • Criado em .
  • Visualizações: 113

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate