• Entrada
  • Artigos
  • Mundo
  • 'Rebelião samurai': por que Japão não permite que EUA instalem antimísseis em seu território?

'Rebelião samurai': por que Japão não permite que EUA instalem antimísseis em seu território?

Washington viu seu aliado mais próximo na região do Pacífico recusar pela primeira vez instalação de meios militares em seu território, ao cancelar implantação de sistemas de defesa antimísseis.

Tóquio cancelou o acordo com o Pentágono para instalar os sistemas de defesa antimísseis Aegis Ashore, oficialmente por não haver garantias que aceleradores dos mísseis, após o lançamento, caíssem apenas no polígono e não em áreas residenciais.

Contudo, muitos especialistas acreditam que existem outras razões para esta inversão na política nipônica.

Acalmar Rússia e China?

Vale recordar que a decisão de implantar dois sistemas terrestres Aegis Ashore no Japão foi tomada pelo governo nipônico em 2017, devido aos lançamentos de teste contínuos de mísseis balísticos norte-coreanos.

Planejada sua implantação nas prefeituras de Akita, no noroeste do país, e em Yamaguchi, no sudoeste, estimava-se que seu raio de alcance pudesse cobrir todo o país e que estivesse operacional até 2023.

Míssil SM-3 Block IIA é lançado do complexo Aegis Ashore (foto de arquivo)

© Foto / Domínio público/ Marinha dos EUA
Míssil SM-3 Block IIA é lançado do complexo Aegis Ashore (foto de arquivo)

Rússia e a China se opuseram de forma veemente, temendo que a iniciativa as visasse.

Moscou tem deixado claro que a instalação desses mísseis interceptores não contribui para a estabilidade estratégica na região e que tal fato não podia ser ignorado durante a negociação do tratado de paz com Tóquio.

Para os especialistas, o abandono pelos japoneses do sistema de defesa antimíssil dos EUA atenuará significativamente as tensões entre o Japão e seus vizinhos do Pacífico.

"Tóquio entende que este sistema serve somente a segurança dos Estados Unidos e que, em caso de conflito militar, os primeiros alvos seriam sempre as instalações de defesa antimísseis", explicou à Sputnik Aleksei Podberyozkin, diretor do Centro de Estudos Político-Militares do Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou.

O especialista acrescentou que os EUA tentam sempre afastar os cenários de guerra de seu território, lutando em solo estrangeiro ou a partir de bases situadas no exterior.

"Ao dar este passo, os japoneses reduziram os riscos para sua própria segurança", concluiu.

Componente financeira

Naturalmente, o fator financeiro também é importante.

Dmitry Streltsov, chefe do Departamento de Estudos Orientais do Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou, disse à Sputnik que a mudança de posição está relacionada quer com os enormes custos do sistema quer com dúvidas sobre sua fiabilidade e a real capacidade de cobrir todo o país.

Uma alternativa mais barata para Tóquio, de acordo com o especialista, seria aumentar o número de sistemas de defesa antimíssil baseados no mar já disponíveis na Marinha japonesa.

Por seu turno, Sergei Sudakov, membro correspondente da Academia de Ciências Militares da Rússia, referiu à Sputnik que, "desde Fukushima, a taxa de crescimento econômico do Japão caiu drasticamente, tendo igualmente baixado seu índice global de inovação".

"Anteriormente, Tóquio era líder em muitas indústrias de alta tecnologia e pagava as armas norte-americanas [...] com know-how em eletrônica, bioengenharia, etc. por uma fração do preço. Contudo, agora há outros países mais adiantados – Coreia do Sul, Singapura, China. O interesse dos EUA em seu aliado diminuiu drasticamente", prosseguiu Sudakov, para quem Tóquio começa a entender que os EUA estão se afastando.

O especialista aproveitou a oportunidade para relembrar o caso quando a ogiva de treinamento de um míssil norte-coreano caiu em águas territoriais japonesas e os navios dos EUA na região dotados com o sistema de defesa antimíssil Aegis não reagiram de jeito nenhum à ameaça.

O sistema de defesa antimíssil Aegis Ashor norte-americano na base militar em Deveselu, Romênia (foto de arquivo)

© AFP 2020 / DANIEL MIHAILESCU
O sistema de defesa antimíssil Aegis Ashor norte-americano na base militar em Deveselu, Romênia (foto de arquivo)

Sudakov crê que os japoneses ganharam consciência de que aos EUA só preocupam seus próprios interesses e que está na hora de assumir sua própria soberania.

"Muitos japoneses estão bem cientes de que seu país está de fato ocupado [militarmente] e não querem tolerar mais isso. Trata-se de mais um testemunho de como o sistema de segurança coletiva imposto ao mundo por Washington está se destruindo gradualmente", concluiu Sudakov.

População está cansada

Finalmente, o último e principal motivo de rejeição: o cansaço da população local da presença militar dos EUA. Após a Segunda Guerra Mundial, o Pentágono implantou uma rede de bases militares no Japão – alegadamente para proteger contra a "agressão da URSS" – mas na realidade para criar uma poderosa cabeça-de-ponte na Ásia oriental. O Japão abriga hoje mais de 90 grandes instalações das Forças Armadas dos EUA.

Esta foto de arquivo mostra um dos primeiros navios da Marinha dos EUA equipada com o sistema Aegis

© AFP 2020 / US NAVY PHOTO
Esta foto de arquivo mostra um dos primeiros navios da Marinha dos EUA equipada com o sistema Aegis

A título de exemplo, em Okinawa – uma ilha relativamente pequena – existem 11 bases do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, está sediada a 18ª Ala da Força Aérea, bem como um batalhão do 1º Regimento de Artilharia Antiaérea do Exército dos EUA, totalizando 50.000 militares norte-americano na ilha.

Em Okinawa, desde 1972, foram cometidos cerca de seis mil crimes contra a população local, alguns deles muito graves, como cerca de 100 assassinatos, mais de 300 estupros e mais de 200 acidentes rodoviários com vítimas mortais.

O descontentamento pela presença dos EUA na ilha está na origem, desde há 20 anos, de contínuos protestos em massa contra as atrocidades dos "visitantes" norte-americanos.

Os receios do Ministério da Defesa japonês de que destroços dos antimísseis possam cair em áreas residenciais têm fundamento, dado dezenas de incidentes envolvendo equipamentos militares norte-americanos terem sido registrados nos últimos anos.

As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/opiniao/2020062915771800-rebeliao-samurai-por-que-japao-nao-permite-que-eua-instalem-antimisseis-em-seu-territorio/

Artigos relacionados

Estados Unidos e China: uma nova Guerra Fria?
Estados Unidos e China: uma nova Guerra Fria? A escalada das tensões entre os dois países nos últimos meses leva muitos comentaristas a identificar o atual período ... 47 views Fri, 10 Jul 2020, 01:07:28
Tiroteio em discoteca na Carolina do Sul deixa 2 mortos e 8 feridos
Tiroteio em discoteca na Carolina do Sul deixa 2 mortos e 8 feridos © AP Photo / John MinchilloNa madrugada deste domingo (5), um tiroteio em uma discoteca no estado norte-ame... 87 views Mon, 06 Jul 2020, 01:50:08
Biden angariou mais de 80 milhões de dólares em maio
Biden angariou mais de 80 milhões de dólares em maio Este artigo está disponível em: English A campanha do ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden e o Comité Nacional De... 78 views Tue, 16 Jun 2020, 15:15:13
A América perante a sua realidade
A América perante a sua realidade   Caitlin  JhonstonEstamos testemunhando a colisão frontal entre a história que as instituições políticas... 56 views Fri, 05 Jun 2020, 18:05:56
Trump e o Covid-19 – 2 textos, dois olhares: “A força de Trump” por Fr...
Trump e o Covid-19 – 2 textos, dois olhares: “A força de Trump” por Fr... _________________________________________ Seleção de Júlio Marques Mota “A força de Trump”  Por Francisco Se... 94 views Fri, 05 Jun 2020, 17:49:31
Ouro invade EUA e provoca uma das maiores transferências físicas da hi...
Ouro invade EUA e provoca uma das maiores transferências físicas da hi... © AP Photo / Mike GrollOs EUA estão sendo inundados por barras de ouro. A oportunidade de tirar proveito de... 44 views Mon, 01 Jun 2020, 17:16:46

USA, Japão

  • Criado em .
  • Visualizações: 35

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
12, julho 2020

Cascais já tem um candidato a candidato

em Cascais

por Administração web

Parece confirmar-se a intenção do PS em candidatar o ex-ministro da Saúde demitido do anterior governo  que surge agora na comunicação social como previsível candidato. Disponibilidade do próprio existe...    
12, julho 2020

Autoridade Marítima de Cascais resgata com sucesso passageiro com suspeita de AVC em embarcação turística

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Momento em que o passageiro era evacuado pela tripulação da SR32 da Estação Salva Vidas de Cascais Por Valdemar Pinheiro 12 julho 2020 Um passageiro de uma embarcação marítimo turística de Cascais, com suspeita…
12, julho 2020

Distanciamento na sala de aula, missão impossível

em Portugal

por António Duarte

Sem desdobramento de turmas ou turmas reduzidas, o distanciamento físico dos alunos na generalidade das salas de aula portuguesas é uma missão impossível. E o problema maior nem está nas áreas das salas – espalhando…
12, julho 2020

RIXA. Jovens feridos na praia do Tamariz

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por Redação 12 julho 2020 Dois jovens ficaram feridos ao serem golpeados com armas brancas durante uma rixa, que envolveu cerca de 20 indivíduos, e levou o pânico a banhistas, este sábado, ao final…
12, julho 2020

ONDE PÁRA D. FRANCISCA? Mulher com alzheimer desaparecida há mais de 24 horas depois de alta do Hospital de Cascais

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por Valdemar Pinheiro 12 julho 2020 Uma mulher, Francisca do Nascimento Rosário Fernandes, 66 anos, que sofre de alzheimer e de problemas respiratórios, está dada como desaparecida pela família e amigos desde este sábado,…
12, julho 2020

EUA | E se Trump se recusar a deixar o cargo?

em Mundo

por Página Global

    A pouco mais de quatro meses de vista das eleições presidenciais, com a pandemia da covid-19 no auge e o rescaldo do movimento “Black Lives Matter”, vários são os cenários que já começam…
12, julho 2020

Chega “indica” Joana Marques Vidal para conselho de ética parlamentar

em Portugal

por Lusa in ZAP

(Comentário: A iniciativa de um deputado que se destaca pela sua sistemática ausência da Assembleia da República não seria digna de nota não fora a confirmação da proximidade de uma destacada figura da Justiça portuguesa…
12, julho 2020

"A ciência fez uma viragem para o obscurantismo" -- Richard Horton

em Mundo

por Página Global

    MPR Há alguns anos o doutor Richard Horton, editor chefe de revista de medicina The Lancet, cometeu um verdadeiro sacrilégio ao pôr em dúvida a validade de uma boa parte das investigações científicas. Escreveu isso…
12, julho 2020

UM PAÍS EM RUÍNA, À BEIRA-MAR PLANTADO...

em Cascais

por Manuel Banet, ele próprio

                                Quase todos os dias percorro a pé várias centenas de metros que separam minha casa do apeadeiro de S.…
12, julho 2020

Trump ameaça: "algo vai acontecer com a Venezuela" e EUA estarão "muito envolvidos"

em Mundo

por Brasil24/7

"Algo vai acontecer com a Venezuela, isso é tudo que posso lhe dizer, algo vai acontecer", diss eo presidente dos EUa, Donald Trump.Declarações de foram feitas após reunião com militares do Comando Sul dos EUA…
12, julho 2020

Médicos franceses pedem mais respeito ao uso da máscara

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / CHARLES PLATIAU Um grupo de 14 médicos da França pediu neste sábado (11) o estabelecimento de medidas mais duras para o uso de máscaras, em meio a receios de um novo aumento…
11, julho 2020

Diáspora da Guiné-Bissau reúne centenas em Lisboa para denunciar situação no país

em Portugal

por Lucas Rohan

11/07/2020   Cerca de cinco centenas de cidadãos guineenses a viver em Portugal participaram hoje numa manifestação em Lisboa para contestar a atual situação política na Guiné-Bissau e para pedir o respeito pela Constituição e…
11, julho 2020

PRÉ-HISTÓRIA DA COVID-19 NOS ESGOTOS DE BARCELONA

em Mundo

por in 'O Lado Oculto'

2020-07-11 Cientistas da Universidade de Barcelona detectaram genomas do novo coronavírus SARS-CoV-2 nos esgotos da cidade no dia 12 de Março de 2019, isto é, nove meses e meio antes da declaração das autoridades chinesas…
11, julho 2020

Esquerda latino-americana quer participação de Portugal e tenciona convidar António Guterres

em Mundo

por Lucas Rohan

11/07/2020   O Grupo de Puebla, fórum latino-americano que reúne líderes da esquerda de 17 países, pretende incluir Portugal para ganhar projeção ibero-americana e tenciona convidar António Guterres para impulsionar uma agenda progressista numa região…
11, julho 2020

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

em Portugal

por ZAP in ZAP

Miguel A. Lopes / Lusa   As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino.…
11, julho 2020

De que serve a Bondade - Bertolt Brecht

em Mundo

por Voar Fora da Asa

De que serve a Bondade   1   De que serve a bondadeQuando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidosAqueles para quem foram bondosos? De que serve a liberdadeQuando os livres têm que viver…
11, julho 2020

Não, não vai correr bem

em Portugal

por in 'Estátua de Sal'

(Comentário ao artigo: O conhecido azedume do 'comentarismo' de MST parece ter emparelhado com as o feroz 'opinamento' de José Miguel Júdice contra ALGUNS ministros que, tanto um como o outro, afirmam querer ver arredados…
11, julho 2020

Um branqueador do fascismo no ISCTE

em Portugal

por jorge rocha in 'Ventos Semeados'

Passou-me ao lado e ainda bem: pelos vistos a RTP2 deu tempo de antena a um professor do ISCTE, que acaba de publicar um livro sobre o Chega onde defende a tese esdrúxula de não…
11, julho 2020

Diretor da Nova SBE tem exclusividade mas ganha 143 mil euros no Santander

em Portugal

por Administração web

Direção da faculdade de Economia da Universidade Nova implica exclusividade mas Daniel Traça é administrador do Banco Santander, um dos mecenas da escola, tendo auferido 143 mil euros em 2019. Reitor permitiu acumulação, mas anuncia…
11, julho 2020

Diretor da Nova SBE tem exclusividade mas ganha milhares no Santander

em Portugal

por Filipe Sousa

Fernanda Câncio - 10/07/2020   Direção da faculdade de Economia da Universidade Nova implica exclusividade mas Daniel Traça é administrador do Banco Santander, um dos mecenas da escola, tendo auferido 143 mil euros em 2019.…
11, julho 2020

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – LVIII – UMA RECESSÃO COMO NENHUMA OUTRA, de JOHN MAULDIN

em Mundo

por joaompmachado in 'A Viagem dos Argonautas'

      A Recession Like No Other, por John Mauldin Mauldin Economics, 26 de Junho de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A recessão provocada pelo Coronavirus Optando por não gastar…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate