• Início
  • Artigos
  • Cascais
  • Antiga Praça de Touros de Cascais vai receber habitação de luxo

cascais001Informação e opinião diversa que se refere ao concelho e suas freguesias.

Ruas à espera de alcatrão

SEJA UM REPÓRTER CASCAIS24 E ENVIE-NOS A SUA NOTICIA, FOTOGRAFIA OU VÍDEO PARA: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Reportagem JOAQUIM MARQUES

17/09/2018 

São quatro as ruas dos Campos Velhos, Bicesse, que esperam a colocação de tapetes de alcatrão, que tardam.


Na rua das Camélias, por exemplo, existem tampas de esgoto elevadas, à espera de alcatrão.

O mesmo acontece nas ruas Associação de Campos Velhos, das Dálias e das Orquídeas.

Os Campos Velhos situam-se entre Bicesse e Manique de Baixo, na freguesia de Alcabideche.

Faz dois anos em novembro próximo que os Campos Velhos foram alvo de trabalhos de requalificação por parte do município, os quais, pelos vistos, não chegaram a todas as artérias.

Ver o original em "CASCAIS24" na seguinte ligação::

http://www.cascais24.pt/p/rua-dos-campos-velhos-espera-de.htmlhttp://www.cascais24.pt/p/rua-dos-campos-velhos-espera-de.html

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 1

Carreiras não explica obras ilegais no Saint Dominic`s International School e acusa CASCAIS24 de ser “sensacionalista"

Atual


Como é possível, um ano antes da cedência de terrenos ser aprovada pelo executivo e pela Assembleia Municipal, a Saint Dominic`s International School ter iniciado as respetivas obras em Polima? Esta é a grande questão que está no centro de uma não menos grande polémica, que Cascais24 denunciou e o deputado municipal socialista Fernando Mota levou a plenário. 

Confrontado pelo presidente da Assembleia Municipal, Pedro Mota Soares, o chefe do chamado governo local de Cascais, Carlos Carreiras, não dá qualquer explicação cabal para as alegadas irregularidades e, antes, opta por acusar Cascais24 de estar ao serviço da oposição, ser "sensacionalista e alarmista".

“Desconheço o Orgão de Comunicação referido, embora com o mesmo nome, apenas tenho conhecimento da existência de um blogue, aliás criado tempos antes das eleições autárquicas e apenas para servir de ataques à maioria que lidera a autarquia, com nenhuma isenção e com sensacionalismo e alarme tenta servir as forças politicas minoritárias no executivo da Camara Municipal de Cascais”, começa por referir Carlos Carreiras no email enviado ao centrista Pedro Mota Soares.
O email de Carlos Carreiras para Pedro Mota Soares


Refugiando-se na “ignorância”, Carlos Carreiras escreve, ainda, no email enviado ao Presidente da Assembleia Municipal: “Desconheço o teor da notícia e muito menos as alegadas ilegalidades cometidas e só assim poderiam estar reunidas as condições...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 190

Antiga Praça de Touros de Cascais vai receber habitação de luxo

(Os cascalenses devem alegrar-se com a promessa de mais betão e umas centenas de habitantes no centro da vila.
Betão, sim mas "de luxo" e com imenso verde...nas maquetes (nos projetos publicitados há sempre muitas árvores e os terraços são sempre  relvados),
Desta vez a Teixeira Duarte desloca-se de Oeirasdesloca-se de Oeiras para Cascais para expandir os seus negócios (será que  Fernando Medina também lhe vai aqui comprar um apartamento?)
Parece que, finalmentefinalmente,  a Santa Casa da Misericórdia de Cascaisvai receber mais uns Milhões para tapar o seu eterno buraco financeiro.
E quanto pagaram os cascalenses (dos seus muitos impostos) para todo este 'processo' ?    
Responda quem sabe...
 
Comentário à seguinte notícia:)
 

A Teixeira Duarte está a promover um projeto no último terreno de dimensão disponível no centro de Cascais, na antiga Praça de Touros. Frederico Valsassina é o arquiteto e a Porta da Frente Christie’s comercializa.


O projeto há muito tempo aguardado, o que iria localizar-se na antiga Praça de Touros de Cascais é agora revelado. O ONE Living será um empreendimento residencial de luxo que tem a assinatura do arquiteto Frederico Valsassina e promovido pela Teixeira Duarte.

A Porta da Frente Christie’s é a empresa de mediação responsável pela comercialização e Rafael Ascenso, diretor geral da mediadora  de imobiliário de luxo, reconhece que o One Living apresenta um...

Municípo de Cascais, Betão

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 208

Procura de alojamento dispara em Cascais com novo campus de Carcavelos

f23307ac3fc64fee62598f8fa80cb4b3.jpg

Os munícipes de Cascais já pagaram mais de 10 Milhões de euros para assegurarem a «Californian Way Of Life» (a imagem de estudantes em fato de banho com a prancha debaixo do braço é um mimo de marketing!) dirigida pela Fundação privada onde o Grupo Jerónimo Martins é maioritário.

Os custos finais deste precipitado e controverso negócio camarário continuam no secretismo da maioria do Executivo Municipal.

Mas compreende-se a satisfação com que a "Deputy Manager" anuncia que o os proveitos da especulação imobiliária vão de vento em popa.

Cabe aos carcavelenses e aos paredenses (mas também a todos os cascalenses) aguentar com o congestionamento do transito  e com o aumento do custo devida que esta simpática Escola de Negócios nos veio impor pela mão da Câmara.

E havia outras soluções bastante melhores !

Comentário à seguinte notícia:


Segundo a plataforma de arrendamento para estudantes, o número de reservas aumentou 500% nos meses de junho, julho e agosto face a igual período do ano passado. Partilhar casa em Paço de Arcos já custa 447 euros.

Oeiras é a região onde a Uniplaces registou o segundo maior aumento no número de reservas, uma subida de 275% na procura face ao número de habitações arrendadas naquela zona no mesmo período do ano passado. Aqui, partilhar casa custa uma média de 442 euros.

Em Carcavelos, o aumento de 225% face ao ano passado resultou numa renda média mensal de 459 euros para o arrendamento de quarto em casa partilhada, a zona mais...

Municípo de Cascais, Gentrificação, Habitação

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 649

"Dia Europeu Sem Uma Morte na Estrada" vai ser assinalado em Cascais

Segurança

Por Redação
14/09/2018
Promovido em Portugal pela ANCIA (Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel), pela GNR e pela Associação Estrada Mais Segura, o “Dia Europeu Sem Uma Morte na Estrada” vai ser assinalado em Cascais, na próxima quarta-feira, dia 19 de setembro, com uma conferência a ter lugar no Centro Cultural de Cascais, confirmou, a Cascais24, fonte da ANCIA.

O Dia Europeu Sem Uma Morte na Estrada é uma iniciativa da TISPOL-European Traffic Police Network (representada em Portugal pela GNR), mas que tem âmbito europeu e usa a designação internacional de projeto E.D.W.A.R.D. (European Day Without a Road Death) consistindo num esforço pan europeu de coordenação de vontades por forma a atingir o importante objetivo de, pelo num dia, não haver perda de vidas humanas nas estradas da Europa.


Em Portugal, a ANCIA e as entidades parceiras vão desenvolver diversas iniciativas de sensibilização, entre as quais a promoção de uma conferência, a realizar no Centro Cultural de Cascais, na Av. Rei Humberto II de Itália, em Cascais, no próximo dia 19 de setembro, a partir das 12 horas. 

Esta conferência vai juntar os principais responsáveis das entidades com responsabilidades e interesse direto na prevenção da sinistralidade rodoviária, com vista a aprofundar uma reflexão que permita reforçar rápida e eficazmente o plano nacional de segurança rodoviária.


Para além de Paulo Areal, presidente de direção da...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 5

Repavimentação da calçada junto ao CRID deixa muito a desejar!

CIDADÃO REPÓRTER 

SEJA UM REPÓRTER CASCAIS24 E ENVIE-NOS A SUA NOTICIA, FOTOGRAFIA OU VÍDEO PARA: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.



Reportagem de MARIA JOÃO MENESES 
06/09/2018
Indignação é a palavra que me ocorre, com as obras de repavimentação em curso na rua de Faro, frente ao Centro de Reabilitação e Integração de Deficientes (CRID), no Alto da Castelhana, em Cascais.

Está a ser substituída a calçada antiga, por um pavimento que irá beneficiar os utentes e lojistas com incapacidade motora, nos acessos à fisioterapia e lojas circundantes.

Tudo estaria certo, não fosse o terem estreitado tanto o passeio que duas cadeiras de rodas não se podem cruzar.

Para além disso, a inclinação do pavimento vai obrigar os utentes a um esforço redobrado para se manterem no passeio.

O espaço alcatroado é grande o suficiente para que tivessem pensado num espaço dedicado a quem necessita de tratamento, bem como a quem transporta/aguarda os utentes.

Durante a semana o estacionamento é desordenado e não respeitam os traços de estacionamento de deficientes.

A cafetaria que tão útil se torna para quem aguarda por um utente do centro, deixou de ter espaço para esplanada.

As rampas abundam para uma área tão pequena; já tinham sido intervencionados os acessos às passadeiras junto à loja de material ortopédico e agora já estão a alterar tudo.

Alguém está a ganhar e alguns a pagar para estas alterações sem nexo, sem consulta de quem...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 3

Fogo destrói 3500 m2 de árvores e mato

Atual

                                                                                                                                                                           (Arquivo)
Por Redação
12/09/2018
Um incêndio, que deflagrou esta quarta-feira, à tarde, no Bairro da Cruz Vermelha, Alcabideche, destruiu uma área de 3.500 m2 de árvores e mato, confirmou, a Cascais24, José Palha Gomes, comandante dos Bombeiros de Alcabideche.

O fogo, de origem desconhecida, não colocou em risco quaisquer habitações, acrescentou Palha Gomes.

O alerta foi dado pelas 13h20 para um incêndio que consumia um "povoamento misto" no Bairro da...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 2

AVENTURA. Família açoriana que deu Volta ao Mundo à vela fez escala em Cascais

Atual


Capitão do Porto de Cascais com a família aventureira (Foto Autoridade Marítima Nacional)
Por Redação
10/09/2018

Uma família açoriana, pais e dois filhos, que fez escala técnica no Porto de Cascais antes de regressar à marina de Ponta Delgada, no final de uma Volta ao Mundo, à vela, viu o mérito do seu aventureirismo reconhecido pelo Capitão do Porto e Comandante Local da Polícia Marítima de Cascais, Capitão-tenente Pereira da Terra.


Aventura no mar durou 21 meses
Esta família, constituída pelo pai, João Armindo Furtado, 53 anos, pela mãe Joana Amen, 37, psicóloga, e os dois filhos, a Benita, 8 anos, e o Leonardo, 5 anos, largou da marina de Ponta Delgada, no dia 6 de novembro de 2016, a bordo um catamarã, “BENYLEO 2”, de 12 metros, para uma aventura à Volta do Mundo, à vela.


Armindo e Joana começaram a planear esta epopeia em 2012. O objetivo era “conhecer o Mundo, partilhá-lo, educar os nossos filhos e fazer algo com impacto social e ambiental, na procura de um mundo melhor!”, escreveu, então, o casal aventureiro.


Cascais foi a sua última paragem técnica antes de regressar a casa, a Ponta Delgada.


As crianças com Pereira da Terra (Foto Autoridade Marítima Nacional)
Rui Silva Pereira da Terra, o comandante da Capitania do Porto de Cascais, em representação da Autoridade Marítima Nacional e, curiosamente, também ele açoriano, natural do Faial, não quis deixar de congratular esta família de velejadores...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 3

Surfar fora de água na Feira do Artesanato

Desporto

Por Redação
08/09/2018

Discutir as potencialidades e o futuro do surf é o objetivo da Surf Out Portugal que, nos próximos dias 15 e 16 de setembro, vai reunir os principais intervenientes do setor e amantes deste desporto e estilo de vida na Feira de Artesanato do Estoril (FIARTIL). Sob um contexto único, promete ser uma experiência imersiva no surf, mas fora de água.
 

Idealizado e organizado pelos irmãos Patrick e Salvador Stilwell, surfistas desde crianças, este evento visa ser uma plataforma de diálogo para o setor do surf e o local para a criação de uma relação mais profunda entre as marcas e o seu público, nesta fase notável que o surf atravessa em Portugal.

Irmãos Patrick e Salvador Stilwell
“Nos últimos anos, o surf teve um forte crescimento em Portugal e continua atualmente numa ascensão muito positiva, mas não há uma estrutura para agarrar novas ideias, não há um ecossistema preparado para absorver, desenvolver ou financiar novas ideias no setor. E nós queremos ajudar a criá-lo”, declara Patrick Stilwell.

O programa conta com uma série de conversas com figuras de relevo do setor, que vêm partilhar a sua experiência e debater a atualidade do surf nacional e todo o seu potencial, tanto a nível económico como turístico. Trata-se das Surf Talks, que têm o cunho do Turismo de Portugal e vão contar com nomes como o de Tiago Pires, ex-surfista do World Tour e fundador da ReAct Sports Management, Francisco Spínola, head da WSL...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 3

Segurança de discoteca do Tamariz suspenso depois de violentas agressões

Segurança

Por Redação
13/09/2018

O Grupo Protecção Total, encarregue da segurança na discoteca Tamariz, no Estoril, suspendeu um segurança que, de acordo com um vídeo posto a circular nas redes sociais, espancou um jovem cliente, com pontapés, joelhadas e murros na cabeça, faz esta quinta-feira uma semana.

Nos 23 segundos de duração do vídeo, vê-se dois seguranças, um dos quais a agredir brutalmente o jovem, que não esboça qualquer reação, aparentando até estar inconsciente.

Cascais24 apurou junto de fonte policial que, pelo menos, até ao momento, não foi formalizada qualquer queixa por parte da vítima.

Já António José Foito, diretor de operações do Grupo Protecção Total, com sede em Lisboa, confirmou as agressões ao Jornal de Noticias (JN) e garantiu mesmo que o segurança foi suspenso no âmbito de um processo disciplinar.

Ainda segundo o diretor de operações da empresa de segurança, o incidente terá começado no interior da discoteca. "Um jovem estava alcoolizado e a ultrapassar todos os limites. Foi-lhe pedido para sair e ele acatou a ordem. Mas à porta da discoteca, agrediu o vigilante com um murro na cara", explicou.

O segurança descontrolou-se e acabou por espancar o jovem no exterior do clube de diversão noturna. António José Foito considerou o comportamento do segurança como “um ato inadmissível" e revelou ao JN que o mesmo foi suspenso de funções e alvo de um processo disciplinar. "Trabalha na empresa há algum...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 3

CUF vai dar “mega” aula de Suporte Básico de Vida este sábado na Baía de Cascais

Saúde

Por Redação
13/09/2018

Aprender a Salvar Vidas é o objetivo da “mega” aula de Suporte Básico de Vida, promovida pelo Hospital CUF Cascais para assinalar 10 anos de presença no concelho, que vai ter lugar este sábado, entre as 10h00 e as 13h00, na praça 5 de Outubro, na Baía de Cascais.

Esta ação de masstraining , que conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais e a participação de mais de uma centena de pessoas, é coordenada pelos profissionais de saúde da Academia CUF - entidade responsável pela formação, ensino e investigação de todas as unidades de saúde CUF .

Praça 5 de outubro vai ser palco este sábado da "mega" aula
A iniciativa destina-se à comunidade de Cascais e é totalmente gratuita. A participação implica inscrição prévia no site www.saudecuf.pt/academia-cuf/eventos/eventos/aprender-a-salvar-vidas-mass-trainning-sbv-cascaiswww.saudecuf.pt/academia-cuf/eventos/eventos/aprender-a-salvar-vidas-mass-trainning-sbv-cascais ou no local, no dia do evento, devendo os participantes ter idade superior a seis anos.

Desde a chamada do 112, às informações a transmitir aos profissionais do INEM, passando pelas manobras mais eficazes de reanimação que serão testadas em manequins preparados para o efeito, a ação consiste no ensino da prática de Suporte Básico de Vida (SBV) e pretende dotar os participantes com conhecimento que lhes permite agir adequadamente em caso de emergência. Uma aprendizagem que pode significar, em muitos casos, o salvamento de uma vida.

Esta iniciativa de Masstraining de Suporte Básico de...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 2

Câmara promete refeições escolares com mais qualidade neste ano letivo

Atual

Por Redação
14/09/2018

A partir de segunda-feira, os alunos dos 35 jardins de infância e escolas do 1.º Ciclo do concelho de Cascais passam a contar com um serviço de refeições com melhor qualidade, promete a Câmara Municipal de Cascais, segundo a qual as ementas passam a incluir obrigatoriamente carne de “categoria talho” como bifes de alcatra, pojadouro e vazia e “peixe nobre” como pescada n.º 5, lombo de cherne, salmão ou bacalhau crescido.

As refeições são fornecidas pela ITAU - uma sociedade de restauração coletiva, do grupo Trivalor (GSPS) - que ganhou com o preço mínimo exigido (2,02€), apresentando uma ementa e um quadro de pessoal acima do mínimo exigido, diz o município. O preço de € 2,02 + IVA por refeição, representa um aumento de 63,4% face ao preço até agora em vigor, mas este será suportado integralmente pela Câmara Municipal de Cascais, que garante não existir qualquer alteração do preço que os encarregados de educação pagam por cada refeição dos seus educandos.


Carlos Carreiras
“Partimos do reconhecimento de que, por maiores que fossem os esforços das empresas, os índices de qualidade que pretendemos nas refeições das nossas crianças não eram atingidos com requisitos impostos centralmente e que conduziam a uma sobreposição do fator preço sobre a qualidade. É irrelevante saber de quem é a responsabilidade. Porque as pessoas, sobretudo as crianças, são sempre da nossa...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 24
  1.   1 Comentar
  2.   24 Views
  Administrador — Sabemos que os anúncios da Câmara devem sempre ser lidos com muitas reservas. Reinventar a realidade é a especialidade do 'marketing' camarário. Mas admitamos que esta notícia corresponde a uma iniciativa municipal que é para ter continuidade e não apenas para dar nas vistas agora que o presi......

Condutor encadeado pelo sol atropela criança de 10 anos na passadeira

Segurança

Por Redação
13/09/2018
Uma criança, de 10 anos, foi atropelada na passadeira, na Galiza, em São João do Estoril, esta quinta-feira, ao final da tarde, e transportada pelos Bombeiros do Estoril à urgência pediátrica do Hospital de Cascais.

O alerta foi dado pelas 18h26 e a criança apresentava ferimentos leves e, depois de estabilizada, foi transportada à unidade hospitalar, disse, a Cascais24, Ricardo Pires, comandante dos Bombeiros do Estoril.

O acidente registou-se quando a criança, que atravessava uma passadeira, foi colhida por um veículo, cujo condutor terá alegado ter ficado encadeado pelo sol.

Nas operações de socorro estiveram mobilizados 9 operacionais, apoiados por 4 veículos, dos Bombeiros do Estoril, a moto do INEM e, ainda, uma patrulha móvel da PSP, que registou  a ocorrência.

 


Ver o original em "CASCAIS24" na seguinte ligação::

http://www.cascais24.pt/p/blog-page_404.htmlhttp://www.cascais24.pt/p/blog-page_404.html

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 5

Repavimentação da calçada junto ao CRID deixa muito a desejar!

 

Reportagem de MARIA JOÃO MENESES 
06/09/2018
Indignação é a palavra que me ocorre, com as obras de repavimentação em curso na rua de Faro, frente ao Centro de Reabilitação e Integração de Deficientes (CRID), no Alto da Castelhana, em Cascais.


Está a ser substituída a calçada antiga, por um pavimento que irá beneficiar os utentes e lojistas com incapacidade motora, nos acessos à fisioterapia e lojas circundantes.


Tudo estaria certo, não fosse o terem estreitado tanto o passeio que duas cadeiras de rodas não se podem cruzar.


Para além disso, a inclinação do pavimento vai obrigar os utentes a um esforço redobrado para se manterem no passeio.


O espaço alcatroado é grande o suficiente para que tivessem pensado num espaço dedicado a quem necessita de tratamento, bem como a quem transporta/aguarda os utentes.


Durante a semana o estacionamento é desordenado e não respeitam os traços de estacionamento de deficientes.


A cafetaria que tão útil se torna para quem aguarda por um utente do centro, deixou de ter espaço para esplanada.


As rampas abundam para uma área tão pequena; já tinham sido intervencionados os acessos às passadeiras junto à loja de material ortopédico e agora já estão a alterar tudo.


Alguém está a ganhar e alguns a pagar para estas alterações sem nexo, sem consulta de quem por aqui tem de passar o seu dia.


Indignação é o que me ocorre.

Ver original em 'CASCAIS24'Ver original em 'CASCAIS24'

 

 

Municípo de Cascais

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 14

GERIR SERVIÇO PUBLICO NÃO É ISTO!

Authors: Rui Ribeiro in PENSAR MAIS CASCAIS

Lixo em Carcavelos

 As queixas vão aparecendo, algumas com forte veemência dos munícipes, acerca da recolha de resíduos, da limpeza urbana e da falta de qualidade do serviço prestado pelas empresas ou serviços municipais na zona da grande Lisboa.

Sintra é um foco, especialmente na zona mais rural, que já mereceu até reportagem televisiva.

 https://www.youtube.com/watch?v=Zst5EvqiNLc
Oeiras é, de há uns anos a esta parte, um exemplo de como é possível estragar um serviço municipal que já foi um exemplo nacional nos anos noventa!
Cascais, que criou a sua empresa Cascais Ambiente em finais de 2005, e a que tive a honra de estar ligado à sua criação e organização dos serviços presidindo ao seu conselho de administração inicial, foi um exemplo de excelência durante uma década, mas começa agora a apresentar sinais de desnorte e de falta de sintonia com os objetivos essenciais que uma empresa deste tipo deve atingir: servir bem os seus munícipes na busca de uma cada vez maior eficiência.
Qual é afinal o problema comum a estas empresas e serviços municipais?
Estado habitual da envolvente de ecopontos em Oeiras
A um dado momento parece haver aqui uma inversão de valores desprovidos completamente de sentido. De repente parece que deixa de ser a empresa a ter que servir de forma adequada os munícipes para passarem a ser os munícipes que têm que servir as empresas ou...

Municípo de Cascais, Ambiente

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 22

A LEI É PARA CUMPRIR OU HÁ EXCEPÇÕES?

Authors: Rui Ribeiro in PENSAR MAIS CASCAIS


Por vezes pergunto-me se ainda haverá esperança para a sociedade portuguesa.
Enraizou-se de tal forma o hábito de não ligarmos ao que nos rodeia, não ligarmos aos outros, não pensarmos no todo, na comunidade, que permitimos que os “espertos” ocupem lugares chave na sociedade e nos conduzam à condição de súbditos, de escravos da pouca vergonha.
Sempre entendi que um Partido Político tem que ser uma entidade de bem, tem que defender um modelo claro de sociedade, de soluções para os problemas da comunidade, das pessoas, do território, do país.
Sempre entendi que um Partido Político não é uma coisa abstrata, é o espelho das pessoas que nele militam e especialmente dos que ocupam lugares dirigentes.
Sempre entendi que os dirigentes políticos dos Partidos Políticos têm que ser pessoas de bem, sérios, com pensamento político claro e bem explicado à comunidade que é chamada a acreditar neles e a votar nos diversos processos eleitorais.
Algum dos meus leitores tem lembrança da última vez em que sentiu isso em relação a um Partido Político ou a um dirigente de um Partido Político?
Pois, se quiserem fazer um processo de raciocínio sério não se lembram. Eu também não.
Deixámos de exercer o direito de exigir seriedade e cumprimento das promessas feitas aos nossos políticos há muito tempo. Deixámo-nos adormecer com este cantar das várias sereias que nos entram pelos olhos e ouvidos...

Partidos

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 157

CP corta 3 mil lugares por hora na Linha de Cascais

Os comboios da Linha de Cascais vão voltar a partir a cada 12 minutos em hora de ponta, depois do corte de um comboio durante Agosto, mas as composições vão passar de sete para quatro carruagens.

Um comboio da CP percorre a linha de Cascais antes de chegar à estação da Cruz Quebrada, em Oeiras. 23 de Junho de 2014CréditosMário Cruz / Agência LUSA

A partir de domingo, dia 9, a CP vai retomar os horários em vigor até ao início de Agosto na Linha de Cascais, com cinco comboios por hora, circulando com intervalos de 12 minutos – ao contrário dos actuais quatro, a sair a cada 15 minutos. Mas a oferta não vai regressar à situação anterior e, por hora, o número de lugares sentados vai ser bruscamente reduzido, mesmo em relação ao que se verifica desde 5 de Agosto.

Em vez de composições de sete carruagens, vão passar a circular apenas quatro carruagens, o que implica uma redução imediata de 1511 lugares sentados por hora, valor que ascende a 2855 quando comparado com a situação anterior. A CP justifica a redução com a idade avançada do material circulante, que entrou ao serviço na década de 1950, e com a intenção de poupar na manutenção, noticia o Público na edição de hoje.

O anterior governo colocou a Linha de Cascais na lista de privatizações, uma intenção que foi travada com a derrota do PSD e do CDS-PP nas eleições de 2015, mas o governo do PS não inverteu a degradação e o desinvestimento na infra-estrutura e no material circulante. A maioria do PSD e do CDS-PP na...

Transportes

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 132
  • jorge rocha in 'Ventos Semeados'
  • Cascais

A essência destrutiva dos que andaram a desmandar, a vocação construtiva dos que agora mandam!


Na vigência da atual maioria parlamentar já foram criados mais de quinhentos mil empregos, devendo-se destacar o ingresso em força das mulheres no mercado do trabalho, onde já constituem quase metade de quem nele labuta. Mas não só, porque foram quase 220 mil os enquadráveis no escalão etário entre os 55 e os 64 anos a obter uma colocação para que tendiam a descrer que lhes voltasse a estar acessível.
Segundo os números agora conhecidos se o governo de Passos Coelho e Paulo Portas tinha conseguido que mais de 510 mil pessoas perdessem o seu emprego, o atual não só já os recuperou como os superou.
Há dias um amigo meu manifestava-se enfadado com o facto de estar aqui sempre a separar as águas entre as direitas e as esquerdas. Mas como ignorar que os factos demonstram quão destrutivas são aquelas ao contrário das forças políticas atualmente maioritárias no Parlamento.
Eu sei que ainda há poucos anos surgiam uns doutos senhores a perorarem sobre já não se justificar a divisão política entre esquerdas e direitas, mas isso era o que eles pretendiam inculcar na mente dos mais atoleimados. Na realidade, num contexto em que os muito ricos vão-se reduzindo em número para que os 99% restantes fiquem com umas migalhas, faz todo o sentido denunciar as desigualdades e combatê-las ativamente. Tarefa incontornável de quem sabe crepuscular o capitalismo e o quer atirar abaixo da linha do horizonte para que outra realidade, mais justa e igualitária tenha...

Geringonça

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 16

O País e o Mundo

Ainda não há discussões.

- Plataforma Cascais no Facebook

LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
Contacto: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 

SSL Certificate
SSL Certificate

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha