• Entrada
  • Artigos
  • Mundo
  • A encruzilhada da Universidade no pós-Covid. Por Isabelle Marc e Juan Varela Portas
  • franciscogtavares in 'A Viagem dos Argonautas'
  • Mundo

A encruzilhada da Universidade no pós-Covid. Por Isabelle Marc e Juan Varela Portas

 

Seleção e tradução de Francisco Tavares

A encruzilhada da Universidade no pós-Covid

Se, enquanto país, decidirmos combater as crises sanitárias, a dependência energética, as desigualdades e a catástrofe ambiental na perspetiva da reflexão científica e do conhecimento, temos de nos empenhar numa educação pública forte

Por Isabelle Marc Isabelle Marc e Juan Varela Portas Juan Varela Portas

Publicado por logo ctxt em 26/05/2020 (ver aqui)

 

135 Universidade Declinio I Marc e Juan Portas A encruzilhada da Universidade no pósCovid

Fachada do pavilhão central da Faculdade de Medicina da Universidade Complutense de Madrid. Malopez 21

 

Nesta profunda crise de saúde e económica, o enfoque político, social e mediático parece ter esquecido um dos setores essenciais do país: a educação. O Governo deu atenção, e bem, aos serviços de saúde, e agora também à indústria, ao comércio e à hotelaria. Mas parece ter-se esquecido que as crianças e muitos dos jovens deste país estão no ensino, primário, secundário e universitário, e que se encontram num limbo de confinamento virtual em que a incerteza e o desamparo são a única constante. Fala-se de continuidade pedagógica, de aulas online, como se a educação fosse apenas a transmissão de conteúdos mais ou menos bem enlatados em formato youtube ou em formato colaborativo, mas é dada prioridade a terraços ou restaurantes em detrimento de salas de aula ou laboratórios e não sabemos sequer em que condições ou quando serão ministradas as aulas ou retomada a investigação. Tudo é deixado para setembro, como se o bom tempo e as praias recentemente abertas fossem a solução para os fatores desconhecidos que o futuro nos reserva, a curto, médio e longo prazo, como se, de facto, a educação fosse uma preocupação secundária e não um pilar fundamental do país. É por isso que é urgente e irrecusável dar respostas aos cidadãos e construir esse futuro com medidas que reforcem a educação, a todos os níveis, como um direito e um serviço público e como uma prioridade nacional.

No domínio universitário, que não é apenas responsável pelo ensino superior, mas também pela maior parte da investigação neste país, os reitorados tomaram medidas urgentes para tentar salvar o curso, e toda a comunidade universitária fez um esforço muito louvável a este respeito. Mas, para além de tentar atenuar o desastre imediato, é necessário olhar de frente para o problema e fazer um diagnóstico preciso da situação da nossa universidade, não só para que ela sobreviva, mas também para que se reafirme e se transforme numa das forças motrizes da Espanha pós-covid.

A crise atual chegou a uma universidade pública que foi profundamente maltratada por 20 anos de reformas neoliberais (Plano de Bolonha), aplicadas contrariamente ao que seria a evolução natural da Europa e sem fundos, agravadas por dez anos de cortes intensos, com a desculpa da crise que começou em 2008, e que não se inverteram nos últimos dois anos. Tem sido este o caso em toda a Espanha, mas especialmente em Madrid e na Catalunha, as regiões suscetíveis de se tornarem um centro educativo onde poderia ser aberto – e de facto foi aberto – um nicho de negócios para as universidades privadas. Esta visão promoveu uma mudança progressiva na conceção do ensino superior (e do ensino em geral), que deixou de ser um direito e um serviço público para se tornar uma aspiração e um serviço comercializado. Esta ideologia do ensino superior está a ser imposta, não apenas através de aparelhos ideológicos muito poderosos, mas pela força dos factos – que é a melhor forma de impor uma ideologia – através de quatro mecanismos perversos executados com a desculpa das crises (num exemplo perfeito de “doutrina do choque”). Em primeiro lugar, o aumento exponencial dos preços públicos, que levou à expulsão de facto de dezenas de milhares de estudantes com rendimentos mais baixos e à difusão da mentalidade de serviço ao cliente nas relações educativas. Em segundo lugar, a precarização dos professores, com a conhecida “fuga de cérebros”, o empobrecimento dos jovens investigadores, além de constituir um ataque direto à liberdade académica e à autonomia do conhecimento. Em terceiro lugar, os estrangulamentos económicos, que obrigam as universidades a colocar-se nas mãos de agentes privados para obter financiamento. Finalmente, a sujeição da atividade de investigação ao financiamento por objetivos impostos de fora do mundo académico, relegando assim a investigação fundamental e a investigação nas artes e humanidades para um papel secundário.

Assim, a universidade pública encontra-se numa encruzilhada onde os governos, os reitores e a sociedade em geral devem refletir e escolher entre duas opções: por um lado, relançar e reforçar a investigação e o ensino superior como direito e serviço público e como pilares do país, ou pelo contrário – novamente em aplicação da “doutrina do choque” – aprofundar as reformas neoliberais das últimas décadas.

Se decidirmos continuar a aplicar as receitas do choque e os argumentos de austeridade – como já vimos este mês na Andaluzia – é muito provável que os campus universitários se esvaziem e que o acesso ao conhecimento se torne cada vez mais um privilégio de poucos. Os projetos de investigação vão voltar a parar, os jovens vão ter de emigrar de novo e a precariedade voltará a instalar-se. É também mais do que provável que a ciência, mais essencial do que nunca, sem financiamento público, caia em mãos privadas, tornando-se assim não um bem comum, mas um produto de mercado.

Se, pelo contrário, decidirmos não repetir os erros da crise de 2008, não expulsar estudantes e investigadores e não deixar cair em saco roto o esforço e os recursos públicos, seremos capazes de proporcionar aos nossos jovens um horizonte profissional e vital. Poderemos, além disso, graças a uma investigação pública e independente das pressões mercantilistas, e ao mesmo tempo eficiente e dinâmica, enfrentar os desafios cada vez mais complexos na saúde, no ambiente, na sociedade e na cultura que se nos deparam, bem como contribuir para a mudança essencial do modelo produtivo de que a Espanha necessita urgentemente.

Concretamente, se optarmos por esta segunda opção, é necessário baixar imediatamente as propinas e aumentar as bolsas, garantir postos de trabalho, aumentar o financiamento de projetos de investigação em ciências básicas e aplicadas e promover a transferência de conhecimentos. Do mesmo modo, devemos aproveitar as tecnologias para tornar o ensino em linha mais dinâmico, com mais investimento, portanto, mas sem esquecer que a comunidade universitária é muito mais do que uma série de aulas presenciais: a universidade são contactos, debates, confrontos…; aprendizagem, em suma, que vai muito mais além da sala de aula e que o virtual não pode e não deve tentar substituir.  Em suma, é urgente colocar a universidade pública no centro das políticas públicas, valorizando o que temos, melhorando-o, oferecendo-lhe as condições materiais e legais necessárias para cumprir a sua missão.

Se, enquanto país, decidirmos combater as crises sanitárias, a dependência energética, as desigualdades socioeconómicas e, naturalmente, a catástrofe ambiental, com base na reflexão científica e no conhecimento, portanto, com cidadãos instruídos, e não apenas com pessoas que podem ser empregadas, devemos optar por uma universidade pública forte, tratada com seriedade e dignidade pelos nossos representantes políticos, como o pilar institucional, científico e social que está destinado a ser.

______________________

Os autores:

Isabelle Marc é professora titular de Estudos Franceses na Universidade Complutense de Madrid. Após uma licenciatura em Filologia Hispânica (Universidade de Salamanca), um mestrado em Tradução (École Supérieure d’Interprètes et de Traducteurs de Paris) e um mestrado em Edição (Universidade de Salamanca – Santillana), trabalhou como tradutora e editora literária. Em 2007 obteve o doutoramento em Filologia Francesa pela UCM com uma tese sobre as funções poéticas do rap francês. Desde 2003, dedica-se sobretudo ao ensino e investigação, primeiro no domínio da Tradução e Interpretação no CES Felipe II (UCM) e a partir de 2010 na UCM, onde leciona Cultura, Literatura, Língua Francesa e Tradução em cursos de Licenciatura e Mestrado. Tem participado em vários programas de inovação pedagógica. Do ponto de vista da investigação, publicou vários livros em prestigiosas editoras internacionais e numerosos artigos em revistas indexadas nacionais e internacionais, bem como capítulos de livros. Co-dirige o Grupo Europeu de Investigação de Músicas Populares (Universidade de Leeds) e participa em vários projectos de investigação financiados. É directora de Thélème. Revista Complutense de Estudios Franceses. É vogal do Conselho Social da Universidade Rey Juan Carlos.

Juan Varela-Portas doutorado em Filologia pela UCM, é professor do Departamento de Filologia da Universidade Complutense de Madrid, Diretor deste Departamento, Presidente da Associação Complutense de Dantologia, Co-Director da revista Tenzone e Diretor da colecção “La biblioteca de Tenzone”, Diretor do Grupo de Investigação da UCM “Tenzone. estudios sobre Dante y su tiempo” (UCM 940951), investigador do projecto de I+D+i “Pampinea y sus descendientes”: Novela” italiana e espanhola face a face (I)” (FFI2010-19841 ). Editou e traduziu obras de Boccaccio, Cecco Angiolieri e novellieri italiano. Publicou cerca de 50 artigos científicos. É membro do Conselho Universitário da Comunidade de Madrid.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver original em 'A viagem dos Argonautas' na seguinte ligação:

https://aviagemdosargonautas.net/2020/06/03/a-universidade-em-declinio-a-alta-frequencia-a-encruzilhada-da-universidade-no-pos-covid-por-isabelle-marc-e-juan-varela-portas/

Artigos relacionados

Ainda a demagogia dos rankings
Ainda a demagogia dos rankings Polémica, por vezes excessiva, para alguns, na forma como exprime os seus pontos de vista, Raquel Varela tem o ime... 50 views Mon, 13 Jul 2020, 16:43:16
Diretor da Nova SBE tem exclusividade mas ganha 143 mil euros no Santa...
Diretor da Nova SBE tem exclusividade mas ganha 143 mil euros no Santa... Direção da faculdade de Economia da Universidade Nova implica exclusividade mas Daniel Traça é administrador do Banco Sa... 103 views Sat, 11 Jul 2020, 02:07:11
Pastor Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação do Brasil
Pastor Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação do Brasil Paulo Saldaña e Ricardo Della Coletta e Gustavo Uribe - 10/07/2020 ... 41 views Sat, 11 Jul 2020, 01:39:13
Ensino à distância, economia e “pedagogia chapa 1”
Ensino à distância, economia e “pedagogia chapa 1”  Com a pandemia do COVID 19 não houve alternativa senão recorrer ao ensino à distância. Através das tecno... 25 views Thu, 09 Jul 2020, 02:35:12
Harvard e MIT tentam travar expulsão de estudantes internacionais
Harvard e MIT tentam travar expulsão de estudantes internacionais 08/07/2020   A Universidade de Harvard e o Instituto de Tecno... 54 views Thu, 09 Jul 2020, 02:32:52
Bolsonaro adia decisão e país continua sem ministro da Educação
Bolsonaro adia decisão e país continua sem ministro da Educação  247 - O Brasil segue há 20 dias sem ministro da Educação. O cargo está vago desde que Abraham Weintraub ... 55 views Thu, 09 Jul 2020, 11:03:17

Educação

  • Criado em .
  • Visualizações: 75

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
14, julho 2020

O Presidente búlgaro denuncia o «carácter mafioso» do governo Borissov

em Mundo

por in Rede Voltaire

A presidência búlgara foi alvo de buscas por ordem do Primeiro-Ministro, Boiko Borissov (à esquerda na foto), em 9 de Julho de 2020. Uma multidão veio imediatamente para a rua a fim de apoiar o…
14, julho 2020

EUA : a derrapagem do racismo igualitário, Thierry Meyssan

em Mundo

por Thierry Meyssan in Rede Voltaire

Isto poderá parecer humorístico, mas é infelizmente um slogan puritano a tomar ao pé da letra : « Os homens negros são uma espécie em perigo » (Black Men are an endangered species). Os Puritanos…
14, julho 2020

Duarte Cordeiro não se ilude e rejeita aproximação do PSD ao Governo. “É oposição”

em Portugal

por Lusa in ZAP

Fernando Veludo / Lusa   O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares afirma que, pela sua parte, não se ilude e que o PSD é mesmo oposição ao Governo, e argumenta que Rui Rio nunca…
14, julho 2020

China inicia construção de base de produção de vacinas contra COVID-19 (FOTO)

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / Anton Vaganov A construção de uma planta de produção de vacinas contra a COVID-19 começou no sábado (11) na Zona Franca de Ningbo, China, devendo entrar em funcionamento em março de 2021.…
14, julho 2020

Ministério da Educação quer continuar com a telescola (e a RTP está disponível)

em Portugal

por ZAP in ZAP

André Kosters / Lusa #EstudoEmCasa – A Escola na Televisão O Ministério da Educação está a preparar três cenários para o próximo ano letivo. Dois deles incluem a transmissão de conteúdos educativos através da telescola.…
14, julho 2020

O Exército dos EUA contra Trump

em Mundo

por in Rede Voltaire

A Arma de Infantaria do Exército dos Estados Unidos (U.S. Army) enviou um correio electrónico a todo o seu pessoal civil e militar, denunciando o supremacismo branco. Segundo este “e-mail”, o facto de celebrar o…
14, julho 2020

Scotturb despede mas abre concursos

em Cascais

por AbrilAbril

Para a Fectrans, é obrigação da empresa readmitir os trabalhadores que despediu com o argumento do fim do contrato a prazo. Autocarro da Scotturb no EstorilCréditosRúdisicyon / CC BY-SA 4.0 A denúncia é feita pela…
14, julho 2020

O dinheiro compra mais felicidade do que nunca, conclui estudo

em Mundo

por ZAP in ZAP

(CC0/PD) sallyjermain / Pixabay   Muitos fatores determinam a felicidade, mas um provocou considerável controvérsia ao longo dos anos: dinheiro. As opiniões dividem-se, mas um novo estudo vem tirar as teimas.   Enquanto o velho…
14, julho 2020

OMS alerta: “Demasiados países estão a ir na direção errada”

em Mundo

por Lusa in ZAP

unisgeneva / Flickr   A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta segunda-feira que “demasiados países estão a ir na direção errada” no que respeita ao combate à pandemia da covid-19.   Em conferência de…
14, julho 2020

Distraído pela pandemia e os roubos dos gestores da saúde, o Brasil sofre um golpe mortal

em Mundo

por Brasil24/7

"O noticiário distrai a população com os desvios criminosos dos gestores da saúde, pseudo-licitações e superfaturamentos, que não passam de migalha inexpressiva, se comparados ao gigantesco escândalo que é o fim da Petrobras", escreve a…
14, julho 2020

Portugal | Saberemos o que fizermos neste verão

em Portugal

por Página Global

    Paulo Baldaia* | Jornal de Notícias | opinião     Cansados, com um verão que chegou carregado de calor, os portugueses não querem ter que se preocupar com o que vai chegar no…
14, julho 2020

Professores, cobaias da covid-19?…

em Portugal

por António Duarte

Perante as assustadoras orientações para o regresso às aulas, nas quais as regras até aqui imperativas de distanciamento e isolamento se transformam num lacónico “se possível, as reacções vão-se multiplicando. Antes de mais, registe-se a…
14, julho 2020

Casa Branca pressiona FDA a reconsiderar controversa hidroxicloroquina no tratamento da COVID-19

em Mundo

por XINHUA Português

Washington, 13 jul (Xinhua) -- A Casa Branca está pressionando a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) para que restabeleça sua autorização de uso de emergência (AUE) para a hidroxicloroquina, a droga antimalária apontada pelo…
14, julho 2020

Reformados e aposentados continuam a ser prejudicados pelo Governo

em Portugal

por Eugénio Rosa in 'O TORNADO'

Ministério do Trabalho ainda não publicou a Portaria de 2020 com os coeficientes de revalorização das remunerações o determina que os trabalhadores que se reformaram ou aposentaram este ano foi-lhes atribuída pensões inferiores às que…
14, julho 2020

DGS tem plano de contingência desde 2006

em Portugal

por Joaquim Ribeiro in 'O TORNADO'

Há 14 anos que a Direcção-Geral da Saúde (DGS) tem preparado um plano de contingência contra uma pandemia. O documento foi publicado em Janeiro de 2006, mas foi revisto em Março de 2007, sob coordenação…
14, julho 2020

Com mais de 20 mil novos casos, Brasil se aproxima das 2 milhões de infecções pela COVID-19

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© AP Photo / Andre Penner O número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil aumentou em 20.286 nas últimas 24 horas, elevando o total acumulado a mais de 1,8 milhão, informou o Ministério…
14, julho 2020

Não haverá retorno à "velha normalidade" em um futuro próximo, diz chefe da OMS

em Mundo

por XINHUA Português

Genebra, 13 jul (Xinhua) -- O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou nesta segunda-feira que não haverá retorno à "velha normalidade" para um futuro previsível como resultado da pandemia…
14, julho 2020

Encontrado corpo de mulher desaparecida

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por Valdemar Pinheiro 14 julho 2020 Francisca do Nascimento Rosário Fernandes, 66 anos, que estava dada como desaparecida desde sábado, depois de alta hospitalar, foi encontrada sem vida, esta terça-feira, pelos Bombeiros de Alcabideche,…
14, julho 2020

MPPM RECLAMA FIM DAS RELAÇÕES DE PORTUGAL COM O COMPLEXO MILITAR-INDUSTRIAL ISRAELITA

em Portugal

por joaompmachado in 'A Viagem dos Argonautas'

https://mppm-palestina.us19.list-manage.com/track/click?u=26282fd0ab5e6b1acc209b5b1&id=18090b522b&e=4911d374c5   Causa perplexidade a notícia da reunião entre os Ministros da Ciência e Tecnologia de Portugal e de Israel, recentemente divulgada , apontando para um estreitamento das relações entre as agências espaciais dos dois…
14, julho 2020

ONU culpa Donald Trump pela degradação da liberdade de imprensa

em Mundo

por Filipe Sousa

13/07/2020   O Governo liderado pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teve uma influência negativa no estado global da liberdade de imprensa, após anos de ataques a esta, disse hoje o relator da ONU…
14, julho 2020

Médicos Sem Fronteiras é “institucionalmente racista”, acusam atuais e ex-colaboradores

em Mundo

por ZAP in ZAP

(Comentário: Aqui também a 'velha questão' sobre a origem e o papel das ONGs no desenvolvimento...)   nesimo / Flickr Médicos Sem Fronteiras (MSF) Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a…
14, julho 2020

Mais 130 milhões de pessoas podem passar fome em 2020, afirma ONU

em Mundo

por Brasil24/7

(Comentário: Mundo estranho este em que o sofrimento e a morte de milhões de pessoas com fome cai na indiferença geral e o porno-riquismo de meia dúzia de 'famosos' preenche o deslumbrado quotidiano dos media)…
14, julho 2020

Hospital de Cascais dá alta a mulher com Alzheimer sem avisar família. Idosa está desaparecida ...

em Cascais

por Notícias Google

(Comentário: Os gestores privados do Hospital público de Cascais, quadros da multinacional United Health, são imbatíveis no marketing que fazem das suas excelentes atuações. Por vezes a realidade desmente-os...mas a culpa é dos 'protocolos') A…
14, julho 2020

Novos apoios europeus podem chegar às empresas já este ano

em Portugal

por ZAP in ZAP

(Comentário: A notícia parece "neutra" e muito condizente com a opinião que sobre o tema vai sendo construída pelos media. É preciso é que venham 'fundos' da UE para Portugal, isto é para as empresas…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate