• Início
  • Artigos
  • Mundo
  • Vídeo deixa Trump furioso. Macron, Trudeau e Johnson apanhados a criticar Presidente dos EUA
  • Carlos Esperança in 'PONTE EUROPA'
  • Mundo

Nelson Mandela – 10 de maio de 1994

Há um quarto de século, Nelson Mandela, ao tomar posse como presidente da África do Sul, declarou «Nunca, nunca e nunca de novo esta bela terra experimentará a opressão de um sobre o outro».

Esse dia ficou na História porque a história de uma vida singular o tornou possível. O pacifista que defendeu uma sociedade democrática e pluriétnica para um país livre é a maior referência ética africana e das maiores da Humanidade.

O velho prisioneiro e primeiro presidente da África do Sul livre, condenado a prisão perpétua, resistiu ao cativeiro 27 anos e ao ódio e à vingança o resto da sua vida. Foi distinguido com o Prémio Nobel da Paz e foi maior o prestígio para o Prémio do que para o premiado.

O líder da resistência não-violenta da juventude, fora julgado por traição. Foragido, foi capturado pelo governo racista, em 1962, com apoio da CIA. O advogado dos direitos humanos entrou num cárcere do regime de segregação racial e esse prisioneiro, 46 664, tornou-se o símbolo dos que não desistem de transformar o Mundo e mudou o país que era coutada só de alguns.

Em 1987, o PM português, Cavaco Silva, mandou votar contra uma resolução da ONU que exigia a libertação incondicional de Mandela, apenas ao lado dos EUA, de Reagan, e do Reino Unido, de Thatcher, numa votação que registou 3 votos contra, 129 a favor e 23 abstenções. Foi a pequenez do mordomo na raiva comum ao Homem.

Um quarto de século é o pequeno lapso de tempo decorrido desde que Mandela entrou na História pela porta da honra e da glória, mas demasiado grande na vida de cada um de nós.

O seu exemplo na luta pelos direitos humanos e o despojamento com que renunciou ao poder criaram um paradigma de combatente dos direitos humanos e de governante, alterando o curso da história da alegada supremacia branca.

O Prémio Nobel da Paz de 1933 honrou a distinção com a dignidade com que exerceu o cargo e o desprendimento com que o deixou. A grandeza moral de quem perdoou aos carcereiros e aos países que foram cúmplices são a herança de um homem de exceção e patriota exemplar.

O prestigiado dirigente político (ANC), lutador incansável contra o apartheid e primeiro presidente negro da Africa do Sul não é apenas a figura ímpar da África do Sul e de todo o continente africano, é um excelso cidadão do mundo.

Há 23 anos, no firmamento negro, brilhou uma estrela de primeira grandeza.

Ver original em 'PONTE EUROPA' na seguinte ligação::

https://ponteeuropa.blogspot.com/2019/05/nelson-mandela-10-de-maio-de-1994.html

Tags:

Artigos relacionados

Vozes de políticos africanos do Sahel
Vozes de políticos africanos do Sahel Ou de mal agradecidos está o inferno cheio     Kemi Seba, Mamadou Koulibaly, Oumar Mari... 25 views Thu, 05 Dec 2019, 14:22:46
33 milhões de pessoas na África correm risco de passar fome devido mud...
33 milhões de pessoas na África correm risco de passar fome devido mud... Madri, 2 dez (Xinhua) -- O Fundo Save the Children alertou na segunda-feira que 33 milhões de pessoas de 10 países d... 69 views Tue, 03 Dec 2019, 16:32:53
Lançamento, terça-feira: «O Pesadelo de Obi»
Lançamento, terça-feira: «O Pesadelo de Obi» «O Pesadelo de Obi é uma BD onde se narram, em tom humorístico, as desventuras de uma personagem, uma representaçã... 42 views Mon, 02 Dec 2019, 14:50:58
Quase 90 pessoas morreram durante protestos contra governo na Etiópia
Quase 90 pessoas morreram durante protestos contra governo na Etiópia © AP Photo / Mulugeta Ayene O número de mortos em protestos contra o governo na Etiópia chegou a 86. O prim... 22 views Sun, 03 Nov 2019, 21:22:14
Como África salva as suas florestas
Como África salva as suas florestas     Em África há um interesse crescente em proteger as florestas. Mas a pressão sobre o ecossistema mant... 52 views Sun, 03 Nov 2019, 01:08:41
Rússia-África “Visão compartilhada 2030”: Alternativa à pilhagem neoco...
Rússia-África “Visão compartilhada 2030”: Alternativa à pilhagem neoco... Mesmo que não se subscrevam algumas das apreciações feitas neste texto, aquilo que ele valoriza é importante, na medida ... 45 views Thu, 31 Oct 2019, 12:17:02

África

  • Criado em .
  • Visualizações: 93

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Vasco Graça updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate