• Início
  • Artigos
  • Mundo
  • Um controle médico da ONU para Julian Assange
  • José Carlos Ruy, em São Paulo in 'O TORNADO'
  • Mundo

A que interesses Bolsonaro atende ao facilitar o porte de armas?

Nesta terça-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro decretou a “flexibilização” do acesso às armas de fogo. A violência pode crescer na esteira desta ação insana.

A posse de armas de fogo foi facilitada nesta terça-feira (7) – o presidente de extrema direita Jair Bolsonaro assinou o decreto nº 9.785 (publicado no Diário Oficial da União na quarta-feira, 8), flexibilizando a posse para 20 categorias profissionais, entre elas advogados, caminhoneiros, jornalistas, agentes de trânsito e políticos. É um ataque do capitão presidente ao Estatuto do Desarmamento, em vigor desde 2003.

Em 23 de outubro de 2005, no referendo então ocorrido 63% dos eleitores votaram a favor do comércio de armas. A pergunta apresentada era capciosa: “O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?” Não era claramente uma consulta sobre a posse de armas, mas sobre seu comércio. Atendendo à intensa campanha da direita cujo mote dizia que a posse de armas é um direito do cidadão, quase dois terços do eleitorado responderam não. Se aquela consulta popular se repetisse hoje, nos meses iniciais do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro, o resultado poderia talvez se inverter: uma pesquisa divulgada em dezembro de 2018 pelo Datafolha mostrou que 61% das pessoas apoiavam a proibição da posse de armas “pois representa ameaça à vida de outras pessoas”. É uma desaprovação crescente – em outubro de 2018 o número era 55%.

Estes dados mostram que os brasileiros parecem voltar à tradicional rejeição às armas, resultado talvez da barbaridade que dados estatísticos revelam ocorrer nos últimos anos.

Bolsonaro decretou a “flexibilização” do acesso às armas de fogo. A violência pode crescer na esteira desta ação insana.

O Atlas da Violência 2018, organizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), registra o tamanho da tragédia – a taxa de homicídio no Brasil é 30 vezes maior do que Europa; foram 553 mil mortes entre 2006 e 2016 – número superior ao de países onde há que guerra civil. Só em 2016 houve 62.517 assassinatos no Brasil. Isto significa 153 mortes por dia. A maioria de jovens e negros (71,5%) das periferias pobres: mais de 318 mil jovens foram assassinados entre 2005 e 2015.

Se o prazo for esticado, de 1980 até 2016, o número de mortos é ainda mais assombroso: chega a 910 mil.

Resultado, com certeza, do enorme número de armas que há nas mãos da população – dados do Exército (obtidos através da Lei de Acesso à Informação pelo Instituto Sou da Paz) mostram que cerca de seis armas são vendidas por hora. Até agosto do ano passado mais de 34 mil armas foram vendidas; ao todo, há quase 620 mil armas nas mãos de pessoas comuns. Bolsonaro e a direita argumentam que o acesso às armas aumenta a segurança das pessoas.

Especialistas discordam e temem que, ao contrário, agrave o quadro de violência. Para o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo e ex-secretário nacional de segurança pública no governo de Fernando Henrique Cardoso, José Vicente da Silva Filho, a “flexibilização” pode causar o “aumento exponencial do risco” pois o cidadão armado tem 70% mais chances de ser baleado num assalto.

Ao facilitar o acesso às armas, Bolsonaro – ao contrário do que diz – não age para proteger a segurança pública, mas pode agravar, e muito, a situação. A segurança pública é uma tarefa do Estado que seu governo deixa de cumprir.

Mesmo o argumento de que se trata do cumprimento de uma promessa de campanha pode se revelar uma falácia. Parlamentares da bancada evangélica, que apoiaram a eleição de Jair Bolsonaro, já se manifestaram contra a intenção de facilitar o acesso às armas.

Entre aqueles que, em outubro de 2018, votaram no candidato da extrema-direita, o Datafolha mostra também que a maioria deles rejeita a “flexibilização” anunciada pelo presidente – 59% são contrários, revela o Datafolha.

A pergunta que fica: a que interesses Jair Bolsonaro atende ao facilitar o acesso às armas? As suspeitas são muitas, e envolvem desde as criminosas milícias que agem no Rio de Janeiro, até as indústrias de armas e seus lobbies no Congresso, que apoiaram financeiramente a eleição do capitão-presidente.  


Texto em português do Brasil


Ver original em 'O TORNADO' na seguinte ligação:

https://www.jornaltornado.pt/a-que-interesses-bolsonaro-atende-ao-facilitar-o-porte-de-armas/

Tags:

Artigos relacionados

Brasil | Bolsonaro: “Sou presidente para interferir mesmo”
Brasil | Bolsonaro: “Sou presidente para interferir mesmo”     O mandatário neofascista aproveitou para acusar ONGs de estarem por trás das queimadas na Amazônia p... 33 views Thu, 22 Aug 2019, 17:53:51
A pobreza e as florestas do Brasil
A pobreza e as florestas do Brasil Na média, a queda de rendimentos no Brasil, desde o fim de 2014, é de 2,6%. Os jovens perderam cerca de 15% de sua... 24 views Thu, 22 Aug 2019, 11:22:05
Após 500 dias da prisão ilegal de Lula, o neofascismo devasta o Brasil
Após 500 dias da prisão ilegal de Lula, o neofascismo devasta o Brasil “Agora, o mal está feito. O Brasil está sendo devastado por um governo neofascista na política e neoliberal na eco... 21 views Tue, 20 Aug 2019, 20:06:20
Congresso do Paraguai abre investigação sobre polêmico acordo com Bras...
Congresso do Paraguai abre investigação sobre polêmico acordo com Bras... Alexandre Marchetti/ Itaipu Binacional Uma comissão bicameral do Congresso do Paraguai começou a investigar o... 24 views Mon, 19 Aug 2019, 22:56:27
Após críticas a Bolsonaro, deputado Alexandre Frota é expulso do PSL
Após críticas a Bolsonaro, deputado Alexandre Frota é expulso do PSL Comentário à notícia seguinte: Nem o porno-deputado aguenta! lol Marcelo Camargo / Agência Brasil O depu... 49 views Tue, 13 Aug 2019, 17:49:07
'Herói nacional': Bolsonaro volta a exaltar coronel responsável por to...
'Herói nacional': Bolsonaro volta a exaltar coronel responsável por to... © Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a exaltar ho... 23 views Fri, 09 Aug 2019, 11:44:50

Brasil

  • Criado em .
  • Visualizações: 97

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Voltaram as Festas do Mar e vale a pena ir ver alguns dos espetáculos.
    A Câmara autopropagandeia-se com elas, claro.
    Na televisão vemos um dos organizadores do evento dizer que as Festas são muito boas para a "vila" (vila é o que a aritocratoburguesia local gosta de chamar a esta terra por estultas razões que estão devidamente caracterizadas) e que não têm nenhuns custos para os munícipes.

    Duvidamos mas ele argumenta que o dinheiro vem das verbas do jogo (Casino) e dos patrocinadores. Claro...
    Voltaram as Festas do Mar e vale a pena ir ver alguns dos espetáculos.
    A Câmara autopropagandeia-se com elas, claro.
    Na televisão vemos um dos organizadores do evento dizer que as Festas são muito boas para a "vila" (vila é o que a aritocratoburguesia local gosta de chamar a esta terra por estultas razões que estão devidamente caracterizadas) e que não têm nenhuns custos para os munícipes.

    Duvidamos mas ele argumenta que o dinheiro vem das verbas do jogo (Casino) e dos patrocinadores. Claro que as verbas do jogo são verbas dos munícipes (não são um 'dinheiro de bolso' para festejos e mais o que alguns queiram) mas, mesmo assim, duvidamos. Seria bom que oposição camarária tentasse (sabemos que é muito difícil conhecer as contas da Câmara) deslindar quanto é que os cascalenses pagam efetivamente por estas Festas.


    Ao ouvir o dito organizador percebia-se que a conversa era de jotinha de carreira (não obrigatoriamente do Carreiras, entenda-se) e fomos ver.

    Bastou googlar para nos aparecer à cabeça que o Dr. Bernardo Barros é um distinto Administrador Executivo da Empresa Municipal "CASCAIS DINÂMICA" (as empresas municipais, em geral, servem para fazer o que a Câmara deixa de fazer porque é mais fácil meter os boys e girls nestas empresas, pagas pelos munícipes, do que na própria Câmara) com um currículo com muitas derivações do seu enlace camarário (do "Americas Cup World Series - Cascais" à "NOVA SBE – Intensive Management Program " passando pelo "Sailors for the Sea Portugal – Presidente" e pela "Escola Superior de Hotelaria do Estoril (ESHTE) – Membro do Conselho Geral").

    Mas o que conta verdadeiramente é que, depois de uns anitos como escuteiro já em 2006 era " Conselheiro Distrital de Lisboa da JSD" e em 2010 passou a "Conselheiro Nacional da JSD"o que, entretanto, lhe permitiu ingressar como " Secretário Político do Vereador na Câmara Municipal de Cascais" até com "representação do Vereador em atos oficiais, visitas diplomáticas e conferências".

    A partir daí foi só subir. Em 2011 já estava na " Comissão Política Distrital de Lisboa do PSD" e logo (2012) passava para "Adjunto do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Cascais" e, simultaneamente, para "Vice-Presidente da Associação de Turismo de Cascais (Associação de direito privado)", seguindo-se, em 2015, o atual lugar de "Administrador Executivo na Cascais Dinâmica" onde organiza as Festas do Mar.

    Nada nos move contra este distintíssimo quadro da esfera camarária cascalense. Provavelmente é uma excelente pessoa e um funcionário exemplar.

    Apenas se lamenta constatar que o poder político/administrativo é cada vez mais feito destas carreiras partidarizadas e clientelares.

    Certamente que há gente competente nos Partidos do velho "Arco da Governação" (os outros ficam de fora obviamente). Mas só há quadros competentes com o cartão destes Partidos ? Não há muita gente competente que não esteja em Partido nenhum ou que opte por outros dos muitos Partidos existentes ?

    É que isto, aqui por Cascais, tresanda.
    Mais
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web atualizou a sua capa de perfil
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web atualizou a sua imagem de perfil
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades

Eventos

16
Ago.
Festas do Mar em Cascais
sexta-feira, 16 Ago. 2019 - 20:30
  1.  Administração web
17
Ago.
Festas do Mar em Cascais - 17.08.2019
sábado, 17 Ago. 2019 - 19:30
  1.  Administração web
18
Ago.
Festas do Mar em Cascais - 18.08.2019
domingo, 18 Ago. 2019 - 19:30
  1.  Administração web
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha