Greve na Central de Cervejas arrancou com adesão de 100%

Os trabalhadores da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, em Vialonga, estão em greve até domingo para exigir aumentos salariais dignos e a revisão de várias matérias do acordo de empresa.

Concentração de trabalhadores da Central de Cervejas em VialongaCréditos / Sintab

A greve parcial de sete dias, que arrancou hoje de madrugada e se prolonga até 12 de Maio, num molde duas horas por cada turno, foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB/CGTP-IN).

Em nota de impresa, o SINTAB afirma que «neste primeiro dia de greve verificou-se na fábrica da Sagres uma adesão de 100%, com uma paragem total da fábrica, e prevê-se os mesmos resultados para toda a semana».

O SINTAB sublinha que os trabalhadores da Central de Cervejas e Bebidas, produtora da cerveja Sagres, decidiram avançar com a greve face à sua frustração com o impasse nas negociações do acordo de empresa (AE), nas quais, «após três rondas negociais com a administração», verificaram que «as propostas apresentadas ficam muito aquém das suas reivindicações».

«Os trabalhadores sentiram a necessidade de avançar com esta luta para demonstrar o seu descontentamento e levar a empresa a apresentar uma proposta mais realista onde se verifique uma justa distribuição da riqueza», acrescenta.

Entre as reivindicações, os trabalhadores exigem «aumentos salariais dignos e justos para todos» na ordem dos 4%, num mínimo de 40 euros, com vista à diminuição da desigualdade salarial, e um aumento de 1% no subsídio de turno, assim como a revisão no AE das avaliações, promoções e categorias profissionais.

Os trabalhadores da Central realizarão ainda concentrações diárias de duas horas em frente ao portão da fábrica, a terem início às 5h, 7h30 e 21h. O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, estará presente em solidariedade no próximo dia 9, durante a manhã.

Ver original em "AbrilAbril" na seguinte ligação:

https://www.abrilabril.pt/trabalho/greve-na-central-de-cervejas-arrancou-com-adesao-de-100

Artigos relacionados

Enfermeiros de Chaves, Lamego e Vila Real em luta pelas suas carreiras
Enfermeiros de Chaves, Lamego e Vila Real em luta pelas suas carreiras A concentração está agendada para esta quarta-feira pelas 10h30 porque estes profissionais «continuam sem ver os seus ... 0 views Wed, 24 Jul 2019, 00:24:57
Portugal | Concertação não é câmara alta
Portugal | Concertação não é câmara alta     Manuel Carvalho Da Silva * | Jornal de Notícias | opinião   Há validade e seriedade pol... 26 views Sun, 21 Jul 2019, 13:29:49
Aumentar os salários e valorizar os trabalhadores para combater as des...
Aumentar os salários e valorizar os trabalhadores para combater as des... Os dados divulgados pelo EUROSTAT em relação às desigualdades continuam a colocar Portugal como um dos países onde o... 19 views Sat, 20 Jul 2019, 20:28:48
«Corticeiros continuam a empobrecer a trabalhar»
«Corticeiros continuam a empobrecer a trabalhar» «No País que é o maior produtor mundial de cortiça», patrões consideram 56,8 cêntimos por dia «o maior aumento do sécu... 8 views Wed, 10 Jul 2019, 00:43:33
Greve suspensa no São Carlos e na CNB
Greve suspensa no São Carlos e na CNB Os trabalhadores do OPART decidiram, no sábado, suspender os pré-avisos de greve, graças ao reconhecimento pela admini... 40 views Mon, 08 Jul 2019, 13:13:52
Médicos em greve pela defesa do Serviço Nacional de Saúde
Médicos em greve pela defesa do Serviço Nacional de Saúde A paralisação envolveu 80% dos clínicos e teve como objectivo a união de toda a classe médica em defesa do Serviço Nac... 51 views Wed, 03 Jul 2019, 17:03:35

Trabalho

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha