Novas publicações

  • Entrada
  • Teresa Gago in 'O TORNADO'
  • Mundo

O que o COVID-19 nos ensinou sobre o Neoliberalismo

Durante esta pandemia tem sido revelado o espectro dos efeitos do neoliberalismo. Nem todos os países e regiões serão afetados da mesma forma. Nem todas as pessoas serão afetadas da mesma forma.

 

 

por Nela Porobić Isaković, Liga Internacional das Mulheres pela Paz e Liberdade | Tradução de Teresa Gago

A pandemia de COVID-19 tem exposto os efeitos tóxicos do sistema que domina há já longo tempo todos os aspetos das nossas sociedades. O neoliberalismo, como ideologia económica inserida no capitalismo, tem causado a depleção dos serviços públicos; tem transformado o ensino e os cuidados de saúde em negócios que visam o lucro; tem permitido o açambarcamento de lucros à custa da desvalorização profissional e salarial dos trabalhadores; tem favorecido a lucratividade de um mundo militarizado por contraposição à promoção da segurança humana e do bem-estar social e tem agravado as desigualdades entre as pessoas e os países.

Durante esta pandemia tem sido revelado o espectro dos efeitos do neoliberalismo. Nem todos os países e regiões serão afetados da mesma forma. Nem todas as pessoas serão afetadas da mesma forma. As possibilidades de autoisolamento social; de realizar teletrabalho; de acompanhar o ensino dos filhos; de encher a dispensa; de aceder aos cuidados de saúde e de ‘reconstruir’ a vida após a pandemia dependerá da classe social, do género, da raça, da idade e da localização geográfica.

Estamos numa encruzilhada

Embora com escalas diferentes, os problemas serão idênticos. Haverá impacto no desemprego (as empresas já estão a pedir resgates financeiros); o aumento das necessidades de cuidados sobrecarregarão as mulheres; o estado de emergência proclamado em todo o mundo terá efeito nas nossas liberdades e nos direitos humanos; a nossa mobilidade será diferente. Mas enquanto não podemos agir diretamente sobre o metabolismo viral, poderemos, sim, utilizar este momento para iniciar a transformação da nossa sociedade. As escolhas com que nos deparamos – localmente, regionalmente, nacionalmente e globalmente, são sucumbir ao ‘capitalismo de desastre’ (1) e ao credo neoliberal de cada um por si ou utilizar esta oportunidade para construir sociedades que encorajem a solidariedade, a igualdade e o cuidado pelo ambiente e pelas outras pessoas. Podemos começar a transformar a forma como interagimos uns com os outros e com o ambiente para que a resposta à crise permita não somente ‘achatar a curva’ no que concerne à...

Neoliberalismo, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 87

As contas fazem-se agora

Miguel Guedes - Músico e Jurista

Miguel Guedes

É liberal mas, meses depois de uma bela campanha de outdoors, o Estado assumiu-se na sua natureza indispensável e o Mundo encarregou-se de desabar sobre o fim das ideologias.

É empreendedor mas o "espírito de equipa" da padaria que coze salários mínimos não permite que se aguente um mês de remunerações dos seus precários. É pseudocientista mas esta coisa das vacinas para a Covid-19 afinal dava muito jeito que avançasse rápido. É negacionista climático mas isto de ter a natureza a ensinar-nos tanto sobre o respeito que deixamos de ter pelo Mundo em forma de vírus dá um calor tremendo e um calafrio dos diabos. É racista ou xenófobo mas ver brancos, pretos e amarelos a lutar pela mesma dita sobrevivência enquanto seres humanos é uma lição só comparável a ver europeus e americanos a disseminarem conscientemente a infecção a uma velocidade bem superior à dos asiáticos. Estes tempos não são fáceis para ninguém, muito menos para estes.

Há quem queira, com engodos de enguia, confundir ajuste de contas com as contas que devemos fazer. Um previsível movimento a apoderar-se do espaço mediático que pretende convencer-nos que não é o momento para dividir opiniões ou para ter uma visão crítica sobre políticas. Uma espécie de "igreja do fim dos dias" que exige que as contas se façam no fim, quando tudo isto passar, quando a epidemia se for, quando todos estivermos bem e nos recomendarmos uns aos outros. Uma corrente de opinião que, em nome do humanismo de pacotilha...

Memória, Ideologia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 124

OS PROFETAS DO VÍRUS

 
 
As pandemias têm as suas oportunidades de negócio. As entidades que montaram o Event 201 com um coronavírus inventado são as mesmas que se preparam para extrair avultados dividendos com o coronavírus verdadeiro.
 
José Goulão | AbrilAbril | opinião
 
No dia 18 de Outubro de 2019, dezena e meia de tecnocratas de luxo ao serviço das mais altas esferas do regime neoliberal globalista reuniram-se num hotel de Nova York para realizar «um exercício pandémico de alto nível» designado Event 201; consistiu na «simulação de um surto de um novo coronavírus» de âmbito mundial no qual, «à medida que os casos e mortes se avolumam, as consequências tornam-se cada vez mais graves» devido «ao crescimento exponencial semana a semana». Ninguém ouvira falar ainda de qualquer caso de infecção: estávamos a 20 dias de o jornal britânico Guardian noticiar o aparecimento na China de uma nova doença respiratória provocada – soube-se só algumas semanas depois – por um novo coronavírus. Os dons proféticos dos expoentes do neoliberalismo são, sem dúvida, admiráveis.
 
Segundo os meios oficiais de divulgação do Event 201, partindo da constatação de que existem cerca de 200 situações de índole viral por ano bastaram apenas três horas e meia aos especialistas «para concordarem que é apenas uma questão de tempo até que uma dessas epidemias se torne global – uma pandemia com consequências potencialmente catastróficas». Na situação por eles...

Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 355

O imperio e o capital não fecham ao domingo

Cartoon de McKey.

– Sobre os dilemas e inércias dos governantes durante a pandemia

por Rafael Poch

 

Perante uma crise de grande alcance histórico na qual há milhões de vidas humanas potencialmente em jogo, como a que estamos a entrar, o senso comum sugere uma pausa à lógica imperante, um recesso, uma jornada de descanso como a que o próprio criador se concedeu. Nada disso: império não fecha ao domingo.

Felizes foram os dias em que nos preocupava o risco de que Trump desencadeasse uma guerra contra o Irão, a virulência das tensões artificiais com a Rússia, a intensa guerra comercial e de propaganda contra a China, os incêndios na Califórnia ou na Austrália. Evitou-se o bombardeamento norte-americano do Irão, mas as sanções de Washington – o secretário de Estado, Mike Pompeo, acaba de anunciar o seu reforço – estão a aumentar ali os efeitos da pandemia.

É impossível comprar remédios e bens essenciais quando, segundo reputada Universidade Sharif de Tecnologia, em Teerão, já está a verificar-se uma morte a cada dez minutos, 50 novos afectados por hora (sexta-feira, 20/Março) e acenam-se cenários de 3,5 milhões de mortos. Isso seria mais que o triplo da mortandade provocada pela guerra com o Iraque nos anos oitenta. Na actual conjuntura – e isso é válido para Cuba, Venezuela, Coreia do Norte, Síria e outros – as sanções são puro terrorismo.

Enquanto na Califórnia se estão a abrir os cárceres na previsão de um contágio generalizado, em Gaza há dois milhões de palestinos – com 60...

Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 101

A CHINA PREPARA-SE PARA SER LÍDER GLOBAL

 
 
Um porta-voz do ministério das Relações Exteriores acusa Washington de introduzir o coronavírus no país. Xi Jinping ataca o “diabo branco”. Pequim contém a pandemia e assiste agora ao incêndio dos mercados financeiros do Ocidente
 
Pepe Escobar, no Asia Times | Outras Palavras | Tradução: Piero Leiner
 
Dentre os inumeráveis efeitos geopolíticos tectónicos do coronavírus, que são impressionantes, um já é claramente evidente. A China reposicionou-se. Pela primeira vez desde o início das reformas de Deng Xiaoping em 1978, Pequim considera abertamente os EUA como ameaça, declarou há um mês o ministro de Relações Exteriores Wang Yi na Conferência de Segurança de Munique, no pico da luta contra o coronavírus.
 
Pequim está modelando passo a passo, com todo o cuidado, a narrativa segundo a qual, desde os primeiros casos de doentes infectados pelo coronavírus, a liderança já sabia que estava sob ataque de guerra híbrida. A terminologia de que se serviu o presidente chinês é eloquente. Xi disse abertamente que se tratava de guerra. E que foi necessário iniciar uma “guerra do povo”, como contra-ataque. E descreveu o vírus como “um diabo”.
 
Xi é, por formação, confuciano. E, diferente de outros pensadores chineses antigos, Confúcio não admitia discussões sobre forças sobrenaturais e julgamentos depois da morte. Contudo, no contexto cultural chinês, “diabo” designa os “diabos brancos” ou “diabos...

Geoestratégia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 618
  • Domingos Lopes in 'O Chocalho'
  • Portugal

Não despedir. Apelos urgentes

 

Manuel Carvalho Da Silva
 
 

O tempo que vivemos é de exceção e de emergência. Ninguém sozinho, nenhuma família, nenhuma empresa, nenhuma organização está por si só em condições de responder aos desafios com que se depara.

A resposta tem de vir da ação solidária de todos os cidadãos e de todas as organizações. As medidas que agora se adotam têm de responder às premências e prioridades de hoje e salvaguardarem condições para se reconstruir a normalidade.

Hoje preocupamo-nos em primeiro lugar com a proteção reforçada dos mais velhos, com a proteção na doença a todos, com o abastecimento de bens e serviços indispensáveis, com o melhor funcionamento possível da economia. Entretanto a pandemia está a gerar mudanças múltiplas, outros tipos de “vírus” e novas fragilidades que nos poderão tolher o futuro se, agora, não adotarmos precauções.

Temos a obrigação de tudo fazer para que a crise pandémica não se transforme numa crise social sem precedente. Urge combater o “vírus” da permissividade perante o despedimento, da complacência com o desemprego e as precariedades, da tolerância face ao não pagamento dos salários e à perda de rendimento dos trabalhadores “independentes”. A generalidade das empresas não se aguenta entregue às regras do mercado. Será uma violência contra quem trabalha e contra o desenvolvimento da sociedade, o trabalho e o emprego ficarem entregues às regras vigentes do “mercado de trabalho” e a...

Emprego, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 124
  • Ladrões de Bicicletas (João Rodrigues)
  • Portugal

Da miséria editorial


É há muito evidente para qualquer pessoa minimamente atenta que os principais órgãos de comunicação social são controlados por uma tropa-fandanga neoliberal. É preciso dar nomes às coisas. Vejamos então dois editoriais, oriundos de jornais que se dizem de referência, de ontem: o Expresso, dirigido por João Vieira Pereira, e o Público, dirigido por Manuel Carvalho.

Pereira reconhece que o SNS foi fragilizado pela política de austeridade; política de que sempre foi um dos defensores, lembrem-se. A falta de memória acompanha a mais pura ofuscação, quando Pereira fala “da guerra ideológica, entre público e privado, fomentada pelos partidos de esquerda” em torno do decisivo SNS; um serviço que só estes partidos aprovaram, lembrem-se.

Tomando os leitores por idiotas, Pereira defendeu a necessidade de “colaboração” público-privada, quando todos os que se dão ao trabalho de ler tal jornal sabem da guerra ideológica que aí tem sido movida contra sector público, em nome da entrada do capital num sistema de provisão crucial: “clusters” da saúde, com muita publicidade aí misturada com escasso jornalismo. A austeridade, agora criticada com desfaçatez, tem sido só um meio.

De resto, não é de colaboração que hoje se trata, mas sim de requisição urgente de recursos ditos privados para os colocar ao serviço de toda a comunidade por puro pragmatismo, ou seja, por pura funcionalidade. A catástrofe eminente não se combate só com apelos, mas sobretudo com autoridade e planificação...

Comunicação, Neoliberalismo

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 151
  • Ladrões de Bicicletas (João Ramos de Almeida)
  • Portugal

A prioridade do Governo deve ser manter o emprego

O Governo, pela voz dos ministros das Finanças e da Economia, apresentou há instantes um conjunto de medidas de apoio à tesouraria das empresas e dos trabalhadores independentes, no âmbito do "estado de guerra" que toda a gente gosta de repetir.

Recorde-se que um "estado de guerra" é um daqueles momentos em que, na exaltação nacional e patriótica, deixa de haver barreiras para proteger o que poderá ser sagrado.

Nesse capítulo, as respostas dos dois ministros parecem sintomáticas do que poderá estar em jogo. Os apoios serão dados às empresas - foco central dos apoios públicos - e não se estabelecerá qualquer tipo de condição a esses apoios, nomeadamente qualquer interdição de despedir. E para cobrir eventuais efeitos negativos - na procura agregada - a Segurança Social aí estará para apoiar... não os trabalhadores, mas as famílias.

Quando os dois ministros foram questionados pelo jornalista da Lusa sobre se não se iria passar algo parecido com o que se passou em Itália, em que as empresas começaram a despedir (vidé caso recente da Continental com 270 despedidos), o presidente do Eurogrupo nada disse sobre isso. E o ministro de Estado e da Economia respondeu:

Neste momento estamos a anunciar um conjunto de medidas dirigidas às empresas e aos trabalhadores independentes. A sua função essencial é aliviar a pressão dos compromissos de tesouraria perante a banca, e perante a Segurança Social e o Fisco, e assegurar a liquidez suficiente para poderem ir mantendo e preservando...

Emprego, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 143

O ECLIPSE AMEAÇADOR DA UNIÃO EUROPEIA

 
 
A pandemia do novo coronavírus, como nenhuma outra situação, expõe a União Europeia como uma entidade que não existe para servir as pessoas mas para servir-se delas em favor dos interesses de castas.
 
José Goulão | AbrilAbril | opinião
 
União Europeia desapareceu, tragada pelas incidências da pandemia do novo coronavírus. Habituada a criar crises humanitárias em casas alheias, não sabe agora como lidar com um drama sanitário interno e responde da mesma maneira que perante as vagas de refugiados de que é responsável: barrica-se e, cá dentro, é cada um por si. Muito federalista quando se trata de cumprir o catecismo neoliberal contra os cidadãos, a União Europeia eclipsa-se quando é necessário socorrê-los.
 
Fustigada pela crise entre as crises, a Itália pediu à Comissão Europeia a activação do Mecanismo de Protecção Civil para poder contar com a ajuda dos Estados membros no combate à epidemia. Nesta Europa da «solidariedade» nenhum país se mostrou disponível para responder. O único auxílio estrangeiro que o povo italiano recebe é o da China – através de pessoal de saúde, instrumentos e material clínico; e a região da Lombardia, neste quadro, decidiu pedir auxílio a Cuba, sobretudo devido ao êxito de um medicamento cubano contra os efeitos do novo coronavírus (COVID-19), como tem sido testemunhado nas regiões chinesas mais atingidas. Havana respondeu afirmativamente, da mesma maneira que acolheu um cruzeiro britânico com passageiros...

União Europeia, Dossiê: União Europeia em reflexão, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 176

Que Direitos e Protecção Social para quem Trabalha

covid19 direitos dos trabalhadores

Isolamento profilático

1. Quem pode determinar o isolamento profilático?

O isolamento profilático de uma pessoa ou de uma instituição só pode ser declarado pela Autoridade de Saúde (delegado de saúde).

2. Como é emitida a declaração de isolamento profilático?

A declaração de isolamento profilático é emitida pela Autoridade de Saúde para cada trabalhador – ou aluno de um estabelecimento de ensino – em modelo próprio que está disponível em http://www.seg-social.pt ou http://www.dgs.pt

3. Como é que o trabalhador em isolamento profilático justifica as faltas ao trabalho?

A declaração de isolamento profilático funciona como documento justificativo de ausência ao trabalho, quer no caso de ser o próprio trabalhador a ser declarado em isolamento, quer no caso de o isolamento ser declarado para um filho menor de 12 anos ou, independentemente da idade, com deficiência ou doença crónica, e deve ser enviado para à respectiva entidade empregadora.

4. Quais os direitos de proteção social do trabalhador impedido temporariamente de trabalhar por estar em isolamento profilático?

Os trabalhadores por conta de outrem e os trabalhadores independentes em situação de isolamento profilático têm direito a um subsidio equivalente ao subsidio de doença com um valor correspondente a 100& da remuneração de referência; este subsídio não está sujeito a prazo de garantia, índice de profissionalidade ou período de espera.

5. Como se calcula a remuneração de...

Trabalho

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 194
  • Ladrões de Bicicletas (João Ramos de Almeida)
  • Portugal

A Mão Invisível

O 1º texto da coluna Mão Invisível, a  26/11/1983
Quer mergulhar nos últimos 40 anos da vida económica portuguesa e das universidades portuguesas?

Então tem de ver este filme: A Mão Invisível - uma história do neoliberalismo em Portugal


A Mão Invisível foi uma coluna do jornal Semanário - dirigido, entre outros, por Vítor Cunha Rego, Marcelo Rebelo de Sousa, Daniel Proença de Carvalho, José Miguel Júdice - que albergou nos anos 80, economistas para defender o primado do mercado, num país em que a Constituição defendia a irreversibilidade das nacionalizações, como instrumento público para o desenvolvimento do país.

Miguel Beleza, Jorge Braga de Macedo, António Borges, os irmãos Pinto Barbosa, Diogo Lucena, entre outros jovens formados nos Estados Unidos, defenderam todas as semanas que o país precisava de flexibilizar, desregular, desregulamentar, liberalizar, privatizar, tudo em prol da ideia de que o papel do Estado devia ser apenas o de um regulador.  Sim, porque o mercado - devidamente integrado nas regras da União Europeia - se encarregaria de produzir bons empresários, boas empresas, bons grupos económicos portugueses, uma boa distribuição da riqueza, a justiça e equidade sociais. Tudo sem o papel do Estado.

Essas ideias tiveram o apoio dos responsáveis do Estado português - na altura, Mário Soares era primeiro-ministro - para criar em Portugal uma universidade pública à imagem das norte-americanas  - a Universidade Nova...

Neoliberalismo

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 227

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
04, abril 2020

Secretário-geral da ONU reitera apelo por cessar-fogo global durante luta contra a COVID-19

in Mundo

    Nações Unidas, 3 abr (Xinhua) -- O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse na sexta-feira que a comunidade internacional deve se concentrar apenas na batalha contra seu inimigo comum…
04, abril 2020

Como combater a violência doméstica em meio ao confinamento da Covid-19

in Mundo

Especialistas do mundo todo indicam o confinamento como a melhor maneira de evitar a rápida disseminação da Covid-19. No entanto, várias organizações não governamentais (ONGs) e a Organização das Nações Unidas (ONU) indicam um aumento…
04, abril 2020

Quarentena de luxo

in Mundo

Quando se é o rei da Tailândia, há problemas do comum dos mortais que passam completamente ao lado. Ou dos quais é possível desviar-se em grande estilo. Enquanto os tailandeses se debatem com a doença…
04, abril 2020

Neoliberalismo contaminado

in Mundo

  02/04/2020 | Michel Husson  La novedad de la situación actual reside en la mecánica infernal que se ha desencadenado. En 2008 fue la esfera financiera la que encendió la mecha, que después de transmitió a…
04, abril 2020

Covid-19: Sugestão de experiências em África gera indignação

in Mundo

Investigadores franceses sugeriram, em debate televisivo, fazer investigações sobre o novo coronavírus em África o que gerou a indignação de alguns desportistas africanos, como Drogba e Demba Ba. CréditosMichele Cattani Jean Paul Mira, clínico do…
04, abril 2020

Mulher ferida em confrontos em Adroana

in Cascais

Por Redação 03 abril 2020 Uma mulher, 59 anos, ficou ferida na sequência de uma desordem, esta sexta-feira, à noite, em Adroana, tendo necessidade de ser transportada à urgência do Hospital de Cascais, apurou Cascais24.…
04, abril 2020

O Império Romano, a pandemia e o futuro

in Mundo

Vai a pandemia substituir a globalização pela "economia natural"? Vamos passar a economias nacionais de auto-suficiência? -1-   Não sou entusiasta de grande parte das análises que tenho lido sobre as consequências futuras da actual…
04, abril 2020

COVID19. Dois casos positivos fecham quartel dos Bombeiros de Cascais

in Cascais

COVID19 Por Redação 04 abril 2020 O quartel dos Bombeiros de Cascais encerrou este sábado, de manhã, depois de terem sido detetados dois casos positivos de Covid19 em dois bombeiros, confirmou, a Cascais24, Rui Rama…
04, abril 2020

Hotelaria e restauração afundam. Um terço falhou salários de março

  A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) disse esta sexta-feira que, neste momento, estão encerradas 75% das empresas do setor, de acordo com os resultados de um inquérito aos associados.  …
03, abril 2020

A Europa impotente face à perspetiva de uma tragédia global ? Texto 11.Caos na União Europeia: depois do MEE e…

in Mundo

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Texto 11.Caos na União Europeia: depois do MEE e dos Coronabond, agora a Terceira Via passa pelo Banco Europeu de Investimento .  Por Roberto Ciccarelli Publicado por…
03, abril 2020

Ferido grave em despiste na estrada que liga Malveira da Serra ao Guincho

in Cascais

Por Redação  03 abril 2020 ( em atualização) Um despiste de um veículo, esta sexta-feira, pelas sete horas da tarde, na estrada que liga a Malveira da Serra ao Guincho, provocou um ferido grave, confirmou,…
03, abril 2020

Um milhão de assinaturas apoia apelo da ONU para cessar-fogo mundial

in Mundo

  Uma petição lançada pela ONG Avaaz, em apoio ao apelo da ONU para um cessar-fogo mundial, devido à pandemia de covid-19, atingiu, esta quinta-feira, um milhão de assinaturas, numa altura em que os conflitos…
03, abril 2020

Tribunal da UE condena três Estados-membros por negarem asilo a refugiados

in Mundo

  O Tribunal Superior da União Europeia (UE) condenou a Polónia, a Hungria e a República Checa por violarem a lei europeia ao não darem asilo aos refugiados que chegavam do sul da Europa, que…
03, abril 2020

Por expor brasileiros à COVID-19, juristas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional

in Mundo

© REUTERS / Adriano Machado A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) apresentou uma queixa no Tribunal Penal Internacional (TPI), com sede em Haia, contra o presidente Jair Bolsonaro por crimes contra a humanidade…
03, abril 2020

A “diplomacia do coronavírus” pode aproximar a União Européia (UE) da Eurásia?

in Mundo

Paul Antonopoulos*   Global Research, April 03, 2020   A União Europeia (EU) e a União Económica da Eurásia (EEU), uma associação de estados pós-soviéticos, desempenham efetivamente uma função semelhante entre si como um bloco económico. Ao…
03, abril 2020

O melhor do Teatro Extremo, agora online

O Teatro Extremo junta-se ao movimento de partilha de peças online e apresenta alguns dos seus melhores trabalhos no YouTube, todas as sextas-feiras de Abril. Créditos / Teatro Extremo A iniciativa designada #teatroforadacaixanegra arranca hoje…
03, abril 2020

A Europa impotente face à perspetiva de uma tragédia global ? Texto 10. “UE e BCE, não é assim que…

in Mundo

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Texto 10. “UE e BCE, não é assim que se supera a crise”. O apelo de 110 economistas. Publicado por  em 24 Março 2020 (ver aqui) O Banco…
03, abril 2020

VIRAGEM DE PÁGINA GLOBAL

in Mundo

    Martinho Júnior, Luanda      As profundas alterações globais em curso estão em fase de agudização!...    Está a passar-se das alterações climático-ambientais, com toda a sua panóplia de fenómenos que tanto tem a…
03, abril 2020

Ministro a distância

A pouco mais de uma semana do início oficial do terceiro período, já todos perceberam que as escolas não abrirão tão depressa – e que o mais provável é que permaneçam encerradas aos alunos durante…
03, abril 2020

Cuidadores informais vão receber apoios a partir de abril (mas estatuto fica suspenso)

  Mesmo que os processos de reconhecimento do estatuto fiquem congelados, o Executivo garante que os cuidadores informais vão receber apoios a partir de abril.   Os apoios estão garantidos desde dia 1 de abril,…
03, abril 2020

Cientistas chineses desenvolvem máscaras eletrostáticas que aniquilam organismos virulentos (FOTO)

in Mundo

© AP Photo / Chsa Song Ho A Escola de Engenharia Mecânica e Elétrica da Universidade Eletrotécnica de Xian desenvolveu uma "máscara antiviral eletrostática" com um "purificador de ar" especial. O professor Tong Xufeng, desta…
03, abril 2020

Estamos todos no mesmo barco. Uns com boias, outros sem

(Daniel Oliveira, in Expresso, 03/04/2020) Daniel Oliveira   As medidas tomadas ao abrigo deste Estado de Emergência parecem-me genericamente acertadas para o agravamento controlado da pandemia e o perigoso período da Páscoa. Ir calibrando conforme…
03, abril 2020

O MONSTRO “INVENCÍVEL”

in Mundo

  Provocador, por onde passa obriga todos os Estados à genuflexão e os povos persignam-se. O ronco dos propulsores nucleares intimida, os radares espreitam e os sofisticados sistemas eletrónicos escutam e registam o mais ténue…
03, abril 2020

UE pede desculpas à Itália e promete 100 bi de euros para combater pandemia

in Mundo

© REUTERS / Remo Casilli A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pediu desculpas pela resposta descuidada que o bloco deu à Itália em relação à pandemia. "A Europa está hoje se mobilizando…

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate