• Entrada
  • Artigos
  • Mundo
  • Nosso sombrio futuro: neoliberalismo restaurado ou neofascismo híbrido?

Nosso sombrio futuro: neoliberalismo restaurado ou neofascismo híbrido?

Siga o Brasil 247 no Google NewsAssine a Newsletter 247

Por Pepe Escobar, especial para Strategic Culture

Tradução de Patricia Zimbres, para o 247

Com o espectro de uma Nova Grande Depressão pairando sobre grande parte do planeta, as perspectivas realpolitik de uma mudança radical na estrutura da economia política na qual vivemos não são exatamente animadoras.

As elites dominantes do Ocidente irão empregar uma miríade de táticas visando a perpetuar a passividade das populações que mal começaram a sair de uma prisão domiciliar de fato, incluindo um ímpeto maciçamente disciplinar - no sentido de Foucault - por parte de estados e círculos financeiro-empresariais.

Em seu livro mais recente, La Desaparicion de los Rituales, Byung-Chul Han mostra que a comunicação total, especialmente em um tempo de pandemia, agora coincide com a vigilância total: "A dominação se fantasia de liberdade. O Big Data gera um conhecimento dominador que abre a possibilidade de intervir na psique humana e manipulá-la. Visto sob esse ângulo, o imperativo de transparência de dados não representa a continuidade do Iluminismo, mas sim seu fim". Essa nova versão do Disciplinar e Punir de Foucault coincide com relatos de que a morte da era neoliberal vem sendo grandemente exagerada. O que vem despontando no horizonte não parece ser um mergulho simplista no nacionalismo populista, e sim uma Restauração do Neoliberalismo – maciçamente narrada como uma novidade e incorporando alguns elementos keynesianos: afinal, na era pós-Lockdown, a fim de "salvar" os mercados e a iniciativa privada, o estado deve não apenas intervir mas também facilitar uma transição ecológica possível.

Em suma: talvez estejamos frente a um mero enfoque cosmético, no qual a profunda crise estrutural do capitalismo zumbi - que segue se arrastando com suas "reformas" impopulares e suas dívidas infinitas - continua sendo ignorada.

 

Enquanto isso, o que irá acontecer com os fascismos variados? Eric Hobsbawm nos mostrou em A Era dos Extremos que a chave para a compreensão da direita fascista sempre foram as mobilizações de massa: "Os fascistas eram os revolucionários da contra-revolução".

Talvez estejamos nos dirigindo para algo além de um mero e tosco neofascismo. Podemos chamá-lo de Neofascismo Híbrido. Suas estrelas políticas curvam-se frente aos imperativos do mercado global, ao mesmo tempo em que transferem a competição política para a arena cultural.

É nisso que consiste o verdadeiro "iliberalismo": uma mistura do neoliberalismo - mobilidade irrestrita do capital e total liberdade de ação para os Bancos Centrais - e de autoritarismo político. É aí que encontramos Trump, Modi e Bolsonaro.

 

Do Antropoceno ao Capitaloceno

Para contra-atacar o neoliberalismo zumbi, aqueles que acreditam que um outro mundo é possível sonham com uma renascença social-democrática: distribuição de renda ou, pelo menos, o neoliberalismo com um rosto humano.

É aqui que o ecossocialismo entra em cena: uma ruptura radical com os ditames da Deusa do Mercado, produto de uma rebelião saudável contra o neoliberalismo ultra-autoritário e o iliberalismo.

Em suma, isso poderia ser visto como uma adaptação branda das análises de Thomas Piketty: quebrar a dominação do capital usando a democracia econômica, no espírito da social democracia de meados do século XIX.

É bem interessante, quanto a isso, nos referirmos a Fully Automated Luxury Communism (Comunismo de Luxo de Automação Total), de Aaron Bastani, um estimulante manifesto utópico onde vemos que, assim que a sociedade se livrar de tudo o que é supérfluo e ligado à alienação, ainda será possível que todos encontrem os meios técnicos necessários para ter uma "vida de luxo" sem ter que recorrer ao crescimento infindável imposto pelo Capital. E isso nos leva ao elo direto entre o Antropoceno e o que foi conceituado pelo economista francês Benjamin Coriat como o Capitaloceno.

Capitaloceno significa que o nosso atual estado de degradação planetária não deve ser associado a uma "humanidade" indefinida, e sim a uma "humanidade claramente definida e organizada por um sistema econômico predatório".

O estado do planeta no Antropoceno tem, imperativamente, que ser associado ao sistema econômico hegemônico dos dois últimos séculos: a maneira como desenvolvemos nossos sistema de produção e legitimamos práticas predatórias e indiscriminadas.

Resumindo: para superar esse estado de coisas, a economia terá que ser reorientada e reconstruída por meio de um "big bang nas políticas públicas e econômicas".

No Antropoceno, a humanidade prometeica terá que ser contida para que se possa lidar adequadamente com o estupro da Mãe Terra.

O Capitaloceno, por seu lado, descreve o Capital como a raiz crucial e o condicionante do atual sistema mundial. O resultado da luta contra os efeitos devastadores do Capital irá determinar o futuro possível do ecossocialismo.

E isso traz de volta a importância dos bens comuns - que vão muito além da oposição entre propriedade privada e propriedade pública.

Coriat mostrou que o covid-19 deixou evidente tanto a importância dos bens comuns como a incapacidade do neoliberalismo de lidar com essa questão.

Mas como construir o ecossocialismo? Deveríamos partir do ecossocialismo em um único país (em algum lugar da Escandinávia)? Como coordenar sua implantação em toda a Europa? Como combater de dentro as estruturas ossificadas da União Europeia?

Afinal de contas, tanto o Neoliberalismo Restaurado quanto o Iliberalismo já contam com estados e redes poderosas. Um bom exemplo são a Hungria e a Polônia, que continuam a funcionar como peças na cadeia de fornecimento industrial alemã.

Como evitar que alguém como Bill Gates assuma o controle de um organismo das Nações Unidas, a OMS, forçando-a assim a investir em programas que se encaixem em sua agenda pessoal?

Como mudar as regras de livre mercado da OMS, que permitem a compra de óleo de dendê e soja transgênica, contribuindo assim para o desmatamento de vastas áreas da África, Ásia e América Latina? Esse estado de coisas permite que as nações ricas de fato comprem a destruição de ecossistemas.

Revolução, não reforma

Mesmo que o neoliberalismo estivesse morto, e não está, o mundo ainda estaria carregando seu cadáver - parafraseando Nietzsche a propósito de Deus.

E apesar de a tripla catástrofe - sanitária, social e climática - ser agora inegável, a matriz dominante - estrelando os Senhores do Universo no comando do cassino financeiro - vai continuar se opondo a qualquer impulso de mudança.

As táticas diversionistas que apóiam uma "transição ecológica" não enganam a ninguém.

O capitalismo financeiro é especialista em se adaptar à série de crises provocadas ou desencadeadas por ele, e até mesmo a lucrar com elas.

Para atualizar maio de 1968, o que é necessário é L’Imagination au Pouvoir. Mas é perda de tempo esperar imaginação de meros fantoches como Trump, Merkel, Macron ou BoJo.

A realpolitik, mais uma vez, aponta para uma estrutura turbocapitalista pós- Planeta Lockdown, onde o iliberalismo - com seus elementos fascistas - do 1% e a turbofinanceirização nua e crua são reforçados pela exploração redobrada de uma força de trabalho exausta e agora em grande parte desempregada.

O turbocapitalismo pós-lockdown mais uma vez se reafirma depois de quatro décadas de thatcherização ou, para ser polido - de neoliberalismo barra pesada. As forças progressistas ainda não têm munição para reverter a lógica dos altíssimos lucros canalizados para as classes dominantes - a governança da União Europeia aí incluída - e também para as grandes corporações globais.

O economista e filósofo Frederic Lordon, pesquisador do CNRS francês, vai direto ao ponto: a única solução seria uma insurreição revolucionária. E ele sabe perfeitamente que o combo mercados financeiros-mídia empresarial jamais permitiria que isso acontecesse. O Grande Capital é capaz de cooptar e sabotar qualquer coisa.

Essa, então, é a escolha que nos resta: ou Restauração Neoliberal ou ruptura revolucionária. Sem nada no meio. É preciso alguém do calibre de Marx para construir uma ideologia ecossocialista plenamente desenvolvida para o século XXI, capaz de mobilização sustentada e de longo prazo. Aux armes, citoyens.

Artigos relacionados

Chega de apologias
Chega de apologias Riccardo Marchi convoca a autoridade de ter andado a estudar a extrema-direita nacional durante mais de uma década e m... 23 views Fri, 10 Jul 2020, 17:16:18
Valor da imagem
Valor da imagem A justiça histórica – 1 Há imagens que, no seu simbolismo, são a reparação da iniquidade, a sentença que não foi lavrad... 85 views Mon, 22 Jun 2020, 17:06:54
Petição contra museu sobre Salazar gera debate emotivo no Parlamento
Petição contra museu sobre Salazar gera debate emotivo no Parlamento (Comentário: É lamentável e não tem qualquer 'justificação' que seja um deputado do PS a tentar defender uma inicia... 134 views Thu, 18 Jun 2020, 01:13:09
A quem aproveita o crime?
A quem aproveita o crime? Os apreciadores dos bons livros policiais podem sempre alegar que as escolhas literárias decorrem da sua semelhanç... 89 views Sat, 13 Jun 2020, 21:26:13
Ministério Público acusa 27 homens de crimes raciais e tentativa de ho...
Ministério Público acusa 27 homens de crimes raciais e tentativa de ho...  O Ministério Público (MP) concluiu uma investigação a um grupo de 27 homens, alegadamente ligados aos Hamm... 109 views Sat, 13 Jun 2020, 21:58:36
Efeminices?!
Efeminices?!   ... 372 views Sun, 07 Jun 2020, 22:43:26

Extrema direita, Neoliberalismo

  • Criado em .
  • Visualizações: 98

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 5)
Share Your Location

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
12, julho 2020

Médicos franceses pedem mais respeito ao uso da máscara

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / CHARLES PLATIAU Um grupo de 14 médicos da França pediu neste sábado (11) o estabelecimento de medidas mais duras para o uso de máscaras, em meio a receios de um novo aumento…
11, julho 2020

Diáspora da Guiné-Bissau reúne centenas em Lisboa para denunciar situação no país

em Portugal

por Lucas Rohan

11/07/2020   Cerca de cinco centenas de cidadãos guineenses a viver em Portugal participaram hoje numa manifestação em Lisboa para contestar a atual situação política na Guiné-Bissau e para pedir o respeito pela Constituição e…
11, julho 2020

PRÉ-HISTÓRIA DA COVID-19 NOS ESGOTOS DE BARCELONA

em Mundo

por in 'O Lado Oculto'

2020-07-11 Cientistas da Universidade de Barcelona detectaram genomas do novo coronavírus SARS-CoV-2 nos esgotos da cidade no dia 12 de Março de 2019, isto é, nove meses e meio antes da declaração das autoridades chinesas…
11, julho 2020

Esquerda latino-americana quer participação de Portugal e tenciona convidar António Guterres

em Mundo

por Lucas Rohan

11/07/2020   O Grupo de Puebla, fórum latino-americano que reúne líderes da esquerda de 17 países, pretende incluir Portugal para ganhar projeção ibero-americana e tenciona convidar António Guterres para impulsionar uma agenda progressista numa região…
11, julho 2020

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

em Portugal

por ZAP in ZAP

Miguel A. Lopes / Lusa   As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino.…
11, julho 2020

De que serve a Bondade - Bertolt Brecht

em Mundo

por Voar Fora da Asa

De que serve a Bondade   1   De que serve a bondadeQuando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidosAqueles para quem foram bondosos? De que serve a liberdadeQuando os livres têm que viver…
11, julho 2020

Não, não vai correr bem

em Portugal

por in 'Estátua de Sal'

(Comentário ao artigo: O conhecido azedume do 'comentarismo' de MST parece ter emparelhado com as o feroz 'opinamento' de José Miguel Júdice contra ALGUNS ministros que, tanto um como o outro, afirmam querer ver arredados…
11, julho 2020

Um branqueador do fascismo no ISCTE

em Portugal

por jorge rocha in 'Ventos Semeados'

Passou-me ao lado e ainda bem: pelos vistos a RTP2 deu tempo de antena a um professor do ISCTE, que acaba de publicar um livro sobre o Chega onde defende a tese esdrúxula de não…
11, julho 2020

Diretor da Nova SBE tem exclusividade mas ganha 143 mil euros no Santander

em Portugal

por Administração web

Direção da faculdade de Economia da Universidade Nova implica exclusividade mas Daniel Traça é administrador do Banco Santander, um dos mecenas da escola, tendo auferido 143 mil euros em 2019. Reitor permitiu acumulação, mas anuncia…
11, julho 2020

Diretor da Nova SBE tem exclusividade mas ganha milhares no Santander

em Portugal

por Filipe Sousa

Fernanda Câncio - 10/07/2020   Direção da faculdade de Economia da Universidade Nova implica exclusividade mas Daniel Traça é administrador do Banco Santander, um dos mecenas da escola, tendo auferido 143 mil euros em 2019.…
11, julho 2020

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – LVIII – UMA RECESSÃO COMO NENHUMA OUTRA, de JOHN MAULDIN

em Mundo

por joaompmachado in 'A Viagem dos Argonautas'

      A Recession Like No Other, por John Mauldin Mauldin Economics, 26 de Junho de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A recessão provocada pelo Coronavirus Optando por não gastar…
11, julho 2020

O trabalho de um consultor que ou é ingénuo ou propõe que algo mude para que tudo fique na mesma...

em Portugal

por in 'Alpendre da Lua'

  «É crucial prestar atenção às pequenas e médias empresas (PME), porque representam mais de 95% do tecido empresarial português e empregam mais de 75% das pessoas. A saída da economia do estado de coma,…
11, julho 2020

Por que são tão irrisórias as respostas dos palestinos à proposta de anexação israelense?

em Mundo

por resistir.info

por Adnan Abu Amer  O exército israelense está a preparar-se para anexar a Margem Ocidental (Cisjordania) e para as reacções dos palestinos, embora seja provável que os apelos para que se tomem medidas contra o…
11, julho 2020

Resolução do Conselho Nacional aprovada pelo Plenário de Sindicatos

em Portugal

por CGTP-IN

O Plenário Nacional de Sindicatos da CGTP-IN reunido, hoje, dia 10 de Julho de 2020, no Cinema S.Jorge, em Lisboa, aprovou a Resolução: "LUTAR CONTRA A EXPLORAÇÃO, PELA VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES, POR UM PORTUGAL COM…
11, julho 2020

Pastor Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação do Brasil

em Mundo

por Filipe Sousa

Paulo Saldaña e Ricardo Della Coletta e Gustavo Uribe - 10/07/2020   Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro, ligado ao Mackenzie, para comandar o MEC. Indicação partiu de Jorge de Oliveira, ministro-chefe da Secretaria Geral da…
11, julho 2020

Brasil chega a 70.398 óbitos por Covid-19 com 1.214 mortes em 24h

em Mundo

por Brasil24/7

Nas últimas 24 horas, mais 45.048 pacientes foram diagnosticados com a doença e 1.214 óbitos foram registrados     247 - Dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), aponta que nesta sexta-feira (10)…
11, julho 2020

Bolsonaro anuncia professor e pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© Folhapress / Futura Press Após semanas de indefinição, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (10) o quarto nome a ocupar o cargo de ministro da Educação: o do pastor e professor Milton Ribeiro.…
11, julho 2020

Sem privacidade nem descanso. Em Hong Kong, 400 mil mulheres são obrigadas a viver com o patrão

em Mundo

por MC in ZAP

ArtHouse Studio / Pexels   Em Hong Kong, cerca de 400 mil mulheres que arranjam emprego como governantas são forçadas a viver com os seus empregadores. A maioria não tem descanso nem privacidade – e…
11, julho 2020

“Ultra Simplex.” Procedimentos podem ser decididos por videoconferência

em Portugal

por ZAP in ZAP

António Pedro Santos / Lusa   Um novo programa “ultrasimplificado” vai permitir maior rapidez em procedimentos administrativos obrigatórios da administração central e local.   Esta sexta-feira, o Governo apresentou um programa “ultrasimplificado” para permitir maior…
11, julho 2020

Super juiz do Tribunal de Menores denunciado por dona de casa de prostituição fala em “cabala feminista”

em Portugal

por ZAP in ZAP

Piotr Adamowicz / Canva   A promotora de uma petição que defende a legalização da prostituição, em Portugal, e que é dona de uma casa onde se prestam serviços sexuais, terá revelado ao Ministério Público…
10, julho 2020

Trabalhadores da CP em greve nacional no dia 24 de julho

em Portugal

por Lusa in ZAP

Giacomo Giugiaro / Flickr   Os trabalhadores das bilheteiras e revisores da CP cumprem dia 24 de julho uma greve nacional, exigindo a retirada da proposta de regulamento de carreiras apresentada pela empresa.   Os…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate