• jorge rocha in 'Ventos Semeados'
  • Portugal

Será estupidez ou falta de escrúpulos?

Muitos sabem que nas primeiras duas dúzias de anos da minha vida profissional exerci funções a bordo dos mais variados tipos de navios, navegando por todos os oceanos do mundo à exceção do Antártico (embora na Terra do Fogo não o tivesse tido a distância significativa). Quer isto dizer que estarei em condições de compreender melhor do que ninguém o sobressalto por que passou o tripulante do paquete acostado num porto japonês e convertido no improvável herói dos telejornais dos últimos dias. As várias televisões deram-lhe tempo de antena e quando ele não estava ligado ao skype era a conjugue quem repetia vezes a fio as mesmas banalidades.

 

Tratou-se de uma situação difícil? Foi-o sobretudo empolada artificialmente, porque sem comparação com as dificuldades vividas pelas tripulações no exercício do seu mister. Só olhando para o meu passado posso considerar ter sido incomparavelmente mais difícil a experiência de passar nove meses com vencimentos em atraso em dois navios que tive  a desventura de tripular em 1991. Ou quando se acabaram os alimentos a bordo de um petroleiro ao largo da Nigéria e não se via hipótese de reabastecimento sob pena de perder o lugar na fila dos navios à espera de carregarem em Port Harcourt, mas momentaneamente impedidos de o fazerem por estar em curso um golpe de estado na capital. Ou quando quase à chegada ao canal da Mancha, vindos de Gotemburgo, outro navio teve ao mesmo tempo um assustador incêndio nos porões da proa e, ao mesmo tempo, rombos que faziam a água entrar por um lado e sair pelo outo bordo consoante a inclinação variável do navio.

 

Comparando com esses três exemplos o que se passa com o artífice da Nazaré equivale a mudar fraldas a bebés. Pode ser desagradável mas são quase nulas as hipóteses de morrer do vírus (a média continua a ser de uma vítima fatal em cada quarenta pessoas afetadas!). Por isso a histeria alimentada pelas televisões e imposta aos dois protagonistas, coagidos a radicalizarem os propósitos para justificarem a imerecida atenção audiovisual, leva-os aos dislates mais absurdos, como se bastasse a vontade de Marcelo ou do Governo para retirarem de bordo o potencial paciente numa altura em que muitas centenas de passageiros e tripulantes ali retidos apresentavam sintomas mais preocupantes e não fosse natural que as autoridades japonesas, o armador e o próprio comandante impusessem as estratégias mais adequadas para lidarem com a contingência.

 

Uma vez mais - e nos seus sucessivos artigos o Prof. J-M. Nobre-Correia vem denunciando essa absurda prática - os jornalistas dos telejornais revelam uma tal incompetência em definir as prioridades, que acabam por adotar as mais fúteis como forma de conquistarem audiências. Haja quem se possa revelar o rosto e se o faça vítima de «poderes» tortuosos contra os quais se possam exacerbar as emoções e é um fartote. Que não tarda a ser explorado pelo populistas de extrema-direita: esta noite alguns apaniguados do Chega vieram para as redes sociais emitir ruidosas proclamações contra a hipocrisia das autoridades portuguesas por não resgatarem o seu novo herói. E, uma vez mais, não sabemos o que mais nos possa impressionar: se a estupidez crassa dos seus argumentos, se a despudorada utilização de todos os pretextos para se fazerem ouvir.
 

Veja o original em 'Ventos Semeados':

https://ventossemeados.blogspot.com/2020/02/sera-estupidez-ou-falta-de-escrupulos.html

Artigos relacionados

Dando breve atenção ao coro das carpideiras
Dando breve atenção ao coro das carpideiras Ontem, ao ver o Jornal da Noite da SIC, armei-me de estoicismo para ouvir o Bernardo Ferrão e, sobretudo, o José G... 29 views Fri, 03 Apr 2020, 13:27:54
Portugal | OS PROFISSIONAIS DA DESGRAÇA
Portugal | OS PROFISSIONAIS DA DESGRAÇA   Paulo Baldaia* | Jornal de Notícias | opinião   Numa crise, em que impera a incerteza e o medo se imp... 41 views Tue, 31 Mar 2020, 21:58:02
Jornalismo ou alarmismo?
Jornalismo ou alarmismo? Quem tivesse passado ontem por um escaparate de jornais, certamente juntaria às suas legítimas preocupações o medo que t... 36 views Fri, 27 Mar 2020, 17:23:23
COVID19. Autoridade de Saúde de Cascais não fala com jornalistas
COVID19. Autoridade de Saúde de Cascais não fala com jornalistas 19 MARÇO 2020 Esta quinta-feira, à tarde, depois de vários contatos telefónicos, sem sucesso... 78 views Fri, 20 Mar 2020, 00:59:42
Ventos de mudança na imprensa liberal?
Ventos de mudança na imprensa liberal?   A crise de saúde pública que atravessamos com o surto de COVID-19 tem despertado as mais inesperadas reações... 52 views Mon, 16 Mar 2020, 14:32:00
A presente solidariedade e os animadores sinais para o futuro
A presente solidariedade e os animadores sinais para o futuro Confinados aos redutos caseiros, não nos poupamos aos riscos de outros vírus tão perigosos quanto o covid-19. Bast... 63 views Fri, 13 Mar 2020, 19:01:42

Comunicação

  • Criado em .
  • Visualizações: 38

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate