• Início
  • Artigos
  • Mundo
  • Supremo nega recurso de Lula contra Moro

mundo001Diversos pontos de vista sobre assuntos de caráter global/mundial.

  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Striptease é incentivado no Reino Unido durante falha em site do governo

Stripper
© AP Photo / Charlie Riedel

Departamento do Trabalho e Pensões do Reino Unido (DWP, sigla em inglês) insere dançarina de striptease na lista de profissões recomendadas no país. Governo tirou página do ar e alegou falha.

O órgão britânico retirou de seu site uma ferramenta para aqueles que procuram trabalho. A decisão foi tomada após a página ter colocado dançarina de striptease como possível carreira para quem busca emprego no país.

A ferramenta, chamada de Work You Could Do (trabalho que você poderia fazer, tradução direta do inglês), ajuda quem busca uma ocupação a ingressar no mercado de trabalho, sugerindo possíveis carreiras e descrevendo o que elas implicam, publicou o Telegraph.

No entanto, devido a um erro técnico, a ferramenta listou dançarina de striptease como emprego potencial, junto com assistente de hotel, recepcionista e funcionário de bingo.

O site descreveu a profissão como "o adulto que dança em estabelecimentos de entretenimento", incentivando quem procura trabalho a achar uma vaga.

Consertando o erro

Mais tarde, um funcionário do Departamento disse que a referida profissão era "inapropriada e que reveria a lista". O governo do país também disse que os funcionários do Departamento não colocariam os cidadãos em um trabalho como esse, informou o Independent.com.

Por enquanto, a página continua fora do ar. O erro teria sido cometido quando o Departamento copiou uma lista de profissões elaborada pelo Escritório de Estatísticas Nacionais...

Reino Unido

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 5
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Como ricos ficam mais ricos na crise enquanto Brasil se aproxima da recessão

Operação policial na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Policiais militares fazem operação na favela da Rocinha após guerra entre quadrilhas rivais de traficantes pelo controle da área.
Agência Brasil / Fernando Frazão

O Brasil pode estar prestes a entrar em recessão novamente. O índice utilizado como prévia do PIB pelo Banco Central recuou e a aguardada recuperação econômica parece cada vez mais distante. A Sputnik Brasil ouviu o economista Marcio Pochmann para analisar o assunto.

A divulgação do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) pelo Banco Central no dia 12 de agosto apontou o segundo semestre consecutivo de recuo na economia. O IBC-Br teve recuo de 0,13% no 1º trimestre e aponta recuo de 0,2% no 2º. A queda consecutiva constitui o que economistas chamam de 'recessão técnica', quando a economia recua dois trimestres seguidos.

A situação ainda será confirmada pelo IBGE, que divulgará os números oficiais do PIB no dia 29 de agosto. Apesar disso, nem sempre os IBC-Br é confirmado nos números oficiais do PIB. No primeiro trimestre do ano, por exemplo, o índice acertou ao apontar queda na economia mas errou no tamanho do recuo.

O índice é utilizado pelo Banco Central no cálculo da taxa básica de juros, a SELIC, e tem métodos diferentes do cálculo do PIB. O órgão que determina taxa básica, o COPOM, tem reconhecido "alta ociosidade na produção", mas fala em recuperação gradual.

© AP Photo / Eraldo Peres
Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes

Para Márcio Pochmann, o quadro era esperado. O economista afirma que apenas aqueles que acreditavam no que chamou de "receituário neoliberal", acreditavam que o...

Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 30

O QUE ESTÁ EM JOGO NA CRISE DE HONG-KONG?

manifestantes em hong kong
                                 
O QUE ESTÁ EM JOGO NA CRISE DE HONG-KONG?
Ela pode ter sido fortemente impulsionada pela comunidade de negócios, aliada com os serviços de «inteligência» dos EUA e britânicos. Mas, o facto permanece que os problemas de Hong-Kong são os mesmos que os da China continental, mas sob outra perspectiva. 

Vou tentar explicitar o meu ponto de vista da forma mais simples possível.
A estrutura do poder na China é a dum capitalismo de Estado (designada «socialismo com características chinesas»).  Neste capitalismo de Estado, contam sobretudo as ligações orgânicas ao poder político e à hierarquia militar. Os que estão próximos do poder, beneficiam de uma situação de enorme privilégio que lhes permitiu amassar - durante menos de vinte anos - fortunas. A China é um paraíso para bilionários...  A China reveste-se portanto das roupagens do «socialismo», para levar a cabo um desenvolvimento que efectivamente arranca milhões da pobreza, mas também projecta a desigualdade e a estratificação de classes para níveis do século XIX.  Os marxistas auto-iludem-se ao ver a China como a grande esperança de um socialismo brotar - como que por encanto - do mais vigoroso desenvolvimento capitalista deste século.  
Quando Hong-Kong entra em revolta dá-se uma coligação frágil de interesses entre defensores de uma visão radical da democracia...

China

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 24
  • Jornal Tornado in 'O TORNADO'
  • Mundo

Brasil | Bancos, lucros e juros

Um dos graves problemas que acometem a sociedade brasileira é a nossa impressionante capacidade de acomodação e incorporação dos desastres como se eles fossem algo normal em nosso meio. E aqui eu me refiro a todo o tipo de catástrofe, desde as ambientais até os fenômenos de ordem social e econômica.

 

 

As tragédias criminosas das barragens de Mariana e de Brumadinho não surtiram os efeitos necessários e desejados para alterar a rotina das grandes mineradoras, assim como os incêndios imensos continuam a provocar desmatamento em extensão continental. No campo das tragédias sociais, as marcas de 13 milhões de desempregados há vários anos se somam às rebeliões em unidades prisionais superlotadas com cenas de assassinato em massa, adicionadas de requintes de crueldade como a degola dos adversários.

Antes do Plano Real, a sociedade conviveu durante quase 2 décadas com elevadas taxas de inflação, num processo também de naturalização daquela verdadeira distorção das relações sociais e econômicas. No entanto, talvez a convivência com a crescente financeirização e sua forma tupiniquim de manifestação por essas terras seja um dos aspectos mais graves e mais crônicos dessa passividade. Nossa população sobrevive em um ambiente tóxico de elevadíssimas taxas de juros em seu cotidiano, também como que naturalizando essa chaga da extorsão financeira em estado bruto.

Para os bancos, tudo!

A responsabilidade por tal distorção tem nome e endereço conhecido...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 27

As origens anglo-americanas das revoluções coloridas & da "National Endowment for Democracy"

Manifestante em Hong Kong.
por Matthew Ehret [*]

Até há poucos anos poucas pessoas entendiam o conceito das revoluções coloridas.

Se a liderança da Rússia e da China não tivessem decidido unir-se solidariamente em 2012 , quando começaram a vetar o derrube de Bashar al Assad na Síria, seguindo-se a sua aliança em torno da Iniciativa Estrada da Seda (Belt and Road Initiative) , seria duvidoso que hoje o conceito de revolução colorida fosse tão bem conhecido.

Naquela época, a Rússia e a China perceberam que não tinham escolha senão ir à contra-ofensiva, uma vez que as operações de mudança de regime e as revoluções coloridas orquestradas por organizações como National Endowment for Democracy (NED), filiada à CIA, e a Soros Open Society Foundations eram concebidas para atacá-las. Os esforços a favor de revoluções rosa, laranja, verde ou amarela na Geórgia, Ucrânia, Irão ou Hong Kong – sempre reconhecidos como pontos fracos na periferia – ameaçavam a formação de uma grande aliança de nações soberanas euro-asiáticas que teria o poder de desafiar a elite anglo-americana com base em Londres e na Wall Street.

A expulsão da Rússia em 2015 de 12 importantes canais de revolução colorida incluiu a Open Society Foundation de Soros que, tal como a NED, era poderosas quinta-colunas do inimigo, com o Ministério dos Negócios Estrangeiros a classificá-la como "uma ameaça os fundamentos da ordem constitucional da Rússia e à sua segurança nacional". Isto resultou em apelos fanáticos de George Soros em favor de um...

Imperialismo

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 52
  • Jornal Tornado in 'O TORNADO'
  • Mundo

Bolsonaro abre porteira ao crime ambiental na Amazônia, diz deputada

Por incentivar mineração em terras indígenas e agir para acabar com o Fundo Amazônia, um programa de combate ao desmatamento e de desenvolvimento sustentável, Jair Bolsonaro abriu a porteira da degradação ambiental na região.

 

 

É o que avalia a deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) para quem o presidente não dá a menor importância às questões ambientais.

Segundo ela, Bolsonaro está levando o país uma completa desmoralização, abrindo espaço para os oportunistas e irresponsáveis que defendem a internacionalização da Amazônia brasileira.

 
Bolsonaro nunca se conformou com a multa que o Ibama lhe aplicou pela prática de crime ambiental. Então, tudo o que ele puder fazer para acabar com o órgão, ele vai fazer. Bolsonaro abre a porteira da degradação ambiental na Amazônia, quando incentiva mineração em terras indígenas e dá sinais de que quer extinguir algumas reservas ambientais”.
Perpétua Almeida, discurso no plenário da Câmara nesta terça-feira (20) à noite
 
 
 
Agora, ele também detona o Fundo Amazônia, que sobrevivia com as contribuições da Alemanha e Noruega, sustentando parte das ações do Ibama e dos projetos de uso sustentável da floresta. Perder o apoio dos que mais contribuem significa perder quase 300 milhões de reais em investimentos em projetos ambientais. Significa que populações mais pobres podem ficar desassistidas”.
Perpétua Almeida
 
 

Para a parlamentar, as...

Ambiente, Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 36

Forças israelitas detêm 17 palestinianos e ferem 5 na Cisjordânia ocupada

Tropas israelitas prenderam 17 palestinianos em vários pontos da Margem Ocidental ocupada. Pelo menos 5 ficaram feridos, perto de Nablus, quando centenas de colonos forçaram a entrada no Túmulo de José.

Militares israelitas durante uma operação na Margem Ocidental ocupada (foto de arquivo)Créditos / almanar.com.lb

Viaturas militares israelitas invadiram, esta terça-feira, a localidade de Beit Kahel, a noroeste de Hebron, onde os soldados prenderam seis palestinianos, revelou a Sociedade de Prisioneiros Palestinianos (SPP).

A mesma fonte, citada pela agência WAFA, confirmou que mais três palestinianos foram detidos no distrito de Belém e cinco no de Jerusalém: dois no bairro de Silwan, dois na aldeia de Issawiyeh e um outro no bairro de Bab al-Sahira.

No distrito de Jenin, o SPP confirmou a detenção, por parte das forças de ocupação israelitas, de outros três palestinianos: dois deles residentes na cidade de Jenin e outro no campo de refugiados.

As forças israelitas levam a cabo operações frequentes em toda a Margem Ocidental ocupada –incluindo Jerusalém Oriental –, com o pretexto da busca de palestinianos «procurados» por Telavive.

Estas operações, que também têm lugar em áreas sob controlo «total» da Autoridade Palestiniana, são executadas sem que as forças ocupantes exibam qualquer mandado de busca.

De acordo com organismos palestinianos, há actualmente cerca de 5700 presos palestinianos em cárceres israelitas.

Exército fere pelo menos 5 palestinianos em...

Palestina

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 25
  • Jornal Tornado in 'O TORNADO'
  • Mundo

Conversas entre Merkel e Johnson mostram discordância total

A chanceler federal alemã, Angela Merkel e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que visitou Berlim nesta quarta-feira (21), continuam divergindo sobre o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

 


As divergências estão ligadas à cláusula que estabelece a salvaguarda irlandesa, que forçaria o Reino Unido a continuar a fazer parte da união aduaneira até que futuras relações com a UE após a Brexit fossem definidas.

“A salvaguarda é a expressão de um problema não resolvido. No momento em que o problema for resolvido, não será necessária”, advertiu Merkel em uma coletiva de imprensa com Johnson.

Ela salientou que “trata-se de definir futuras relações entre a UE e o Reino Unido e entre a Irlanda e a Irlanda do Norte. É algo que podemos levar dois anos para resolver, mas também podemos resolver em trinta dias”.

O primeiro-ministro britânico, por sua vez, disse que seu país quer uma saída negociada. Acrescentando que, no entanto, o acordo não pode ser mantido como está e ressaltou que a salvaguarda não é aceitável.

Ele ressaltou que “a salvaguarda tem que desaparecer, se isso for possível, então teremos progresso”.

No entanto, Johnson se declarou otimista de que, no final, uma solução seja alcançada, lembrando que muitas vezes as negociações na Europa parecem estancar e, no final, um acordo é encontrado.

 
Eu tenho seguido muitas negociações europeias na minha vida. Muitas vezes, tudo aponta para uma situação sem saída...

Alemanha, Reino Unido

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 28
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Poluição do ar aumenta risco de depressão, diz pesquisa

Uma mulher de máscara para a proteção contra a poluição do ar anda em uma ponteem Beijing enquanto a capital de China é encoberta pela fumaça pesada na terça-feira, dezembro 20, 2016
© AP Photo / Andy Wong

A poluição do ar está ligada a um risco maior de doenças mentais, disseram pesquisadores nesta terça-feira (20) em estudo baseado em dados de saúde de milhões de pacientes nos Estados Unidos e na Dinamarca.

As pessoas expostas a ar de baixa qualidade em ambos os países tiveram maior probabilidade de serem diagnosticadas com transtorno bipolar ou depressão, segundo o estudo, embora os críticos argumentem que ele tenha falhas e disseram que mais pesquisas são necessárias para tirar conclusões sólidas.

"Há muitos gatilhos conhecidos [para doenças mentais], mas a poluição é uma nova direção", disse o líder do estudo, Andrey Rzhetsky, da Universidade de Chicago, à Thomson Reuters Foundation. "Pesquisas em cães e roedores mostram que a poluição do ar pode entrar no cérebro e causar inflamação que resulta em sintomas semelhantes à depressão. É bem possível que a mesma coisa aconteça em humanos."

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que a poluição atmosférica mata 7 milhões de pessoas por ano — o equivalente a 13 mortes por minuto — mais do que o total combinado de guerra, homicídio, tuberculose, HIV, AIDS e malária.

A poluição pode encurtar a expectativa de vida de crianças nascidas hoje em uma média de 20 meses, de acordo com pesquisa publicada pelo Health Effects Institute no início deste ano.

A preocupação crescente com a questão levou cidades como Paris, Bogotá e Jacarta a implantarem dias sem carros.

Mas, embora o...

Ambiente

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 26

UM MAR DE MORTE! -- Martinho Júnior

 
 
… Enquanto os recursos da Terra são aceleradamente esgotados (para os níveis de consumo actual seria preciso um planeta com 1,75 vezes o tamanho da Terra – https://geomorfusjr.wixsite.com/geomorfusjr/blog-1/o-dia-que-o-ser-humano-passou-do-limite), a irracionalidade humana alcançada pela via dum capitalismo rampante e insaciável, encaminha o mundo para um alienante neofascismo, como se em pleno século XXI se regressasse aos fundamentalismos da época feudal, com um poder militar e de inteligência abissal, jamais antes alcançado pelo homem! (https://cubaporlapaz.wordpress.com/2018/12/12/neofascismo-global-o-fin-del-capitalismo/).
 
 
01- À medida que os recursos da Mãe Terra vão sendo aceleradamente consumidos e esgotados, (http://ceget.blogspot.com/2009/11/la-tierra-no-aguanta-mas.html) desde o início da década de 90 do século XX que o mundo está a assistir à deriva neofascista em ascensão por dentro dos mecanismos e instrumentos de poder da hegemonia unipolar e seus sistemas de vassalagem.
 
Essa tendência tem sido reforçada em função das novas tecnologias, elas mesmo aceleradoras do esgotamento de recursos e ingrediente incontornável para a modelagem do carácter do poder do capital que as impulsiona…
 
A combinação dos esforços tecnológicos, de inteligência e militares obriga a procurar no espaço a implantação de sistemas capazes de controlar, gerir e guiar as novas armas, impondo conceitos...

Guerra e Paz, África

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 38
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

EUA manifestam interesse em reforçar cooperação com Dinamarca no Ártico

Comunidade de Tasiilaq na Groenlândia (imagem de arquivo)

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, e seu homólogo dinamarquês, Jeppe Kofod, discutiram nesta quarta-feira a possibilidade de os dois países, "incluindo a Groenlândia", reforçarem a cooperação na região do Ártico, anunciou a porta-voz da diplomacia dos EUA, Morgan Ortagus.

A conversa entre os dois chanceleres ocorre em meio a atritos criados entre os dois Estados devido a um interesse manifestado pelo presidente americano, Donald Trump, de adquirir a Groenlândia, ilha de grandes dimensões localizada entre o oceano Ártico e o Atlântico, pertencente ao país europeu. Após declarações da primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, de que não estaria disposta nem a discutir uma possível venda desse território, Trump cancelou uma viagem que faria à Dinamarca nas próximas semanas.

​"O secretário Pompeo falou por telefone hoje com o ministro das Relações Exteriores dinamarquês, Jeppe Kofod, sobre o adiamento da viagem do presidente Trump à Dinamarca. O secretário expressou seu agradecimento pela cooperação da Dinamarca como um dos aliados dos Estados Unidos e pelas contribuições da Dinamarca para abordar prioridades compartilhadas de segurança global. O secretário e o ministro Kofod também discutiram o fortalecimento da cooperação com o Reino da Dinamarca — incluindo a Groenlândia — no Ártico", disse Ortagus nesta quarta-feira, através de um comunicado.

Após o...

USA

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 22
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Governo Bolsonaro anuncia pacote de privatização com 9 estatais

Jair Bolsonaro faz discurso no Rio Grande do Sul
© Foto : José Dias/PR

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na noite desta quarta-feira (21) um pacote de privatização que inclui nove empresas estatais.

O anúncio da medida foi feito no Palácio do Planalto após uma reunião do conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e o presidente.

Segundo a pasta, as empresas que serão privatizadas são: ABGF, Emgea, Serpro, Dataprev, Ceagesp, Codesp, Ceitec, Telebrás e Correios.

Mais cedo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, havia anunciado que 17 empresas entrariam na lista de privatizações desta tarde.

Agora a viabilidade do plano depende da análise do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para ser aprovada a privatização de qualquer estatal é necessária a aprovação do Congresso.

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a carteira atual do PPI conta com 18 ativos e está estimada em R$ 1,3 trilhão.

Entre os 18 ativos da carteira, estão a Eletrobras, a Trensurb, a CBTU e a Casa da Moeda.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/economia/2019082114417310-governo-bolsonaro-anuncia-pacote-de-privatizacao-com-9-estatais/

Brasil, Privatização

  • Criado em .
  • Visualizações: 27
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Desmatamento é principal causador de incêndios na Amazônia, diz especialista

Desmatamento da Amazônia (foto de arquivo)
© AP Photo / Andre Penner

A cidade de São Paulo observou um fenômeno estranho na tarde desta segunda-feira (19). Era por volta de 15 horas quando a tarde se transformava em noite e as ruas ficaram completamente escuras.

No início, muitos pensaram que a escuridão fosse causada pelo mau tempo, mas o principal fator para o céu ter ficado escuro foi na verdade a fumaça de incêndios que se espalham pelas florestas do Norte do Brasil, se estendendo pelos Estados do Acre, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, e que foram transportadas pelo vento em direção a região Sudeste.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) admitiu que um corredor de fumaça avançou em direção ao centro-sul do país e chegou a São Paulo.

De acordo com Ane Alencar, diretora de Ciência do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), o fenômeno dos incêndios florestais pode ser tanto natural, causado pelas secas, quanto provocado pela ação do homem.

Um levantamento feito pelo IPAM, com base em dados do INPE, revelaram que o Brasil vive a maior onda de queimadas dos últimos cinco anos. Desde o início do ano até o dia 18 de agosto, foram registrados 71.497 focos de incêndio, número 82% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Ane Alencar atribui o crescimento do número de incêndio ao aumento do desmatamento na região da Amazônia, e não à fenômenos naturais.

"O que nós estamos vivenciando hoje na Amazônia é um período de fogo, uma estação de fogo que...

Ambiente, Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 22
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

'Não vou chancelar a censura', diz secretário de Cultura ao pedir exoneração

O presidente Jair Bolsonaro empossa o ministro da Cidadania, Osmar Terra, durante cerimônia de nomeação dos ministros de Estado, no Palácio do Planalto
Agência Brasil/Valter Campanato

O secretário especial de Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires, afirmou que irá deixar o cargo após o presidente Jair Bolsonaro decidir barrar um edital de financiamento de séries de temas LGBT.

"Eu tenho o maior respeito pelo presidente da República, tenho o maior respeito pelo ministro, mas eu não vou chancelar a censura", disse Pires ao G1. "Eu não concordo com a colocação de filtros em qualquer tipo de atividade cultural. Não concordo como cidadão, e não concordo como agente público, você tem que respeitar a Constituição."

Bolsonaro suspendeu a liberação de verbas da Agência Nacional do Cinema (Ancine) para um edital que havia selecionado séries sobre "diversidade de gênero" e "sexualidade", a serem exibidas nas TVs públicas.

"É um dinheiro jogado fora. Não tem cabimento fazer um filme com esse tema", disse Bolsonaro.

O Ministério da Cidadania afirmou em nota, obtida pelo G1, que Pires "não estava desempenhando as políticas propostas pela pasta".

Confira a íntegra da nota emitida pelo Ministério da Cidadania:

"Ao contrário da versão divulgada pelo ex-secretário especial da Cultura José Henrique Pires o cargo foi pedido pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, na terça-feira (20), à noite, por entender que ele não estava desempenhando as políticas propostas pela pasta. O ministro se diz surpreso com o fato de que o ex secretário, até ser comunicado da sua demissão, não manifestou qualquer...

Brasil, LGBT, Censura

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 25
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Oposição do Paraguai convoca protesto contra presidente por acordo de Itaipu

Mario Abdo Benítez, presidente do Paraguai.
© REUTERS / Jorge Adorno

Os partidos da oposição no Paraguai convocaram um protesto para o próximo sábado contra o presidente Mario Abdo Benítez pelo controverso acordo de venda de energia firmado com o Brasil.

O senador Carlos Filizzola afirmou ao jornal ABC Color que "organizações sociais, estudantes e sindicatos de trabalhadores esperam que a justiça seja feita e que o governo castigue os responsáveis".

A oposição também anunciou a instalação de uma "tenda de resistência patriótica" na Plaza O'Leary, em Assunção, como forma de protesto.

Abdo Benítez enfrentou nas últimas semanas críticas pelo acordo feito de maneira secreta para a venda de energia de Itaipu para o Brasil. Na terça-feira (20), um pedido de impeachment contra o presidente foi arquivado. 

O acordo, assinado em 24 de maio sob sigilo, estipulou novos termos e cláusulas para o Paraguai que, segundo os críticos, implicariam aumentos nas tarifas para este país, entre outros danos.

Depois da divulgação dos termos e da repercussão negativa, o acordo foi cancelado

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/americas/2019082114417058-oposicao-do-paraguai-convoca-protesto-contra-presidente-por-acordo-de-itaipu/

Brasil, Paraguai

  • Criado em .
  • Visualizações: 24

Sob o “escudo” de mísseis nucleares USA na Europa

 
 
Manlio Dinucci*
 
Após a retirada dos EUA do Tratado INF, a Aliança Atlântica torna a instalar os seus lançadores e mísseis nucleares de médio alcance. Transforma a Europa Central e Ocidental, assim como o Pacífico, em campos de batalha.
 
A instalação de mísseis da NATO em Deveselu, na Roménia, que faz parte do sistema Aegis americano, de “defesa anti-mísseis”, terminou a “actualização” que começou em Abril passado. Comunica a NATO, assegurando que “não conferiu nenhuma capacidade ofensiva ao sistema”, que o mesmo “permanece puramente defensivo, concentrado em ameaças potenciais provenientes do exterior da área euro-atlântica”.
 
A unidade de Deveselu está dotada (de acordo com a descrição oficial) com 24 mísseis, instalados em lançadores verticais subterrâneos, para a interceptação de mísseis balísticos de curto e médio alcance. Outro local, que ficará operacional em 2020, na base polaca de Redzikowo, também será equipado com este sistema. Lançadores do mesmo tipo estão a bordo de quatro navios da Marinha dos EUA que, localizados na base espanhola de Rota, navegam no Mediterrâneo, no Mar Negro e no Mar Báltico.
 
 
A própria instalação dos lançadores mostra que o sistema é dirigido não contra a “ameaça iraniana” (como declaram os EUA e a NATO), mas, principalmente, contra a Rússia. Que o designado “escudo” não é “puramente defensivo”, explica a própria indústria de guerra que o produziu, a Lockheed Martin. Ela documenta...

Guerra e Paz, NATO

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 18
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Trump diz que declaração de premiê da Dinamarca sobre Groenlândia é 'nojenta'

A primeira-ministra da Dinamarca Mette Frederiksen
© AP Photo / Rene Schutze/Polfoto

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (21) que a recusa da Dinamarca em vender a Groenlândia é "absurda".

"Achei que a declaração da primeira-ministra foi... nojenta", disse Trump à imprensa na Casa Branca antes de partir para um evento de veteranos em Kentucky. "Foi uma declaração inapropriada."

Em vez de chamar a ideia de "absurda", a primeira-ministra Mette Frederiksen deveria ter simplesmente dito que seu país não estava interessado em vender, disse Trump.

Após a recusa da Dinamarca em vender a Groenlândia, Trump cancelou uma viagem que faria à Dinamarca em setembro. 

O presidente dos EUA confirmou no domingo que havia discutido recentemente a possibilidade de comprar a maior ilha do mundo, embora tenha dito que tal medida não era uma prioridade imediata.

O conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que a Groenlândia é um lugar estratégico e tem muitos minerais valiosos.

Trump afirmou na terça-feira que os Estados Unidos há muito pensam em comprar a Groenlândia, e que ele considerou o plano uma boa ideia.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/americas/2019082114416970-trump-diz-que-declaracao-de-premie-da-dinamarca-sobre-groenlandia-e-nojenta/

USA, Dinamarca

  • Criado em .
  • Visualizações: 31
  • in 'Sputnik Brasil'
  • Mundo

Bolsonaro sugere que ONGs poderiam estar por trás do aumento de queimadas na Amazônia

Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante o discurso no Palácio do Planalto, 1º de agosto de 2019
Eraldo Peres

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que o aumento de queimadas registrado nos últimos dias na Amazônia pode ser resultado de ação criminosa.

Para o presidente, as ações podem ser uma reação à suspensão de repasses do governo para organizações não governamentais (ONGs) e a também de verbas de países para o Fundo Amazônia, projeto de cooperação internacional para preservação da floresta, informou Agência Brasil.

Nas últimas semanas, os principais doadores do fundo, Alemanha e Noruega, anunciaram a suspensão de seus repasses após a divulgação das taxas de desmatamento na região.

"O crime existe e temos que fazer com que esse crime não aumente. Mas nós tiramos dinheiro de ONGs, repasses de fora, dos quais 40% iam para ONGs, não tem mais, acabamos com repasses de órgão públicos para ONGs, de modo que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro", explicou o presidente.

"Então, pode estar havendo ação criminosa desses 'ongueiros' para chamar atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que estamos enfrentando”, disse Bolsonaro ao deixar o Palácio da Alvorada, na manhã desta quarta-feira.

"Não estou afirmando, mas no meu entender, há interesse dessas ONGs que representam interesse de fora do Brasil", acrescentou o político.

O presidente aproveitou para disparar contra as demarcações de terra e contra interferência outros países na Amazônia.

"As demarcações não são para proteger o índio, mas para...

Ambiente, Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 24

O cálculo gelado de Donald Trump

 
 
Ao manifestar interesse em comprar a Groenlândia, o presidente dos EUA tenta, mais uma vez, perturbar a ordem ocidental do pós-guerra. O principal interesse é o domínio americano no Ártico, opina Oliver Sallet.
 
O presidente dos Estados Unidos é um famoso cético quando se trata de alterações climáticas provocadas pelo homem. No entanto, o atual derretimento do gelo na Groenlândia pode estar aquecendo seu coração. Isso porque a maior parte da Groenlândia está no Ártico, uma das poucas regiões subdesenvolvidas do mundo com grande potencial econômico.
 
Quando ele se oferece para comprar a Groenlândia, parece óbvio que o que interessa ao presidente são os recursos naturais do lugar. A mudança climática e o derretimento das massas de gelo levam a crer que estes serão em breve mais fáceis de serem alcançados. Até mesmo Trump, o negador da mudança climática, sabe disso – e não faz questão alguma de esconder que os EUA querem estar na vanguarda da corrida pelo Ártico no futuro.
 
Os países árticos incluem não apenas os EUA, o Canadá, a Noruega e a Dinamarca, mas também o rival geopolítico de Trump, a Rússia. Até mesmo a China, que na verdade não possui territórios árticos, está inequivocamente tentando justificar sua reivindicação na região polar, descrevendo-se como um país "em grande proximidade" do Ártico.
 
 

Está claro que o que está em jogo aqui é mais do que apenas um negócio imobiliário...

USA

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 27

Reino Unido | O que Johnson espera de encontro com Merkel?

 
 
Primeiro-ministro do Reino Unido exige a reabertura de negociações com a UE sobre o Brexit. Por trás da reunião com a chanceler federal alemã pode estar esperança de obter concessões e tentativa de mostrar esforço aos britânicos.
 
Quando, nesta quarta-feira (21/08), o chefe de governo britânico, Boris Johnson, se encontrar com sua homóloga alemã, Angela Merkel, em Berlim, para discutir o impasse do Brexit, dois mundos distintos entrarão em colisão.
 
De um lado, está o comportamento impulsivo, muitas vezes desastrado, do inglês, associado a sua retórica populista e tendência de ser econômico com a verdade. Do outro, a democrata-cristã que é a própria encarnação de uma abordagem metódica, analítica e sem firulas para lidar com situações difíceis.
 
Mesmo nos melhores tempos, seria necessário um grande esforço para imaginar os dois encontrando muito campo comum. Devido à natureza agressiva e turbulenta das discussões sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, contudo, uma reaproximação parece mais distante do que nunca.
 
 

De fato, excetuada alguma mudança de atitude de última hora, a percepção é que é improvável as conversas de Johnson com Merkel e com o presidente francês, Emmanuel Macron – com quem ele tem reunião marcada na terça-feira –, gerarem qualquer tipo de avanço.
 
"A interpretação cínica é que isso se dirige ao público doméstico, [com Johnson] dizendo que tenta uma última vez. A UE dirá 'não'

União Europeia, Reino Unido

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 22

Primeiro-ministro renuncia e coloca fim a governo na Itália

PM italiano, Giuseppe Conte, chamou de irresponsável seu vice, Matteo Salvini (esq.)
Em discurso no Senado, Giuseppe Conte anuncia que vai deixar o cargo e acusa seu vice, Matteo Salvini, por crise na coalizão de governo. Presidente deve decidir sobre convocação de novas eleições.
 
 
O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, anunciou sua renúncia nesta terça-feira (20/08), afirmando, em discurso no Senado, sua intenção de informar no mesmo dia o presidente italiano, Sergio Mattarella de sua decisão. Ele atribuiu a culpa pelo fim do governo populista, que durou 14 meses, ao ministro do Interior e vice-primeiro-ministro, Matteo Salvini.
 
"Estou dando fim aqui a essa experiência de governo", disse Conte, chamando Salvini de "irresponsável" por provocar uma crise do governo.
 
O primeiro-ministro criticou severamente as recentes demandas de Salvini por um eleição antecipada, para que, segundo ele, pudesse ganhar "plenos poderes" e conquistar o posto de primeiro-ministro.
 
 

Conte afirmou que o vice-premiê mostra "grave desprezo pelo Parlamento" e coloca a Itália em risco de uma "vertiginosa espiral de instabilidade política e financeira" nos próximos meses, criando uma crise desnecessária que derruba um governo em funcionamento.
 
Salvini, que esteve sentado ao lado de Conte, sorrindo às vezes enquanto o premiê discursava, começou o debate no Senado dizendo, desafiadoramente: "Eu faria...

Itália

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 28

Fumo dos incêndios na Amazónia espalhou-se pelo continente sul-americano

Apesar de esta época do ano ser de seca na Amazónia e noutras regiões florestais do Brasil, o grande número de fogos registados recentemente tem origem criminosa, na «acção predatória dos fazendeiros».

O Brasil de Fato sublinha que, na maioria dos casos, os fogos têm origem «na acção predatória de fazendeiros», que procuram expandir as áreas de pastagem ou para plantações de soja Créditos / greenpeace.org

Uma notícia publicada esta terça-feira no portal Brasil de Fato dá conta do «ritmo acelerado» nas queimadas na floresta amazónica, de tal forma que o fumo era visível, na passada segunda-feira, na cidade de São Paulo.

As partículas das queimadas «viajaram milhares de quilómetros, primeiro rumo ao oeste do continente, chocando contra a cordilheira dos Andes», e rumando depois para sul, afirma a fonte noticiosa citada, precisando que o fumo que atingiu São Paulo retornou ao Brasil potencializado pelos incêndios florestais na Bolívia e no Paraguai.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil vive a maior onda de queimadas dos últimos cinco anos, tendo sido registados, desde Janeiro, 71 497 focos de incêndio, mais 82% que em igual período do ano passado, quando foram registados 39 194 focos.

Os estados onde as queimadas mais cresceram foram Mato Grosso do Sul (260%), Rondónia (198%), Pará (188%), Acre (176%) e Rio de Janeiro (176%). Recentemente, no período de 17 a 19 Agosto, o Inpe registrou 5253 focos de queimadas em todo o Brasil, além...

Ambiente, Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 26
  • Jornal Tornado in 'O TORNADO'
  • Mundo

A pobreza e as florestas do Brasil

Na média, a queda de rendimentos no Brasil, desde o fim de 2014, é de 2,6%. Os jovens perderam cerca de 15% de sua renda durante a crise. Os dados são do FGV Social, publicados pelo jornal Folha de S. Paulo. Eles mostram também que a crise atingiu de forma mais intensa os estratos pobres, especialmente nas regiões Norte e Nordeste. A renda per capita do trabalho dos 10% mais ricos subiu 2,5% acima da inflação; e a do 1% mais rico, 10,1%. Já o rendimento dos 50% mais pobres despencou 17,1%; e dos 40% “do meio”, caiu 4,2%.

 

Como informa o FGV Social, o total de pessoas que cruzaram a linha da extrema pobreza desde 2014, passando a viver com menos de R$ 232 por mês, cresceu 33%. São 6,3 milhões de brasileiros, o que elevou a 23,3 milhões o total de miseráveis, o equivalente a 11,2% da população. Mesmo assim, há muito menos pessoas na pobreza extrema hoje do que no início dos anos 2000, quando elas eram 28% do total.

São números que esclarecem muitos dos problemas econômicos, sociais e, consequentemente, políticos do Brasil. A economia entrou em colapso quando enfrentou o ciclo de desaceleração puxado pela queda na taxa de investimento, que passou a apresentar patamares negativos a partir do segundo semestre de 2014. Essa desaceleração pode ser atribuída a múltiplas causas. Começa pelas falhas na condução da política econômica e fatores políticos, como as manifestações de 2013 e a incerteza eleitoral de 2014.

Pesou muito também fatores...

Ambiente, Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 24

Últimos posts

Itens com Pin
Atividades Recentes
  • Voltaram as Festas do Mar e vale a pena ir ver alguns dos espetáculos.
    A Câmara autopropagandeia-se com elas, claro.
    Na televisão vemos um dos organizadores do evento dizer que as Festas são muito boas para a "vila" (vila é o que a aritocratoburguesia local gosta de chamar a esta terra por estultas razões que estão devidamente caracterizadas) e que não têm nenhuns custos para os munícipes.

    Duvidamos mas ele argumenta que o dinheiro vem das verbas do jogo (Casino) e dos patrocinadores. Claro...
    Voltaram as Festas do Mar e vale a pena ir ver alguns dos espetáculos.
    A Câmara autopropagandeia-se com elas, claro.
    Na televisão vemos um dos organizadores do evento dizer que as Festas são muito boas para a "vila" (vila é o que a aritocratoburguesia local gosta de chamar a esta terra por estultas razões que estão devidamente caracterizadas) e que não têm nenhuns custos para os munícipes.

    Duvidamos mas ele argumenta que o dinheiro vem das verbas do jogo (Casino) e dos patrocinadores. Claro que as verbas do jogo são verbas dos munícipes (não são um 'dinheiro de bolso' para festejos e mais o que alguns queiram) mas, mesmo assim, duvidamos. Seria bom que oposição camarária tentasse (sabemos que é muito difícil conhecer as contas da Câmara) deslindar quanto é que os cascalenses pagam efetivamente por estas Festas.


    Ao ouvir o dito organizador percebia-se que a conversa era de jotinha de carreira (não obrigatoriamente do Carreiras, entenda-se) e fomos ver.

    Bastou googlar para nos aparecer à cabeça que o Dr. Bernardo Barros é um distinto Administrador Executivo da Empresa Municipal "CASCAIS DINÂMICA" (as empresas municipais, em geral, servem para fazer o que a Câmara deixa de fazer porque é mais fácil meter os boys e girls nestas empresas, pagas pelos munícipes, do que na própria Câmara) com um currículo com muitas derivações do seu enlace camarário (do "Americas Cup World Series - Cascais" à "NOVA SBE – Intensive Management Program " passando pelo "Sailors for the Sea Portugal – Presidente" e pela "Escola Superior de Hotelaria do Estoril (ESHTE) – Membro do Conselho Geral").

    Mas o que conta verdadeiramente é que, depois de uns anitos como escuteiro já em 2006 era " Conselheiro Distrital de Lisboa da JSD" e em 2010 passou a "Conselheiro Nacional da JSD"o que, entretanto, lhe permitiu ingressar como " Secretário Político do Vereador na Câmara Municipal de Cascais" até com "representação do Vereador em atos oficiais, visitas diplomáticas e conferências".

    A partir daí foi só subir. Em 2011 já estava na " Comissão Política Distrital de Lisboa do PSD" e logo (2012) passava para "Adjunto do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Cascais" e, simultaneamente, para "Vice-Presidente da Associação de Turismo de Cascais (Associação de direito privado)", seguindo-se, em 2015, o atual lugar de "Administrador Executivo na Cascais Dinâmica" onde organiza as Festas do Mar.

    Nada nos move contra este distintíssimo quadro da esfera camarária cascalense. Provavelmente é uma excelente pessoa e um funcionário exemplar.

    Apenas se lamenta constatar que o poder político/administrativo é cada vez mais feito destas carreiras partidarizadas e clientelares.

    Certamente que há gente competente nos Partidos do velho "Arco da Governação" (os outros ficam de fora obviamente). Mas só há quadros competentes com o cartão destes Partidos ? Não há muita gente competente que não esteja em Partido nenhum ou que opte por outros dos muitos Partidos existentes ?

    É que isto, aqui por Cascais, tresanda.
    Mais
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web updated his profile
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web atualizou a sua capa de perfil
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
  • Administração web atualizou a sua imagem de perfil
    0
    0
    0
    0
    0
    0
    Publicação sobre moderação
    Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
Aqui ainda não existem atividades
LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.
 

SSL Certificate
SSL Certificate

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha