O despovoamento do Interior «não é uma fatalidade»

Os candidatos dos partidos com assento no Parlamento Europeu trouxeram para a campanha eleitoral, nos últimos dias, questões relacionadas com a necessidade de valorizar o Interior do País.

Créditos / Visit Portugal

O debate sobre o Interior, em plena campanha eleitoral para o Parlamento Europeu, acontece num quadro em que está prevista, para Portugal, uma redução de 7% das verbas dos fundos para a coesão sócio-económica e territorial. Redução que acresce aos impactos negativos para o País da desvalorização, nesta matéria, nos últimos três quadros de financiamento da União Europeia (UE) e que se têm traduzido, na prática, numa diminuição da coesão desde 1993.

Aqueles quadros comunitários registaram o voto favorável e o acordo dos diferentes governos de PS, PSD e CDS-PP.

Pelas diferentes candidaturas vão sendo apresentadas algumas propostas.

João Ferreira, cabeça-de-lista da CDU, entende que a «desertificação e despovoamento não são fatalidades» e podem ser revertidas com políticas diferentes daquelas que têm sido determinadas pela UE com a aceitação dos governos portugueses de PS, PSD e CDS-PP e que levaram ao encerramento de inúmeros serviços públicos determinantes para a fixação da população no Interior.

Essas políticas, segundo o candidato, passam pela regionalização, por investimento público com forte descriminação positiva dos territórios do Interior. O deputado ao Parlamento Europeu lembra o exemplo da «aplicação dos fundos comunitários na ligação ferroviária de Sines a Badajoz, que deixou esquecida a zona dos mármores e a possibilidade de transporte de mercadorias e de passageiros».

Já o candidato do PS ao Parlamento Europeu, Pedro Marques, defendeu a importância da inovação no sector primário para a criação de emprego, sobretudo em regiões como o Alentejo.

Os candidatos de PSD e CDS-PP lembraram, no mesmo dia, a importância da requalificação do IP3. E, pelo CDS-PP, Assunção Cristas referiu a necessidade da UE em reconhecer «um verdadeiro estatututo fiscal para o Interior», como forma de fixar população nesta parte do território.

Ver original em "AbrilAbril" na seguinte ligação:

https://www.abrilabril.pt/nacional/o-despovoamento-do-interior-nao-e-uma-fatalidade

Artigos relacionados

A União Europeia avaliza a nomeação de quatro altos funcionários Tendo-se tornado a União Europeia por força dos Tratados numa estrutura supra-nacional, como podem os Estados-membros ... 29 views Wed, 10 Jul 2019, 15:30:42
Onde está a bomba atómica da Europa?
Onde está a bomba atómica da Europa? Que pensam sobre a força – as armas da Europa – os deputados europeus que acabaram de tomar posse em Estrasburgo? ... 51 views Fri, 05 Jul 2019, 12:36:29
Paulo Nogueira Júnior: não estamos diante de um acordo de livre-comérc...
Paulo Nogueira Júnior: não estamos diante de um acordo de livre-comérc... 247 - O economista, ex-vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento, Paulo Nogueira Júnior, em artigo no jornal Fo... 47 views Thu, 04 Jul 2019, 15:38:07
Putin: Rússia quer retomar relações plenas com UE
Putin: Rússia quer retomar relações plenas com UE © Sputnik / Grigory Sysoev O presidente russo, Vladimir Putin, que visita a Itália nesta quinta-feira para e... 46 views Thu, 04 Jul 2019, 10:19:15
Como a estratégia imperialista está a enfraquecer a Europa
Como a estratégia imperialista está a enfraquecer a Europa A impossibilidade de se chegar a algum consenso quanto às lideranças europeias tem de se imputar à herança de Durã... 57 views Wed, 03 Jul 2019, 10:46:30
A ignóbil porcaria
A ignóbil porcaria (Rui Tavares, in Público, 02/07/2019) Rui Tavares No pino do Verão de 1901, os partidos então dominantes na mona... 70 views Wed, 03 Jul 2019, 10:41:22

União Europeia

  • Criado em .
  • Visualizações: 159

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha