• Página Global

Portugal | EU, TANÁSIA, VOS AVISO: CUIDADO COM AS INJEÇÕES


Bom dia. No Curto da autoria de Cristina Peres tem a morte como prioridade. Bem, não é exatamente assim. O que ela aborda é o tema Eutanásia que pelo segundo dia consecutivo invade o Parlamento. Há os contra e os a favor, por isso aquilo é o Parlamento, onde eles parlam, parlam, e tantas vezes não dizem nada de jeito, de interesse para os plebeus que votaram naqueles papagaios, como também lhes chamam.

Há ainda os que nem por uma vez botam palavra. Estão ali só para fazer número, cumprir o que os “chefes” ordenam e mamarem nas tetas da democracia. Melhor, mamarem à farta e com mordomias inqualificáveis, assegurando o crescimento das suas contas bancárias e, se possível, dos seus partidos políticos. Na casta plebeia esses são apelidados de “entupidos”, “mudos” e/ou “parasitas” – entre outros mimos. Não são todos, já se sabe, mas há lá disso… Pois há.

Avante que se faz tarde.

Curto com abordagem sobre a Dona Eutanásia, essa cabra doidivanas que rouba o que de mais importante existe para os viventes, a vida. Toma lá a morte, que é protegida pela lei. Pois. Escolher isso perante insuportável sofrimento é compreensível. Agora passa a ser admissível com força legal. Pois. O assunto é complicado, por ser tão sensível. É imperioso que só seja aplicada a Eutanásia aos que sem sobra de dúvidas, nem vítimas de contornos e alçapões da lei, optem por se ir embora. Claro que as leis existem para serem cumpridas (uns) mas também existem para serem contornadas. E para isso lá estão os grandes escritórios dos senhores advogados, alguns até ex-governantes ou ex-deputados, ou ainda desse tal bando de malfeitorias e espantos que definem por lobies. Esses são também os tais fabricantes e furões das razões da existência de tantos ladrões e corruptos que se passeiam por aí recheados de grandes e muito boas vidas, de gordas contas bancárias, de luxos incalculáveis e recheios de impunidades. Sim, porque há os profissionais disso, a que se chama esbulhar os otários. Claro que os otários são todos os portugueses, quase todos. A plebe.

Haverá futuramente grandes “histórias” de eutanasiados que o foram porque os sacadores e mestres de contornar as leis fizeram jeitos a amigos e afortunados com a ambição de serem mais afortunados. Ganâncias que levam a excessos e imoralidades, como já tantas vimos… Pessimismo? Não, quando temos muitas décadas a ver esses métodos acontecerem aqui e ali por práticas de uns quantos das elites que estão permanentemente possuídos pela ganância e indiferença pelo mal que causam aos outros. Criminosos e psicopatas, afinal.

Na Alemanha houve tiroteio que matou até se fartar. Desconhecem-se as causas… Pois. Mas decerto que são as mesmas de sempre: desprezo pelas vidas dos outros. E esses porque não se “eutanasiam” antes de cometerem tais atos hediondos?

Em Portugal a TAP está recheada de prejuízos contabilísticos mas quer dar prémios a alguns trabalhadores… Trabalhadores? Plebeus? Hem? A quem? Gestores, pela certa, chefes e diretores? Aos das cunhas e simpatias, aos sem coluna vertebral? Aos lambe-botas? O governo diz que não concordam, que será uma imoralidade. Ora, ora, de imoralidades está o mundo cheio. Demasiadas, até praticadas pelos governos e cargos das ilhargas… Pois.

Vamos ao fim deste “parlapié”. Sigam para bingo. Aliás, sigam para o Curto, porque não é o tamanho que conta mas sim o conhecimento e prazer que proporciona.

Bom almoço e bom café posterior. Cuidado com as finanças, porque quando isto parece estar melhor rebenta a crise. Eles sabem muito bem como nos podem e querem tramar. Pois. Muitos vão às igrejas e tudo. Comprar auréolas para nos enganar. Com auréolas e bolos enganam os tolos. Pois.

Cuidado com as injeções. Quem vos avisa vosso amigo é.

MM | PG



Bom dia, este é o seu Expresso Curto

Onde há vida, a morte é inevitável

Cristina Peres | Expresso

É hoje que a Assembleia da República vai debater e votar os cinco projetos de lei para a despenalização da morte assistida - do BE, PS, PAN; PEV e Iniciativa Liberal. Todos os diplomas preveem que a morte medicamente assistida só possa ser pedida, através de um médico, por pessoas maiores de 18 anos que não sofram de doenças mentais e que estejam em situação de sofrimento e com doença incurável. A despenalização é proposta também para quem pratica a morte assistida, nas condições da lei, ficando garantida a objeção de consciência para médicos e enfermeiros.

Leia aqui em detalhe as cinco propostas a votação: quem pode pedir, como pedir, em que prazo, onde pode acontecer, quem pode executar.

A aprovação esta tarde da despenalização da eutanásia, na generalidade, é tida como quase certa. Com o empurrão que leva da esquerda, menos o PCP, e com a confusão instalada na bancada social-democrata, é provável que o debate acabe por se desviar para a questão do referendo. O verniz estalou ontem na bancada social-democrata depois de um grupo de deputados do PSD ter decidido avançar com um pedido de referendo à despenalização da eutanásia à revelia de Rui Rio. De seguida, Adão Silva, primeiro vice-presidente da bancada, garantiu em público que não ia agendar a proposta, acusando de caminho os parlamentares por tomarem uma decisão “completamente inaceitável”. Rui Rio vai votar a favor.

A eutanásia está nas manchetes de hoje: “Eutanásia, uma linha que se cruza”, Público; “Eutanásia: dez deputados do PS vão votar contra e referendo põe PSD em guerra”, i; “Eutanásia: penalizasses disciplinares a médicos serão ineficazes”, DN; “Portugueses compram online a droga que permite a eutanásia”, JN.

Sobre um tema fraturante que divide opiniões e convicções não existe informação em excesso. Se não leu, faça-o agora, se leu, releia esta reportagem do Expresso na Bélgica publicada na revista E. O mesmo se sugere para a entrevista com François Damas, o médico que já fez mais de 200 procedimentos de eutanásia e acredita que “a missão da eutanásia na medicina é fundamental”. No capítulo da opinião, há quem sustente que “um liberal não pode defender a eutanásia” e quem pergunte se há “direitos inadmissíveis”.

Tiroteio em Hanau. A polícia alemã encontrou no seu apartamento o corpo sem vida (com alta probabilidade de ser o do) responsável pela troca de tiros num bar de Hanau, junto a um outro corpo. A cidade situada 25 quilómetros a leste de Frankfurt, foi palco de trocas de tiros na noite de quarta-feira, pelas 21h (em Portugal continental), que deixaram onze mortos e cinco feridos graves, escreve esta madrugada o Spiegel Online. Os media alemães reportaram sobre os “oito ou nove tiros disparados” no bar de shisha Midnight, em Heumarkt, no centro da cidade. Pouco tempo depois houve nova troca de tiros noutro bar de shisha de Hanau, o Arena Bar & Café. No final da noite, a polícia, que montou uma operação de grande aparato, continuava a desconhecer as causas certas dos dois ataques, apelando aos testemunhos da população.

Acordo difícil.  Os líderes europeus reúnem-se a partir de hoje em Bruxelas e não se sabe quanto tempo levarão a chegar a acordo, ou mesmo se vão conseguir um acordo sobre o orçamento europeu para 2021-2027. Em cima da mesa estão um bilião e 94 mil milhões de euros que o presidente do Conselho Europeu propõe gastar nos próximos sete anos. Uns consideram que é demais, outros que não chega para financiar todas as prioridades e ambições europeias. O primeiro-ministro português recusa ser “prisioneiro do tempo” e diz preferir esperar a ter um “mau acordo” para o orçamento europeu até 2027. Estas são as linhas vermelhas que traçou.

No reino de todos os possíveis. Donald Trump ofereceu perdão a Julian Assange caso ele negasse o envolvimento da Rússia na revelação dos emails que prejudicaram a candidatura de Hillary Clinton à presidência, em 2016. A extraordinária oferta foi feita em Westminster na semana que precede a batalha legal para impedir a extradição de Assange para os Estados Unidos, onde é objeto de 18 acusações e pode ser condenado a 175 anos de prisão.

É trabalhador não-qualificado e gostaria de entrar no Reino Unido de forma legal? Esqueça. A partir de agora, não vai haver hipótese. Conheça o novo “sistema de pontos”.

Covid-19. Dois idosos iranianos morreram numa unidade de cuidados intensivos em Qom, 160 quilómetros a sul de Teerão, juntando-se à lista de vítimas mortais desde que o novo coronavírus ou Covid-19 começou a fazer vítimas. Morreram também dois passageiros japoneses que viajavam no navio de cruzeiros Diamond Princess. Vamos em 2012 mortes, veja aqui o mapa interativo da localização da doença. O geopolítico Pascal Boniface, diretor do IRIS, defende que se passou já de um assunto de saúde a uma questão de geopolítica. E pergunta porque temos nós mais medo do Covid-19 do que do vírus de gripe que matou mais de 60 mil pessoas nos Estados Unidos em 2017. A ler aqui. O “New York Times” atualiza o mapa da epidemia.

Ana 1-Isabel 0. Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes. A empresária angolana não se conforma e quer obrigar a diplomata a apagar seis tweets. Tribunal de primeira instância entendeu que prevalece a liberdade de expressão, Isabel dos Santos não se conforma.

Sobre os 100 metros de estrada municipal 255 ente Borba e Vila Viçosa que colapsaram em dezembro de 2018 houve deliberação por parte do Ministério Público: há oito arguidos por homicídio e violação de regras de segurança.

FRASES

“Não há país nenhum do mundo onde a eutanásia não se tenha expandido”, Theo Boer, crítico da despenalização na Holanda ao i

“Um psiquiatra com quem trabalhei disse-me que se tivesse algum dia aceitado praticar eutanásia na ala dele, no hospital, ao outro dia, todos os pacientes lha pediriam”, Theo Boer, idem, ao Expresso

“O suicídio não é um crime em nenhum país. Parece-me um pouco ridículo que seja crime ajudar alguém a fazer uma coisa que não é crime.”, Philip Haig Nitschke, ativista pela morte assistida ao Expresso

“Vamos ter de intensificar a contestação ao governo”, Isabel Camarinha, nova líder da CGTP ao Público

O QUE ANDO A LER E A VER

A publicidade pode ser uma obra de arte, séria, e a presente campanha da Scandinavian Airways é um maravilhoso exemplo disso. Pessoalmente, ilustra a razão porque adoro suecos e esclarece alguma coisa do sucesso que estes escandinavos têm nas suas excursões pelo mundo, como a que espalham pelo mundo desde os anos 1950, a Ikea. O anúncio da SAS pergunta: “O que é que é realmente sueco?” e a corajosa resposta é... “Nada!”. Ora veja.

Recomendo este Long Read do Guardian porque deve fazer sentido a todos aqueles que, tal como o autor, e eu, sentiram/sentem não ter tempo livre, ter uma vida cada vez mais ocupada e rápida: “Splendid isolation: how I stopped time by sitting in the forest for 24 hous”. Mark O’Connel fez aquilo a que se chama um “wilderness solo”. A boa ideia seria imitá-lo, não?

Não sou fã dele, porém o Carnaval está à porta e dentro de dois dias, no sábado 22, o palco do Teatro Nacional S. Carlos volta a acolher uma iniciativa da Companhia Nacional de Bailado que literalmente não acontece todos os dias. Quem quiser vestir uma fantasia (basta uma máscara na cara) vai poder dançar valsas e polcas no palco de um dos mais belos edifícios da cidade de Lisboa, classificado como Monumento Nacional. Orquestra Sinfónica Portuguesa e Coro do S. Carlos asseguram o repertório festivo. Se preferir esperar até 11 de março, o programa da CNB Dançar em Tempo de Guerra apresenta duas peças difíceis de apanhar dançadas ao vivo: Martha Graham e Kurt Jooss. Vai valer a pena.

Em dia de reflexão, debate e deliberação, o Curto termina aqui. Fique atento e siga-nos em www.expresso.pt. Estamos lá todos a trabalhar para que esta quinta-feira seja melhor para si.

Sugira o Expresso Curto a um/a amigo/a

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2020/02/portugal-eu-tanasia-vos-aviso-cuidado.html

Artigos relacionados

Os corsários  Juan Guaidó e Boris Johnson 2020 - Francis Drake1591Um juiz britânico concedeu a Juan Guaidó o controle das 31... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
PCP não aprova o Orçamento Suplementar
PCP não aprova o Orçamento Suplementar Os comunistas chumbam um Orçamento que prolonga «o corte de salários a centenas de milhares de tra... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
EUA criticados por açambarcamento de Remdesivir
EUA criticados por açambarcamento de Remdesivir Os Estados Unidos são alvo de críticas crescentes depois de terem anunciado a compra da quase totalidade dos próxi... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Partido Comunista da China comemorou seu 99º aniversário. 1 de julho de 2020, o Partido Comunista da China comemorou seu 99º aniversário. 99 anos da sua fundação, 71 anos no po... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
A escolha que sobrava para a TAP
A escolha que sobrava para a TAP (Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 02/07/2020) Daniel OliveiraJá o escrevi demasiadas vezes para ter de desenvolv... 5 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Empresa tenta dissuadir plenários de trabalhadores vidreiros
Empresa tenta dissuadir plenários de trabalhadores vidreiros A administração da Carl Zeiss tentou dissuadir a participação dos trabalhadores nos plen&a... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
  • Criado em .

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate