• Entrada
  • Artigos
  • Mundo
  • Geopolítica: a Eurásia renasce — e quer ser alternativa
  • Pepe Escobar in 'Outras Palavras'
  • Mundo

Geopolítica: a Eurásia renasce — e quer ser alternativa

Ferrovias. Energia. Resistência à pressão militar dos EUA. Substituição gradual do dólar. Fórum de Vladivostok consolida parceria estratégica entre China e Rússia, no instante em que Ocidente permanece em crise 

Por Pepe Escobar, no Asian Times 

Xi Jinping e Vladimir Putin foram vistos numa joint venture culinária. Panquecas com caviar (blin, em russo), empurrados com um shot de vodca. Aconteceu há dias, no Fórum Econômico Oriental em Vladivostok. É metáfora desenhada (e comestível) para selar a sempre crescente ‘parceria estratégica abrangente russo-chinesa’. Assista:

Já há alguns anos, o Fórum de Vladivostok vem oferecendo um mapa inigualável do caminho, a quem se interesse por rastrear o progresso da integração da Eurásia.

Ano passado, às margens do Fórum, Moscou e Seul fizeram o lançamento bombástico de uma plataforma comercial trilateral, a qual, crucialmente, integrou Pyongyang, girando em torno de um corredor de conectividade de toda a península coreana com o Extremo Oriente da Rússia.

Tópicos de discussão em mesa redonda, esse ano, incluíram a integração do Extremo Oriente da Rússia em conexões logísticas; mais uma vez, a conexão entre Rússia e as Coreias – com o objetivo de construir uma Ferrovia Trans-Coreana conectada à Trans-Siberiana e um ramo do “Oleogasodutostão” que se conecta com a Coreia do Sul via China. Outros tópicos foram a parceria Rússia-Japão em termos de aumentar o trânsito eurasiano, centrado na conexão da Trans-Siberiana com a Linha Principal [ing. Baikal-Amur Mainline (BAM)], já ampliado para uma ferrovia projetada até a ilha de Sakhalin, e dali direto até a ilha de Hokkaido.

O futuro: de Tóquio a Londres, direto, por trem.

E há também a integração de Rússia e Associação de Nações do Sudeste Asiático, ANSA [ing. ASEAN] – ampliando projetos atuais de infraestrutura, agrícolas e de construção de navios, para energia, setor agroindustrial e de florestas, como delineado por Ivan Polyakov, presidente do Conselho de Negócios Rússia-ANSA.

Essencialmente aí se trata de construir simultaneamente um eixo crescente Oriente-Ocidente e também um eixo Norte-Sul. Rússia, China, Japão, as Coreias e o Vietnã, avançam, lentamente, mas com firmeza, rumo a sólida integração geoeconômica.

A mesa de discussão talvez mais fascinante em Vladivostok foi Crossroads on the Silk Road  [Cruzamentos na Rota da Seda], que reuniu, dentre outros, Sergey Gorkov, vice-ministro de Desenvolvimento Econômico da Rússia; Wang Yilin, presidente da gigante chinesa do petróleoCNPC, e Zhou Xiaochun, vice-presidente do grupo de diretores do essencial Boao Forum.

O ímpeto de Moscou é unir as Novas Rotas da Seda, ou Iniciativa Cinturão e Estrada (ICE) com a União Econômica Eurasiana (UEE). Mas o objetivo geoeconômico final é ainda mais ambicioso: uma “parceria Eurasiana Expandida”, na qual a ICE converge na direção da UEE, da Organização de Cooperação de Xangai, OCX, e ANSA. No coração desse gigante está a parceria estratégica Rússia-China.

O mapa do caminho adiante, é claro, envolve tocar as cordas certas de um acorde complexo de equilíbrio entre interesses políticos e práticas gerenciais em múltiplos projetos Oriente-Ocidente. A simbiose cultural tem de entrar nesse quadro. A parceria Rússia-China tende cada vez mais a pensar em termos de Go (weiqi, o jogo), visão partilhada, baseada em princípios estratégicos universais.

Outra mesa de discussão chave em Vladivostok reuniu Fyodor Lukyanov, diretor de pesquisa no sempre essencial Clube de Discussão Valdai, e Lanxin Xiang, diretor do Centro de Estudos de Um Cinturão, Uma Estrada, no Instituto Nacional Chinês para Colaboração Internacional da OCX. A discussão aí se centrou na interação geopolítica asiática, envolvendo Rússia, China e Índia, países-chaves dos (B)RICS, e em como a Rússia pode capitalizar sobre essa interação, ao mesmo tempo em que navega pelo pântano da guerra comercial de sanções cada vez mais violentas.

Toda a energia vem da Sibéria

Tudo volta sempre ao básico e à parceria estratégica Rússia-China sempre em evolução. Xi e Putin autoenvolveram-se nela até o âmago. Xi define a parceria como o melhor mecanismo para que “se neutralizem conjuntamente os riscos e desafios externos”. Para Putin, “nossas relações são cruciais, não só para nossos países, mas também para o mundo.” É a primeira vez que um líder chinês participa nas discussões de Vladivostok.

A China está progressivamente se interconectando com o Extremo Oriente da Rússia. Corredores internacionais de transporte – Primorye 1 e Primorye 2 – darão novo impulso ao trânsito de cargas entre Vladivostok e o nordeste da China. A empresa Gazprom está próxima de completar o trecho russo do gigantesco gasoduto “Energia [poder] da Sibéria” até a China, em parceria com a CNPC. Mais de 2 mil quilômetros de dutos já foram instalados de Yakutia até a fronteira russo-chinesa. O gasoduto Energia [poder] da Sibéria começará a operar em dezembro de 2019.

Segundo o Fundo Russo de Investimento Direto, FRID [ing. Russian Direct Investment Fund (RDIF)], a parceria está avaliando 73 projetos de investimento no valor total de mais de $100 bilhões. A Comissão Comercial Russo-Chinesa de Aconselhamento faz a supervisão, incluindo mais de 150 executivos das maiores empresas russas e chinesas. O CEO do FRID, Kirill Dmitriev, está convencido de que “haverá transações particularmente promissoras nos acordos bilaterais que serão resultado do relacionamento produtivo entre Rússia e China.”

Em Vladivostok, Putin e Xi mais uma vez concordaram em manter crescente comércio bilateral em yuan e rublos, deixando de lado o EUA-dólar – já efeito da decisão tomada por ambos em junho, de aumentar o número de contratos denominados em yuan-rublo. Paralelamente, o ministro do Desenvolvimento Econômico Maksim Oreshkin aconselhou os russos a vender EUA-dólares e comprar rublos.

Moscou espera apreciação do rublo para cerca de 64 por EUA-dólar, no próximo ano. Atualmente é comercializado em cerca de 70 rublos /dólar, puxado para baixo pelas sanções EUA e pelo estrago que o dólar-arma-política está causando no Brasil, Índia e África do Sul, e também em estados aspirantes a ser (B)RICS, chamados “BRICS Plus“, como Turquia e Indonésia.

Putin e Xi mais uma vez reafirmaram que continuarão a trabalhar coordenadamente em seu mapa do caminho intercoreano baseado em um “duplo esfriamento” – a Coreia do Norte suspende os testes nucleares e lançamentos de mísseis balísticos, e os EUA suspendem os exercícios militares com Seul.

Mas o que parece estar realmente capturando a imaginação das duas Coreias é a ferrovia Transcoreana. Kim Chang-sik, presidente do desenvolvimento de ferrovias em Pyongyang disse: “Desenvolveremos ainda mais esse projeto a partir de negociações entre Rússia, Coreia do Norte e Coreia do Sul, de modo que os proprietários do projeto serão os países da Península Coreana.”

Isso se conecta ao que disse o presidente sul-coreano Moon Jae-in há apenas três meses: “Tão logo a linha principal Trans-Coreana esteja construída, poderá ser conectada à Ferrovia Trans-Siberiana. Com isso, será possível entregar produtos da Coreia do Sul à Europa, o que será economicamente benéfico não só para as Coreias, do Sul e do Norte, mas também para a Rússia.”

Compreenda a matryoshka

Ao contrário do que reza a histeria ocidental mal informada ou manipulada, os jogos de guerra em Vostok, na Trans-Baikal do Extremo Oriente da Rússia, incluindo 3 mil soldados chineses, são apenas uma parte da muito mais profunda complexa parceria estratégica Rússia-China. É feito uma matryoshka: o jogo de guerra é uma boneca dentro do jogo geoeconômico.

Em ‘China and Rússia: The New Rapprochement’ [China e Rússia: a nova reaproximação], Alexander Lukin, da Escola Superior de Economia da Universidade Nacional em Moscou, expõe em detalhes todo o mapa do caminho; a ampla parceria ainda em construção para toda a Eurásia, é parte de um conceito muito mais amplo e abrangente de “Eurásia Expandida” [ing. “Greater Eurasia”]. Esse é o âmago da entente Rússia-China, levando a o que o cientista político Sergey Karaganov chamou de “um espaço comum para cooperação econômica, logística e de informação, paz e segurança, de Xangai a Lisboa e de Nova Delhi a Murmansk.”

Sem compreender o Grande Quadro que envolve debates como a reunião anual em Vladivostok, é impossível compreender o modo como a integração progressiva de ICE, UEE, OCX, ANSA, (B)RICS e (B)RICS Plus está orientada para mudar irreversivelmente o atual sistema-mundo.

Ver o original em 'Outras Palavras' na seguinte ligação:

https://outraspalavras.net/uncategorized/geopolitica-a-eurasia-renasce-e-quer-ser-alternativa/

 

Artigos relacionados

China pede que Canadá liberte imediatamente Meng Wanzhou
China pede que Canadá liberte imediatamente Meng Wanzhou Beijing, 27 mai (Xinhua) -- O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China pediu na terça-feira que o Ca... 76 views Wed, 27 May 2020, 16:56:08
 Chanceler russo critica tentativa dos EUA de culpar China pela COVID-...
Chanceler russo critica tentativa dos EUA de culpar China pela COVID-...  Moscou, 16 mai (Xinhua) -- O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, criticou na sexta-fe... 101 views Sat, 16 May 2020, 21:57:57
China envia equipes médicas para Zimbábue, RDC e Argélia
China envia equipes médicas para Zimbábue, RDC e Argélia Beijing, 12 mai (Xinhua) -- O governo chinês decidiu mandar equipes médicas para o Zimbábue, República Democrática d... 150 views Tue, 12 May 2020, 15:59:05
China dá alfinetada nos EUA com vídeo animado sobre evolução da pandem...
China dá alfinetada nos EUA com vídeo animado sobre evolução da pandem...     O vídeo chama-se 'Era uma vez um vírus' e foi publicado pela agência noticiosa estatal chinesa Xin... 52 views Sat, 09 May 2020, 22:09:05
Especialistas em saúde da China e dos EUA concordam em agir juntos con...
Especialistas em saúde da China e dos EUA concordam em agir juntos con...    São Francisco, 8 mai (Xinhua) -- Os principais especialistas em saúde da China e dos Estados Unidos ... 126 views Sat, 09 May 2020, 22:54:58
 A grande mudança que vem aí: o Yuan Digital
A grande mudança que vem aí: o Yuan Digital por Pepe Escobar [*] Avança uma nova e radical mudança de paradigma. A economia dos EUA pode contrair-se em até 40% ... 221 views Sat, 09 May 2020, 13:41:38

China, Rússia

  • Criado em .
  • Visualizações: 44

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
04, junho 2020

Aos que nos querem esquecidos

em Portugal

por Administração web

  Anda por aí um neo-fascismo engravatado que tenta branquear a dôr, a miséria e a repressão sofrida pelo povo português durante décadas. Como se não tivesse existido a pobreza, a repressão e a guerra…
03, junho 2020

A educação e a realidade social do concelho de Cascais

em Cascais

por Portal CASCAIS

Comentário: Há quem se especialize em ver a realidade de pernas para o ar. Neste artigo, um assumido 'liberal', militante de um partido com algumas raízes iniludivelmente alimentadas pelo fascismo, sinaliza meia dúzia de verdades…
03, junho 2020

Mulher detida por agressões à mãe recolheu à cadeia de Tires

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por Redação 03 junho 2020 Uma mulher, 47 anos, detida pela PSP, em Carcavelos, por intimidações e agressões à própria mãe, viu confirmada a prisão preventiva, tendo recolhido ao Estabelecimento Prisional de Tires. A…
03, junho 2020

Portugal entre incumpridores de recomendações anti-corrupção

em Portugal

por Página Global

    Portugal integrava, no final de 2019, uma lista de 15 países com baixo nível de cumprimento das recomendações anti-corrupção dirigidas a deputados, juízes e procuradores, indica hoje o relatório GRECO, organismo do Conselho…
03, junho 2020

Rio de Janeiro tem mais de 50 mil infetados, mas já iniciou reabertura confusa e gradual

em Mundo

por ZAP in ZAP

  O Rio de Janeiro, uma das cidades mais afetadas pelo novo coronavírus no Brasil, iniciou hoje uma reabertura gradual e confusa de sua economia, com decretos a permitir algumas atividades e decisões judiciais limitando…
03, junho 2020

Mais 11 mortes e 366 novos casos. Há mais de 20 mil recuperados em Portugal

em Portugal

por ZAP in ZAP

  Nas últimas 24 horas, morreram 11 pessoas com covid-19 em Portugal e registaram-se 366 novos casos.   De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, divulgado esta quarta-feira, morreram 11 pessoas nas…
03, junho 2020

Xi Jinping defende construção de forte sistema de saúde pública na China

em Mundo

por Brasil24/7

    247 - Durante a realização nesta terça-feira (2), em Pequim, de um simpósio com especialistas e estudiosos, o presidente da China Xi Jinping, também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China…
03, junho 2020

EUA têm uma «obsessão criminosa» com a Venezuela, afirma Arreaza

em Mundo

por in AbrilAbril

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Venezuela denunciou os ataques constantes dos EUA ao seu país, depois de, esta terça-feira, Pompeo ter anunciado sanções a novas empresas, para apertar o cerco. Em Maio de 2019,…
03, junho 2020

A encruzilhada da Universidade no pós-Covid. Por Isabelle Marc e Juan Varela Portas

em Mundo

por franciscogtavares in 'A Viagem dos Argonautas'

  Seleção e tradução de Francisco Tavares A encruzilhada da Universidade no pós-Covid Se, enquanto país, decidirmos combater as crises sanitárias, a dependência energética, as desigualdades e a catástrofe ambiental na perspetiva da reflexão científica…
03, junho 2020

Socialista Isabel Moreira acusa Governo de ignorar Parlamento e violar Constituição

em Portugal

por ZAP in ZAP

(Comentário: Quando um parelho partidário lida mal com a democracia acontecem estas 'fugas de informação' para queimar que ousa ter dúvidas ou criticar os chefes.Curioso (preocupante?) é ver dirigentes do PS a contrariarem uma sua…
03, junho 2020

IRC a 17%, quatro Autoeuropas e aposta no turismo nacional. O plano de retoma económica do PSD

em Portugal

por ZAP in ZAP

(Comentário: Menos impostos para o patronato, fundos públicos para apoio aos negócios privados, vender ao estrangeiro e ter uns amigos a zelar pela aplicação da austeridade. Sempre mais do mesmo...)   O PSD apresentou esta…
03, junho 2020

As últimas palavras do último discurso de Martin Luther King

em Mundo

por Abril de Novo Magazine

Discurso de Memphis, 3 de Março de 1968 As últimas palavras do último discurso de Martin Luther King: (…)Well, I don’t know what will happen now. We’ve got some difficult days ahead. But it doesn’t…
03, junho 2020

Protesto contra morte de negro na França acaba em confrontos e 18 presos

em Mundo

por Brasil24/7

    247 - Milhares de pessoas se manifestaram nesta terça-feira em Paris pelo assassinato há quatro anos de um jovem negro. A direita condenou a manifestação, proibida na véspera pela polícia. "Inadmissível", declarou o…
03, junho 2020

Bolsonaro, o “projeto secreto da cúpula militar”

em Mundo

por Brasil24/7

  “Líder!, Líder!, Líder! …”. Com esta exaltação ao estilo “Führer!, Führer!, Führer! …” da Alemanha dos anos 1930, os aspirantes-a-oficial da Academia Militar das Agulhas Negras recepcionaram o então deputado Jair Bolsonaro, recém reeleito…
03, junho 2020

Grupo de precários da Casa da Música dispensado de serviço via e-mail “meia hora depois” de uma vigília de protesto

em Portugal

por ZAP in ZAP

  Cerca de 13 trabalhadores “precários” da Casa da Música, no Porto, foram dispensados dos concertos que tinham alocados para o mês de junho.   Em declarações à Lusa, Hugo Veludo, um dos 13 assistentes…
03, junho 2020

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

em Portugal

por ZAP in ZAP

(Comentário: O populismo é assim. Manipulando o medo em torno da Covid-19 alguns setores 'incomodados com a democracia' utilizaram as comemorações do 25 de abril e do 1º de maio para, com falsos pretextos, combaterem…
03, junho 2020

Forças policiais já prenderam quase 10 mil pessoas em protestos nos EUA

em Mundo

por Brasil24/7

      247 - Nos Estados Unidos as forças policiais estão prendendo em massa manifestantes que saem às ruas em protesto contra o assassinado do cidadão negro George Floyd por um policial branco na…
03, junho 2020

Mais de 100 escritores africanos solidários com protestos anti-racistas

em Mundo

por in AbrilAbril

Ondjaki, Grada Kilomba e Pepetela contam-se entre os muitos escritores que condenaram «actos de violência contra pessoas negras» nos EUA, apoiando os protestos naquele país «e em todo o mundo». Um homem passa por um…
03, junho 2020

Trabalhadores despedidos da Casa da Música após protesto

em Portugal

por in AbrilAbril

Treze trabalhadores com vínculos precários foram «dispensados» dos concertos que tinham alocados para o mês de Junho, meia hora depois de participarem numa vigília de protesto contra a precariedade. CréditosESTELA SILVA / LUSA Mais de…
03, junho 2020

China opõe-se à opressão política e sanções que os EUA fazem sobre Cuba

em Mundo

por Página Global

    Opressão sob falso pretexto de antiterrorismo Pequim, 3 jun (Xinhua) -- A China se opõe à opressão política e às sanções económicas impostas pelos Estados Unidos em Cuba sob o pretexto de antiterrorismo, disse…
03, junho 2020

Os protestos e as conquistas sociais

em Mundo

por José Carlos Ruy, em São Paulo in 'O TORNADO'

A revolta é uma resposta à pobreza e à opressão. E embora nem sempre seja o caso, pode ser eficaz na conquista de mudanças sociais.     por Paul Heideman, na Jacobin | Tradução de…
03, junho 2020

Para o início do ano académico de 2020, as universidades e os laboratórios de investigação precisam de mais recursos e recrutamento do que nunca. Por Université Ouverte

em Mundo

por franciscogtavares in 'A Viagem dos Argonautas'

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Para o início do ano académico de 2020, as universidades e os laboratórios de investigação precisam de mais recursos e recrutamento do que nunca. Por em 18/05/2020 (“Pour…
03, junho 2020

O homem que não conseguia respirar e morreu

em Mundo

por Domingos Lopes in 'O Chocalho'

Um homem manietou outro homem. Tem-no a seus pés. O homem que detém todo o poder sobre o outro homem derrubado e estendido no chão sabe quem é o homem que tem ao seu dispor.…
03, junho 2020

[Manlio Dinucci] 5G, NOVO CAMPO DA CORRIDA AOS ARMAMENTOS

em Mundo

por Manuel Banet

                              Na base aérea de Nellis, no Nevada - anuncia o Pentágono - começará em Julho, a construção de uma rede…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    • Artigo publicado neste site (secção Cascais) A educação e a realidade social do concelho de Cascais Comentário: Há quem se especialize em ver a...
      Artigo publicado neste site (secção Cascais) A educação e a realidade social do concelho de Cascais Comentário: Há quem se especialize em ver a realidade de pernas para o ar. Neste artigo, um assumido 'liberal', militante de um partido com algumas raízes iniludivelmente alimentadas pelo fasc...  http://tinyurl.com/y9zl8npo
      Mais
      0
      0
      0
      0
      0
      0
      Publicação sobre moderação
      Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • Plataforma Cascais juntou-se ao grupo Conversando sobre o País e o Mundo
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate