• Página Global

Portugal | Quem são os que com "telhados de vidro" querem calar Rui Pinto?

 
 
Do Jornal i retiramos a peça publicada em 14.02 que possui declarações do advogado francês William Bourdon acerca do processo Rui Pinto. Diz ele que “Rui Pinto não é “um delinquente”, mas sim “um grande denunciante que deve ser protegido”. "É assim que ele é entendido por procuradores da Europa no âmbito do Eurojust"
 
Para muitos portugueses não deixa de ser significativo que em Portugal a Justiça entenda de outro modo e exerça as suas competência e e práticas ao contrário “de procuradores da Europa do âmbito do Eurojust”.
 
Em conversas de má-língua há os que demonstram suspeições sobre a imperiosa necessidade de calar Rui Pinto mantendo-o prisioneiro, ademais porque temem que além dos “segredos” do Futebol Leaks e, soube-se há pouco tempo, também do Luanda Leaks, o haker possua mais escândalos a denunciar, que envolvam altas figuras do Estado, inclusive da Justiça.
 
Não queremos acreditar que assim seja. O diz-que-diz só ocorre em crescendo nessas conversas de má-língua exatamente porque é notória a tendência humana para se dispor a aventar hipóteses quando algo de inexplicável tolhe a simplicidade e a transparência de casos em posse dos conhecimentos de governos ou de instituições e organismos que parecem fazer-se rodear de “segredos” que ultrapassam o entendimento das populações. O sururu é exatamente causado – tantas vezes ampliado – porque a sensação é a de que algo ou alguém querer “abafar” a verdade nua e crua. E dessas “técnicas” estão os portugueses muito fartos assim como também sem paciência para mais abusos.
 
Afinal, existe uma pergunta quente e incessante a que à Justiça importa responder: Quem quer isolar e calar Rui Pinto? Quem são os que com “telhados de vidro” interessa esse silêncio?
 
Leia a seguir no Jornal i o artigo a que já fizemos referência.
 
MM | PG

 
"Não estamos preocupados se Rui Pinto é ou não é hacker, os denunciantes têm sempre necessidade de violar a lei"
 
Os advogados de Rui Pinto deram, na sexta-feira, uma conferência de imprensa. Além de voltar a dizer que o hacker português continua disponível para colaborar com as autoridades portuguesas, a defesa daquele que é o denunciante dos casos Football Leaks e Luanda Leaks, reforça que o lugar de Rui Pinto “é em liberdade”.
 
"Rui Pinto mantém a mesma disposição de colaborar com as autoridades portuguesas na luta contra o branqueamento de capitais e a corrupção", começou por dizer o advogado Francisco Teixeira da Mota, explicando que a “vontade de colaborar” do português ainda não foi discutida.
 
Já o advogado francês William Bourdon voltou a destacar que Rui Pinto não é “um deliquente”, mas sim “um grande denunciante que deve ser protegido”. "É assim que ele é entendido por procuradores da Europa no âmbito do Eurojust", realçou.
 
"Não estamos preocupados se Rui Pinto é ou não é hacker, porque os denunciantes têm sempre necessidade, para revelar os factos, de violar a lei ou as regras, para os trazer ao conhecimento público", disse o francês, admitindo ainda que está a ponderar chamar outros denunciantes para testemunhar a favor de Rui Pinto.
 
William Bourdon revelou ainda que quando Rui Pinto estava na Hungria, as autoridades francesas ofereceram-lhe a possibilidade de entrar num programa de testemunhas para denunciantes, no entanto, o português foi preso “no dia seguinte”. O advogado disse ainda que as autoridades portuguesas apreenderam um telemóvel dado a Rui Pinto pelas autoridades francesas.
 
"O seu lugar é em liberdade, ao pé dos seus. Não há, na Europa, nenhum denunciante que esteja em prisão preventiva há quase um ano, como ele se encontra", referiu.
 
Na mesma conferência de imprensa, Bourdon negou a tentativa de extorsão ao fundo de investimento da Doyen Sports, alegadamente ameaçada com a divulgação de informação privada. O advogado garante que Rui Pinto “nunca pediu dinheiro” e que “desistiu voluntariamente”.
 
Jornal i | Imagem: AFP

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2020/02/portugal-quem-sao-os-que-com-telhados.html

Artigos relacionados

Israel | Ministro pede a exército para se preparar para anexar Cisjord...
Israel | Ministro pede a exército para se preparar para anexar Cisjord... O ministro da Defesa de Israel pediu hoje ao exército para se preparar para a anexação de partes da Cisjordânia oc... 0 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Covid-19: Cabo Verde regista mais 22 casos e aumenta total para 457
Covid-19: Cabo Verde regista mais 22 casos e aumenta total para 457 Cabo Verde regista mais 22 novos casos do novo coronavírus, dos quais 21 na Praia e um na ilha do Sal, elevando o ... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Guiné-Bissau | Nenhuma maioria parlamentar oferece estabilidade govern...
Guiné-Bissau | Nenhuma maioria parlamentar oferece estabilidade govern... Vice-presidente de PRS:  “QUALQUER MAIORIA PARLAMENTAR NESTE MOMENTO NÃO OFERECE ESTABILIDADE GOVERNATIVA” O vic... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Covid-19: Sistema de saúde da Guiné-Bissau "pode colapsar"
Covid-19: Sistema de saúde da Guiné-Bissau "pode colapsar" A ONU divulgou um relatório sobre o impacto socioeconómico da Covid-19 na Guiné-Bissau. O documento alerta para um... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Angola | Como deve ser recordado Jonas Savimbi, um ano depois do seu e...
Angola | Como deve ser recordado Jonas Savimbi, um ano depois do seu e... À DW Àfrica, Rafael Massanga Savimbi, filho do líder fundador da UNITA, diz que o seu pai deve ser recordado "como... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Silêncio, conivência e desculpabilização
Silêncio, conivência e desculpabilização «O problema está centrado numa sistemática brutalidade policial em relação aos afro-americanos. E isso é um espelho de u... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
  • Criado em .