Política externa

Um jornal com múltiplas escalas

A política externa nacional é talvez a área onde é maior o conformismo intelectual e político, sendo raras as vozes dissonantes. O chamado extremo-centro nacional é aí absolutamente dominante, imaginando-se algures entre Washington e Bruxelas.
 
A situação em termos de debate público parece ser ainda pior do que na área da política económica, onde de resto as relacionadas determinações externas parecem ser igualmente avassaladoras. Enfim, numa área destas, Augusto Santos Silva está como peixe em águas mais ou menos profundas. Os resultados do que, apesar de tudo, não podem deixar de ser escolhas de política externa são embaraçosos e emergem nas redes sociais e tudo. Não deixem de ler o editorial, da autoria de Sandra Monteiro, no Le Monde diplomatique - edição portuguesa: “Estas escolhas, apresentadas como «naturais», e portanto pouco questionadas, estão na origem de um debate demasiado pobre, e subalternizado, sobre as modalidades actuais de inserção no projecto europeu, nas suas instituições e na sua moeda única, responsáveis por crises de repetição. Mas ajudam também a explicar por que quase não existe debate sobre os vários tipos de embaraços externos a que expõem o país em terrenos como a América Latina ou o Médio Oriente – justamente pela transformação do «laço transatlântico» em «desígnio nacional».” Entretanto, neste número de Janeiro do jornal podem ler, entre outros, um artigo de José Reis sobre um modelo de regionalização, tomando por referência o recente Relatório Cravinho. Trata-se de evitar uma crise territorial eminente, para a qual este economista político tem vindo a alertar nas páginas deste jornal, produto de um perigoso crescimento dito unipolar, cada vez mais concentrado na Área Metropolitana de Lisboa. A economia política dominante gera vulnerabilidades em múltiplas escalas. E, sim, isto está mesmo tudo ligado.

Ver original em 'Ladrões de Bicicletas' (aqui)

Publicações mais recentes

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate