• Página Global

Angola | Corrupção é o maior obstáculo às relações comerciais com EUA


A corrupção é o maior obstáculo às relações comerciais entre Angola e os Estados Unidos, defende o presidente da Câmara de Comércio Americana em Angola, em vésperas da visita do chefe da diplomacia norte-americana.

Em entrevista à Lusa, antecipando a curta visita do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, a Luanda na segunda-feira (17.02), Pedro Godinho Domingos, considerou que além dos problemas económicos "que resultam da crise financeira que o país atravessa", a corrupção é o maior obstáculo à atração de empresas norte-americanas.

Acredita, por isso, que a visita de Pompeo vai focar-se em aspetos como o combate à corrupção, transparência e 'compliance' (conformidade com a lei), pois foi devido à falta de adesão de Angola a esses princípios que o país foi perdendo acesso à banca e aos mercados internacionais o que "afetou catastroficamente a economia". 

O presidente da Câmara de Comércio (AmCham) lembrou que o combate às más práticas é também fundamental para o Governo norte-americano, que criou uma lei federal anti-corrupção FCPA (Foreign Corrupt Practices Act), prevendo sanções para as empresas envolvidas em atos de corrupção em atividades internacionais. "No passado, o sistema em Angola era fortemente corrupto (...). Naturalmente, num ambiente como este as empresas não tinham como competir com as de outras latitudes que não olhavam [a corrupção] como um obstáculo nas relações comerciais", o que levou ao afastamento do mercado angolano.

"O desenvolvimento futuro de Angola passa por uma aproximação mais forte aos Estados Unidos e a presença de Mike Pompeo vai trazer vantagens para o relacionamento internacional", destacou o presidente da AmCham.




Angola é um dos parceiros estratégicos dos EUA

Angola é um dos parceiros estratégicos dos Estados Unidos em África, a par da África do Sul e Nigéria, e para Pedro Domingos Godinho a vinda de Pompeo surge como "uma confirmação" do interesse dos Estados Unidos por este mercado.

É também "uma forma direta e indireta de anunciar ao mercado angolano e ao mundo que os EUA têm Angola como um ponto de chegada", sinalizando o interesse em reforçar as relações comerciais, políticas e estratégicas com o país.

O empresário vê também na visita do secretário de Estado "um sinal de apoio e solidariedade com a luta heroica que o Presidente João Lourenço está a desenvolver" contra a corrupção e que exige "muita coragem".

"Estamos todos a pagar o preço da corrupção", reforçou, indicando que esse preço se traduz no encerramento de empresas, "famílias desestruturadas, crianças a sair do sistema de ensino e cidadãos que vão para cama sem fazer uma refeição".

Mike Pompeo deverá ter também em agenda a discussão de questões relacionadas com diferendos comerciais entre Angola e Estados Unidos que estão a decorrer em tribunais norte-americanos.

"Onde quer que esteja um representante do Governo americano, há de defender sempre os interesses dos seus cidadãos e os das suas empresas (..) Não me admira que, em carteira, constem dossiês ligados a essas empresas e esses processos", disse.

 Pedro Domingos defende a criação de uma parceria institucional entre os Estados Unidos e Angola focada nas políticas de corrupção, transparência e 'compliance' e espera que a visita se traduza numa aproximação entre os dois governos, sugerindo que um encontro entre o chefe de Estado angolano, João Lourenço, e o seu homólogo norte-americano, Donald Trump, ajudaria o Presidente dos EUA "a conhecer melhor as mudanças que estão a ocorrer em Angola".

Esta aproximação institucional enviaria também "uma mensagem ao tecido empresarial americano" de que Angola "está a viver uma nova era e constitui um mercado para investir".


Petróleo e gás são os setores mais apetecíveis

Atualmente, Angola conta com cerca de 60 empresas norte-americanas, com predominância para os setores de petróleo e gás, "o setor tradicional que sempre atraiu os norte-americanos a esta parte do mundo".

O ponto mais alto das relações económicas entre os dois países registou-se em 2008 quando as trocas comerciais atingiram os 20,9 mil milhões de dólares (19,3 mil milhões de euros), dos quais 18 mil milhões (16,6 mil milhões de euros) correspondentes a produtos vendidos para os Estados Unidos.

Dez anos depois, o montante não ia além dois 3,8 mil milhões de dólares (3,5 mil milhões de euros), com Angola a exportar 2,1 mil milhões de dólares (1,9 mil milhões de euros). "Houve um declínio exponencial nas trocas comerciais porque os Estados Unidos deixaram de absorver o petróleo produzido em Angola", comentou. Para o responsável da AmCham, o ambiente de negócios "está a melhorar a cada dia que passa", com um acesso mais facilitado às instituições que representam o Estado e respostas mais rápidas às solicitações.

Mas "a mentalidade não muda da noite para o dia e é necessário que haja um engajamento em torno da necessidade de haver essa mudança", sublinhou, acrescentando que  para atrair investimentos é preciso "desenvolver o sentimento patriótico".

Mike Pompeo viaja para Luanda a 17 de fevereiro para um encontro com o Presidente de Angola, João Lourenço. Este ano será o 27.º de relações bilaterais, sendo Angola o terceiro maior parceiro comercial dos Estados Unidos da América (EUA) na África subsariana.

A visita de Mike Pompeo a Angola acontece um mês depois de o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação ter revelado 715 mil ficheiros, sob o nome de 'Luanda Leaks', que detalham esquemas financeiros da filha do ex-Presidente, Isabel dos Santos, e do marido, Sindika Dokolo, que terão permitido retirar dinheiro do erário público angolano, utilizando paraísos fiscais.

Deutsche Welle | Agência Lusa 

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2020/02/angola-corrupcao-e-o-maior-obstaculo-as.html

Artigos relacionados

Algumas razões para ser um otimista irritante, mesmo que com algumas r...
Algumas razões para ser um otimista irritante, mesmo que com algumas r... 1. Quase por certo João Pinto, antigo capitão do F.C. Porto não sabia o que afirmara Winston Churchill décadas antes, qu... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Petição ao Governo de Portugal - Segurança social para todos
Petição ao Governo de Portugal - Segurança social para todos Em muito pouco tempo, a pandemia da covid-19, combinada com o colapso económico que produziu, tornou evidente que as nos... 102 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
NÃO MATEM A COTOVIA!
NÃO MATEM A COTOVIA! Há nomes que doem. Nomes de gente comum, cidadãos anónimos, cuja vida é igual a milhões de seres que, por esse mundo for... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
O Momento Chernobyl de Trump e Bolsonaro?
O Momento Chernobyl de Trump e Bolsonaro? (Francisco Louçã, in Expresso Diário, 02/06/2020)Pode ser que Trump e Bolsonaro resistam, se conseguirem acumular a v... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
A Bibliadel Não é uma Bíblia, é um testamento oferta de Juan Guaidó com prefácio de Augusto Santos Silva.Esta fotografia à distâ... 1 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
Petição ao Governo de Portugal
Petição ao Governo de Portugal Segurança social para todosPetição ao Governo de PortugalEm muito pouco tempo, a pandemia da covid-19, combinada com o c... 2 views Mon, 30 Nov -1, 00:00:00
  • Criado em .

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    • Artigo publicado neste site (secção Cascais) A educação e a realidade social do concelho de Cascais Comentário: Há quem se especialize em ver a...
      Artigo publicado neste site (secção Cascais) A educação e a realidade social do concelho de Cascais Comentário: Há quem se especialize em ver a realidade de pernas para o ar. Neste artigo, um assumido 'liberal', militante de um partido com algumas raízes iniludivelmente alimentadas pelo fasc...  http://tinyurl.com/y9zl8npo
      Mais
      0
      0
      0
      0
      0
      0
      Publicação sobre moderação
      Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • Plataforma Cascais juntou-se ao grupo Conversando sobre o País e o Mundo
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate