• Início
  • Artigos
  • Portugal
  • Portugal é dos países mais atrasados a implementar medidas anticorrupção

O diabo está nas pequenas coisas

(Francisco Louçã, in Expresso, 22/10/2019)

 

Formado o Governo, composta a lista das Secretarias de Estado, os alertas multiplicaram-se e parecem avisados: que o novo Governo é velho, que a ordem dos ministros de Estado parece recado ou ajuste de contas, que continua a não haver um número dois, o que quer dizer que o primeiro-ministro fica sempre exposto a todas as tempestades, que a rejeição de um acordo de maioria parlamentar é calculismo que pode falhar em muitos momentos difíceis, que insinuar que há um acordo secreto com um partido é ofensa, que a continuação de um ministro que anunciou a despedida é vulnerável, que alguma substituição de secretário de Estado por gente do partido reduz a capacidade técnica, que a entrada de novos-socialistas laranjas pode dar asneira, que o aparelho de negociação do Governo no Parlamento parece querer manter uma lógica muito Largo do Rato, como a dos últimos meses do Governo anterior, que isso já deu mau resultado uma vez e que um defeito não costuma melhorar com a insistência – tudo conclusões razoáveis.

Mas falta notar o essencial: é que, em 2019 e talvez em 2020, o maior risco do Governo não é nem a sua autossatisfação, que abunda, nem os seus adversários à direita, que faltam, nem sequer as contas em Bruxelas, que reluzem. É antes o diabo das pequenas coisas. Era melhor não as ignorar.

As pequenas coisas são as que o Governo mais facilmente esquece, ou simplesmente classifica como uma insistência enfadonha de quem não tem visão para os grandes rasgos do futuro. Elas são a urgência pediátrica que funciona como um semáforo, o hospital que espatifa dinheiro em contratações de empresas de trabalho médico temporário e itinerante, o estaleiro de obras de uma ala pediátrica que parece ter sido antecipado para uma visita eleitoral, sobrando depois uma obra de Santa Engrácia, a escola que não pode abrir porque não tem funcionários, o metropolitano que nos faz esperar longamente antes de aparecer pelo túnel, a falta da professora de Inglês ou de Ciências durante todo o ano, os pais que se juntam à porta da escola a perguntar quando é retirado o amianto ou são substituídos os contentores por salas. Tudo isso são as pequenas coisas, todas elas sintoma de problemas comuns e persistentes. Só que o Governo não vai ligar a nada disto. Centeno ditará que estas maçadas são com o titular da respetiva pasta e esse dirá que não tem nem dinheiro nem ânimo para o pedir mais uma vez. A chefia do Governo preferirá que nem lhe falem destas arrelias minúsculas.

O problema é que este diabo das pequenas coisas anda mesmo por aí e o telejornal vai colecionar estes acontecimentos, alguns passageiros, outros exagerados, sendo que na maioria dos casos falta voz a quem pergunta por prazos ou por soluções. E assim se vai fazendo mossa num Governo que parece indiferente às pequenas coisas. Imagino que no Castelo nem se notem estes episódios de água mole em pedra dura, ou que se registe somente que quem refila é a “pequena gente”, para lembrar uma frase de Macron a propósito disto mesmo.

O problema é que vinte anos de desinteresse pela ferrovia talvez fiquem bem escalpelizados num relatório, mas não transportam quem espera um comboio, e que a perda ou o não rejuvenescimento das equipas de especialistas nos hospitais e centros de saúde servem de diagnóstico mas não abrem as portas das urgências.

Se o Governo continuar a querer fazer os grandes relatórios e os brilharetes e não se dedicar às pequenas coisas, a contratação de pessoal e a organização dos investimentos e dos serviços, bem pode esperar pelo dia em que alguém olhará para trás e cobrará pelos anos em que, havendo juro negativo, se optou pela pachorrenta lentidão.

Ver original em 'A Estátua de Sal' (aqui)

Artigos relacionados

Portugal | IVA da energia "deve ir para a taxa mínima para toda a gent...
Portugal | IVA da energia "deve ir para a taxa mínima para toda a gent...     A líder do Bloco de Esquerda vai avançar para as negociações da aprovação do Orçamento do Estado com... 5 views Sun, 17 Nov 2019, 21:19:48
Portugal | Governo prefere a "ditadura do défice" à resposta aos probl...
Portugal | Governo prefere a "ditadura do défice" à resposta aos probl...     O secretário-geral do PCP criticou hoje o programa do Governo PS por "dar prioridade" à "ditadura do... 35 views Sun, 17 Nov 2019, 21:08:29
SINAIS DE FOGO – MINISTRO COQUETE – por Soares Novais
SINAIS DE FOGO – MINISTRO COQUETE – por Soares Novais     __________   Obrigado a Jorge Seca e ao youtube. E c... 38 views Mon, 18 Nov 2019, 00:04:20
Ó homem, os cajados são para suportar o corpo na idade e nas inclinaçõ...
Ó homem, os cajados são para suportar o corpo na idade e nas inclinaçõ... (José Pacheco Pereira, in Público, 16/11/2019) Pacheco Pereira Um secretário de Estado, responsável por uma hist... 54 views Mon, 18 Nov 2019, 01:17:11
Um programa de Governo e um Governo de programa
Um programa de Governo e um Governo de programa (Miguel Sousa Tavares, in Expresso, 01/11/2019)   Ajude a Estátua de Sal. Click aqui   Quais sã... 23 views Sat, 02 Nov 2019, 21:58:28
Portugal | Um país próspero não é isto
Portugal | Um país próspero não é isto     Anselmo Crespo | Diário de Notícias | opinião   Uma senhora entra com o marido num centro de ... 39 views Fri, 01 Nov 2019, 16:23:25

Governação

  • Criado em .
  • Visualizações: 39

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades