O pouco que sei sobre delação premiada

(Francisco Louçã, in Expresso, 14/12/2019)

 

O debate sobre a eventual introdução do princípio da “delação premiada” no direito português estava bem enterrado, desde que a ministra da Justiça, numa conferência em que participou o articulador do golpe judiciário no Brasil, Sérgio Moro, recusou essa escolha e explicou porque é que ela é contraditória com os princípios da justiça democrática. Ressurge agora na onda de uma notícia sensacional acerca dos estudos preparatórios de um grupo de trabalho para a proposta de uma estratégia anticorrupção.

E AS DECLARAÇÕES FALSAS?

No caso brasileiro, sabemos bem como funcionou esta norma da delação premiada. Moro, juiz e atual ministro bolsonarista, em articulação ilegal com o Ministério Público, consoante foi revelado pela imprensa, negociou, convidou e orquestrou delações, terá ocultado provas relevantes sobre agentes políticos que queria proteger, divulgou frases escolhidas de escutas telefónicas para afetar os resultados eleitorais e concluiu com uma condenação alegando a sua presunção sobre a responsabilidade do crime, mesmo aceitando que este não tivesse sido demonstrado em tribunal. Entretanto, alguns dos delatores já negaram as suas declarações iniciais, afirmando que foram pressionados e instrumentalizados pelas autoridades. Aqui está o risco do expediente: pode permitir tanto o apuramento da verdade como a manipulação, pois só depende da escolha pessoal do guarda da lei investigar com rigor ou, pelo contrário, criar uma narrativa falsa e trocar a confirmação por um prémio. No segundo caso tornam-se possíveis a distorção política ou económica, o ajuste de contas, até a conspiração (no Brasil deu-se até o caso de o procurador-geral ter confessado ter pensado em assassinar um dos juízes do Supremo Tribunal para melhor conseguir o seu intento nestes casos de delação premiada).

Pode-se alegar que declarações falsas podem sempre ocorrer em tribunal. Sim. Mas o que se pode evitar é que sejam instigadas pelos guardas da lei para falsificar a justiça. Num dos processos mais mediáticos da vida portuguesa, o caso Casa Pia, os investigadores da polícia mostraram às vítimas ou testemunhas um dossiê com fotos de várias pessoas escolhidas com algum critério desconhecido, como o cardeal patriarca ou o presidente do Parlamento, para ver se algum deles era apontado. Tratando-se de quem era, a confusão entre a memória de eventuais abusos e o mero reconhecimento da imagem de uma figura pública conhecida na televisão era um risco, porventura calculado. Em todo o caso, também neste processo algumas das vítimas ou testemunhas vieram mais tarde a renegar as suas declarações.

UMA JUSTIÇA COM REGRAS JUSTAS

Tratando-se de um contexto judicial e socialmente incomparável, o que o caso nos lembra é que, se pode haver sempre declarações falsas, o que não pode existir é um sistema que as estimule. A partir daí, como se verifica no Brasil, a justiça passaria a ser um braço de uma milícia política. Percebo por isso que para a direita, que se rendeu ao bolsonarismo, esta promoção da “delação premiada” seja a promessa entusiasmante de uma nova forma de violência, com o amesquinhamento das regras da justiça democrática, e que para a esquerda ela cheire demasiado a Moro.

Nessa regra arbitrária a justiça morre: alguns notarão como, no Brasil, é impossível investigar o enriquecimento do Presidente ou as acusações sobre a eventual relação dos seus filhos com gangues criminosos do Rio de Janeiro. Mesmo assim, e talvez por receio desta imagem de impunidade, o Parlamento e o Senado brasileiros recusaram esta semana duas medidas propostas pelo ministro Moro, o plea bargain, a troca de uma confissão por uma condenação leve sem julgamento, e a “exclusão de ilicitude”, quando um polícia assassina alguém (no Rio de Janeiro a conta, até outubro deste ano, vai em 1546 mortos), e ainda impuseram um “juiz de garantias”, que orienta a investigação mas não é quem julga o caso (ao contrário do que aconteceu com Moro julgando Lula).

MEDIDAS FORTES CONTRA A CORRUPÇÃO

O problema que nos resta, no entanto, é maior do que este jogo político. É saber se e como se combate a corrupção em Portugal sem ser pela via, sempre perigosa, da violação da justiça. Pode-se e devem-se promover vários canais de informação sobre crimes que sejam ­meios de obtenção de prova segundo regras bem definidas, que não permitam o abuso da falsificação, mas o cerne da questão é, como é evidente, o dinheiro. Se queres combater a corrupção, vigia o dinheiro, as contas bancárias, as compras de bens de luxo, as transferências para o estrangeiro, não há outra via mais consistente e, aliás, protetora dos direitos democráticos. Hão de me dizer se há alguma forma de um corrupto receber a sua maquia que não seja detetável por um acesso dos investigadores ao rasto do dinheiro.

Por isso perdoem-me a franqueza, mas já não tenho pachorra para declarações enfatuadas sobre o combate à corrupção vindas de quem protege o segredo dos tráficos do dinheiro, incluindo o da corrupção, e chama “devassa” ao princípio da transparência.



Os 17% valem mais para os pobres ou para os ricos?

Dentro de dois dias saberemos o que a nuvem de jogos comunicacionais ocultou até agora, todas as contas do Orçamento. A semana foi animada, em todo o caso. No sábado passado, a notícia era que o Governo ia de vento em popa com o PSD-Madeira, calculando uma engenhoca com o PAN e o Livre, tudo demasiado implausível e a cheirar a esturro. Depois, na quarta-feira, o Governo cedeu a propostas da esquerda para salvar o SNS (e porque se perdeu tanto tempo?), tentando ofuscar nesse dia a realidade cruel de três milhões de pensionistas e funcionários públicos que perderão poder de compra por mais um ano (só para os pensionistas pobres o Governo acabará por ceder um aumento extraordinário). Em tudo isto, o Governo procura agir como se tivesse maioria absoluta, embora, tendo rejeitado acordos com objetivos para quatro anos, que organizassem a relação com outros partidos em torno de metas comuns, o risco de ser vencido no Parlamento em medidas concretas é exponencialmente maior. É mesmo caso para dizer que o Governo criou um incentivo para que isso aconteça, como no IVA da eletricidade, em que se enredou em contradições bizarras (propõe este ano o que recusou no passado, convencido de que a UE rejeitará a sugestão), aliás para mostrar, com o truque, que espera que fique tudo na mesma.

Talvez esse sonambulismo da proposta tenha motivado um novo argumento contra a descida do IVA. Foi Vítor Escária, um economista destacado e que foi assessor de governos PS, quem veio a terreiro: deve recusar-se a redução deste IVA de 23% para 6% por beneficiar mais as famílias com mais recursos. Escreve ele: “É verdade que a despesa em energia elétrica representa para as famílias com menores rendimentos uma proporção maior do que o seu rendimento (12,3% para as famílias do primeiro decil face a 2,1% para as famílias do decil mais elevado). Elas beneficiam por isso mais em termos relativos da redução da tarifa. Em termos absolutos a realidade é que a maior parte da redução de receita fiscal associada à medida estará de facto associada a poupanças para famílias de rendimentos mais elevados.” Leu bem? Queixa-se ele de que o valor absoluto da poupança (e da perda de receita fiscal) é maior para os mais afortunados, mesmo assinalando que os pobres gastam 12,3% do que têm na fatura da eletricidade e os ricos só gastam 2,1%. A frase está certa, mas a conclusão está errada. Devemos recusar esta alteração do IVA da eletricidade, uma das mais caras da Europa, dado que a perda de receita fiscal é maior em cima do que em baixo da escala social? A pergunta será então: quem ganha com a baixa do IVA?

Um Prémio Nobel da Economia, Daniel Kahneman, tratou este problema do “ponto de referência”. Um exemplo seria este: a Maria ganha 100 e paga uma fatura elétrica de 12,3; a Luísa ganha 1000 e paga 21 de eletricidade. Se o IVA baixar, a Maria poupa 1,6 e a Luísa 3,6, pois gasta mais. Mas a poupança da Maria é 1,6% do seu rendimento e a da Luísa é 0,36%. Para a Maria, o ponto de referência é melhor. O seu ganho relativo é o que lhe importa. Ela ganha com a medida. A redução deste IVA melhora a vida dos que pagam mais do seu rendimento pela sua fatura elétrica.173119173

Ver original em 'A Estátua de Sal' (aqui)

Artigos relacionados

Super juiz do Tribunal de Menores denunciado por dona de casa de prost...
Super juiz do Tribunal de Menores denunciado por dona de casa de prost... Piotr Adamowicz / Canva   A promotora de uma petição que defende a legalização da prostituição, em Portug... 140 views Sat, 11 Jul 2020, 01:31:47
O melancólico fim da Operação Lava Jato
O melancólico fim da Operação Lava Jato Depois de embalar o sonho das “pessoas de bem”, que vestiram verde e amarelo e foram às ruas apoiar o pretenso c... 135 views Fri, 10 Jul 2020, 01:23:01
Editora da Agência Pública demonstra como Deltan Dallagnol trabalhou p...
Editora da Agência Pública demonstra como Deltan Dallagnol trabalhou p...   247 - A jornalista Natalia Viana, editora da Agência Pública, explicou em detalhe as tratativas sigilosa... 321 views Thu, 09 Jul 2020, 02:39:41
Moro admite que tratou Lula como adversário num ringue de boxe
Moro admite que tratou Lula como adversário num ringue de boxe 247 – O ex-juiz Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva numa sentença condenada pelos ma... 280 views Tue, 07 Jul 2020, 00:30:01
 Brasil:   O FBI e a Lava Jato
Brasil:   O FBI e a Lava Jato – A proximidade entre a PF e procuradores do Brasil com o FBI incluía "total conhecimento" das investigações sobre a Ode... 256 views Thu, 02 Jul 2020, 02:15:56
O super juiz que cercou a República
O super juiz que cercou a República Existe um juiz em Portugal que em 2016 deu uma entrevista. Nessa entrevista atacou um inocente à sua guarda cons... 48 views Fri, 03 Jul 2020, 01:35:33

Justiça

  • Criado em .
  • Visualizações: 125

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
07, agosto 2020

O QUE TERÁ REALMENTE OCORRIDO NO PORTO DE BEIRUTE?

em Mundo

por Manuel Banet, ele próprio

                                                                     …
07, agosto 2020

Reestruturação da dívida da Argentina

em Mundo

por Jornal Tornado in 'O TORNADO'

A renegociação da dívida pública argentina, as tensões entre China e EUA, o decreto de prisão do ex-presidente da Colômbia e os efeitos ainda muito intensos da explosão no porto de Beirute estão entre os…
07, agosto 2020

A perda de biodiversidade pode estar a deixar-nos doentes

em Mundo

por ZAP in ZAP

Prawny / Pixabay   A perda de biodiversidade, nomeadamente microbiana, pode enfraquecer as nossas resistências e tornar-nos mais débeis ao longo do tempo.   Em 2050, espera-se que 70% da população do mundo viva em…
07, agosto 2020

Autoridade Marítima em Cascais resgata e assiste 8 pessoas em 4 dias

em Cascais

por CASCAIS24

Por VALDEMAR PINHEIRO 06 agosto 2020 Em apenas quatro dias, a Autoridade Marítima, em Cascais, resgatou e assistiu 8 pessoas em dificuldades, no mar e em terra.   Na Alameda da Guia duas ciclistas, uma…
07, agosto 2020

Outra Hiroshima aproxima-se — se não a travarmos já

em Mundo

por Página Global

Hiroshima e Nagasaki foram actos de assassínio em massa premeditados que deram início a uma arma de criminalidade intrínseca. Foram justificados por mentiras que constituem o fundamento da propaganda de guerra dos EUA no século…
07, agosto 2020

Investigação sobre o fim do “sonho americano”

em Mundo

por Página Global

    Dois economistas sondam o empobrecimento e depressão dos operários, na antiga potência industrial do mundo. Em sua tragédia, as ciladas da racionalidade neoliberal, num sistema em que a grande realização é o consumo…
07, agosto 2020

Irã cita Hiroshima e diz que Israel e EUA são ameaças nucleares para o Oriente Médio

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© Sputnik / Vladimir Astapkovich O chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif, disse nesta quinta-feira (6) que os EUA e Israel representam uma ameaça nuclear para o Oriente Médio.  A declaração coincide com o 75º aniversário…
07, agosto 2020

Quem escolherá o próximo presidente dos EUA - o povo americano ou o Facebook?

em Mundo

por Página Global

    Os titãs das mídias sociais são mais poderosos que os políticos. Mas não precisava ser assim   Jonathan Freedland | Carta Maior     Na semana passada, em uma audiência no Congresso americano, foi…
07, agosto 2020

COVID19. Estoril Eden usa inteligência artificial para gerir relação com hóspedes

em Cascais

por CASCAIS24

COVID19 Por Agência 07 agosto 2020 Após reabrir no passado dia 15 de julho,  depois de uma paragem motivada pela necessidade de reorganização face à pandemia COVID19, o Hotel Estoril Eden implementou a solução de…
07, agosto 2020

100.000 vidas!

em Mundo

por Brasil24/7

  100.000 brasileiros como eu, como vocês, que tiveram esperança de não ser atacados pelo vírus, que achavam que sobreviveriam, que sairiam vivos dos hospitais, que reencontrariam seus familiares     Os números já parecem…
07, agosto 2020

Os mistérios da monstruosa explosão de Beirute

em Mundo

por span itemprop="author creator" itemprop="name" data-byline-name="José Goulão"José Goulão

Uma calamidade como a provocada pela monstruosa explosão é, sem dúvida, uma maneira de contribuir para a ingovernabilidade do pequeno e flagelado país dos cedros. Beirute depois da explosão: centenas de mortos e desaparecidos, milhares…
07, agosto 2020

INVESTIGAÇÃO. Busca de "furões" da PSP de Cascais a moradia na Guia apanha pistola 9 m/m e 34 munições

em Cascais

por CASCAIS24

A pistola 9 m/m e as 34 munições confiscadas durante a busca Por Redação 07 agosto 2020 Uma busca a uma moradia, na Guia, realizada esta terça-feira, ao final da tarde, por agentes da Esquadra…
07, agosto 2020

Portugal | Fumo para os olhos

em Portugal

por Página Global

    Vítor Santos* | Jornal de Notícias | opinião   As consequências da covid-19, no país e no Mundo, esmagam a atualidade, estando, legitimamente, no topo das preocupações de todos, porque ninguém escapa às…
07, agosto 2020

Ministro da Defesa chinês pede aos EUA que evitem "movimentos perigosos"

em Mundo

por Página Global

    Pequim, 07 ago 2020 (Lusa) - O ministro da Defesa chinês, Wei Fenghe, pediu hoje ao homólogo norte-americano, Mark Esper, que "evite movimentos perigosos", que possam levar a uma escalada no Mar do…
07, agosto 2020

“Operação Momo”. PSP faz centenas de buscas devido a crimes através do MB Way

em Portugal

por ZAP in ZAP

Pedro Simões / Wikimedia   PSP está esta sexta-feira a levar a cabo 51 buscas em vários concelhos dos distritos de Setúbal, Santarém e Portalegre numa operação de combate “à criminalidade com recurso à aplicação…
07, agosto 2020

“Vacina deve ser um bem global de saúde pública”. OMS critica “nacionalismo de vacinas”

em Mundo

por Lusa in ZAP

unisgeneva / Flickr   A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o “nacionalismo de vacinas” para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo…
07, agosto 2020

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

em Mundo

por ZAP in ZAP

Jim Lo Scalzo / EPA   Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe…
07, agosto 2020

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

em Portugal

por ZAP in ZAP

Miguel A. Lopes / Lusa A mulher de Bruno Candé, Sali, durante a manifestação contra a morte do ator A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para…
07, agosto 2020

Vigília de trabalhadores dos CTT

em Portugal

por AbrilAbril

Os trabalhadores dos CTT dos Centros de Distribuição Postal de Santarém e de Rio Maior promovem esta sexta-feira à noite, em Santarém, uma vigília na Praça do Município. CréditosInácio Rosa / Agência LUSA A acção,…
07, agosto 2020

Isto, sim, é islamofobia a sério

em Mundo

por Carlos Esperança in 'PONTE EUROPA'

Há três anos, “Os membros do grupo norueguês “Fedrelandet viktigst” – Pátria primeiro, em tradução para português –, confundiram uma fotografia de um autocarro vazio com mulheres de burka e o ódio foi lançado na…
07, agosto 2020

AS TROMBETAS DO APOCALIPSE NAS MARCHAS ANTICOMUNISTAS

em Mundo

por Manuel Augusto Araujo

  Fotomontagem de John Hearfield, Agosto1934 . Friedich Ebert, (1871-1925) presidente do Partido Social/Democrata da Alemanha, Chanceler da Republica de Weimar. um dos responsáveis pelo assassinato dos dirigentes comunistas Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht. A…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
Atividades Recentes
Aqui ainda não existem atividades

Últimos posts (País e Mundo)

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

    Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
    Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
    Gravação da reunião na Assembleia da República
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Homicidal Cops Caught On Police Radio
    #TheJimmyDoreShow
    Homicidal Cops Caught On Police Radio
    42 219 visualizações
    •05/06/2020
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate