• Página Global

Portugal | Ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, um empresário fora da lei


No Público em artigo da autoria de Sónia Trigueirão e  Ana Henriques é referido que juiz Vaz das Neves, agora constituído arguido na Operação Lex atuou fora da lei ao criar no ano passado (2018) uma firma ligada à arbitragem extrajudicial de conflitos.

Curiosamente a firma, do juiz fora da lei, faturou, como é descrito mais em baixo, 190 mil euros. Ou seja, em menos de um ano o juiz viu a sua firma crescer do nada para considerável facturação. Decerto que vai ser um bom negócio.

Fica à vista e ao conhecimento o tipo de juiz que é, quando para o cidadão comum aquela profissão e estatuto devia ser exercida por profissionais exemplares e impolutos para que assim não deixassem lugar a dúvidas sobre a correção, imparcialidade e qualidade da justiça que aplicam nos julgamentos em que intervêm.

Desde há muito que os portugueses têm sérias dúvidas sobre a honestidade, imparcialidade e correção das atuações de agentes do setor da Justiça e este é mais um caso. Um caso deveras preocupante, em que os portugueses esbarram na legitimidade de desconfiar sobre os procedimentos e mentalidades mafiosas não só de políticos, banqueiros e grandes empresários como também agentes da Justiça de topo. Ficando a instituição denegrida por uns quantos ou de muitos que se aproveitam dos seus estatutos para cometer ilegalidades, quando não crimes que para os comuns mortais são considerados muitos graves.

Do Público deixamos a seguir parte ínfima da notícia que é reservada à exclusividade de assinantes da referida publicação. Contendo sem dúvida motivos bastantes para admitirmos nas conversas de café e entre amigos e família que estamos a ser julgados, governados e a prestar serviços - tantas vezes mal remunerados - para uma máfia que não se cansa de cometer ilegalidades e fica impune. Enquanto que para milhões de portugueses está reservada a sistemática exploração selvagem, esclavagista e os tratos de polé...

Sem Justiça impoluta não existe democracia.

Redação PG

Ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa é empresário apesar da lei não lho permitir

Firma ligada à arbitragem extrajudicial de conflitos foi criada em Maio de 2018 e facturou 190 mil euros em 2018. Vaz das Neves admite que nunca pediu autorização ao Conselho Superior da Magistratura.

Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa (TRL), constituído recentemente arguido na Operação Lex, processo em que também são suspeitos da prática de crimes o desembargador Rui Rangel e a sua ex-mulher e juíza Fátima Galante, tem uma empresa que facturou 190 mil euros em 2018...

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2020/02/portugal-ex-presidente-do-tribunal-da.html

Artigos relacionados

Impedir a reprivatização da Efacec
Impedir a reprivatização da Efacec A indústria transformadora continua a ser o esteio das economias mais desenvolvidas, seja a nível europe... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Os doutores Salgado e Mexia: fantasmas de um flirt passado do ISEG
Os doutores Salgado e Mexia: fantasmas de um flirt passado do ISEG  A última semana trouxe a debate a crescente ingerência do dinheiro das grandes empresas privadas na universidade públic... 5 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Não há campus grátis
Não há campus grátis (Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 06/07/2020) Daniel Oliveira No imaginário da direita conservadora, as universida... 17 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
China | “Lei não retira o poder legislativo da região administrativa H...
China | “Lei não retira o poder legislativo da região administrativa H... Elsie Leung, antiga secretária para justiça do governo de Hong Kong e fundadora do maior partido pró-Pequim, o DAB... 4 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
China e EUA medem forças no Mar do Sul da China com exercícios militar...
China e EUA medem forças no Mar do Sul da China com exercícios militar... AChina organizou um grande exercício militar e, dias depois, os EUA lançaram o seu e, pela primeira vez em seis an... 16 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Portugal Temido | Contagem decrescente?
Portugal Temido | Contagem decrescente? Júlio Machado Vaz* | Jornal de Notícias | opiniãoSe o primeiro-ministro puxou as orelhas à ministra da Saúde, t... 5 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
  • Criado em .

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate