• Entrada
  • Artigos
  • Mundo
  • Cimeira da NATO, o partido de guerra está ficando mais forte

Cimeira da NATO, o partido de guerra está ficando mais forte

 
 
Manlio Dinucci*
 
Macron falou da "morte encefálica" da NATO, outros a definem como "moribunda". Estamos, portanto, diante de uma Aliança que, sem mais cabeça pensante, se desintegra sob o efeito de fraturas internas? As disputas na Cúpula de Londres parecem confirmar esse cenário. Mas devemos examinar a substância, os interesses reais nos quais as relações entre os aliados se baseiam.
 
Enquanto em Londres Trump e Macron polemizam sob os olhos das câmeras, no Níger, sem muita publicidade, o Exército dos EUA na África transporta com seus aviões de carga milhares de soldados franceses e seus armamentos em vários na África Ocidental e Central, para a Operação Barkhane, na qual Paris envolve 4.500 soldados, especialmente forças especiais, com o apoio de forças especiais dos EUA em ações também. Simultaneamente, os drones armados Reaper, fornecidos pelos EUA à França, operam a partir da Base Aérea 101 em Niamey (Níger). A partir dessa mesma base, decole o Ceifador da Força Aérea dos EUA na África, que agora é reimplantado na nova base 201 de Agadez, no norte do país, continuando a operar com as forças francesas.
 
O caso é emblemático. Os Estados Unidos, a França e outras potências europeias, cujos grupos multinacionais competem para capturar mercados e mercadorias, são compactos quando seus interesses comuns estão em jogo. Por exemplo, eles têm no rico Sahel de matérias-primas: petróleo, ouro, coltan, diamantes, urânio. Mas agora seus interesses nessa região, onde os índices de pobreza estão entre os mais altos, estão ameaçados pelos levantes populares e pela presença económica chinesa. Daí a Operação Barkhane, que, apresentada como uma operação antiterrorista, envolve aliados em uma guerra de longo prazo com drones e forças especiais.
 
 
O cimento mais forte que mantém a NATO unida é o interesse comum do complexo militar industrial de ambos os lados do Atlântico. Sai reforçado da Cimeira de Londres. A Declaração Final fornece a principal motivação para um aumento adicional dos gastos militares: "As ações agressivas da Rússia representam uma ameaça à segurança euro-atlântica". os Aliados comprometem-se não apenas a gastar pelo menos 2% do PIB em gastos militares, mas a gastar pelo menos 20% do PIB em compras de armas. Meta já alcançada por 16 dos 29 países, incluindo a Itália. Os EUA estão investindo mais de US $ 200 biliões em 2019. Os resultados são visíveis. No mesmo dia em que a Cúpula da NATO foi aberta, a General Dynamics assinou um contrato de US $ 22,2 biliões com a Marinha dos EUA, expansível para 24,
 
Acusando a Rússia (sem evidências) de implantar mísseis nucleares de alcance intermediário e, assim, enterrar o Tratado INF, a Cúpula decide "o fortalecimento adicional de nossa capacidade de nos defender com uma combinação de armas nucleares, convencionais e anti-mísseis, que continuaremos a adaptar: enquanto houver armas nucleares, a NATO continuará sendo uma aliança nuclear". Neste cartão está inserido o reconhecimento do espaço como o quinto campo operacional, ou seja, é anunciado um programa espacial militar muito caro da Aliança. Este é um cheque em branco dado por unanimidade pelos Aliados ao complexo militar industrial.
 
Pela primeira vez, com a Declaração da Cúpula, a NATO está falando sobre o "desafio" advindo da crescente influência da China e da política internacional, enfatizando "a necessidade de confrontá-lo como uma Aliança". A mensagem é clara: a NATO é mais do que nunca necessária para um Ocidente cuja supremacia está agora sendo questionada pela China e pela Rússia. Resultado imediato: O governo japonês anunciou que havia comprado a ilha desabitada de Mageshima, a 30 km de sua costa, por US $ 146 milhões como campo de treinamento para bombardeiros americanos baseados na China.
 
*Edição de sexta-feira, 6 de dezembro de 2019 do Il Manifesto | Também publicado em No War No NATO
 
Traduzido do italiano por Marie-Ange Patrizio
 
*Manlio Dinucci - Geógrafo e geopolologista. Últimos trabalhos publicados:  Laboratorio di geografia , Zanichelli 2014; Diário de Viaggio, Zanichelli 2017; A arte da guerra / Annali da estratégia EUA / OTAN 1990-2016 , Zambon 2016,  Guerra Nucleare. He Giorno Prima  2017;  Diario di guerra  Asterios Editores  2018; Prêmio Internacional pela Análise  Geoestratégica Assegurada  em 7 de junho de 2019 no Clube dos Jornalistas do Messico, AC (Prêmio Internacional de Análise Geoestratégica concedido em 7 de junho de 2019 pelo Clube de Jornalistas do México, AC)

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2019/12/cimeira-da-nato-o-partido-de-guerra.html

Tags:

Artigos relacionados

[Manlio Dinucci] CHAMADA ÀS ARMAS, A NATO MOBILIZADA EM DUAS FRENTES
[Manlio Dinucci] CHAMADA ÀS ARMAS, A NATO MOBILIZADA EM DUAS FRENTES                                  ... 70 views Wed, 15 Jan 2020, 11:37:55
A complacência com Trump é um erro monumental
A complacência com Trump é um erro monumental (José Pacheco Pereira, in Público, 11/01/2020) Pacheco Pereira   Volto a Trump, a única coisa relevante qu... 132 views Sun, 12 Jan 2020, 14:50:28
Apagando Oriente Médio com fogo da OTAN
Apagando Oriente Médio com fogo da OTAN Donald Trump declarou que a OTAN deve aumentar sua presença no Oriente Médio, especialmente agora, em meio às te... 38 views Fri, 10 Jan 2020, 17:27:14
“O pessoal está sereno”
“O pessoal está sereno” No país que Durão Barroso ajudou a destruir conjuntamente com Aznar, Blair e o outro criminoso chefe da matilha, Bush o... 39 views Thu, 09 Jan 2020, 16:00:26
Ucrânia: Dez pontos de discussão para pessoas racionais
Ucrânia: Dez pontos de discussão para pessoas racionais 1. A Ucrânia é a maior nação da Europa, com uma fronteira terrestre de 2,2 mil km com a Rússia. O governo dos EUA, sob... 33 views Wed, 08 Jan 2020, 15:41:51
Um oportunista em apuros
Um oportunista em apuros   O figurão da fotografia ao lado chama-se Jens Stoltenberg e é o secretário-geral da NATO. Antes de assumir... 55 views Tue, 07 Jan 2020, 16:57:49

NATO

  • Criado em .
  • Visualizações: 153

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate