• (João Vasco) in 'Esquerda Republicana'
  • Mundo

Fazer o oposto de Trump

TROCAEnquanto activista da TROCA - Plataforma por um Comércio Internacional Justo escrevi um texto que foi publicado no Público. O texto chama-se Fazer o oposto de Trump e diz respeito ao tipo de clivagem comum no debate público entre aceitar a globalização tal como ela existe (com as suas insustentabilidades a nível ambiental, económico e político) ou defender uma alternativa com pressupostos nacionalistas, xenófobos e anti-ecológicos (a "política de Trump").
O texto propõe uma terceira alternativa: recusar o status quo actual, mas caminhar na direcção oposta à de Trump e construir uma globalização com pressupostos universalistas, solidários e ecológicos. Assim, a tese principal do texto é a seguinte: «No entanto, quiçá mais grave ainda do que a contribuição dada para o aumento avassalador das desigualdades e para a estagnação dos salários, tem sido o impacto ambiental insustentável resultante da forma como estruturamos o comércio internacional. O actual nível de emissões de CO2 ou equivalentes (se não for travado) irá dar origem a danos materiais e humanos que em muito superam os sofridos pela Humanidade durante a segunda guerra mundial. No entanto, as alterações climáticas estão longe de ser o único desafio ambiental de proporções planetárias seriamente agravado por esta forma de globalização que vem sendo realizada. É cada vez mais urgente uma globalização muito diferente. Nos EUA, a frustração com os impactos da globalização foi um dos factores que contribuiu decisivamente para a vitória de Donald Trump. Porém, a política comercial de Trump tem sido verdadeiramente catastrófica. A subida das taxas aduaneiras tem sido errática, precipitada, inconsequente. Pior: subjacente a estas subidas está uma postura de rejeição do multilateralismo; uma crença na ideia de que o comércio é um jogo de soma nula em que uns países ganham à custa dos outros, sem que ambos possam perder ou ambos possam ganhar; e um profundo desprezo pela necessidade de diminuir o impacto ambiental da actividade económica. Se Trump fez bem em rejeitar o status quo insustentável desta globalização, ele optou por caminhar na direcção precisamente oposta à da defesa do interesse público. Urge fazer exactamente o contrário. Quando pensamos no comércio internacional entre dois países é fundamental rejeitar a noção de soma nula. Um mau acordo pode prejudicar as populações de ambos os países para benefício de um punhado de multinacionais, mas um bom acordo poderia trazer benefícios a ambas as partes. Por esta razão, importa rejeitar pressupostos nacionalistas ou xenófobos e partir de uma perspectiva universalista e solidária. É fundamental combater o progressivo esvaziamento da Democracia e empoderar a população e a sociedade civil no delinear da política comercial.» O texto procura, no espaço disponível restante, concretizar em que é que consistiria uma política de comércio internacional universalista e justa, enumerando propostas relativamente à política aduaneira, à harmonização regulatória e aos mecanismos de resolução de litígios. Em relação a este último assunto escrevo: «Por fim, em todos os acordos devem ser rejeitados os mecanismos de resolução de litígios (ISDS e semelhantes) que estabelecem um sistema de justiça paralelo ao serviço das empresas multinacionais contra os Estados, com graves problemas de falta de transparência, inaceitáveis conflitos de interesses e gravíssimos prejuízos para a legislação ambiental, laboral, de defesa dos direitos humanos, entre outras. Os Estados deveriam antes empenhar-se na concretização das propostas do Conselho de Direitos Humanos da ONU relativamente ao estabelecimento de um Acordo Vinculativo sobre empresas transnacionais e cumprimento dos direitos humanos.» Concluo com o apelo à construção de um mundo mundo mais solidário, mais consciente relativamente aos impactos ambientais e muito mais democrático. O leitor pode contribuir para esse objectivo assinando a petição europeia contra o ISDS.
Texto também publicado no Espaço Ágora.

Ver original em 'Esquerda Republicana' na seguinte ligação:

http://esquerda-republicana.blogspot.com/2019/07/fazer-o-oposto-de-trump.html

Artigos relacionados

Guterres diz que a crise climática é o maior obstáculo para a paz mund...
Guterres diz que a crise climática é o maior obstáculo para a paz mund... André Kosters / Lusa   No Paquistão, o quinto país mais ameaçado pelos efeitos das mudanças climáticas, o... 67 views Tue, 18 Feb 2020, 00:43:45
Deus da-vos Davos?
Deus da-vos Davos? 1500 jatos privados, helicópteros e limousines para discutir o… aquecimento climático   Se as alterações climát... 224 views Mon, 27 Jan 2020, 14:52:44
Mundo está tomando rumo da 'autodestruição', adverte economista
Mundo está tomando rumo da 'autodestruição', adverte economista © CC0 / Pixaby O discurso predominante na sociedade capitalista está levando o mundo à "autodestruição" por ... 31 views Sat, 25 Jan 2020, 21:49:51
(Multimídia) China divulga plano para cortar uso de plásticos até 2025
(Multimídia) China divulga plano para cortar uso de plásticos até 2025   Beijing, 20 jan (Xinhua) -- A China divulgou neste domingo um plano ambicioso para proibir ou reduzir sign... 46 views Mon, 20 Jan 2020, 16:30:53
Aquecimento global e suas consequências: novas descobertas
Aquecimento global e suas consequências: novas descobertas   Luiz Fernando Padulla Professor, biólogo, doutor em Etologia, mestre em Ciências, autor do blog 'Biólogo So... 41 views Tue, 21 Jan 2020, 01:20:23
Economista previu incêndios na Austrália há uma década
Economista previu incêndios na Austrália há uma década David Mariuz / EPA   Um estudo ambiental elaborado pelo economista Ross Garnaut foi capaz de prever, há m... 89 views Fri, 10 Jan 2020, 11:58:38

Ambiente

  • Criado em .
  • Visualizações: 67

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate