Bullying no jardim de infância

stop-bullying.JPG«Diego tem três anos e o alegado agressor também. Segundo a mãe, terá sido a segunda vez que o filho é agredido pelo mesmo colega e a solução apresentada pelo Jardim de Infância do Outeiro, em Vila Nova de Gaia, terá sido remeter a vítima para uma espécie de isolamento. Da primeira vez, o menino chegou a casa com o pénis marcado. Na foto que nos foi enviada pela mãe, mas que o nosso site escolheu não publicar, é possível ver a genitália da criança negra e com marcas.

Os problemas com o pequeno Diego, porém, começaram logo em outubro, um mês depois do início do período escolar, em setembro. Diego usa óculos desde que tem um ano e, segundo a mãe, adaptou-se “tão bem que nunca necessitou de usar fitas”. Quando começou a frequentar o Jardim de Infância do Outeiro, os colegas importunavam-no, “tirando-lhe os óculos”. A professora disse que era normal naquelas idades e aconselhou a mãe a comprar fitas para os óculos da criança.

O caso foi piorando até que na quinta-feira, dia 13, o menino chegou a casa com cortes na cara e na boca, como mostram as fotos na galeria. Carina dirigiu-se às urgências e foi aconselhada a colocar Diego no psicólogo. Desde há uns meses que Diego “não dorme bem e faz xixi pelas pernas todos os dias”, revela a mãe.

Ainda na quinta-feira, dia das agressões, a mãe do menino falou finalmente com a professora, após várias tentativas falhadas. A docente afirmou que as agressões tiveram lugar ao seu lado, mas que não percebeu como aconteceu. Carina deslocou-se à escola esta manhã, dia 14, para falar com a professora. Foi-lhe dito que esta não estava.

A mãe da criança alegadamente agressora falou com Carina pelas redes sociais, porque a professora não quis facultar o contacto da outra mãe. Esta terá pedido desculpa pelo sucedido. “Ligou-me a chorar e a pedir desculpas”, conta-nos.

Na sequência destes acontecimentos, Carina foi contactada para comparecer na sexta-feira, às 19h30, numa reunião com o Departamento de Escolas de Gaia. Dali, diz que nada ficou resolvido e que foi criticada por “ter exposto o caso na imprensa” » in "IMPALA

Está quase tudo mal nesta história lamentável e nos comportamentos anti-sociais evidenciados em crianças com apenas três anos de idade.

Quando nascemos, não somos nem o “homem lobo do homem” de que falava Hobbes nem o “bom selvagem” descrito por Rousseau. Para além dos traços de personalidade de cada um e das suas inclinações e capacidades naturais, somos em grande medida o resultado da educação que recebemos e das vivências que realizamos. Acima de tudo, o saber viver em sociedade, a empatia e a cooperação com os outros, a partilha e a solidariedade, são aprendizagens sociais que deveriam começar a fazer-se em família, desde os primeiros meses de vida, prosseguindo depois na escola e noutros espaços de vivência das crianças. 

A falta de diálogo, de interacções e de estímulos na relação entre pais e filhos, a omnipresença dos tablets e dos telemóveis, de que algumas famílias usam e abusam para manterem os bebés permanentemente entretidos, estão a ter efeitos óbvios no desenvolvimento de competências sociais, algo que se está a notar bem nas creches e infantários. E aqui, claro, não se pode ficar de braços cruzados, considerando “normal nestas idades” que os miúdos se andem a maltratar uns aos outros e não actuando de forma pronta e eficaz perante casos graves e evidentes de bullying.

Ninguém, muito menos uma criança de três anos, merece sentir-se culpada ou castigada pelas agressões de que é vítima. Mas é isso mesmo que sente quanto é isolada dos colegas, para evitar novas agressões, em vez de se corrigirem os comportamentos dos agressores.

No caso em apreço, a família parece ter tomado a decisão que se impunha, procurando outro infantário para a criança. No entanto, há que ter consciência de que, quando se chega a esta solução, a primeira escola e o próprio sistema educativo falharam em relação à criança que lhes foi confiada. Numa situação de violência ou abuso, nunca deveria ser a vítima a ter de mudar para fugir do agressor. Este é que tem de modificar o seu comportamento ou, se não é capaz de o fazer, ser afastado das suas vítimas. Seja qual for a sua idade.

Artigos relacionados

Cair na real
Cair na real Ensinar e avaliar remotamente, substituindo as aulas presenciais por sessões de estudo em casa, com recurso às tec... 27 views Thu, 02 Apr 2020, 22:27:08
Não haverá terceiro período!
Não haverá terceiro período! Ano lectivo termina com as avaliações desta semana. Não haverá provas de aferição nem provas finais no ensino bás... 37 views Wed, 01 Apr 2020, 15:36:37
O drone educativo
O drone educativo Esqueçam as fichas pelo correio, a telescola, a internet ou a videoconferência. Um inspiradíssimo Paulo Serra apr... 76 views Mon, 30 Mar 2020, 11:12:55
Ensino a distância… pelo correio?
Ensino a distância… pelo correio? Típico de um ministério da Educação sem rumo, que tão depressa advoga a “escola do futuro” e a aprendizagem online... 46 views Sat, 21 Mar 2020, 21:15:36
Dificuldades da aprendizagem online – o alerta de uma mãe
Dificuldades da aprendizagem online – o alerta de uma mãe Quando, como por um passe de magia, o ensino online e o teletrabalho são apresentados como soluções instantân... 33 views Sat, 21 Mar 2020, 14:59:08
Diz que agora é tudo pela net…
Diz que agora é tudo pela net… Com os alunos sem aulas, a DGE não perdeu tempo e criou um site de apoio às escolas e aos professores, para que ... 59 views Tue, 17 Mar 2020, 17:39:39

Educação

  • Criado em .
  • Visualizações: 51

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate