Bolívia | Morales considera um "golpe de Estado" a proclamação da senadora Añez

 
 
Evo Morales, que renunciou ao cargo de Presidente da Bolívia, considerou que a proclamação da senadora Jeanine Añez como Presidente interina do país é um "golpe de Estado", acusando-a de violar a Constituição Política do Estado (CPE).
 
"O golpe mais astuto e hediondo da história aconteceu. Uma senadora de direita proclama-se presidente do senado e depois presidente interina da Bolívia sem quórum legislativo, rodeada por um grupo de cúmplices e liderada pelas Forças Armadas e polícia, que reprimem o povo", escreveu Evo Morales na rede social Twitter, depois de chegar ao México, que lhe concedeu asilo político.
 
Morales disse ainda que esta ato viola a Constituição Política do Estado, bem como as normas internas da Assembleia Legislativa.
 
"Denuncio perante a comunidade internacional que o ato de autoproclamação de uma senadora como presidente viola o CPE da Bolívia e as normas internas da Assembleia Legislativa. Consuma-se o golpe sobre o sangue de irmãos mortos pela polícia e pelas forças militares usadas para o golpe", acrescentou.
 
 
A senadora da oposição Jeanine Áñez assumiu a Presidência interina da Bolívia, depois da renúncia de Evo Morales, numa sessão parlamentar que decorreu sem a presença de representares do Movimento para o Socialismo.
 
Segundo a Associated Press, a senadora do principal partido da oposição, Unidade Democrática, autoproclamou-se Presidente interina e, no momento do anúncio, não estavam presentes representantes do partido de Evo Morales, Movimento para o Socialismo.
 
A sessão extraordinária da Assembleia Legislativa foi marcada na segunda-feira por Jeanine Añez, que é também a segunda vice-presidente do Senado da Bolívia, para analisar a renúncia de Evo Morales ao cargo de Presidente da República.
 
Jeanine Añez, uma advogada opositora de Morales de 52 anos, reivindicou o direito de assumir interinamente a chefia do Estado até à realização de novas eleições, dadas as demissões do vice-presidente da República e dos presidentes e vice-presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados.
 
Evo Morales renunciou ao cargo no domingo, após quase 14 anos no poder, numa declaração transmitida pela televisão do país.
 
Morales demitiu-se depois de os chefes das Forças Armadas e da polícia da Bolívia terem exigido que abandonasse o cargo para que a estabilidade e a paz possam regressar ao país.
 
A Assembleia Legislativa da Bolívia recebeu na segunda-feira a carta de renúncia de Evo Morales, em que o Presidente diz esperar que o seu gesto evite mais violência e permita "paz social" no país que governou durante 13 anos.
 
A Bolívia sofre uma grave crise desde a proclamação de Evo Morales como Presidente para um quarto mandato consecutivo nas eleições de 20 de outubro, uma vez que a oposição e os movimentos da sociedade civil alegam que houve fraude eleitoral.
 
Notícias ao Minuto | Lusa | Imagem: Reuters
 
Leia em Notícias ao Minuto: 
 

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2019/11/bolivia-morales-considera-um-golpe-de.html

Artigos relacionados

Evo Morales: a história o absolverá
Evo Morales: a história o absolverá     Boaventura de Sousa Santos* | Carta Maior   Os acontecimentos dramáticos ocorridos na Bolívia... 101 views Fri, 06 Dec 2019, 12:16:26
Bolívia: “Derrotaremos o golpe”, diz presidente da Câmara
Bolívia: “Derrotaremos o golpe”, diz presidente da Câmara O presidente da Câmara dos Deputados da Bolívia, Sérgio Choque, denuncia o golpe de Estado que afastou o president... 41 views Fri, 06 Dec 2019, 14:19:41
Vítimas do massacre de Sakaba exigem justiça e fim da ditadura
Vítimas do massacre de Sakaba exigem justiça e fim da ditadura “Representante da Federação dos Trabalhadores Camponeses do Trópico de Cochabamba, Cacilda destacou que ‘nestes ... 35 views Wed, 04 Dec 2019, 17:48:16
Falta imparcialidade na Bolívia para investigar massacres
Falta imparcialidade na Bolívia para investigar massacres Um relator da Comissão Interamericana de Direitos Humanos denunciou a existência de massacres e a impossibilidade de c... 37 views Mon, 02 Dec 2019, 15:48:59
Depois de Evo, a questão do lítio aparece clara na Bolívia
Depois de Evo, a questão do lítio aparece clara na Bolívia Vijay Prashad …eles não poderiam fazer um acordo que levasse em consideração os parâmetros estabelecidos pelo gover... 81 views Mon, 02 Dec 2019, 15:44:03
Bolívia: o golpe visto em profundidade
Bolívia: o golpe visto em profundidade     Quem compõe as hordas que atacam forças populares. Como oposição fragmentada se articulou contra Evo... 49 views Sun, 01 Dec 2019, 16:48:04

Bolívia

  • Criado em .
  • Visualizações: 49

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate