• jorge rocha in 'Ventos Semeados'

Insensato me assumo


1. O irlandês Bernard Shaw viveu quase um século, vendo a Inglaterra vitoriana transformar-se à conta da Revolução Industrial, que proletarizou camponeses e agravou as desigualdades na distribuição dos rendimentos. Arguto, tinha uma prodigiosa verve ao escrever e ao falar, sobretudo, confrontando-se com quem se sabia oposto nos valores. Arriscava-se, amiúde, a dar razão a um dos seus títulos mais conhecidos: um Socialista Insociável. Porque era essa intransigência na transformação da sociedade em sentido mais igualitário, que justificava muitos dos seus textos e a maioria das suas atitudes cívicas.
Numa das frases agora dele recordada conclui-se que “o homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato”.
Razão para que, quem com ele se identifica, sinta orgulho em insensato se assumir. Sendo realista, exigindo o impossível. Mesmo que isso acabe por acontecer mais cedo do que se antevia e se demonstre bem mais exequível do que os detratores considerariam improvável.
2. Esteve a decorrer, ou ainda perdura, a campanha mais recente do Banco Alimentar, que merece o alto patrocínio de Marcelo e garante à tia Jonet uma notoriedade, que lhe satisfaz o ego e, porventura, a esperança de futuras cunhas favoráveis no céu cristão capazes de, nele, lhe fazerem perdurar os lugares de administradora a que vai acedendo nalgumas empresas.
Como de costume o meu contributo é zero. Não por falta de solidariedade com os desfavorecidos, que recorrem a essa instituição, mas por ser ela o exemplo daquilo que, em tempos salazaristas, consistia em brincar à caridadezinha por parte daquele tipo de senhoras, que um poema de António Gedeão dizia  maliciosamente que nunca mais (oh” nunca mais!).
Em definitivo exige-se ao Estado, mormente através da Segurança Social (e marginalizando o parasitismo das Misericórdias!), a resposta aos que passam por inaceitáveis carências nos seus direitos fundamentais. Por um vez manifesto o acordo nauseado com o que escreve a economista Susana Peralta no «Público»: “é preciso pensar que espécie de sociedade é esta que perante pessoas que podem ficar com fome durante mais de um ano se contenta com oferecer uns pacotes de arroz para as campanhas do Banco Alimentar. Este cheirinho feudal dá-me náuseas”.

Veja o original em 'Ventos Semeados':

https://ventossemeados.blogspot.com/2020/05/insensato-me-assumo.html

Artigos relacionados

Hutchinson recorre ao lay-off e aumenta carga horária
Hutchinson recorre ao lay-off e aumenta carga horária Nas fábricas da Hutchinson, o surto epidémico tem sido pretexto para avançar na retirada de direi... 0 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Cabo Verde felicita ex-ministra que vai ser conselheira de Guterres
Cabo Verde felicita ex-ministra que vai ser conselheira de Guterres O Governo cabo-verdiano felicitou "vivamente" a ex-ministra das Finanças Cristina Duarte pela escolha como nova co... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Guiné-Bissau | Comunidade internacional "falhou desde o começo"
Guiné-Bissau | Comunidade internacional "falhou desde o começo" Para o analista Diamantino Lopes, a comunidade internacional, em "função dos seus múltiplos interesses", não está ... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
«Democratização» das CCDR: novo truque para adiar a regionalização
«Democratização» das CCDR: novo truque para adiar a regionalização O diploma que altera a orgânica das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CC... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Guiné-Bissau | "É uma perda de tempo PAIGC pensar em novo Governo"
Guiné-Bissau | "É uma perda de tempo PAIGC pensar em novo Governo" Palavras são de um deputado do MADEM-G15, na véspera de um debate no Parlamento sobre a situação política e o apel... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
A greve dos entregadores e a volta a um passado sem lei
A greve dos entregadores e a volta a um passado sem lei Roberto Parizotti/Fotos PúblicasO trabalho dos entregadores via aplicativos coloca em evidência precarizaç... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
  • Criado em .

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate