• Início
  • Artigos
  • Mundo
  • Um controle médico da ONU para Julian Assange

mundo001Diversos pontos de vista sobre assuntos de caráter global/mundial.

Sena & Sophia: centenários no Brasil para «garantir uma liberdade sempre ameaçada»

Entre 2 e 5 de Setembro, ocorrerá, no Rio de Janeiro, um colóquio internacional que visa comemorar os 100 anos do nascimento dos escritores portugueses Sophia de Mello Breyner e Jorge de Sena.

Jorge de SenaCréditos / Revista Caliban

Prevê-se que sejam realizadas 100 apresentações no congresso que está a ser organizado pelo Real Gabinete Português de Leitura e pela Cátedra Jorge de Sena, da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Toda a obra de ambos os poetas será objecto de análise no colóquio que contará com cerca de 100 especialistas e estudantes de vários países, segundo a professora Gilda Santos, membro da organização da iniciativa, em declarações à agência Lusa.

 

«Abrimos amplamente o leque nas chamadas de trabalhos, portanto, no caso de Sena, será contemplado o ficcionista, o poeta, o dramaturgo, o ensaísta. E no caso da Sophia, tanto a poesia quanto a prosa, inclusive a parte dedicada à literatura juvenil», explicou ainda a professora.

No portal da organização do congresso pode ler-se que «evocar a amizade entre Sena e Sophia é, para nós, professores brasileiros e amantes da poesia, mais que um simples gesto de resgatar dois grandes nomes da literatura portuguesa. É o nosso modo de aprender com eles a revisitar o tempo – que também é nosso – construído a duras penas, para garantir uma liberdade sempre ameaçada».

 

Sobre a presença dos escritores no actual panorama cultural...

Brasil, Cultura

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 7

«A arte da guerra» Sob o “escudo” de mísseis nucleares USA na Europa

JPEG - 31.9 kb

Após a retirada dos EUA do Tratado INF, a Aliança Atlântica torna a instalar os seus lançadores e mísseis nucleares de médio alcance. Transforma a Europa Central e Ocidental, assim como o Pacífico, em campos de batalha.

A instalação de mísseis da NATO em Deveselu, na Roménia, que faz parte do sistema Aegis americano, de “defesa anti-mísseis”, terminou a “actualização” que começou em Abril passado. Comunica a NATO, assegurando que “não conferiu nenhuma capacidade ofensiva ao sistema”, que o mesmo “permanece puramente defensivo, concentrado em ameaças potenciais provenientes do exterior da área euro-atlântica”.

A unidade de Deveselu está dotada (de acordo com a descrição oficial) com 24 mísseis, instalados em lançadores verticais subterrâneos, para a interceptação de mísseis balísticos de curto e médio alcance. Outro local, que ficará operacional em 2020, na base polaca de Redzikowo, também será equipado com este sistema. Lançadores do mesmo tipo estão a bordo de quatro navios da Marinha dos EUA que, localizados na base espanhola de Rota, navegam no Mediterrâneo, no Mar Negro e no Mar Báltico.

A própria instalação dos lançadores mostra que o sistema é dirigido não contra a “ameaça iraniana” (como declaram os EUA e a NATO), mas, principalmente, contra a Rússia. Que o designado “escudo” não é “puramente defensivo”, explica a própria indústria de guerra que o produziu, a Lockheed Martin. Ela documenta que o sistema é “projectado para instalar qualquer tipo de míssil em...

Guerra e Paz, NATO

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 31

Brasil | Os ‘famosos’ que se arrependeram do apoio a Bolsonaro

 
 
Altamiro Borges,  São Paulo | Correio do Brasil | opinião
 
A edição da revista Veja desta semana traz uma curiosa reportagem sobre “as celebridades arrependidas pelo apoio a Bolsonaro”. Assinada pela repórter Mariana Zylberkan, a matéria lista alguns “famosos” da mídia que já desembarcaram do jet-ski tresloucado do “capetão”, entre eles, o “humorista” Danilo Gentili, o “roqueiro” Lobão e o músico Fagner. 
 
“Desiludidos”, eles passaram a fazer críticas ao presidente e viraram alvo da fúria dos bolsominions. Após ajudarem a chocar o ovo da serpente fascista, a exemplo da asquerosa Veja, eles agora temem por suas vidas.
 
“Danilo Gentili costumava inflamar a tropa bolsonarista com suas piadas e pregações marcadas pelo antipetismo e grande afeição às ideias do presidente. Por essa fidelidade, ganhou uma boa recompensa: em 30 de maio, Jair Bolsonaro se tornou o primeiro chefe do Executivo a aceitar ser entrevistado por Gentili em seu programa, The Noite, no SBT.
 
A conversa rolou em clima de camaradagem. Mas o humor bolsonarista mudou depois que Gentili iniciou uma escalada de críticas ao presidente, principalmente em razão da decisão de indicar o filho ao posto de embaixador em Washington… Eduardo reagiu, eles trocaram farpas pelo Twitter e o exército bolsonarista nas redes sociais se inflamou contra o apresentador”.
 
Como registra a revista, em tom de crítica à intolerância...

Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 25

O Brasil está sem dinheiro porque está sem governo

 
 
“O Brasil está sem dinheiro / os ministros estão apavorados / estamos aqui tentando sobreviver”. Dessa vez Jair Bolsonaro não mentiu, mas não é bem como disse. O Brasil está sem dinheiro porque está sem governo. E sem governo não há país que sobreviva como algo que seja ainda considerado país.

Janio de Freitas*
 
Faltam dinheiro e governo porque, com a produção industrial em queda contínua, o comércio em queda, queda até nos serviços e o crescente desemprego, a arrecadação de impostos e outras contribuições não alcança o mínimo necessário. Colapso a que Paulo Guedes, Bolsonaro e os militares retornados assistem com indiferença imobilizadora há quase nove meses. A solução que Guedes pesca em sua perplexidade é o seu apelo por dois ou três anos de paciência.

Em economia não existe o conceito de paciência. Na vida dos países, muito menos. Muito diferente foi o assegurado aos eleitores na campanha, pelo candidato, por Guedes, por consultorias e jornalistas do apoio a Bolsonaro. Durante meses, ouviu-se que já neste primeiro ano de governo o crescimento econômico seria de 3%, se não mais. Desde o primeiro mês de 2019, no entanto, as previsões foram submetidas a sucessivos cortes mensais. Ainda a quatro meses e meio do fim de ano, já estão em 0,8% ou menos, havendo quem admita 0% no final.

Esse resultado às avessas não se explica pelo mau legado de Henrique Meirelles e Temer, que, de fato, nada fizeram pela reativação da economia. Era por haver...

Brasil, Desigualdade

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 24

Salvini, a voz da “nova” ultradireita europeia

 
 
Como o vice-primeiro-ministro italiano explora o medo de parte da população diante dos imigrantes para posar de paladino da ordem e crescer eleitoralmente. Seus trunfos: a crise da velha política, uma comunicação baseada em fake news e as hesitações da esquerda
Matteo Pucciarelli, no Le Monde Diplomatique | em Outras Palavras
 
A Itália tem um novo homem forte. Na opinião de muita gente, até um novo salvador. Em Roma, o verdadeiro chefe do governo não é o presidente do Conselho, Giuseppe Conte, nem o vencedor das últimas eleições gerais, o líder do Movimento Cinco Estrelas (M5S), Luigi Di Maio. O verdadeiro chefe do governo é o ministro do Interior, Matteo Salvini. É como se, de um dia para o outro, um obscuro vereador de Milão, militante de longa data da formação separatista Liga Norte, tivesse se tornado a personalidade mais poderosa do país. Em suas mãos, um partido que parecia uma relíquia transformou-se no principal agente da política italiana e talvez europeia.
 
As raízes dessa incrível transformação chegam muito longe, não no tempo, mas no espaço. Desde 2014, as guerras e a pobreza levaram milhões de habitantes da África e do Oriente Médio a atravessar o Mediterrâneo em busca de trabalho, liberdade e paz em uma Europa rica, antiga, porém cada vez mais desigual. A resposta do Velho Continente resumiu-se ou a fingir que não via, ou a explorar os fantasmas do desespero alheio: em vez de ajudar, identificar um inimigo e lançar um...

Extrema direita, Itália

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 39

Os banqueiros misantropos por detrás do «New Deal» Verde

 
 
Ninguém que conheça como se comporta o capitalismo pode deixar de desconfiar do actual empenho “verde” da oligarquia, directamente ou através da promoção mediática de figuras e organizações de fachada. Uma observação documentada dos bastidores, como a que este texto faz, ajuda a esclarecer alguma coisa.
 
 
Uma vasta mudança radical em direção a uma “economia verde” está agora a ser impulsionada por forças que podem deixar um cidadão educado bastante desconfortável.
 
Evidentemente, os noticiários mostram diariamente o bravo movimento jovem de “eco-guerreiros” liderado pela sueca Greta Thunberg, de 16 anos, ou pelo norte-americano Jamie Margolin, de 17 anos, que se tornou uma força em toda a Europa e os EUA dirigindo movimentos como Extinction Rebellion, This is Zero Hour, Sunrise Movement e a eco-cruzada das Crianças. A jovem face de Alexandria Ocasio-Cortez vende diariamente a ideia de que a única maneira de substituir as forças capitalistas ultrapassadas que há décadas atormentam o mundo é impor um New Deal Verde que dê prioridade à descarbonização como uma meta para a humanidade em vez de continuar a permitir que as irresponsáveis forças dos mercados determinem nosso destino.
 
A presidente da UE, Ursula von der Leyen, atacou até a Iniciativa Cinturão e Estrada da China (que, ironicamente, representa um verdadeiro New Deal do século XXI) dizendo que “alguns estão a comprar influência investindo na...

Ambiente, Capital

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 27
  • Ladrões de Bicicletas (Vicente Ferreira)
  • Mundo

Avisos à navegação

A edição desta semana do The Economist traz avisos à navegação nos mercados financeiros: há "ansiedade" e "inquietação" entre os investidores, à medida que a economia global parece caminhar para uma nova recessão.

"Procurar sentido nos mercados financeiros é como procurar padrões num mar revolto. A informação que emerge é produto de compras e vendas feitas por pessoas, com todas as suas contradições. Os preços refletem um misto de emoções, enviesamentos e cálculos racionais. No entanto, de um modo geral, os mercados dão pistas sobre o estado de espírito dos investidores e sobre o temperamento de um dado período. Habitualmente, o sinal mais atribuído aos mercados é o da complacência. Os perigos são geralmente ignorados até ser demasiado tarde. Contudo, o estado de espírito atualmente dominante, à semelhança de grande parte da última década, não é de complacência, mas antes de ansiedade. E tem aumentado todos os dias."

O artigo lista alguns riscos dos tempos que atravessamos: taxas de juro e custo do crédito historicamente baixos, recuo da produção industrial e das trocas entre países, e, sobretudo, imposição de novas tarifas aduaneiras com a guerra comercial entre os EUA e a China. No entanto, de todos os motivos para a instabilidade dos mercados financeiros, a incerteza é o mais relevante: "Os limites da disputa [entre os EUA e a China] foram alargados, passando das importações de alguns metais industriais para uma categoria mais abrangente de bens de consumo. Outras...

Economia política

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 20
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Macron diz que diálogo com Rússia pode gerar 'novas oportunidades' para Europa

Presidente russo, Vladimir Putin, se reúne com o presidente francês, Emmanuel Macron, em 19 de agosto de 2019.
© Sputnik / Sergei Guneev

O presidente russo, Vladimir Putin, se reuniu com o líder da França, Emmanuel Macron, nesta segunda-feira (19) durante visita oficial a Paris. Durante o encontro eles abordaram temas como a Síria, a segurança na Europa e a relação bilateral. 

Ao falar com repórtes, Putin declarou que a Rússia apóia os esforços das tropas do governo sírio para neutralizar os terroristas na província de Idlib, na Síria.

"Houve várias tentativas para atacar nossa base aérea em Hmeymim diretamente da área de Idlib, então apoiamos os esforços do Exército Sírio para realizar operações locais para eliminar essas ameaças terroristas", disse Putin.

O presidente russo sublinhou que "antes da assinatura dos acordos sobre a desmilitarização de uma parte da área de Idlib em Sochi, 50% do território era controlado pelos terroristas e agora é 90%".

Além disso, ele indicou que as forças terroristas se transferem de Idlib para outras partes do mundo.

O presidente da França, por sua vez, expressou profunda preocupação com a situação em Idlib.

© Sputnik / Sergey Guneev
Presidente francês Emmanuel Macron durante reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, em 19 de agosto de 2019.

"Estamos profundamente preocupados com a situação em Idlib, onde a população civil vive sob bombardeios. Há vítimas entre a população civil e a França está muito preocupada com isso", disse Macron.

O presidente francês sublinhou a necessidade de "respeitar os acordos...

Rússia, França

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 2
  • A.Teixeira in 'Herdeiro de Aécio'
  • Mundo

AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS E OS NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS

Esta notícia de há cinquenta anos confirma-nos a impressão que a ideia de dar um ênfase de negócio imobiliário à cessão de parcelas territoriais a outros países nunca andou muito longe das ideias dos idiotas.
O idiota acima chamava-se Morris Bennett, era inglês, e, como se pode ler, escreveu ao secretário-geral da ONU de então, com a ideia de vender Gibraltar aos espanhóis, com o preço e tudo.
O assunto teve o destaque da página 13 de um vespertino lisboeta em dia de Santo António. Nem tudo deve ser sorumbático num dia desses.
Agora quando o idiota que pretende fazer o mesmo com a Gronelândia foi eleito presidente dos Estados Unidos, a notícia salta necessariamente para a primeira página do noticiário, e para isso basta a importância do promotor da ideia, não o valor da ideia em si.
 

Veja o original em 'Herdeiro de Aécio' na seguinte ligação::

http://herdeirodeaecio.blogspot.com/2019/08/as-relacoes-internacionais-e-os.html

USA

  • Criado em .
  • Visualizações: 27
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Sequestrador chileno é extraditado pelo Brasil 16 anos após prisão

Polícia Federal em operação
Divulgação PF

Nesta segunda-feira (19), foi anunciado que o chileno Maurício Hernandez Norambuena será extraditado do Brasil.

Preso há 16 anos, Norambuena cumpria pena no Brasil desde 2001 devido ao sequestro de Washington Olivetto, famoso publicitário brasileiro.

Norambuena tem duas condenações à prisão perpétua no Chile acusado de ter planejado o assassinato do senador Jaime Guzmán, em 1991, que tinha laços com o ditador Augusto Pinochet. Norambuena também foi condenado por ter sequestrado Cristián Edwards, herdeiro do principal jornal chileno, o El Mercúrio.

O chileno, que em 1990 fugiu de helicóptero de uma prisão no Chile, estava preso na cidade de Avaré, interior dos estado de São Paulo.

Segundo publicado pelo jornal Folha de São Paulo, Norambuena tinha pedido de extradição feito pelo Chile desde que fora preso no Brasil. A extradição fora concedida à época, porém o STF condicionou o retorno de Norambuena ao Chile a um comprometimento de não execução de condenações não previstas no Brasil - caso da prisão perpétua.

O Chile relutava em fazer tais concessões, porém concordou com elas através de seu presidente, Sebastian Piñera. A defesa do chileno entrou com pedido de liminar para impedir a extradição.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/brasil/2019081914405785-sequestrador-chileno-e-extraditado-pelo-brasil-16-anos-apos-prisao/

Brasil, Chile

  • Criado em .
  • Visualizações: 23
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Maduro confirma que mantém contatos com funcionários do governo Trump

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante uma reunião com os ministros no Palácio Miraflores, em Caracas

© REUTERS / Handout

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reconheceu que mantém contatos durante meses com autoridades norte-americanas e disse que elas acontecem com sua autorização.

"Confirmo que durante meses houve contatos de altos funcionários do governo dos Estados Unidos, Donald Trump e do Governo Bolivariano, que eu presido, sob minha expressa autorização direta; vários contatos [por] várias maneiras", disse Maduro em um pronunciamento em cadeia de rádio e televisão.

"Estamos conversando com representantes de diferentes níveis [do governo] da Venezuela. Eu não quero dizer quem, mas estamos falando em um nível muito alto", disse Trump anteriormente.

Na segunda-feira, a agência de noticias Associated Press escreveu que uma fonte do governo dos EUA não identificada disse que um emissário do governo norte-americano teria se encontrado com Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte, para convencê-lo a trair Maduro.

Desde 23 de janeiro, o governo dos EUA não reconhece Nicolás Maduro como o presidente da Venezuela. Em seu lugar, Washington apoia Juan Guaidó, que se autoproclamou como "presidente interino" do país caribenho.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/americas/2019082014413435-maduro-confirma-que-mantem-contatos-com-funcionarios-do-governo-trump/

Venezuela

  • Criado em .
  • Visualizações: 35
  • (João Vasco) in 'Esquerda Republicana'
  • Mundo

Petição contra “tribunais privados” com mais de 4000 assinaturas portuguesas

Mais de 4000 assinaturas portuguesas na petição contra o ISDS


A petição europeia “Direitos para as pessoas, regras para as multinacionais”  - em cuja divulgação me tenho empenhado pessoalmente - já contém mais de 4000 assinaturas portuguesas.

A iniciativa europeia, que foi lançada em Janeiro, conta com quase 600 mil assinaturas em toda a Europa. Ontem ultrapassou as 4000 assinaturas de cidadãos portugueses.

Se é verdade que, em proporção do número total de assinaturas, o número de assinaturas portuguesas não pareça extraordinário, também é verdade que a população portuguesa é, na Europa, aquela que maior desinteresse apresenta por questões de política e cidadania, o que muito prejudica o país.

Por exemplo, muito poucos portugueses têm conhecimento de como o ISDS afecta as suas vidas, nomeadamente por via da relação entre este mecanismo e as chamadas “rendas excessivas” de que a EDP usufrui.

O valor das 4000 assinaturas é simbólico na medida em que é este o número que uma petição nacional tem de atingir para ser discutida em plenário na Assembleia da República. É um valor que muitas petições não conseguem atingir. É um valor que demonstra que existe suficientemente interesse por parte da população para que estas questões mereçam espaço no debate público.

Existe um sistema paralelo de justiça, chamado ISDS, que não é mais que um sistema de justiça privada que representa uma perigosa ameaça para o ambiente, a democracia e os Direitos Humanos. Apesar desta ameaça sobre o planeta e as pessoas, infelizmente poucos estão a par. É necessário...

Direitos sociais

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 25
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

'Temos cidades em Rondônia cobertas pela fumaça das queimadas'

Imagem de queimada na Amazônia, na cidade de Novo Progresso, Pará.
© REUTERS / Nacho Doce

Os incêndios na Amazônia estão aumentando em 2019 e são utilizados por madeireiros para encobrir ações ilegais e fazer pressão contra indígenas e ocupações, afirma Claudinei dos Santos, da coordenação do MST em Rondônia.

"Temos cidades em Rondônia cobertas pela fumaça das queimadas. Não tenho dúvida nenhuma que essas ações estão conectadas com uma política do Estado brasileiro de abrir caminho para o capital nessas áreas de proteção ambiental", diz Santos à Sputnik Brasil. 

Na última sexta-feira, um voo da LATAM vindo de Brasília teve que mudar seu destino porque a fumaça de queimadas impediu seu pouso na capital de Rondônia, Porto Velho. A aeronave pousou em Manaus, Amazonas.

Por conta das queimadas e da falta de chuva, o Acre decretou estado de alerta ambiental nesta segunda-feira (19).

Levantamento do Instituto de Pesquisas Ambiental da Amazônia (IPAM) com base em dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) mostram que o Brasil vive a maior onda de queimadas dos últimos cinco anos. Foram 71.497 focos de incêndio entre os dias 1 de janeiro e 18 de agosto deste ano, número 82% maior do que o registrado no mesmo período de 2018. 

Ainda de acordo com o IPAM, há um "forte indicativo do caráter intencional dos incêndios: limpeza de áreas recém-desmatadas".

A tese da pesquisa é confirmada por Santos. Segundo o membro do MST, os madeireiros usam as chamas para esconder

Ambiente, Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 27

Alucinações circulatórias da moeda e do capital fechando o ciclo

por José Martins [*]

Marx lembrava com satisfação, na Introdução à Crítica da Economia Política, a inspiradíssima frase de lorde Gladstone – o mais poderoso político e primeiro-ministro inglês da imperialista era vitoriana: "…nem mesmo o amor levou tanta gente à loucura como as cogitações sobre a essência da moeda…"

Acontece que, na última semana, mais de cento e cinquenta anos depois da morte do poderoso lorde britânico, sua frase reapareceu com cintilante atualidade nas cogitações dos economistas do sistema sobre estranhos movimentos ocorridos na variação dos "preços do dinheiro" (juros) na maior economia do planeta.

O foco do mercado saiu momentaneamente da política monetária e da popular taxa básica de juros do Federal Reserve Bank (Fed, banco central dos EUA). Ou mesmo das oscilações das principais moedas globais, do preço do ouro, etc.

Nesta semana aconteceram coisas mais preocupantes para a ordem e o progresso capitalista em todo o mundo. De repente, todas as atenções dos homens do mercado deslocaram-se para as curvas de juros (yelds) dos títulos de dívida dos governos nas principais economias do mundo; dos EUA, principalmente.

Da moeda para a quase-moeda. Ora, trata-se aqui justamente de um território da acumulação do capital como um todo (produção e circulação) em que a essência da moeda está mais longe do entendimento dos capitalistas e seus limitados economistas que em todas suas outras formas de aparecimento.

Muito mais distante ainda do...

Economia política

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 42

Forças israelitas detêm 17 palestianianos e ferem 5 na Cisjordânia ocupada

Tropas israelitas prenderam 17 palestinianos em vários pontos da Margem Ocidental ocupada. Pelo menos 5 ficaram feridos, perto de Nablus, quando centenas de colonos forçaram a entrada no Túmulo de José.

Militares israelitas durante uma operação na Margem Ocidental ocupada (foto de arquivo)Créditos / almanar.com.lb

Viaturas militares israelitas invadiram, esta terça-feira, a localidade de Beit Kahel, a noroeste de Hebron, onde os soldados prenderam seis palestinianos, revelou a Sociedade de Prisioneiros Palestinianos (SPP).

A mesma fonte, citada pela agência WAFA, confirmou que mais três palestinianos foram detidos no distrito de Belém e cinco no de Jerusalém: dois no bairro de Silwan, dois na aldeia de Issawiyeh e um outro no bairro de Bab al-Sahira.

No distrito de Jenin, o SPP confirmou a detenção, por parte das forças de ocupação israelitas, de outros três palestinianos: dois deles residentes na cidade de Jenin e outro no campo de refugiados.

As forças israelitas levam a cabo operações frequentes em toda a Margem Ocidental ocupada –incluindo Jerusalém Oriental –, com o pretexto da busca de palestinianos «procurados» por Telavive.

Estas operações, que também têm lugar em áreas sob controlo «total» da Autoridade Palestiniana, são executadas sem que as forças ocupantes exibam qualquer mandado de busca.

De acordo com organismos palestinianos, há actualmente cerca de 5700 presos palestinianos em cárceres israelitas.

Exército fere pelo menos 5 palestinianos em...

Israel

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 21
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Bolsonaro cogita deixar plano de filho embaixador

Deputado Eduardo Bolsonaro durante sessão no Conselho de Ética da Câmara

Possível derrota no Senado faz Bolsonaro cogitar sobre indicação do filho ao cargo de embaixador nos EUA.

Diante da possibilidade de não conseguir apoio suficiente no Senado, o presidente Jair Bolsonaro afirma ser possível a retirada da indicação de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ao cargo de embaixador nos Estados Unidos.

Zelando pela imagem e carreira política de seu filho, Bolsonaro disse a jornalistas que "tudo é possível" e "não deseja submeter seu filho a um fracasso. Acho que ele tem competência", informou o portal G1.

Em julho passado, Jair Bolsonaro tornou pública sua intenção de conceder a seu filho o maior posto da diplomacia brasileira em Washington. O plano do presidente teve as mais diversas reações tanto na base do governo quanto fora.

Embora o presidente Trump tenha gostado da ideia, a indicação de Eduardo Bolsonaro ainda não foi enviada ao Senado, órgão que dá a última palavra sobre o destino dos candidatos a embaixador.

Na fase atual, o governo tenta obter maior apoio à indicação de Eduardo Bolsonaro. O próprio filho do presidente estaria visitando gabinetes de senadores atrás de apoio.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/brasil/2019082014411596-bolsonaro-cogita-deixar-plano-de-filho-embaixador/

Brasil

  • Criado em .
  • Visualizações: 39
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

EUA estariam construindo base militar na fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai

Soldados do Exército dos EUA (arquivo)

O Paraguai teria permitido que os EUA instalassem uma base militar na zona da tríplice fronteira, com Argentina e Brasil.

"Este não é um processo de médio prazo. Há militares lá e as construções já iniciaram", alertou o ex-político e jornalista uruguaio Juan Raúl Ferreira durante entrevista à rádio Sputnik.

Recentemente, Ferreira escreveu um artigo intitulado "Nova intervenção dos EUA na região".

"Houve uma lei paraguaia que, se não fosse trágica, a questão seria até engraçada, pois é uma lei sem precedentes, já que é como uma confissão da parte", afirmou Ferreira.

A norma em questão permitiu a instalação e presença militar dos EUA em seu território, porém em uma zona que também envolve o Brasil e a Argentina: na chamada tríplice fronteira.

"É um lugar especialmente perigoso pela instalação do crime organizado há muitos anos. Mais de uma vez os EUA utilizaram lugares de periculosidade delituosa como pretexto para instalar bases em lugares estrategicamente importantes para eles", ressaltou.

Ele citou uma situação semelhante quando o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, recebeu durante seu primeiro mandato (2000-2005) o mandatário colombiano daquela época.

"Lembro-me da visita do então presidente [Álvaro] Uribe para avisar a todos os presidentes da América Latina que ele aceitaria a instalação de bases norte-americanas na Colômbia com o pretexto de lutar contra o narcotráfico. E algo semelhante ocorreu no...

Imperialismo, América Latina

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 42
  • Jornal Tornado in 'O TORNADO'
  • Mundo

Juíza afirma que Moro cometeu crimes como juiz da Lava Jato

A juíza do trabalho, Raquel Braga, integrante da Associação Brasileira Juízes para a Democracia (ABJD), considera que o atual ministro cometeu crimes de abuso de autoridade, improbidade administrativa, prevaricação e formação de quadrilha.

 

 

As opiniões da juíza Raquel Braga foram divulgadas nesta segunda-feira (19) em vídeo na sua página no Facebook. Raquel explica que esses crimes estão relacionados com a forma como o ex-juiz conduziu e interferiu nas investigações da operação para depois julgar e prejudicar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, impedindo-o de participar das eleições presidenciais do ano passado.

 
O primeiro crime é o abuso de autoridade, quando testemunhas são conduzidas coercitivamente, como no caso do Lula, sem o convite, sem intimação e não se negam a depor”.
Raquel Braga
 
 

O outro crime que deve ser apurado, segundo ela, é o de improbidade administrativa. O funcionário público e o agente político, como é o caso do Moro, não pode do seu ato de ofício auferir vantagens. “Moro, com o processo contra o Lula, eivado de nulidades, o afastou das eleições. E Bolsonaro eleito, escolhe Moro como ministro da Justiça e promete a ele um cargo para o Supremo Tribunal Federal”, afirma.

Outro crime, ainda, é o de prevaricação. “No caso João Santana, Moro retarda a denúncia do Ministério Público, deixando as peças sob o seu controle, sem enviar para o Supremo Tribunal Federal”, diz a...

Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 42
  • Jornal Tornado in 'O TORNADO'
  • Mundo

Após 500 dias da prisão ilegal de Lula, o neofascismo devasta o Brasil

“Agora, o mal está feito. O Brasil está sendo devastado por um governo neofascista na política e neoliberal na economia, encabeçado por um presidente escatológico e intolerante. Flagradas suas parcialidades, o juiz e os procuradores que se uniram em conluio para condenar Lula, destruir a economia e atropelar a Justiça negam o inegável. Desmentem o indesmentível”, diz a ex-presidente Dilma Rousseff, deposta pelo golpe de 2016, sobre a prisão política de Lula

 

 

Um poema do pastor Martin Niemöller, que inspirou Bertold Brecht e Eduardo Alves da Costa, tornou-se símbolo da crítica à indiferença diante do nazismo. Nos momentos históricos em que valores estão em jogo, a indiferença torna-se dramática e leva ao caos. Valeu para a Alemanha dos anos 1930, vale hoje.

“Quando os nazistas levaram os comunistas, eu calei-me,
porque, afinal, eu não era comunista.
Quando eles prenderam os sociais-democratas, eu calei-me,
porque, afinal, eu não era social-democrata.
Quando eles levaram os sindicalistas, eu não protestei,
porque, afinal, eu não era sindicalista.
Quando levaram os judeus, eu não protestei,
porque, afinal, eu não era judeu.
Quando eles me levaram, não havia mais quem protestasse.”

A prisão de Lula completa nesta terça-feira (20) 500 dias de ilegalidade e de ofensa ao Estado democrático de Direito. Representa o desrespeito às garantias constitucionais, ao devido processo legal, à presunção de inocência e aos direitos humanos. É uma...

Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 21
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

China e Coreia do Norte reforçam colaboração militar em meio às tensões com EUA

Bandeiras da China e da Coreia do Norte
© AFP 2019 / Ed Jones

Um comandante chinês afirmou que a China e a Coreia do Norte vão desenvolver a colaboração militar e continuar trabalhando juntas para garantir a segurança na região Ásia-Pacífico em meio às ações dos EUA na região, consideradas como representando ameaça.

Representantes de Pyongyang se encontraram com uma delegação oficial chinesa em Pequim logo após os testes de mísseis da Coreia do Norte. Neste encontro, os representantes coreanos foram liderados Kim Su-gil, diretor do Gabinete Político Geral do Exército Popular da Coreia.

Segundo informações da mídia após o encontro, o general chinês assegurou a Kim Su-gil esperar que as relações entre a China e a Coreia do Norte se reforcem no futuro.

"O Exército de Libertação do Povo Chinês está pronto para trabalhar com a Coreia do Norte para implementar o importante consenso alcançado pelos líderes de nossas nações", disse o general Zhang Youxia, vice-presidente da Comissão Militar Central da China.

Ademais, ele assegurou que Pequim "está pronto a contribuir para a paz e estabilidade da região junto com Pyongyang". Em resposta, o oficial norte-coreano disse que seu país aspira a expandir os laços militares e a trocar experiências com seu vizinho.

Início de maior colaboração?

Em junho deste ano, Xi Jinping foi o primeiro líder chinês a visitar a Coreia do Norte nos últimos 14 anos. As conversações entre ele e Kim Jong-un deram um novo impulso às relações entre os aliados históricos, que se...

China, Coreia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 20
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Ações dos EUA na Síria violam a soberania do país, diz Irã

Um combatente norte-americano, que está lutando ao lado das Forças Democráticas da Síria, segura bandeira do seu país
© REUTERS / Rodi Said

As ações norte-americanas no nordeste da Síria, que visam criar a chamada zona de segurança, minam a integridade territorial e a soberania do país, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Abás Musaví.

"O comportamento dos EUA no nordeste da Síria é um ataque aberto contra a soberania e integridade territorial da Síria e é contrário aos princípios do direito internacional e da Carta da ONU", disse Musavi no Telegrama do Ministério das Relações Exteriores.

Ele também observou que "as últimas declarações e acordos de autoridades norte-americanas na zona de segurança no nordeste da Síria são provocativos e causam preocupação".

Nos últimos anos, a Turquia ameaçou repetidamente lançar uma ofensiva contra as milícias curdas no norte da Síria, que considera estar ligada a terroristas, caso não consiga criar uma zona de segurança com os EUA naquela região.

Autoridades da Turquia e dos EUA fizeram uma reunião em Ancara e concordaram em 7 de agosto em estabelecer um centro de operações conjuntas e coordenar esforços para criar uma zona de segurança no norte da Síria.

O governo da Síria qualifica o acordo turco-americano sobre a zona de segurança de ataque flagrante contra a soberania e a integridade territorial do país árabe e uma séria violação dos princípios do direito internacional e da Carta das Nações Unidas.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

Síria, USA

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 28
  • franciscogtavares in 'A Viagem dos Argonautas'
  • Mundo

Mark Cuban diz que a Libra de Facebook é perigosa. Por Zachary Mack

10 Mar Cuban diz q Libra facebook é perigosa

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota

Mark Cuban diz que a Libra de Facebook é perigosa

 Por Zachary Mack

Publicado por  em 30 de julho de 2019 (ver aqui)

Photo by Leon Bennett/WireImage

 

O empresário bilionário Mark Cuban, em entrevista recente à CNBC, classificou o lançamento do Libra e a sua incursão no mundo das moedas eletrónicas pelo Facebook como um “grande erro”. Esta semana, juntou-se com o editor-chefe da Verge, Nilay Patel, para discutir mais a fundo as suas opiniões sobre a Libra e porque é que considera o novo empreendimento como “perigoso”.

Patel e Cuban também discutem sobre inteligência artificial, neutralidade da rede, desmantelamento da Big Tech, oportunidades de investimento com as quais Cuban está animado neste momento, e mais falaram, no último episódio de The Vergecast.

Nilay Patel: Então vamos começar com Libra porque o senhor esteve na CNBC recentemente e disse textualmente: “É um grande erro, e é perigoso”. Eu realmente concordo consigo, mas vá em frente e explique o porquê dessa sua afirmação.

Mark Cuban: Eu não sou contra a moeda criptográfica de modo nenhum. Eu não sou contra a natureza distribuída da moeda criptográfica. Eu acho que a ideia de que não há controle central é um pouco exagerada porque há tantas forquilhas e há tantas mudanças e questões administrativas que se  sabe que há sempre algum fator externo a forçar o controlo. Mas o problema que tenho com o Facebook é que ele está numa posição única...

Economia política, TIC

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 30
  • José Alberto Pereira in 'O TORNADO'
  • Mundo

João Gilberto | Elegia do silêncio

Internacionalmente, João conquistou primeiro os músicos e depois o público. Com Jobim, levou a bossa nova aos quatro cantos do mundo. Muitas das principais figuras do jazz são admiradores declarados de João. Entre eles estão Miles Davis, Stan Getz, Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Dizzy Gillespie, Tony Bennett, Jon Hendricks, entre muitos outros.

 

 

A influência de João Gilberto no jazz é hoje consensual, percebendo-se a sua influência em artistas como Stacey Kent ou Diana Krall. Esta última teve em João a sua primeira referência musical, afirmando que não se pode ser músico de jazz sem conhecer bossa nova. Fora do jazz, João marcou pessoas como Jacqueline Kennedy, Simone de Beauvoir, Jean-Paul Sartre, Bob Dylan, Eric Clapton, David Byrne, Madonna ou Beck, entre muitos outros. João chegou mesmo a influenciar movimentos musicais, como o indie rock e a dance music.

Na Europa João teve sempre grande sucesso e carinho, sobretudo em Itália, onde fez inúmeros espetáculos ao vivo e para a TV, mas também na França, Espanha, Alemanha e Bélgica. Em Inglaterra, nos anos 1980, nasceu um movimento chamado new bossa, onde pontuavam bandas como Matt Bianco, Style Council ou Everything But the Girl.

Em Portugal o músico atuou apenas uma vez, em 1984, num concerto de má memória onde, após horas a fazer o sound-check, criticou fortemente a acústica do Coliseu dos Recreios de Lisboa e acabou a sua performance bem mais cedo que o previsto, ainda a tempo de...

Brasil, Cultura

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 23
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Irã está pronto a enviar navios de guerra para escoltar petroleiro Grace 1, diz almirante

Petroleiro iraniano Grace 1 no estreito de Gibraltar
© REUTERS / Jon Nazca

Caso necessário, o Irã pode organizar a escolta do petroleiro Grace 1 com navios de guerra, declarou o comandante da Marinha iraniana, almirante Hossein Khanzadi.

"Não planejamos enviar navios a Gibraltar para escoltarem o Grace 1, mas logo que recebermos tal requerimento do governo iraniano, a Marinha estará pronta para enviar sua frota", declarou o almirante, citado pela agência Mehr.

Grace 1 detido em Gibraltar

Em julho, as autoridades de Gibraltar suspeitaram o petroleiro iraniano de violar as sanções da União Europeia (UE) contra a Síria. No âmbito da investigação foram detidos o capitão, o imediato do navio e mais dois membros da tripulação, para além do próprio navio.

Na quinta-feira (15) o embaixador do Irã em Londres declarou que o petroleiro iria deixar Gibraltar. A libertação do navio foi considerada pelo Irã como uma vitória da diplomacia e fracasso da política da Casa Branca.

No sábado, os EUA emitiram uma ordem de apreensão do petroleiro devido a violações de várias leis norte-americanas. Mas a exigência foi recusada pelas autoridades de Gibraltar devido à ausência de fundamentos para a detenção e à diferença dos regimes de sanções dos EUA e da UE contra o Irã. 

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/2019081814402120-ira-esta-pronto-a-enviar-navios-de-guerra-para-escoltar-petroleiro-grace-1-diz-almirante-/

Irão

  • Criado em .
  • Visualizações: 28

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Voltaram as Festas do Mar e vale a pena ir ver alguns dos espetáculos.
    A Câmara autopropagandeia-se com elas, claro.
    Na televisão vemos um dos organizadores do evento dizer que as Festas são muito boas para a "vila" (vila é o que a aritocratoburguesia local gosta de chamar a esta terra por estultas razões que estão devidamente caracterizadas) e que não têm nenhuns custos para os munícipes.

    Duvidamos mas ele argumenta que o dinheiro vem das verbas do jogo (Casino) e dos patrocinadores. Claro...
    Voltaram as Festas do Mar e vale a pena ir ver alguns dos espetáculos.
    A Câmara autopropagandeia-se com elas, claro.
    Na televisão vemos um dos organizadores do evento dizer que as Festas são muito boas para a "vila" (vila é o que a aritocratoburguesia local gosta de chamar a esta terra por estultas razões que estão devidamente caracterizadas) e que não têm nenhuns custos para os munícipes.

    Duvidamos mas ele argumenta que o dinheiro vem das verbas do jogo (Casino) e dos patrocinadores. Claro que as verbas do jogo são verbas dos munícipes (não são um 'dinheiro de bolso' para festejos e mais o que alguns queiram) mas, mesmo assim, duvidamos. Seria bom que oposição camarária tentasse (sabemos que é muito difícil conhecer as contas da Câmara) deslindar quanto é que os cascalenses pagam efetivamente por estas Festas.


    Ao ouvir o dito organizador percebia-se que a conversa era de jotinha de carreira (não obrigatoriamente do Carreiras, entenda-se) e fomos ver.

    Bastou googlar para nos aparecer à cabeça que o Dr. Bernardo Barros é um distinto Administrador Executivo da Empresa Municipal "CASCAIS DINÂMICA" (as empresas municipais, em geral, servem para fazer o que a Câmara deixa de fazer porque é mais fácil meter os boys e girls nestas empresas, pagas pelos munícipes, do que na própria Câmara) com um currículo com muitas derivações do seu enlace camarário (do "Americas Cup World Series - Cascais" à "NOVA SBE – Intensive Management Program " passando pelo "Sailors for the Sea Portugal – Presidente" e pela "Escola Superior de Hotelaria do Estoril (ESHTE) – Membro do Conselho Geral").

    Mas o que conta verdadeiramente é que, depois de uns anitos como escuteiro já em 2006 era " Conselheiro Distrital de Lisboa da JSD" e em 2010 passou a "Conselheiro Nacional da JSD"o que, entretanto, lhe permitiu ingressar como " Secretário Político do Vereador na Câmara Municipal de Cascais" até com "representação do Vereador em atos oficiais, visitas diplomáticas e conferências".

    A partir daí foi só subir. Em 2011 já estava na " Comissão Política Distrital de Lisboa do PSD" e logo (2012) passava para "Adjunto do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Cascais" e, simultaneamente, para "Vice-Presidente da Associação de Turismo de Cascais (Associação de direito privado)", seguindo-se, em 2015, o atual lugar de "Administrador Executivo na Cascais Dinâmica" onde organiza as Festas do Mar.

    Nada nos move contra este distintíssimo quadro da esfera camarária cascalense. Provavelmente é uma excelente pessoa e um funcionário exemplar.

    Apenas se lamenta constatar que o poder político/administrativo é cada vez mais feito destas carreiras partidarizadas e clientelares.

    Certamente que há gente competente nos Partidos do velho "Arco da Governação" (os outros ficam de fora obviamente). Mas só há quadros competentes com o cartão destes Partidos ? Não há muita gente competente que não esteja em Partido nenhum ou que opte por outros dos muitos Partidos existentes ?

    É que isto, aqui por Cascais, tresanda.
    Mais
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web atualizou a sua capa de perfil
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web atualizou a sua imagem de perfil
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha