• Administração web

Câmara de Cascais dá 'apoio social' para privatizar a saúde

Edificio do antigo Hospital Condes Castro de Guimaraes em Cascais Foto Google StreetViewer fullviewAinda corre o  'embrulhado' processo com a instalação, em Carcavelos, da Nova Escola de Negócios pelo qual os cascalenses vão pagar 10 Milhões de euros para garantir uma paisagem 'californiana'  à faculdade de economia concebida de acordo com os interesses do dono do Pingo Doce.

Entretanto um novo 'embrulho aí vem.

A Câmara de Cascais projeta um complexo negócio que visa a construção de mais um hospital privado e a eventual instalação anexa de uma Faculdade Privada de Saúde.

Em reunião de Câmara realizada no dia 13 de fevereiro foi aprovada uma proposta para a venda, em condições bastante 'simpáticas', do antigo Hospital Condes de Castro Guimarães ao grupo chinês da FOSUN para aí construir um Hospital privado integrado no grupo Luz.

A proposta foi aprovado pela maioria PSD/CDS , com 4 votos contra dos Vereadores Manuel Mendes e Maria Teresa Gago do PS, do Vereador Clemente Alves do PCP e da Vereadora Isabel Magalhães do Movimento Independente "Ser Cascais". Os  Vereadores Alexandre Sargento do PS e  Ricardo Baptista Leite do PSD/CDS não participaram na votação.

O Antigo Hospital de Cascais foi construído com pdfdinheiros públicos e doações feitas à população de Cascais para fins de carácter social.

Em 2015 a Câmara adquire por um preço especialmente favorável (cerca de 3,5 Milhões de euros) o edifício do antigo Hospital (um dos três edifícios que agora se propõe vender). Atente-se que, então, o Presidente da Câmara garantia que a compra se destinava "para fins sociais de serviço público".

img 818x4552012 02 22 11 46 00 330539.jpgAgora a maioria PSD/CDS da Câmara pretende  celebrar com a  'Luz Saúde SA', pertença da FOSUN, um contrato através do qual:

1) vende o antigo Hospital de Cascais (que adquiriu em 2015);

2) compra (não se sabe por que preço) mais dois outros edifícios, que são pertença da Administração Regional de Saúde, e vende-os conjuntamente;

3) autoriza a demolição destes três imóveis

4) assegura a requalificação do espaço público das ruas envolventes destes três imóveis

5) autoriza a construção do hospital proposto pela 'Luz Saúde , SA'

6) constrói todos os acessos ao dito hospital.

6) garante a emissão de uma deliberação da Câmara de que resulte

a- Inexistência de quaisquer restrições em termos de construção abaixo do solo nos três imóveis.
b - Isenção da 'Luz Saúde' de pagamento de quaisquer taxas e licenças camarárias, incluindo TRIU e compensações urbanísticas.
c - Isenção de pagamento de IMT pela  'Luz Saúde' em virtude da aquisição dos três imóveis.

Por tudo isto a 'Luz Saúde, SA' propõe-se pagar 5,4 Milhões de euros.

 

Provavelmente o Presidente da Câmara e os  vereadores da sua maioria  ainda vão garantir aos cascalenses que se trata de um bom negócio para Cascais e que é coerente com o que anteriormente tinham garantido acerca deste edificado se destinar  "para fins sociais de serviço público"

Segue-se alguma informação publicada (em 2015 e recentemente) sobre o tema:

 

 

 

 

 

  • Criado em .

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate