Não, não vai correr bem

(Comentário ao artigo:

O conhecido azedume do 'comentarismo' de MST parece ter emparelhado com as o feroz 'opinamento' de José Miguel Júdice contra ALGUNS ministros que, tanto um como o outro, afirmam querer ver arredados do Governo. Como se tem constatado os governantes que lhes suscitam especial animosidade são, entre outros, Marta Temido (saúde) e Pedro Nunes Santos (transportes).

Obviamente que, nesta matéria, os escritos e falas dos dois opinantes televisivos integram uma campanha mais vasta. O objetivo é afastar dois governantes que têm evidenciado competência na defesa do bem comum causando, com isso, alguns engulhos a poderosos interesses e negócios particulares.
Com meias verdades, grande dose de populismo e alguma astúcia redatorial engendram-se narrativas cujo propósito último é abrir portas à delapidação dos bens públicos por poderosos grupos privados seja na área da doença seja na dos transportes e especulação imobiliária)

(Miguel Sousa Tavares, in Expresso, 11/07/2020)

Miguel Sousa Tavares

1 Chego a ter pena do nosso MNE, Augusto Santos Silva: o esforço a que ele se vota, por dever de ofício, para argumentar que as decisões de outros países de nos colocarem na lista negra turística são injustas e infundamentadas e não obedecem a um “critério uniforme” é tempo perdido e fracasso garantido. Sim, há um critério uniforme, que é o definido pelo organismo europeu que se ocupa das doenças infectocontagiosas, baseado no número de casos actuais por 100 mil habitantes — onde ocupamos o segundo lugar entre todos os países europeus com mais casos, só atrás da Suécia, e sem dar mostras de conseguir baixar, antes pelo contrário, esse número que derrota todas as nossas invocadas razões. E não, não adianta argumentar com o nosso “exemplar desempenho” quando, numa fase inicial, os portugueses se fecharam todos em casa e a DGS nada mais teve de fazer do que verificar que a curva estava achatada. Continuar a insistir nisso torna-se tão ridículo quanto a argumentação de que somos um grande povo, porque há 500 anos navegámos mundo fora e fizemos o que fizemos. Aliás, toda a retórica que se ouve dos nossos governantes, secundados por muitos outros parceiros políticos, agentes económicos e “especialistas” que têm medo de parecer pouco patriotas, faz-me lembrar tristemente os tempos em que éramos dizimados nos Festivais da Eurovisão, não porque só para lá enviássemos músicas indigentes mas porque, segundo juravam os “patriotas”, os outros votavam contra nós por razões políticas. O mesmo tipo de argumentos que também levava o Estado Novo a garantir, contra o mundo inteiro, que não tínhamos colónias mas sim “províncias ultramarinas”, que não tínhamos colonialismo mas sim “regimes autónomos” e que o massacre de Wiriyamu nunca ocorrera porque Wiriyamu não existia. É triste assistirmos agora a um Governo democrático lançar mão do mesmo tipo de argumentos para, em desespero de causa, tentar salvar uma época turística destruída pelo desastre das políticas públicas de saú­de. Tiradas patéticas e antigas de séculos, como a “traição do velho aliado inglês”, a “deslealdade do vizinho espanhol” ou a “hipocrisia dos belgas”, são, aliás, contraproducentes, na medida em que fazem passar a mensagem de que tentamos desesperadamente esconder um problema que não conseguimos ultrapassar. Porque não é aceitável que, no sexto mês de pandemia, com tudo o que já se sabe, uma só pessoa visite um lar em Reguengos, contamine outras 150 e mate 15. Fora tudo o resto que, desde que soou a ordem para desconfinar e descontrair, mostrou à saciedade que nada estava pensado, planeado, organizado e que quem de direito continuou durante dois meses tranquilamente sentado em cima de uma curva que se mantinha eternamente achatada em número de casos e de mortes, sem estranhar que todas as dos outros países fossem caindo até próximo do zero.

<span class="creditofoto">ILUSTRAÇÃO HUGO PINTO</span>
ILUSTRAÇÃO HUGO PINTO

2 Se bem percebi (já nada é certo…), David Neeleman comprou a TAP por 10 milhões e injectou lá mais 200 milhões através da Azul. Conta-se à boca cheia, porém, que ele terá recuperado esses 200 milhões vendendo a posição da TAP como compradora de aviões, de que desistiu em favor de outros mais baratos. Mas o ministro Pedro Nuno Santos contradiz o rumor, dizendo que Neeleman “foi interrogado sobre o assunto e negou” — garantia aparentemente suficiente para o ministro. Como quer que seja, esses 200 milhões, que se supunha que o Governo quereria que fossem transformados em capital, como seria normal, parece que se mantiveram como suprimento de um sócio, isto é, como dívida da TAP, que vence juros e que terá de ser paga, no prazo de vencimento — e, estranhamente, isto foi apresentado como uma vitória negocial do Governo. Já quanto aos 10 milhões que efectivamente Neeleman meteu para comprar a TAP, hoje valiam zero, como capital de uma empresa tão desvalorizada que vai precisar de 1200 milhões dos contribuintes só para começo de conversa. Mas para ele se ir embora, porque o ministro assim queria, o Estado comprou-lhe a posição de 10 milhões por 50 — e a Azul desapareceu do horizonte socie­tário. Porém, assegura o ministro, vai manter-se como parceira da TAP, pois tal é o “legado” que David Neeleman deixa à empresa. “A TAP precisa da Azul”, reconhece Pedro Nuno Santos, rendendo-se à evidência de que essa ligação está hoje entre as mais rentáveis da companhia portuguesa. Mas “a Azul também precisa da TAP”, garante, certo de que o americano não desfará essa colaboração transatlântica. Oxalá! Oxalá o homem que vendeu por 50 uma posição de 10 numa empresa levada à ruína e que terá conseguido sair com um crédito de 200 milhões em vez de uma posição accionista equivalente numa empresa cujo futuro mais provável continua a ser a ruína esqueça que foi publicamente destratado e ameaçado pelo ministro e esteja a fim de honrar o tal “legado” de que aquele fala. Porque, contratualmente, como é de tradição nas negociações em que é preciso defender os contribuintes, nada ficou escrito. Estava eu a meditar nisto, bem como no simbolismo das fotografias do ministro posando em frente à miniatura de um avião da TAP (a fotografia clássica dos donos da empresa ou dos presidentes executivos que se imaginam donos dela e que bem caracterizou toda a actuação de Pedro Nuno Santos neste dossiê), quando, logo no dia seguinte, sou surpreendido por nova afirmação grandiloquente do ministro. Deslumbrado por ter comprado por 1,5 milhões (!) 58 carruagens de comboios à espanhola Renfe — a que há a acrescentar um custo previsto de 8,5 milhões em restauro (aceito apostas para um mínimo do dobro) —, Pedro Nuno Santos exclamou, e pareceu-me que falava a sério: “Estamos prontos para ensinar outros governos como se fazem bons negócios.” Logo depois, ficou a saber-se que a CP pediu mais 60 milhões ao Governo, para “dinheiro de bolso”. E a SATA 163 milhões — quase tanto como os prejuízos acumulados, com grande escândalo, pela TAP nos dois anos antes da covid. Vá somando e acredite que tudo isto vai acabar bem. Aviões com a nossa bandeira no ar, novos comboios em terra e bons negócios em carteira. Como poderá acabar mal?

Sobre o pano de fundo de uma economia privada em ruínas e mais dependente do que nunca dos dinheiros públicos, vemos um Estado disposto a gastar sem contenção o dinheiro que não tem e que há-de vir da Europa. Mas só quem acredita que o dinheiro nasce debaixo das pedras é que pode pensar que isto vai acabar bem.

3 Efacec: “Empresa estratégica” para o país, centenária, verdadeira escola de engenharia de ponta, inovadora, altamente rentável, exportando 90% da produção. Cobiçada por meio mundo, acabou nas mãos da “engenheira” Isabel dos Santos e do seu dinheiro feito “por mérito próprio”. Recebida na empresa com pompa, circunstância e curvatura de espinhas, não arriscou, porém, um euro seu, que melhor investido foi no Dubai. Tornou-se dona da Efacec exclusivamente com dinheiros arregimentados junto da banca portuguesa. Mas, mal caiu em desgraça e viu os seus bens arrestados às ordens de Luanda, a mesma banca fechou as portas à Efacec e dispôs-se a estrangulá-la, se necessário até à morte, com os seus 2500 trabalhadores. Os bancos viraram costas, os seus outros accionistas de referência, nomes grandes da indústria nacional — a Têxtil Manuel Gonçalves e o Grupo Melo —, deixaram correr e, dos “cinco ou seis” compradores que nos dizem já estar na calha, nem um se mostrou. Restou o Estado. Agora, somos assim também donos de uma metalomecânica. Com o aplauso unânime e jamais visto dos trabalhadores, dos sindicatos e dos outros accionistas privados. Cuja única preocupação é que o Governo sucumba à tentação da venda aos tais compradores que nos dizem fazer fila à porta e deixe a empresa e os trabalhadores fora da única protecção garantida: a do dinheiro dos contribuintes. Vai acabar bem.

4 Novo Banco: Sertório foi um general romano dissidente, que se virou contra os seus, à frente de um exército de camponeses e pastores da Lusitânia. Ficou na nossa história tal como Wellington, um general estrangeiro que nos ajudou a combater o invasor. O Fundo Sertorius, organizado pelo Novo Banco, teve o objectivo inverso: vender património imobiliário nosso, constituído por créditos herdados do BES, a quem desse mais, preferencialmente estrangeiros, que era quem tinha dinheiro para tal. O pacote Sertorius do NB foi vendido 70% abaixo do seu valor, com perdas assumidas de 300 milhões de euros. Não foi caso único desde que o NB foi vendido aos texanos da Lone Star: são justamente os créditos declarados incobráveis e vendidos a preços de saldo que têm permitido ao NB todos os anos reclamar ao Estado o pagamento das prestações de capital contingente assumidas pelo Fundo de Resolução até um montante de 3,9 mil milhões (no mínimo e não ocorrendo situações excepcionais, que vão ocorrer, claro). O que há de novo agora, segundo noticiou o “Público”, é que o Sertorius foi vendido a um grupo a que esteve ligado um administrador actual do NB. Tamanha é a reiterada incapacidade ou incompetência da gestão do NB em valorizar os créditos herdados e tão generosos são os preços a que se desfaz deles que a possibilidade de interesses ocultos em todo o processo é sempre uma hipótese a considerar. Verdade ou não, certo é que o NB tem sido um maná para uns quantos felizardos e uma ruína para os contribuintes. A continuar, sem vergonha alguma, enquanto os deixarem.

5 Entusiasmada com a experiência de teletrabalho dos funcionários públicos durante os três meses de confinamento — cuja falta ninguém notou —, a ministra da pasta resolveu que, de futuro, até um terço deles poderia continuar assim, sem prejuízo algum para o serviço. Porém, após a primeira reunião com os sindicatos, o porta-voz de um destes apressou-se a declarar que teletrabalho sim, mas só com aumentos salariais e progressões na carreira garantidas, pois a poupança nas despesas com transportes e alimentações eram engolidas por outras como electricidade e água, além de “outros consumíveis”, resultantes de ficarem em casa. Pressurosa, a ministra já declarou que as progressões na carreira, além das progressões automáticas, são sagradas, pois que “austeridade”, como lhe chamou, nunca mais. Entretanto, abolida a regra de uma entrada por duas saídas, o Estado — declarado agora pelos teóricos como mais indispensável do que nunca — prepara-se para contratar sem contar, para a Educação, para a Saúde, para os bombeiros, para a apanha do abacate, para onde pedirem. A pagar com o dinheiro que há-de vir da Europa. E tudo isto há-de acabar bem. Só pode.

Miguel Sousa Tavares escreve de acordo com a antiga ortografia


Ver original em 'A Estátua de Sal' (aqui)

Artigos relacionados

saiam da frente, que chegou a vez dos bloggers!
saiam da frente, que chegou a vez dos bloggers!    Diz o JN (no artigo de onde trouxe a foto que está creditada: DR): "O Governo brasileiro nomeou a "blogger" de turismo Monique Baptista Aguiar para um cargo de coordenação da Fundação Nacional de Artes (F... 19 views Tue, 11 Aug 2020,
O zoom dos imperadores
O zoom dos imperadores (Francisco Louçã, in Expresso Diário, 04/08/2020) Nunca na história moderna houve empresas tão poderosas e nunca as empresas mais poderosas foram as de comunicações, o que significa que desenham o poder. Por iss... 31 views Wed, 05 Aug 2020,
Concorrência acusa MEO, NOS, NOWO e Vodafone de cartel em publicidade no Google
Concorrência acusa MEO, NOS, NOWO e Vodafone de cartel em publicidade no Google (Comentário a esta notícia: Provavelmente esta é 'apenas' a ponta do iceberg numa área em que foram tão propagandeadas as vantagens da concorrência resultante da privatização da PT. Afinal, além da cartelização, res... 146 views Sat, 18 Jul 2020,
Humanizar
Humanizar A pandemia não é, infelizmente, um episódio de curta duração. E à da COVID-19 podem seguir-se outras, se não invertermos as políticas que estão a destruir ecossistemas e a ameaçar o planeta. A pandemia revela e inten... 67 views Sun, 12 Jul 2020,
Quando a capa de um jornal não bate certo com o seu editorial
Quando a capa de um jornal não bate certo com o seu editorial 1. A 27 de junho, com a divulgação da ordenação de escolas, Manuel Carvalho defendeu, em editorial no Público, que «os rankings não servem para criar hierarquias de escolas no sistema» mas sim, «pelo contrário, para ... 131 views Mon, 06 Jul 2020,
Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet
Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet (Comentário: "De boas intenções está o inferno cheio", diz o Povo. Estas 'monitorizações' sabe-se como começam mas não se sabe como e quando acabam. Ainda que haja diferenças substantivas importa não esquecer que o ... 97 views Fri, 03 Jul 2020,

Comentários (0)

Rated 0 out of 5 based on 0 voters
There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Rate this post:
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Comunicação

  • Criado em .
  • Visualizações: 199
Não, não vai correr bem
Note 0 sur 5 Pour 0 votes

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
12, agosto 2020

Medusas deixam praias de Cascais e concentram-se no Magoito

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por Redação 12 agosto 2020 A interdição a banhos nas praias de São Pedro do Estoril e de Carcavelos foi levantada esta quarta-feira, à tarde, com o içar da Bandeira Verde, disse, a Cascais24,…
12, agosto 2020

Mordeu GNR à civil que lhe travou fuga depois de furto em supermercado

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por VALDEMAR PINHEIRO 12 agosto 2020 Um militar da GNR, à civil, 41 anos, foi mordido no antebraço esquerdo ao travar, esta terça-feira, ao final da tarde, a fuga de um homem suspeito de…
12, agosto 2020

A pandemia é um bom negócio para os multimilionários nos Estados Unidos

em Mundo

por AbrilAbril

Entre 18 de Março e 5 de Agosto, a riqueza total dos multimilionários norte-americanos aumentou 685 mil milhões de dólares, revelou a actualização do relatório emitido pelo organismo inequality.org. Cartaz colado na baixa de Seattle,…
12, agosto 2020

George Soros, o inimigo número 1 extrema direita na Hungria

em Mundo

por Página Global

      Bilionário e filantropo nascido no país europeu completa 90 anos como protagonista de uma enxurrada de teorias da conspiração e histórias inventadas e disseminadas pelo governo conservador de Viktor Orbán. Ele seria…
12, agosto 2020

Rússia registrou a primeira vacina contra Covid-19

em Mundo

por Jornal Tornado in 'O TORNADO'

O anúncio feito por Vladimir Putin de que a Rússia registrou a primeira vacina contra Covid-19 é o principal destaque da análise internacional de Ana Prestes. Outros temas são o impasse que vai se formando…
11, agosto 2020

Medusas interditam banhos nas praias de São Pedro do Estoril e Carcavelos

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por Redação 11 agosto 2020 Os banhos nas praias de São Pedro do Estoril e de Carcavelos foram interditados esta terça-feira, à tarde, com o hastear da Bandeira Vermelha, devido ao aparecimento de medusas…
11, agosto 2020

Enfermeiros exigem fim das PPP

em Portugal

por AbrilAbril

Os enfermeiros criticam as parcerias público-privado (PPP), em particular no Hospital Beatriz Ângelo, onde «a exploração é evidente». Está agendada uma concentração para esta quarta-feira. Créditos / Zap.aeiou Delegações da Direcção Regional de Lisboa do Sindicato dos…
11, agosto 2020

Mais de 20 países pediram mil milhões de doses da vacina russa contra a Covid-19

em Mundo

por AbrilAbril

Vladimir Putin anunciou esta terça-feira que o seu país registou a primeira vacina do mundo contra o coronavírus. O Fundo de Investimento Directo da Rússia já recebeu pedidos de duas dezenas de países. CréditosJeff Pachoud…
11, agosto 2020

Há “100 mil empregos” em risco nas lojas de rua e centros comerciais

em Portugal

por ZAP in ZAP

Fran Simó / Flickr   A Associação de Marcas de Retalho e Restauração (AMRR) revelou que há 100 mil postos de trabalho em risco devido ao impacto que a pandemia está a ter no setor…
11, agosto 2020

Números desmascaram propaganda dos CTT 

em Portugal

por AbrilAbril

Recentemente, a empresa anunciou a contratação de mais de 800 trabalhadores desde Abril. Mas o que as contas do primeiro semestre revelam é que há menos 500 desde Junho de 2019. CréditosInácio Rosa / Agência…
11, agosto 2020

Em memória de Jean Seberg

em Mundo

por Vitor Dias in "O Tempo das Cerejas"

O longo cadastro do FBI       ler aqui   Ver original em "O Tempo das Cerejas" (aqui)
11, agosto 2020

saiam da frente, que chegou a vez dos bloggers!

em Mundo

por Dois Dedos de Conversa

   Diz o JN (no artigo de onde trouxe a foto que está creditada: DR): "O Governo brasileiro nomeou a "blogger" de turismo Monique Baptista Aguiar para um cargo de coordenação da Fundação Nacional de…
11, agosto 2020

Governo libanês demite-se mas milhares continuam nas ruas

em Mundo

por AbrilAbril

Com o anúncio de Hassan Diab, milhares vieram para as ruas de Beirute exigir mais, uma mudança de raiz num sistema político que caracterizam como corrupto, incapaz e dominado pelos interesses de elites. Zona portuária…
11, agosto 2020

Rússia recebe pedidos de mais de 20 países para 1 bilhão de doses da vacina contra COVID-19

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

Testes clínicos da vacina russa contra CODID-19 serão feitos em breve nos Emirados Árabes Unidos, na Arábia Saudita e nas Filipinas, enquanto Cuba deverá começar a produzir o medicamento em novembro. Ao todo, a Rússia…
11, agosto 2020

China inclui Portugal em lista de países que podem pedir visto

em Portugal

por Lusa in ZAP

Holiday Gems / Flickr   Cidadãos portugueses que possuem autorização de residência na China, por motivos de trabalho ou de reunião familiar, podem a partir de agora solicitar visto para voltarem a entrar no país…
11, agosto 2020

Manuel Luís Goucha defende Olav Bilac: “Trabalho é trabalho”

em Portugal

por Diana Carvalho

(Um comentário sobre esta notícia: É uma "natural" defesa do mercenarismo cultural. É compreensível que os mercenários (seja em que área for) queiram ver o seu negócio sob proteção ética. Só assim podem aumentar os…
11, agosto 2020

Vocês têm sido uma representação digna do Sistema de Saúde de Cuba

em Mundo

por Abril de Novo Magazine

Em nome do primeiro secretário do Comité Central do Partido Comunista de Cuba, general-de-exército Raúl Castro Ruz; do presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez; do governo e do povo cubanos, o primeiro-ministro transmitiu a todos…
11, agosto 2020

Deputado do PCP arrasa críticas de Marques Mendes sobre festa do Avante

em Portugal

por ZAP in ZAP

Miguel A. Lopes / Lusa   O deputado comunista António Filipe reagiu, esta segunda-feira, às críticas do ex-líder do PSD, Luís Marques Mendes, sobre a realização da festa do Avante!.   Este domingo, no seu…
11, agosto 2020

OMS desiludida. Faltam pelo menos 90 mil milhões para investigação da vacina

em Mundo

por ZAP in ZAP

unisgeneva / Flickr   O diretor da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou, esta segunda-feira,  estar desiludido com a resposta global no combate à pandemia de covid-19. O responsável disse que faltam pelo menos 90 mil…
11, agosto 2020

Editorial proibido: vacina Sputnik como salvadora da parceria global

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

Este artigo de opinião, que conta a história por trás da criação da vacina russa contra a COVID-19 e enfatiza o desejo da Rússia de cooperar com a comunidade internacional. Contudo, tal editorial foi rejeitado…
11, agosto 2020

Portugal é um dos cinco países da Europa onde a pandemia está a recuar

em Portugal

por ZAP in ZAP

Maxim Shipenkov / EPA   Portugal é um dos cinco países da Europa onde a pandemia está a recuar, de acordo com o mais recente relatório do Centro Europeu de Controlo e Prevenção de Doenças…
11, agosto 2020

Ryanair desregulou escalas dos trabalhadores que rejeitaram cortes em Portugal

em Portugal

por ZAP in ZAP

johnc24 / Flickr   A Ryanair desregulou o regime de escalas habitual à “pequena minoria” de trabalhadores que recusou os cortes da empresa na sequência da pandemia de covid-19, retirando-lhes qualquer direito a bónus, segundo…
11, agosto 2020

Dois agentes da PSP detidos em flagrante por tráfico de cocaína escondida em contentores de bananas

em Portugal

por ZAP in ZAP

PJ / Facebook   As autoridades portuguesas detiveram em flagrante quatro cidadãos nacionais por tráfico de droga, dois dos quais eram agentes da PSP em Faro.   Fonte do gabinete de relações públicas da PSP…
11, agosto 2020

Para o desemprego não subsidiado

em Mundo

por Vitor Dias in "O Tempo das Cerejas"

Como está em espanhol não é cá   aqui em «El País»   Ver original em "O Tempo das Cerejas" (aqui)

Últimos posts (Conversando à beira-mar)

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

    Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
    Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
    Gravação da reunião na Assembleia da República
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Homicidal Cops Caught On Police Radio
    #TheJimmyDoreShow
    Homicidal Cops Caught On Police Radio
    42 219 visualizações
    •05/06/2020
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades

página no Facebook

[an error occurred while processing this directive]
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate