portugal001Diferentes perspetivas informativas e opinativas sobre o país

A escolha que sobrava para a TAP

(Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 02/07/2020)

Daniel Oliveira

Já o escrevi demasiadas vezes para ter de desenvolver muito mais: a renacionalização da TAP, depois da estranhíssima privatização na 25ª hora organizada por Passos (quando já sabia que não seria primeiro-ministro), foi uma fraude política. Uma fraude política dirigida por António Costa, executada pelo seu amigo Lacerda Machado – que depois foi nomeado para o Conselho de Administração da companhia aérea – e pelo qual deu a cara o agora eurodeputado Pedro Marques. O seu sucessor no Ministério limita-se a ter de resolver o que todos recebemos. A cláusula do contrato, que permite aos privados recuperarem os cerca de 200 milhões que emprestaram  à TAP através de prestações acessórias no caso do Estado reforçar a sua posição acionista, é a confissão da própria fraude.

Escrevi,, há uns dias, que havia três escolhas possíveis: meter mais dinheiro na TAP e manter esta situação pantanosa e insustentável, nacionalizar a TAP por via de aumento de capital ou de outra forma, ou permitir que TAP fosse à falência– deixando de ter uma companhia de bandeira ou criando uma nova, mais pequena, ao lado. À hora a que escrevo ainda não é claro se o controlo público se fará a bem ou a mal. Espero que seja a bem. A boa notícia é que foi posta de lado a possibilidade da injeção de dinheiro público sem controlo público. Não repetiremos Novo Banco, porque não entregamos o dinheiro do Estado...

Transportes, Privatização

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 100

Salvar o SNS – Estamos do lado da solução

Manifesto Salvar o SNS Estamos do lado da solução

Entendemos estar a viver o tempo em que se decide a sobrevivência do SNS – ou o defendemos, valorizamos e reforçamos ou, no embate e “desnatação” para os privados, vai-se tornar um sistema minimalista de cuidados de Saúde, de tratamento da patologia não rentável, desvalorizado pelos cidadãos com rendimentos médios e altos e com missão assistencialista e residual para os cidadãos mais desfavorecidos. É agora ou nunca.

 
Vivemos tempos de pandemia que põem à prova a opção política adotada para a enfrentar, a vitalidade e o desgaste do SNS e o posicionamento dos prestadores privados. Apesar de terem decorrido apenas alguns meses desde o seu início, e de não existir uma avaliação definitiva, é já possível confrontar as políticas seguidas e o desempenho dos serviços de saúde de vários países com os seus resultados. As políticas neoliberais de desmantelamento dos serviços públicos de saúde ou a adoção da estratégia de não combate ao contágio para atingir rapidamente a imunidade de grupo acarretam enormes riscos para as pessoas mais fragilizadas e têm levado a maior mortalidade, desorientação e sofrimento das populações, com a inevitável afetação da...

Saúde, Política de saúde

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 225

Empresa tenta dissuadir plenários de trabalhadores vidreiros

A administração da Carl Zeiss tentou dissuadir a participação dos trabalhadores nos plenários, com o argumento do «estado de calamidade em Lisboa» e a proibição de ajuntamentos.

Créditos / STIV

Os trabalhadores da empresa Carl Zeiss, em Setúbal, organizados no Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Vidreira (STIV/CGTP-IN), responderam à atitude unilateral da empresa de romper com as negociações salariais em curso, através da realização de três plenários, diurno e nocturnos, nos dias 29 e 30 de Junho.

O sindicato refere que se aprovou uma nova posição negocial a apresentar na reunião do dia 2 de Julho com a administração, na sequência da qual serão decididas novas formas de luta.

O STIV denuncia ainda que a administração tentou dissuadir a participação dos trabalhadores nos plenários, através de um comunicado enviado no domingo, com o argumento do «estado de calamidade» na Área Metropolitana de Lisboa e a «proibição» de ajuntamentos superiores a dez pessoas.

A generalidade de Portugal continental entrou, esta quarta-feira, em situação de alerta, com excepção da Área Metropolitana de Lisboa, onde 19 freguesias continuam em situação de calamidade e as restantes passam à de contingência.

Porém, a estrutura sindical lembra que as reuniões gerais de trabalhadores não são «ajuntamentos» na via pública e a actividade sindical não está suspensa.

Os plenários realizaram-se, como previsto, no espaço do parque de estacionamento da fábrica...

Trabalho

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 30

Setúbal exige requalificação urgente da Secundária du Bocage

O Município sadino e a comunidade educativa alertam para o «elevado estado de degradação» da Escola Secundária du Bocage, com mais de 70 anos, e exigem uma intervenção urgente por parte do Governo.

Créditos / Mapio

A Câmara Municipal de Setúbal aprovou esta terça-feira, em reunião pública, uma moção para a realização de obras urgentes de requalificação da Escola Secundária du Bocage, associando-se a alunos, professores, funcionários não docentes, pais e encarregados de educação daquele estabelecimento de ensino. 

Em causa, refere a autarquia num comunicado, está a necessidade de suprir um conjunto de «problemas e patologias» identificados e apetrechar a escola com os «equipamentos e recursos indispensáveis à continuidade do percurso educativo que tem trilhado ao longo dos tempos».

Na moção aprovada no dia 1, a Câmara Municipal de Setúbal lembra que o edifício da escola, com mais de 70 anos, está há cerca de 20 sem obras de requalificação ou manutenção, colocando em risco a segurança de todas as pessoas que frequentam o estabelecimento.

«O antigo Liceu de Setúbal, instituição com mais de 160 anos de história, apresenta vários problemas estruturais, assim como evidentes sinais de degradação, nomeadamente ao nível da cobertura, que conduzem a infiltrações frequentes nas salas de aula, corredores e noutros espaços», lê-se na nota. 


À lista de preocupações somam-se as caixilharias em mau estado, balneários inadequados e «subdimensionados», mobiliário...

Educação

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 82
  • Ladrões de Bicicletas (João Rodrigues)
  • Portugal

A música agora tem de ser mesmo outra


Qualquer intervenção do Estado na TAP implicará que o Estado acompanhe todas as decisões que são tomadas com impacto na vida da empresa (...) A música agora é outra na TAP (...) É bom que estejamos conscientes que a missão é salvar a TAP e não nenhum acionista em particular (...) Estamos interessados que parceiros nos acompanhem na intervenção na empresa. Se não acompanharem, o Estado não deixará cair a empresa. Mas isso terá consequências na relação societária (...) O Estado está a acompanhar a situação tremendamente difícil da TAP e a estudar diferentes alternativas de intervenção e a discutir o seu futuro de acordo com interesse nacional, e não de qualquer interesse particular. A TAP sem intervenção pública não tem qualquer possibilidade de sobreviver.



Pedro Nuno Santos, 28 de Abril de 2020.

A perturbação da elite compradora e dos seus ideólogos com a nacionalização da TAP é visível. Não estão habituados a ter governantes que defendem de forma intransigente o interesse nacional, o que obviamente exige um controlo público da empresa. Lentamente, demasiado lentamente, até o Primeiro-Ministro parece estar a ser compelido pela realidade que tem muita força.

A perturbação de Manuel Carvalho é então visível em mais um editorial do Público. Como não tem coragem para defender a falência de uma empresa reconhecidamente crucial para a economia nacional, embora garanta que “é há décadas uma ferida aberta na vida do país”, somos confrontados com um penoso texto cheio de...

Transportes, Nacionalização

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 56

Despedidos por participarem em plenário sindical

Depois de terem participado num plenário com dirigentes sindicais, os trabalhadores do Praia da Lota Resort foram chamados pela direcção e informados de que os seus contratos não seriam renovados.

Sindicato considera que «a elevação salarial no sector do turismo é uma emergência nacional». Créditos

Os trabalhadores do Praia da Lota Resort, em Manta Rota, Vila Nova de Cacela, foram alvo de «repressão patronal» por terem participado no plenário de trabalhadores realizado esta terça-feira, denuncia o Sindicato da Hotelaria do Algarve (CGTP-IN).

Numa nota, o sindicato refere que, depois de terminado o plenário, em que os dirigentes sindicais informaram os trabalhadores dos seus direitos e deveres, estes foram chamados pela direcção da empresa para serem informados de que os seus contratos não seriam renovados por terem participado na reunião.

Uma das empregadas de andares, contratada em Junho para fazer a época alta, e que ainda estava no período experimental, foi imediatamente despedida, apesar de o número de funcionárias para esta tarefa ser insuficiente, afirma a estrutura sindical.

«Esta situação configura uma grave violação dos direitos dos trabalhadores, nomeadamente o direito à liberdade sindical e à actividade sindical na empresa, consagrado no Código do Trabalho e na Constituição da República Portuguesa», pode ler-se na nota.

O sindicato solicitou de imediato a intervenção da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e repudia o que considera ser uma...

Trabalho

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 37

Um certo amadorismo…

«Portal das Matrículas continua a dar problemas: prazo para renovação é até 12 de Julho

Há dezenas de queixas de encarregados de educação que não conseguem aceder ao site.» (in  Público)

O trocadilho é fácil, mas torna-se irresistível. Há um evidente amadorismo na forma como os serviços da administração educativa, tutelados pela SE Susana Amador, estão a lidar com o problema das matrículas e da sua renovação, este ano feitas exclusivamente através do Portal das Matrículas.

Há vários dias que o portal se encontra inacessível ou com acesso muito difícil e limitado aos encarregados de educação.  Trata-se, obviamente, de um problema de falta de capacidade do sistema, que se resolve contratando servidores mais potentes para alojar o site das matrículas.

Mas em vez de resolverem o problema, tornado inevitável ao colocarem toda a gente a aceder ao mesmo tempo, preferem negar a sua existência – nós é que somos uns nabos informáticos, que não sabemos ser pacientes nem usar devidamente o sistema – e, por via das dúvidas, alargar sucessivamente os prazos: já vai em 12 de Julho, e não sabemos se fica por aqui.

Para poupar umas centenas de euros na migração de servidores, Susana Amador sujeita-se mesmo ao ridículo – e ao cúmulo do amadorismo! – de recorrer à sua página pessoal no Facebook para tentar justificar a incompetência dos decisores. E fazer recomendações aos pais que não conseguem aceder…

Educação

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 83

Irmandade de Braga exigiu “donativo” de 10 mil euros para aceitar idosa no lar

A filha de uma utente do lar de idosos da Irmandade de Santa Cruz, em Braga, denunciou esta quinta-feira que em 2018 teve de pagar um “donativo” de 10 mil euro por uma vaga, contrariando uma acusação do Ministério Público.

 

O Ministério Público (MP) acusou um ex-provedor daquela irmandade de “solicitar ou exigir” o pagamento de quantias monetárias para a admissão de utentes para o lar de idosos, mas indicava que este procedimento terminou em 2017, após a entrada do novo provedor.

Em fevereiro de 2018, porém, e segundo contou à Lusa Maria Pereira Reis, a irmandade pediu-lhe um donativo de 10 mil euros como contrapartida de vaga para a admissão da mãe no lar. “A diretora técnica disse-me que havia vaga para a minha mãe, na condição de aceitar as condições deles. E as condições passavam por fazer um donativo de 10 mil euros, alegadamente destinada a melhorar a qualidade dos serviços prestados”, afirmou.

A Lusa teve acesso ao recibo emitido pela irmandade, que dá conta de um “donativo” de 10.001,54 euros. Outra condição era o pagamento de uma mensalidade de 700 euros.

A filha manifestou-se convencida de que o seu não deverá ser “nem pouco mais ou menos um caso único”. Adiantou que a família se prepara para avançar com uma queixa no Ministério Público contra a irmandade, por alegados “atropelos constantes” à lei.

Segundo a acusação, a que a Lusa teve acesso, a Irmandade é igualmente arguida no processo. O...

IPSS

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 112

Mais de cem viaturas em defesa do Hospital dos Covões

A buzinar ininterruptamente, os carros percorreram a cidade de Coimbra durante a tarde, na defesa do Hospital dos Covões, terminando na Praça da Canção, onde decorreu um comício drive in.

CréditosPaulo Novais / Agência Lusa

Mais de cem viaturas concentraram-se hoje na Praça da Canção, em Coimbra, num comício drive in, em defesa do Hospital dos Covões, com intervenientes a pedirem uma reversão da fusão com os Hospitais da Universidade de Coimbra.

Com uma parte das pessoas dentro dos carros, a substituir as palmas por buzinas, e uma outra parte fora, junto ao palco da Praça da Canção, vários intervenientes, a maioria profissionais de saúde, deram voz às suas preocupações em relação ao Hospital dos Covões, integrado no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) em 2011.

A antiga diretora clínica do Hospital dos Covões, Deolinda Portelinha, foi uma das primeiras a subir ao palco, onde mostrou preocupação com aquilo que tem sido o passado recente do hospital, desde unidades com novas instalações que foram desmanteladas à rejeição da instalação da maternidade do CHUC na área daquele hospital.

«O hospital foi desactivado em diversas áreas com prejuízo para a saúde de Coimbra e da região», frisou Deolinda Portelinha, notando que o ataque surgiu ao mesmo tempo que «passaram a florescer as [unidades de saúde] privadas» na cidade.

Também Rui Pato, antigo presidente do Conselho de Administração do Hospital dos Covões, criticou o «desmantelamento» daquela...

Saúde

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 34

Ainda o ato de contrição sem penitência de Durão Barroso

O ato de contrição de José Manuel Durão Barroso, em entrevista ao Atlantic Talks, a propósito da invasão do Iraque e do seu apoio incondicional na Cimeira dos Açores é um traço da sua personalidade, uma espécie de modus operandi. Ficou-lhe do tempo das autocríticas importadas dos jovens generais maoistas.

Durão Barroso ao longo destes últimos cinquenta anos soube fazer o que tinha de fazer para ser o que queria ser. Está-lhe no ADN a ambição e jogar no tabuleiro indicado para alcançar o objetivo seguinte.

Nos anos imediatamente antes do 25 de abril combateu com todas as suas forças o PCP para lhe roubar influência na juventude universitária. Era destemido a defender os camaradas Marx, Lenine, Stalin e Mao. Até no boné que usava. Um fogoso revolucionário que anunciava a chegada do vento Leste e o educador da classe operária, entretanto falecido.

Com a revolução de Abril o Zé Manuel levou o seu anticomunismo ao expoente de proclamar que a revolução não passava de um golpe de Estado do PCP com a camarilha militar. Era no tempo em que defendia que os pides morriam na rua e os professores da Faculdade de Direito, salvo raras exceções deviam ser saneados e alguns julgados pelos bandos do MRPP a funcionarem como tribunais populares.

O seu ímpeto anticomunismo em nome do verdadeiro comunismo tinha de o levar ao PPD, como era dos livros. Lá foi com Eurico de Melo que escolhia a dedo os que interessavam ao partido. E dali nunca mais parou.

Com o estatuto de imperador do PSD...

Direita

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 35

Garantir condições de higiene, saúde e segurança a quem trabalha

Diana Ferreira* - 02/07/2020
 

Nos últimos tempos têm sido muitos os aplausos e o reconhecimento a trabalhadores que garantem serviços e bens fundamentais para o país – trabalhadores que o fazem todos os dias e que todos os dias correm riscos no cumprimento das suas funções, mesmo antes do surto que o país enfrenta.

O momento pelo qual passamos evidenciou a realidade laboral destes trabalhadores e demonstrou bem a enorme importância do escrupuloso cumprimento de todas as normas de higiene, saúde e segurança no trabalho.

Sendo fundamental garantir aos trabalhadores que estes podem trabalhar e que são efectivamente cumpridas medidas de prevenção de contágio, importa também que as entidades patronais cumpram efectivamente com as demais medidas de prevenção de outras doenças, de doenças profissionais e de acidentes de trabalho.

A prestação do trabalho em condições de higiene, segurança e saúde é um direito constitucional dos trabalhadores, devendo as entidades patronais assumir as suas responsabilidades nesta matéria e devendo o Estado, nomeadamente através da ACT, assegurar a efectiva fiscalização e acção punitiva em caso de incumprimento.

Propusemos um suplemento de 20% sobre o valor base da remuneração para todos os trabalhadores que foram e têm sido chamados a desempenhar funções essenciais

O PCP tem intervindo em diferentes momentos sobre este assunto. Propusemos um suplemento de 20% sobre o valor base da remuneração para...

Trabalho

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 40

Portugal com ‘stock’ e acesso imediato a medicamento remdesivir – Infarmed

01/07/2020
 
 

O Infarmed assegurou hoje que Portugal tem ‘stock’ disponível e reserva para uso imediato do medicamento remdesivir, que tem sido usado contra a covid-19, e que o laboratório não antecipa constrangimentos no seu acesso aos doentes portugueses.

“Podemos informar que existe ‘stock’ disponível do medicamento remdesivir, de acordo com as alocações que têm vindo a ser feitas ao nosso país, constituindo uma primeira reserva que garante o acesso imediato ao medicamento”, destacou, em comunicado, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde.

O Infarmed revelou ainda que, após contacto com o laboratório titular do medicamento remdesivir, este confirmou que “antecipa que não venha a existir qualquer constrangimento no acesso ao tratamento por parte dos doentes portugueses, tendo a garantia de acompanhamento conjunto da situação”.

A autoridade para o medicamento em Portugal explica que o remdesivir obteve um parecer positivo do Comité de Medicamentos de Uso Humano (CHMP) da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), “cuja autorização deverá ser concedida em breve pela Comissão Europeia”.

O parecer emitido tem a indicação terapêutica para o tratamento da covid-19 em adultos e adolescentes a partir dos 12 anos com pneumonia e que requerem oxigénio suplementar, acrescenta.

“Esta autorização será condicional por ainda se aguardarem resultados confirmatórios”, sublinha o comunicado.

A nota realça ainda que...

Saúde

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 39

PSD vai abster-se na votação final global e viabiliza Orçamento Suplementar

(Comentário:

Já tardava a confirmação política do Bloco Central. Paz à defunta Geringonça. Tudo vai voltando ao 'normal')

Manuel de Almeida / Lusa

 

O PSD vai manter a abstenção na sexta-feira na votação final global do Orçamento Suplementar, tal como fez na generalidade, o que significa a viabilização do documento.

 

“Não vemos razões, pela forma como decorreu a discussão na especialidade, para o PSD mudar o sentido de voto de abstenção”, disse à Lusa o presidente social-democrata Rui Rio.

No dia da votação na generalidade, o líder do PSD já tinha admitido que dificilmente o partido mudaria o seu sentido de voto.

“Só se houvesse uma alteração profundíssima é que alterávamos o sentido de voto, penso que não vai haver uma alteração profundíssima, o diploma vai para a votação final mais ou menos parecido”, disse.

Rio afirmou por várias vezes que o partido iria analisar o Orçamento Suplementar com vontade de “ajudar”, salientando que faria depender o voto não da “aceitação desta ou daquela medida”, mas da avaliação se o documento responde às necessidades do país até final do ano face às consequências da pandemia de covid-19.

O PCP anunciou esta quinta-feira que vai votar contra o Orçamento Suplementar na votação final global agendada para sexta-feira na Assembleia da República, depois de se ter abstido na votação na generalidade.

Esta é a primeira vez, em cinco anos, que o PCP vota contra um orçamento do Governo minoritário do PS...

Partido Socialista, Partido Social Democrata, Assembleia da República

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 41

PS “junta-se” ao PSD e apoia fim dos debates quinzenais

(Comentário:

Parece que os debates quinzenais eram transparência a mais e contribuíam para azedar as relações que se pretendem promissoras entre o PSD e o PS. Eles querem entender-se e não andar a debater na 'praça pública')

Mário Cruz / Lusa

 

Assim como o PSD, também o PS mostrou-se aberto a colocar um ponto final aos debates quinzenais. O socialista Pedro Delgado Alves mostrou-se aberto a negociar.

 

O PSD propôs a realização de quatro sessões de perguntas ao primeiro-ministro por ano no parlamento, em vez dos atuais debates quinzenais, e outros quatro com ministros setoriais, em que o líder do Governo pode estar presente. Agora, o PS também se mostra interessado e aberto a conversar.

O vice-presidente da bancada parlamentar do PS, Pedro Delgado Alves, disse à Renascença que “do universo das coisas apresentadas” este tema em torno do “debate com o primeiro-ministro e o Governo é um dos temas sobre os quais, evidentemente, se tem conversado com todos os partidos e não apenas com o PSD”.

De acordo com o projeto de lei do PSD para rever o regimento da Assembleia da República, a presença obrigatória do chefe do Governo no parlamento subirá para oito vezes por ano se se contabilizar o debate do Estado da Nação, que se inicia com uma intervenção do primeiro-ministro, e a discussão do Orçamento do Estado, que habitualmente também é aberta ou fechada por este (embora o regimento não o pormenorize).

O PSD acrescenta a esta...

Assembleia da República, BCI

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 141

Governo avança com nacionalização da Efacec

(Comentário:

Nacionalização mas...temporária e com rápida privatização para que já há interessados. Apenas o Estado a intermediar negócios privados.Claro?!)

(dr) efacec.pt

 

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, anunciou esta quinta-feira que a Efacec, empresa controlada por Isabel dos Santos, vai ser nacionalizada. Em relação à TAP, ainda só há “um acordo de princípio” com os privados.

 

“O decreto-lei que procede à nacionalização 71,7% do capital social da Efacec Power Solutions, uma empresa de referência nacional”, disse hoje a ministra da Presidência. Mariana Vieira da Silva realça que esta decisão garante a “salvaguarda de cerca de 2.500 postos de trabalho” e a “continuidade da empresa”.

Assim, o Estado ficará com 71,73% do capital da Efacec, que é atualmente detido pela empresária angolana Isabel dos Santos.

O objetivo deste diploma, já promulgado por Belém, é salvar a empresa considerando “o acordo dos restantes acionistas privados”, a “natureza transitória da intervenção” e a “abertura simultânea de processo de reprivatização da posição agora objeto de intervenção pública”, escreve o Correio da Manhã.

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o decreto-lei “com vista à salvaguarda do interesse público nacional”.

Pedro Siza Vieira realça que esta solução não deve ser vista como uma “nacionalização duradoura, antes como solução indispensável de passagem entre soluções duradouras de mercado”.

Nacionalização

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 40

Prémio aos profissionais de saúde pode deixar de fora maioria dos médicos

Massimo Percossi / EPA

 

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) alertou hoje que o prémio aos profissionais de saúde, aprovado na quarta-feira, “não compensa o risco” e “pode deixar de fora a maioria dos médicos” que participam no combate à pandemia de covid-19.

 

Em comunicado, a FNAM lembra que a proposta do PSD, que foi aprovada em sede de especialidade do Orçamento Suplementar, visa todos os profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que durante o estado de emergência tenham praticado, de forma continuada e relevante, atos diretamente relacionados com suspeitos e doentes infetados por covid-19, não sendo, contudo, “clara quanto à identificação dos profissionais” que serão abrangidos pelo prémio.

A este propósito, a FNAM sublinha que todos os profissionais, independentemente do local onde exercem funções (centros de saúde, urgências hospitalares, consulta, internamento ou, como a Saúde Pública, na comunidade), mesmo que em instituições ou unidades não exclusivamente dedicadas à covid-19, “têm tido um papel crucial na resposta à pandemia”, não só assegurando o atendimento a doentes com coronavírus, como também mantendo a prestação de cuidados a todos os restantes utentes.

“O exercício da profissão médica acarreta riscos significativos, que não estão limitados à pandemia por covid-19. No contexto da atual pandemia, para além da maior penosidade do trabalho, os médicos têm sido expostos a um elevado risco de infeção por SARS-CoV-2. Em...

Trabalho, Saúde

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 52

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
06, julho 2020

Exceção à regra, hoje sou maledicente para com socialistas

em Portugal

por jorge rocha in 'Ventos Semeados'

  Talvez esteja errado naquela aceção muito tradicional em como se devem resolver dentro de casa as questões, que possam associar-se ao conceito de «roupa suja». Por isso não compreendo, e muito menos aceito, que…
06, julho 2020

Brasil tem mais de 1,6 milhão de infectados e quase 65 mil mortos por Covid-19

em Mundo

por Brasil24/7

  Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil Boletim divulgado neste domingo (5) pelo Ministério da Saúde, registra que até o momento o Brasil tem 1.603.055 casos da covid-19. Desses, 64.867 casos resultaram em…
06, julho 2020

O fim dos mitos e das ilusões

em Mundo

por Pelo Socialismo

Para enfrentar o presente e preparar o futuro Dimitris Koutsoumbas - Secretário-geral do CC do Partido Comunista da Grécia (KKE) O MITO QUE TEM SIDO DESFEITO durante a pandemia de coronavírus é o que afirma…
06, julho 2020

O músculo financeiro da Big Pharma distorce a ciência durante a pandemia

em Mundo

por resistir.info

Perdi toda a confiança na investigação médica por Malcolm Kendrick  A evidência de que um remédio barato e de venda livre custando £7 combate o Covid-19 foi escamoteada. Por que? Porque os gigantes farmacêuticos querem…
06, julho 2020

Escolhido por Bolsonaro, Feder recusa convite para o Ministério da Educação

em Mundo

por Lucas Rohan

Daniel Carvalho - 05/07/2020     Após dias de ataques nas redes sociais por parte de ideológicos do presidente Jair Bolsonaro, Renato Feder disse neste domingo que recusou o convite para assumir o Ministério da…
06, julho 2020

OMS vai à China investigar origem da covid-19, mas Pequim aponta o dedo a Espanha

em Mundo

por Lucas Rohan

05/07/2020   Esta semana assinalam-se os seis meses da identificação do novo coronavírus por parte das autoridades chinesas, que alegam agora que podem ser apenas um elo na correia de transmissão e defendem que a…
06, julho 2020

EUA expandem base militar no Pacífico em meio a impasse com China, diz jornal (FOTO)

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© AP Photo / Vincent Yu No final de junho, um think tank do governo chinês alertou para um possível conflito militar devido à implantação "sem precedentes" de forças militares dos EUA na região Ásia-Pacífico.…
06, julho 2020

Cascais não regista novos casos, mantêm os 1.061 infetados

em Cascais

por Portal CASCAIS

  No relatório de hoje (5), da Direcção Geral da Saúde (DGS) não se registam novos casos no número de infectados com o COVID-19 no Concelho de Cascais, mantendo o valor de 1.061 casos confirmados em Cascais.…
06, julho 2020

Seis meses de coronavírus: o pior ainda está para vir

em Mundo

por Gonçalo Lopes

José Miguel Gaspar - 05/07/2020   Seis meses de pandemia: sem vacina ainda certa, o Mundo poderá ter que conviver com a covid-19 por muito mais tempo do que o esperado. A realidade é muito…
06, julho 2020

Tiroteio em discoteca na Carolina do Sul deixa 2 mortos e 8 feridos

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© AP Photo / John Minchillo Na madrugada deste domingo (5), um tiroteio em uma discoteca no estado norte-americano da Carolina do Sul deixou ao menos 12 pessoas feridas em "várias condições", informou um oficial…
06, julho 2020

Caos no mercado de ouro afeta outros metais preciosos e causa grandes perdas aos bancos

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© Sputnik / Pavel Lisitsin O caos no mercado de ouro, causado pela pandemia de COVID-19, está atingindo outros metais preciosos, incluindo a prata e a platina, provocando grandes perdas em alguns bancos. O mercado…
06, julho 2020

Amante diz que os 65 milhões dados por Juan Carlos foram presente “de amor”

em Mundo

por Gonçalo Lopes

05/07/2020   Jornal “El Pais” teve acesso ao testemunho prestado à justiça suíça por Corinna Larsen. A ex-amante do rei emérito de Espanha fala sobre os 65 milhões dados por Juan Carlos. Corinna Larsen, ex-amante…
06, julho 2020

Encontrado com tiro na cabeça no carro junto ao Autódromo chega morto ao hospital

em Cascais

por CASCAIS24

Por Redação 04 julho 2020 Um homem, 62 anos, foi encontrado ferido, dentro de uma viatura, com um tiro de pistola na cabeça, este sábado, ao início da noite, junto ao Autódromo do Estoril, acabando…
06, julho 2020

Bombeiros travam fogo em Polima e salvam oficina de carros e habitações

em Cascais

por CASCAIS24

(Fotos Bombeiros de Carcavelos e São Domingos de Rana) Por Redação 04 julho 2020 Só a eficaz intervenção dos Bombeiros, apoiados por um meio aéreo impediu que um incêndio, que deflagrou este sábado, à tarde,…
06, julho 2020

Perseguição a ladrões de carros acaba nas falésias da Guia com dois detidos

em Cascais

por CASCAIS24

Por Redação 04 julho 2020 Uma perseguição iniciada pela GNR a um veículo, cujos ocupantes andariam a efetuar furtos em viaturas estacionadas, terminou nas falésias da Guia, junto ao mar, em Cascais, com agentes da…
06, julho 2020

Funcionário da Cascais Ambiente morre esmagado por máquina na Tratolixo

em Cascais

por CASCAIS24

Por Redação 04 julho 2020 Um funcionário, 55 anos, da empresa Cascais Ambiente, morreu esmagado por uma máquina, durante uma operação de descarga de resíduos, esta sexta-feira, de madrugada, na Tratolixo, em Trajouce.   A…
06, julho 2020

IMPÉRIO EQUIVOCADO…

em Mundo

por Página Global

    Martinho Júnior, Luanda  O Império da hegemonia unipolar tem feito sistematicamente cálculos equivocados sobre as potencialidades da revolução cultural chinesa, que perfez agora sete décadas de vida, numa altura em que, por seu…
06, julho 2020

Portugal/UE | Pólvora seca e vespeiros

em Portugal

por Página Global

    Carvalho da Silva* | Jornal de Notícias | opinião   O tempo para se adotarem políticas eficazes com vista à saída da crise escasseia e Portugal surge cada vez mais enredado em dois…
06, julho 2020

Projecto «Faz Ruído pela Igualdade»

em Portugal

por AbrilAbril

A Associação Projecto Ruído apresentou a campanha «Faz Ruído pela Igualdade», que se apresenta como «intrinsecamente ligado à vida e aspirações dos jovens». Créditos / MDM Esta associação juvenil foi criada por um grupo de…
06, julho 2020

Portugal | Jerónimo acusa Marcelo de "contribuir" para "novo bloco central"

em Portugal

por Página Global

    O secretário-geral do PCP acusou hoje o Presidente da República de estar a "contribuir" para colocar em marcha uma nova vida para um "novo bloco central de interesses políticos e económicos", e para…
06, julho 2020

Quando a capa de um jornal não bate certo com o seu editorial

em Portugal

por Ladrões de Bicicletas (Nuno Serra)

1. A 27 de junho, com a divulgação da ordenação de escolas, Manuel Carvalho defendeu, em editorial no Público, que «os rankings não servem para criar hierarquias de escolas no sistema» mas sim, «pelo contrário,…
06, julho 2020

Lisboa e Vale do Tejo com 77% das novas infeções nas últimas 24 horas

em Portugal

por Página Global

  A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 77% das novas infeções por covid-19 nas últimas 24 horas, com 254 dos 328 novos casos hoje contabilizados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).    …

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate