mundo001Diversos pontos de vista sobre assuntos de caráter global/mundial.

Lula comenta revelação de que Lava Jato trabalhou para os EUA: o objetivo era a Petrobrás

 

247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou sobre a reportagem da agência Pública e do Intercept, publicada nesta quarta-feira, 1, sobre a cooperação ilegal de agentes do FBI com a operação Lava Jato.

Pelo Twitter, Lula destacou que o interesse dos Estados Unidos sempre foi a Petrobras. "Era o Pré-Sal. E as empresas brasileiras que estavam ganhando licitações das empresas dos EUA no Oriente Médio. Um dia essa história vai ser contada em toda sua verdade", afirmou o ex-presidente.

A reportagem revela a proximidade do FBI com a Polícia Federal durante a Lava-Jato. O procurador Deltan Dallagnol e a Polícia Federal preferiram tratar de extradição diretamente com americanos, burlando a legislação brasileira. “Entendemos que não vale o risco de passar pelo executivo", diz Deltan em mensagens vazadas ao Intercept.

 

Brasil, USA

  • Criado em .
  • Visualizações: 36

Contágio social:   guerra de classes microbiológica na China

por Colectivo Chuang [*]

 A fornalha

Wuhan é conhecida na gíria coloquial como um dos "quatro fornos" da China, devido ao seu Verão quente e húmido, opressivo, compartilhado com Chongqing, Nanjing e alternadamente Nanchange ou Changsha, todas elas cidades movimentadas com longas histórias e que margeiam o vale do rio Yangtze.

Das quatro cidades, Wuhan é ainda salpicada por fornos literais:   este complexo urbano maciço funciona como uma espécie de núcleo para indústrias do aço, betão e outras relacionadas com a construção na China. A sua paisagem pontilhada por altos-fornos de arrefecimento lento das restantes fundições estatais de ferro e aço, agora assolada pela super-produção e forçadas a uma nova ronda contenciosa de downsizings , privatizações e reestruturações gerais – o que resultou em várias grandes greves e protestos nos últimos cinco anos. A cidade é basicamente a capital da construção da China, o que significa que desempenhou um papel particularmente importante no período pós-crise económica global, uma vez que estes foram os anos em que o crescimento chinês foi animado pela canalização de fundos de investimento em projectos de infraestruturas e imóveis. Wuhan não só alimentou esta bolha com o seu excesso de oferta de materiais de construção e engenheiros civis como também, com isso, tornou-se por si própria uma cidade próspera no imobiliário. De acordo com os nossos cálculos, em 2018-2019, a área total dedicada à construção em Wuhan era...

Saúde, China

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 109

OIT: desemprego bate recorde e já atinge 41 milhões na América Latina e no Caribe

 

247 - A Organização Internacional do Trabalho (OIT) afirmou, nesta quarta-feira, 1º, que a pandemia do coronavírus colocou América Latina e Caribe "em uma crise econômica e social sem precedentes", deixando "um recorde de 41 milhões de desempregados".

Segundo artigo do Uol, a organização prevê um crescimento entre 4 e 5 pontos do desemprego, que se encontrava em 8,1% no final de 2019.

"Alcançamos um recorde histórico, nunca visto na América Latina e no Caribe, de 41 milhões de pessoas", declarou Vinícius Pinheiro, diretor regional da OIT.

A crise no Brasil

O Brasil acompanha o desenvolvimento do desemprego. Pela primeira vez, o País tem mais desempregados do que empregados. Dados do IBGE mostram que a população ocupada - empregados, empregadores, conta própria, servidores - era de 85,9 milhões no trimestre até maio, queda de 8,3% frente aos três meses anteriores e menos da metade do total da população em idade de trabalhar.

Houve uma perda de 7,8 milhões de vagas. É o pior resultado da série histórica, iniciada em 2012, informa o Valor Econômico.

Quase 2 milhões de empregos foram perdidos no comércio, o que representa redução de 11,1% ante os três meses anteriores.

 

Outras atividades tiveram perdas expressivas, como indústria (-1,23 milhão de postos), construção (-1,08 milhão) e serviços domésticos (-1,17 milhão).

A taxa de desemprego do país cresceu de 11,6% no trimestre até fevereiro para 12,9% no trimestre até maio. O país tinha 12,9...

América Latina, Emprego

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 40

Brasil ultrapassa a marca de 60 mil mortes por COVID-19, informa Ministério da Saúde

A Organização não Governamental (ONG) Rio de Paz faz protesto com o propósito de chamar atenção para o elevado número de mortes provocadas pelo novo coronavírus e para a má gestão no enfrentamento da crise gerada pela COVID-19.
© Folhapress / André Melo Andrade/Immagini

De acordo com o balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira (1º), o Brasil ultrapassou a marca de 60 mil mortes pela COVID-19.

De acordo com a pasta, 1.016 mortes foram registradas nas últimas 24 horas, chegando a um total de 60.610 óbitos por COVID-19 no país.

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, o governo informou que 46.712 casos de coronavírus foram registrados desde ontem. Foi o terceiro maior índice de novos casos em 24 horas durante o período da pandemia.

https://twitter.com/minsaude/status/1278434440021229575?ref_src=twsrc%5Etfwhttps://twitter.com/minsaude/status/1278434440021229575?ref_src=twsrc%5Etfw

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, que monitora os casos de coronavírus no mundo, o Brasil só fica atrás dos EUA em número absoluto de mortos.

Estimativas da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que mais de 500 mil pessoas morreram de COVID-19 em todo o mundo. ​

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/brasil/2020070115781096-brasil-ultrapassa-a-marca-de-60-mil-mortes-por-covid-19-informa-ministerio-da-saude/

Brasil, Covid-19

  • Criado em .
  • Visualizações: 68

FHC diz que não votou em Bolsonaro, mas é contra "derrubar quem foi eleito"

(Comentário:

É pena que este ex-presidente e ex membro da 'radical' Teoria da Dependência não tenha tido identica posição aquando do golpe que depôs a presidenta Dilma Roussef)

 

247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), do PSDB, disse que não votou em Jair Bolsonaro. “Pela primeira vez na vida, anulei o voto”, afirmou em entrevista à CNN. O tucano, porém, novamente se posicionou contra o impeachment, logo depois de falar sobre uma frente: "O objetivo político não deve ser derrubar quem foi eleito. Temos que ter paciência histórica".

Na entrevista, ele disse também que a democracia é “um regime de inclusão” e que “Bolsonaro quer frequentemente excluir, mas não tem uma proposta para construir a nação”.

“Eu sei que há críticas de direita e de esquerda ao meu comportamento. Eu sei que é difícil haver posições de equilíbrio em um mundo polarizado”, destacou. “Mas polarização cansa também, chega um momento que precisa de um pouco mais de juízo”, continuou. “É preciso dar de novo confiança aos brasileiros para o Brasil”. Segundo ele, a solução para isso seria “juntar todo mundo para encontrar o caminho”.

 

“Esse governo está isolado, é insolente”, ressaltou o ex-presidente, que também criticou as diversas saídas dos ministérios, principalmente dos ministros da Saúde “em plena pandemia”. Sobre a saída do terceiro ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, FHC afirmou que isso “compromete muito” a situação do País. Na Educação, “tem que...

Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 82

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

premier.gov.ru

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo.

 

A Comissão Central de Eleições disse que, com 15% dos distritos contados, o pacote de emendas apresentado ao referendo que hoje termina obteve a aprovação de 71% dos eleitores.

Esse pacote de alterações constitucionais permite, entre outras medidas, que Vladimir Putin estenda a sua presença no Kremlin até 2036, se conseguir ganhar as eleições para mais dois mandatos.

A votação está a ser manchada por relatos de pressão sobre os eleitores e por outras irregularidades neste referendo em que as mesas de voto estiveram abertas durante uma semana, para aumentar a comparência dos eleitores evitando as aglomerações nocivas para a propagação do novo coronavírus.

Contudo, os críticos do regime de Putin dizem que esta estratégia de alargamento de prazos de voto é uma ferramenta para manipular os resultados eleitorais e queixam-se de falta de controlo nas mesas de votos.

Putin não deve ter dificuldade em obter a aprovação do seu pacote de emendas constitucionais, após uma campanha massiva de propaganda estatal e perante o fracasso da oposição em montar resistência política coordenada.

Na manhã de hoje, a participação dos eleitores já ultrapassava 55%, segundo as autoridades eleitorais, e...

Rússia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 86

Não, o vírus não é democrático

Urbano de Campos — 30 Junho 2020

 

O aumento significativo de contaminações por covid-19, sobretudo na região de Lisboa, não parece ter muitos segredos: ele está a dar-se nas zonas de concentração de trabalhadores. Muitos deles nunca deixaram de trabalhar, nem mesmo durante o estado de emergência. Construção civil, áreas logísticas dos grandes abastecimentos, fábricas, transportes públicos são os focos e os veículos de transmissão. E as vítimas são, sublinhe-se, trabalhadores, muitos deles de sectores vitais, a quem o teletrabalho não contempla.

Se é verdade que o vírus, por si, não escolhe classes sociais (e daí a piada seca de que o vírus é democrático), também é claro que a organização social em que vivemos coloca os trabalhadores em posição muito mais vulnerável — e aí, sim, tem de se falar de uma diferenciação de classe, nada democrática, no que respeita à difusão da pandemia. Neste sentido, o coronavírus não é um simples agente biológico: é um agente biológico que actua através de um determinado meio social, tirando partido das desigualdades existentes e acentuando-as.

Os betinhos que se juntam à noite na praia de Carcavelos reúnem-se porque querem, porque lhes sobra tempo, porque se julgam de algum modo protegidos do mal e porque se estão nas tintas para os demais. Os funcionários públicos, os professores, os empregados bancários e todos os que continuam a trabalhar a partir de casa podem aborrecer-se por estar entre paredes, mas ficam ao abrigo do pior...

Trabalho, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 37
  • Vitor Dias in "O Tempo das Cerejas"
  • Mundo

Sondagem sem grandes surpresas

EUA: como são vistos
os dois candidatos
aqui

Porque Biden tem o carisma de uma lesma,Trump ganha-lhe em energia e coragem. Mas Biden ganha a Trump em honestidade, em cuidar das necessidades das pessoas comuns e no modelo de papel desempenhado. Tudo visto, uma sondagem que ainda deixa muita coisa em aberto para a eleição de Novembro.
 

Ver original em "O Tempo das Cerejas" (aqui)

USA, Eleições

  • Criado em .
  • Visualizações: 64

Bolsonaro subestimou a COVID-19 e Brasil paga a conta, avalia chefe da Cruz Vermelha

Presidente Jair Bolsonaro carrega uma criança em suas costas em ato a favor do seu governo em Brasília
© AP Photo / Andre Borges

O presidente da Federação Internacional da Cruz Vermelha, Francesco Rocca, declarou que o presidente Jair Bolsonaro subestimou a pandemia do novo coronavírus, e agora a população paga o preço, com mais de 1,4 milhão de casos e quase 60 mil óbitos até o momento.

"[Bolsonaro] subestimou as consequências da COVID, e seu país está vivendo as consequências", disse o italiano em um briefing virtual organizado pela associação de correspondentes da ONU em Genebra, na Suíça.

De acordo com o chefe da Cruz Vermelha, o Brasil não foi o único país a debater se os interesses econômicos superam a saúde e a vida das pessoas, mas a retórica em Brasília "tem sido mais divergente".

"E agora os resultados estão diante dos olhos do mundo inteiro", acrescentou Rocca.

Bolsonaro quebrou regularmente as medidas de distanciamento social em vigor no país, dando apertos de mão e abraços em atos a seu favor, realizando caminhadas para encontrar populares e comer cachorros-quentes, e frequentando clubes de tiro.

O presidente, que famosamente comparou o vírus a uma "gripezinha", criticou as medidas adotadas pelas autoridades estaduais e municipais para combater a COVID-19, argumentando que o fechamento de negócios e as medidas para ficar em casa estão destruindo desnecessariamente a economia.

 

© REUTERS / Leah Millis
Presidente dos EUA, Donald Trump, na sala do gabinete da Casa Branca em Washington, EUA, 15 de junho de...

Brasil, USA, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 40

Biden não vai fazer comícios por causa da pandemia

Jim Lo Scalzo / EPA

 

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, vai seguir “as ordens dos médicos” que impedem a realização de comícios devido à pandemia da covid-19.

 

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, disse esta terça-feira que vai seguir “as ordens dos médicos” que o impedem de organizar comícios eleitorais devido à pandemia da covid-19, ao contrário do rival e atual Presidente, Donald Trump.

“Esta é a campanha mais estranha da história moderna, acho eu”, afirmou Biden, numa conferência de imprensa surpresa em Wilmington, no Estado de Delaware. “Vou seguir as instruções dos médicos, não apenas para mim, mas também para o país. E isso significa que não vou organizar comícios”, acrescentou.

Donald Trump foi duramente criticado por organizar um comício de campanha em Tulsa, no Estado de Oklahoma, que a 20 de junho reuniu milhares de pessoas nesse Estado sulista que estava a passar por um aumento de casos de coronavírus.

Joe Biden esclareceu que não foi testado para o coronavírus porque não apresentava sintomas e não queria “tomar o lugar de outra pessoa”, mas admitiu a realização dessa prova para “breve”.

Donald Trump e a equipa de campanha troçam regularmente com Joe Biden por ficar confinado em casa e a equipa republicana questiona as suas habilidades mentais. Conhecido pelas gaffes e erros em discursos improvisados, Joe Biden afastou esta terça-feira essas acusações.

“Vocês só precisam de olhar para mim e...

USA, Eleições

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 85

“Coronavírus está a crescer”. Primeira-ministra rejeita abrir fronteiras da Nova Zelândia

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, tem recebido pedidos dos seus opositores políticos para reabrir as fronteiras do país, algo que tem rejeitado, classificando a sugestão como “francamente perigosa”.

 

Como noticiou na terça-feira o Independent, com a introdução antecipada de medidas de contenção, a Nova Zelândia conseguiu manter o número de casos de coronavírus muito baixo: há atualmente apenas 22 casos confirmados e uma hospitalização. O resultado foi um retorno à normalidade em grande parte do país.

No entanto, as viagens para fora do país permanecem restritas depois que o controle no país foi ameaçado por dois neozelandeses que retornaram ao país, vindos do Reino Unido, onde visitaram um familiar infetado. Na época, nenhum deles foi testado.

Numa entrevista coletiva, a primeira-ministra indicou: “Vi hoje e durante a semana passada pedidos para as nossas fronteiras serem abertas ao mundo, um mundo em que o vírus está a aumentar, não a abrandar, e que está longe do auge em alguns países, [um mundo] no qual os casos ultrapassam os 10 milhões e as mortes meio milhão, em que os países estão a voltar ao confinamento”.

Referindo-se aos esforços internacionais para reabrir as fronteiras – incluindo a União Europeia (UE) -, Ardern alertou que a Nova Zelândia terá que esperar para seguir o exemplo. Enquanto isso, “desfrutamos do desporto de fim de semana, vamos a restaurantes e bares, os nossos...

Covid-19, Nova Zelândia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 79

EUA pode atingir 100 mil casos diários (e Trump está cada vez “mais e mais irritado” com a China)

Os Estados Unidos podem ver o número de casos diários de Covid-19 aumentar de novo dos 40 mil para 100 mil a menos que haja intervenções para conter a pandemia, alertou esta terça-feira Anthony Fauci, diretor do instituto de doenças infecciosas norte-americano.

 

“Eu não ficaria surpreso se atingíssemos os 100 mil casos por dia se não revertermos a tendência. Estou muito preocupado porque a situação pode piorar”, avisou Fauci, durante uma audiência no Senado norte-americano.

O responsável recusou prever o número de mortes que a onda atual pode causar, mas de acordo com uma estimativa divulgada na semana passada pelo Centro de Prevenção e Controlo de Doenças, o país pode atingir entre 130 mil a 150 mil óbitos até 18 de julho.

Já o Instituto de Métricas e Avaliações em Saúde da Universidade de Washington, cujos modelos para a evolução da pandemia são frequentemente utilizados pela Casa Branca, estima que o país chegue a outubro com cerca de 180 mil mortes.

O número atual é de, pelo menos, 126 mil mortes e mais de 2,59 milhões de casos, sendo que quatro Estados norte-americanos (Califórnia, Texas, Arizona e Florida) representam metade dos novos casos.

Apesar da decisão do Presidente, Donald Trump, de cortar relações com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um alto responsável norte-americano disse esta terça-feira que os Estados Unidos continuam a trabalhar com a mesma.

“Não fui...

USA, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 51

França suspende participação em missão da OTAN devido à conduta da Turquia na Líbia

Navio turco durante exercícios conjuntos da Turquia e da OTAN no mar Negro
© AP Photo / Vadim Ghirda

A França suspendeu temporariamente sua participação nas operações de vigilância da OTAN no Mediterrâneo, confirmou nesta quarta-feira (1º) uma fonte do Ministério das Forças Armadas.

O governo francês solicitou esclarecimentos da OTAN antes de retomar as operações no quadro da missão Sea Guardian, acrescentou a mesma fonte, revela o jornal Ouest-France.

A suspensão foi comunicada pelo embaixador da Turquia em Paris, Ismail Hakki Musa, explicando que se deve às investigações da Aliança sobre o incidente.

A França acusou embarcações da Turquia de comportamento agressivo no mar Mediterrâneo quando houve uma tentativa de revistar um navio de carga com direção à Líbia. Contudo, a Turquia contestou que o navio francês navegava de maneira arriscada.

Após o incidente, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, anunciou que a Aliança investigaria o incidente entre os dois países membros.

Anteriormente, Emmanuel Macron, presidente da França, lamentou que a Turquia está realizando um "jogo perigoso" na Líbia. Além disso, o mandatário salientou que as ações de Ancara contrariam suas obrigações internacionais.

Ver o original em 'Sputnik Brasil' na seguinte ligação::

https://br.sputniknews.com/europa/2020070115780111-franca-suspende-participacao-em-missao-da-otan-devido-a-conduta-da-turquia-na-libia/

França, NATO

  • Criado em .
  • Visualizações: 46

CHINA AVISA ESTADOS UNIDOS SOBRE AS "LINHAS VERMELHAS"

O encontro falhado no Hawai em que Pompeo, apostando na estratégia errada, depois perdeu a cabeça

 

2020-06-30

M.K. Bhadrakumar, The Oriental Review/O Lado Oculto

Se no mundo actual de guerras de informação existe um assunto em que a Carnegie Endowment para a Paz Internacional, a CNN, o NEW York Times e o Washington Post podem estar de acordo com a agência chinesa Xinhua e a publicação oficial chinesa Global Times é o de que Michael Pompeo é o pior secretário de Estado da história dos Estados Unidos. E os danos estão feitos.

Há poucos dias, dois meios de informação oficiais de Pequim, o China Daily e o Diário do Povo, órgão do Partido Comunista, publicaram opiniões idênticas sobre a desonestidade, a falta de escrúpulos e de credibilidade de Pompeo como político e ser humano.

Os artigos foram publicados dez dias depois de o secretário de Estado norte-americano ter tomado a iniciativa de convidar Yang Jiechi, membro da Comissão política do Partido Comunista e principal responsável pela diplomacia da China, para uma delicada missão de tipo “kissingeriana” onde fossem traçadas as linhas vermelhas nas areias do relacionamento entre Pequim e Washington. O encontro realizou-se a 17 de Junho no Hawai.

Pompeo pretendia principalmente forçar Pequim a cumprir todos os aspectos do acordo comercial de Janeiro passado, através do qual a China se compromete com uma compra massiva de produtos agrícolas dos Estados Unidos, principalmente soja. Trata-se de uma...

China, USA

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 124
  • As palavras são armas
  • Mundo

UM CHUTO NO TRASEIRO

image
Isabel Brilhante Pedrosa
Maduro expulsa embaixadora da União Europeia
O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, expulsou esta segunda-feira a embaixadora da União Europeia (UE) no país, a portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa, horas depois de a UE sancionar 11 funcionários de Caracas.

«"Quem são eles para sancionar, para se tentarem impor com a ameaça? Quem são? Basta! É por isso que decidi dar à embaixadora da UE em Caracas 72 horas para deixar o nosso país e exigir respeito da UE", disse Nicolás Maduro durante uma intervenção televisiva.

Maduro começou por explicar que a UE divulgou uma resolução "em que a supremacista UE sanciona aqueles venezuelanos que, formando parte de instituições do Estado, defendem a Constituição".
"Sancionaram a junta da direção da Assembleia Nacional “opositora” porque negou-se a cumprir ordens da embaixada da UE em Caracas. Sancionaram um grupo de generais, um grupo de constituintes (membros da Assembleia Constituinte, composta unicamente por simpatizantes do regime)", disse.
Depois, o chefe de Estado questionou "qual o motivo", para responder: "Já basta do colonialismo europeu contra a Venezuela, da perseguição contra a Venezuela".
"Setenta e duas horas para que a embaixadora da União Europeia abandone o país. Já basta de intervencionismo colonialista, de “supremacismo” e de racismo! Já basta!", enfatizou.
A UE sancionou esta segunda-feira 11 funcionários do Governo do...

Venezuela

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 71

Descolonização mental é prova de vida e de amor pela humanidade!

 
 

A IIIª Guerra Mundial a todo o transe procura fazer subsistir a barbárie colonial!... Instrumentalizar mentalmente essa barbárie é um sustentáculo da afirmação da essência do império da hegemonia unipolar!


Por essa razão os parâmetros de guerra psicológica “soft power”, de “baixa intensidade” e com fluxos “transversais” que têm tudo a ver com os processos capitalistas de estratificação social, são mantidos numa tónica neoliberal constante, sempre sobre a mesa mental dos povos e promovendo a obediente reinterpretação da história segundo os cânones e os padrões do domínio, desde o dia 9 de Maio de 1945, precisamente desde a mesma data em que terminou a IIª Guerra Mundial e se iniciou a instalação do ECHELON!

 


A aristocracia financeira mundial nessa vocação, providenciou reaproveitamentos por que precisava de multiplicar as “correias de transmissão” avassaladas que garantem a contínua expansão capitalista global e por isso agenciou classes sociais (como por exemplo as oligarquias nacional-colonialistas da América) e apropriadas instituições inerentes ao “estado profundo” como o Pentágono, a CIA, a NATO, o ECHELON, o UKUSA, entre outros similares, assim como a panóplia de suas tentaculares conexões na base sociocultural típica das correntes anglo-saxónicas, em função do propositadamente desaparecido império colonial britânico! (

África

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 11

Presidente chinês pede que membros do PCC tenham firmes ideais e convicções

Opinião: Pensamento de Xi é julgamento racional das condições ...

Beijing, 30 jun (Xinhua) -- Xi Jinping, secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC), encorajou os membros do PCC a construírem firmes ideais e convicções e se esforçarem para cumprir a aspiração e a missão originais do Partido.

Xi, também presidente chinês e presidente da Comissão Militar Central, fez as observações em resposta a uma carta de 30 membros do Partido que são voluntários em um museu do Manifesto Comunista da Universidade Fudan, com sede em Shanghai.

O museu foi adaptado da antiga residência de Chen Wangdao, tradutor da primeira edição chinesa completa do Manifesto Comunista e primeiro presidente da Universidade Fudan após a fundação da Nova China.

Em sua resposta, Xi disse que a tradução de Chen há um século tem desempenhado um papel importante na orientação de um grande número de chineses aspirantes a estabelecer o grande ideal do comunismo e se dedicar à causa da libertação e do rejuvenescimento nacionais.

Xi falou da grande importância dos esforços ativos dos voluntários para compartilhar a história de Chen de buscar a verdade e difundir a teoria marxista, exortando-os a continuar o trabalho e a fazê-lo ainda melhor.

"Somente com uma crença firme é possível ir longe", disse Xi, acrescentando que é ainda mais necessário que os membros do PCC defendam sem hesitar os ideais e convicções e se esforcem incessantemente.

O presidente chinês pediu que todos os membros do PCC, especialmente os jovens, estudem conscientemente a...

China

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 11
  • franciscogtavares in 'A Viagem dos Argonautas'
  • Mundo

RUMINAÇÕES SENTADO SOBRE O VULCÃO (A MINHA VERSÃO). Por Gonzalo Raffo de Lavalle

Espuma dos dias Ruminações Vulcão

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota

Publicado por em 18/06/2020 (ver aqui)

 

A bolha económica global rebentou em 2008.

As cadeias de pagamento globais foram quebradas.

Todos os bancos universais foram à falência.

Sim, todos eles.

JP, BOFA, IITC, GOLDMAN, SG, Santander, Deutsche, e al.

Também muitas indústrias, tais como fabricantes de automóveis, como a General Motors, entre outras.

Fannie Mae e Freddy Mac. Todo o sector da construção está disfuncional, falido.

E enormes seguradoras, como a AIG, entre muitas outras mais   “mortas” nesta cadeia .

O sistema ficou disfuncional.

Mas não foram feitos quaisquer ajustamentos.

Preferiu-se manter a festa em andamento.

E a orquestra continuou e continuou a tocar.

Hoje chamam-lhes “zombies”.

Porque  são os mortos vivos da economia e da finança .

Muitas empresas e bancos, e mesmo economias, como a economia global, por exemplo, permaneceram nesse estado, enquanto o Fed e todos os bancos centrais do mundo com ele, a partir desse momento iniciaram o trabalho de “ressuscitar” os “mortos”. E mantê-los “ressuscitados”.

Pelo menos, aparentemente.

Para evitar o pânico a todo o custo.

E assim, manter o aspeto de normalidade. Que tudo continuava a andar normalmente, como sempre, enquanto os Estados emitiam e emitiam papel-moeda suficiente sem garantias, para manter a liquidez do sistema e dos mecanismos económicos e de emprego a funcionar, contraindo empréstimos para além de todas as...

Economia política

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 49

Sanções dos EUA são 'ataque à soberania da UE', afirma ex-chanceler alemão

Gasoduto russo
© Sputnik / Sergei Guneev

O ex-chanceler da Alemanha Gerhard Schroder acredita que as sanções dos EUA contra o gasoduto Nord Stream 2 representam o fim deliberado da aliança transatlântica.

O Comitê de Economia e Energia do Parlamento alemão deverá efetuar audiências para debater as novas sanções dos EUA contra o gasoduto Nord Stream 2 e a soberania energética da Alemanha e da Europa em geral.

Schroder, que é também presidente do Comitê de Acionistas da Nord Stream AG, salientou ao jornal Handelsblatt que as sanções contra um aliado da OTAN durante a recessão econômica "não representam mais que o fim deliberado da associação transatlântica", "um ataque à economia europeia, um atentado inaceitável contra a soberania da UE e a segurança energética da Europa Ocidental".

Segundo o ex-chanceler, as consequências financeiras das sanções seriam extremamente graves.

"Ficariam em risco 12 bilhões de euros em infraestruturas europeias, enquanto os consumidores na Europa enfrentariam custos adicionais de 4 bilhões de euros", afirma. Além disso, "mais de 120 empresas nos setores da construção naval, engenharia, proteção do meio ambiente e segurança, que trabalham ou trabalharam com o Nord Stream 2" também seriam ameaçadas, acrescenta Schroder.

A construção do gasoduto, impulsionada por uma aliança entre empresas da Rússia, Alemanha, Áustria, França e Países Baixos, foi suspensa em dezembro de 2019 depois que Washington ameaçou com sanções a empresa suíça Allseas...

União Europeia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 45
  • Thierry Meyssan in Rede Voltaire
  • Mundo

Como os Dois Grandes podem estabelecer a paz no Médio-Oriente Alargado, Thierry Meyssan

JPEG - 33.9 kb


Este artigo dá sequência a : « Como Washington pensa triunfar », por Thierry Meyssan, Rede Voltaire, 23 de Junho 2020.

Em Helsínquia (Finlândia), em 16 de Julho de 2018, os Presidentes Trump e Putin iniciaram negociações directas sobre a co-governança mundial. A imprensa ocidental desenvolveu imediatamente uma polémica sobre a implicação russa nas eleições norte-americanas de maneira a mascarar os avanços desta cimeira.

Durante todo o ano de 2011 e o primeiro semestre de 2012, os Estados Unidos e a Rússia discutiram em segredo os seus projectos para o Médio-Oriente Alargado. O Pentágono prosseguia a estratégia Rumsfeld/Cebrowski, quer dizer o plano de destruição de todas as estruturas estatais ( no Afeganistão, Iraque, Líbia, Síria…), mas o Presidente Barack Obama procurava um modo de se retirar militarmente da região de maneira a poder transferir as suas tropas para a zona do Oceano Pacífico, em torno da China («Pivot to Asia»). A Rússia, essa, esperava reencontrar a sua influência na região apoiando-se na população russófona de Israel e sobre a Síria.

Não conhecemos o conteúdo dessas discussões que foram difíceis. Uma polémica opôs as duas potências durante todo o mês de Junho, cada uma acusando a outra de estar do «lado errado da História» [1]. Seja como for, Washington e Moscovo convocaram juntos uma Conferência internacional, em Genebra, a propósito da Síria, mas sem qualquer Sírio, em 30 de Junho de 2012. Ambos, conscientes de que a guerra na Síria nada...

Médio Oriente

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 55

Hong Kong | Ativistas abandonam partido associado à causa independentista

 
 

Hong Kong, China, 30 jun 2020 (Lusa) - Vários ativistas proeminentes de Hong Kong anunciaram hoje que abandonaram o partido Demosisto, associado à causa independentista do território, minutos depois de ter sido noticiado que Pequim ratificara a controversa lei de segurança nacional.


Demosisto é uma organização política fundada em 2016 por Wong, Chow e Law, líderes estudantis que desempenharam um papel fundamental na chamada "Revolução dos Guarda-Chuvas", os protestos pró-democracia que Hong Kong viveu durante quase 80 dias em 2014.

"Um destino fatídico é nos apresentado, dificuldades pessoais são imprevisíveis e temos de as enfrentar com coragem. Anuncio a minha renúncia como secretário-geral do Demosisto e a minha partida do Demosisto. Realizarei o meu protesto a título pessoal", garantiu nas redes sociais o ativista Joshua Wong, falando mesmo no início de um "reinado de terror".

Mensagens semelhantes a anunciar a saída foram publicadas também por Nathan Law e Agnes Chow, membros fundadores da mesma organização política.

 

Wong também defendeu que "nem a lei de segurança nacional nem qualquer outra lei do mal vai congelar a vontade de Hong Kong" e considerou que os enormes protestos pró-democracia lançados há um ano contra o projeto de lei da extradição "despertou inúmeras pessoas".

Por sua parte, Law indicou que "as personalidades políticas estarão em maior perigo e é difícil prever sua segurança", embora tenha afirmado que...

China

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 41

Irã acusa EUA de violarem direito internacional ao reimporem sanções

Ministério das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif
© AP Photo / Petr David Josek

Não obstante acordo internacional assinado por todos os países do Conselho de Segurança, EUA estão dispostos a reimpor sanções ao Irã.

"A retirada unilateral e ilegal dos EUA do Plano de Ação Conjunto Global [JCPOA, na sigla em inglês] e a reimposição das sanções implicam uma responsabilidade dos EUA relativamente à Resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU, à Carta da ONU e [...] ao direito internacional", afirmou o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif.

Ele ainda adicionou que o calendário de levantamento do embargo de armas contra o Irã, estabelecido na Resolução 2231, é "parte inalienável de um delicado compromisso que permitiu aos membros do JCPOA finalmente acordar um pacote comum do JCPOA e a Resolução 2231", recordando que a resolução exige sua "implementação completa segundo o calendário".

Neste contexto, o chefe da diplomacia iraniana enfatizou que "qualquer tentativa de alterar o calendário acordado equivale a esforços para minar a Resolução 2231 em geral" e chamou o Conselho de Segurança para evitar que o acordo seja violado.

© Sputnik / Vladimir Astapkovich
Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif

Na semana passada, os EUA apresentaram no Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução para prolongar o embargo de armas contra o Irã. Além disso, Washington tenta fazer de tudo para impedir que Teerã compre armas da Rússia e da China.

Em julho de...

Irão

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 30

Rei da Bélgica pede perdão ao Congo pelo genocídio durante período colonial

 

Revista Fórum - Nesta terça-feira (30), o rei Filipe Leopoldo, da Bélgica, difundiu uma carta pública ao presidente da República Democrática do Congo, Félix Antoine Tshisekedi Tshilombo, na qual pede perdão oficialmente pela violência cometida pelo seu país durante o período colonial do país africano.

“Na época do Estado Livre do Congo, foram cometidos atos de violência e crueldade, que ainda pesam em nossa memória coletiva. O período colonial que se seguiu também causou sofrimento e humilhação”, afirmou o rei.

Durante o final do reinado de Leopoldo II (tataravô de Filipe Leopoldo), entre os anos de 1885 e 1908, o território do Congo era oficialmente uma colônia da Bélgica, embora, na prática, fosse administrada como uma propriedade pessoal do monarca.

 

Continuel lendo na Fórum.

Bélgica

  • Criado em .
  • Visualizações: 21

Brasil registra 1.280 mortes por coronavírus em 24 horas e chega perto de 60 mil

 

247 - O Brasil registrou 1.280 novas mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde. O País contabiliza 59.594 óbitos pela Covid-19 desde o início da pandemia.

Além disso, o Brasil ainda registrou mais 33.846 novos casos da doença, chegando ao total de 1.402.041 infectados, dentre os quais 790 mil já se recuperaram. Com a subnotificação pela falta de testes no País, esses números, na realidade, podem ser ainda maiores. Os dados são os oficiais, divulgados pelo Ministério da Saúde do governo federal.

Países, Estados e municípios que relaxam cedo demais as medidas de restrição impostas para conter o novo coronavírus podem ser inundados com novos casos de Covid-19, alertou a diretora regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas, Carissa Etienne, nesta terça-feira, em uma entrevista coletiva por videoconferência.

A ocupação dos leitos destinados para pacientes adultos infectados pelo vírus na rede pública do Distrito Federal chegou a 100% na madrugada desta terça-feira (30). Segundo relatório elaborado pelo sistema de regulação de vagas em UTIs da Secretaria de Saúde, ao menos 15 pacientes aguardavam por uma vaga.

Já no Rio de Janeiro, enquanto o estado passa da marca das 10 mil mortes por coronavírus, o governador Wilson Witzel corta vagas de profissionais da área da saúde.

Confira os números:

 

Ver o original em 'Brasil24/7' na seguinte ligação:

Brasil, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 58

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
06, julho 2020

Projecto «Faz Ruído pela Igualdade»

em Portugal

por AbrilAbril

A Associação Projecto Ruído apresentou a campanha «Faz Ruído pela Igualdade», que se apresenta como «intrinsecamente ligado à vida e aspirações dos jovens». Créditos / MDM Esta associação juvenil foi criada por um grupo de…
06, julho 2020

Portugal | Jerónimo acusa Marcelo de "contribuir" para "novo bloco central"

em Portugal

por Página Global

    O secretário-geral do PCP acusou hoje o Presidente da República de estar a "contribuir" para colocar em marcha uma nova vida para um "novo bloco central de interesses políticos e económicos", e para…
06, julho 2020

Quando a capa de um jornal não bate certo com o seu editorial

em Portugal

por Ladrões de Bicicletas (Nuno Serra)

1. A 27 de junho, com a divulgação da ordenação de escolas, Manuel Carvalho defendeu, em editorial no Público, que «os rankings não servem para criar hierarquias de escolas no sistema» mas sim, «pelo contrário,…
06, julho 2020

Lisboa e Vale do Tejo com 77% das novas infeções nas últimas 24 horas

em Portugal

por Página Global

  A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 77% das novas infeções por covid-19 nas últimas 24 horas, com 254 dos 328 novos casos hoje contabilizados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).    …
06, julho 2020

Cantem-lhes os nomes

em Mundo

por span itemprop="author creator" itemprop="name" data-byline-name="Inês Pedrosa e Melo"Inês Pedrosa e Melo

A «greatness of America» – aquela que o Trump quer trazer de volta – está baseada em tudo aquilo que torna impossível de nela viver. Os EUA são um país construído em cima de uma…
06, julho 2020

Sentado em um café ao lado da igreja de Madonna di Loretto

em Portugal

por Beatriz Aquino in 'O TORNADO'

Os sinos de uma velha catedral ressoaram atrasados e aflitos. Decerto temerosos da bronca episcopal que ouviriam por desrespeitar a liturgia das horas. 5 Julho, 2020 Beatriz Aquino   Sentado em um café ao lado…
06, julho 2020

Portugal | Efacec nacionalizada «provisoriamente»

em Portugal

por Página Global

    Os recursos públicos são chamados a resolver os problemas da Efacec em nome da importância da empresa para o País. Mas logo o mais importante volta a ser privatizar o seu potencial lucrativo.  …
06, julho 2020

A Reforma Constitucional russa

em Mundo

por Página Global

      Bruno Veillard - Colaborador Voluntário | CEIRI em Jul 03 A Federação Russa declarou independência da União das Repúblicas Socialistas Soviética (URSS) em 12 de junho de 1990, todavia, sua conclusão ocorreu…
06, julho 2020

Vietname doou a Cuba 5000 toneladas de arroz

em Mundo

por AbrilAbril

A doação, oficializada a 17 de Abril último numa cerimónia em Hanói, foi concretizada esta semana em Haiphong, cidade portuária também no Norte do país asiático. A doação que agora se concretizou foi oficializada em…
06, julho 2020

Piquenique da Interjovem: «Já conhecemos bem a precariedade»

em Portugal

por AbrilAbril

«A luta é o caminho» para «fazer valer» a exigência de emprego estável, erradicação da precariedade, fim dos baixos salários e da reversão dos despedimentos que foram levados a cabo a pretexto da Covid-19. CréditosPaulo…
06, julho 2020

Os estéreis tacticismos de quem olha para o curto prazo

em Portugal

por jorge rocha in 'Ventos Semeados'

Não me surpreende a notícia em como o governo gastou menos com a crise do covid do que estimara inicialmente: em vez de um impacto de 2,5% no PIB ele fica-se pelos 1,7%. Na realidade…
06, julho 2020

Asfaltamento na Fonte da Telha leva ministro do Ambiente ao Parlamento

em Portugal

por AbrilAbril

O PCP, perante a estupefacção das imagens de asfaltamento de caminhos na Fonte da Telha, em plena zona dunar, requereu audição do ministro do Ambiente e da Acção Climática. Créditos / Almadense A Fonte da…
06, julho 2020

Gato & Rato

em Portugal

por in 'Estátua de Sal'

(Angela Silva, in Expresso, 04/07/2020) Esta é a saga de um professor e de um aluno que, após 40 anos de encontros e desencontros, coincidiram no topo do Estado. Adoram jogar, competem entre si, mas…
06, julho 2020

Forças Armadas livres de racismo e xenofobia

em Mundo

por AbrilAbril

Os militares são embaixadores e defensores dos direitos e liberdades fundamentais, tanto no país como no estrangeiro, no quadro do desempenho dos seus deveres. CréditosManuel Araújo / Agência Lusa Numa declaração emitida pela Organização Europeia…
06, julho 2020

Trump alimenta e agrava tensões nacionais na comemoração do 4 de julho

em Mundo

por Página Global

    "Multidão enfurecida" que quer "roubar a nossa cultura" é como Donald Trump referiu os manifestantes que derrubaram estátuas na sequência do assassínio de George Floyd. O discurso de Mount Rushmore, onde estão esculpidos…
06, julho 2020

Portugal | Seis cadeias de supermercados acusadas de concertação de preços

em Portugal

por Página Global

    Pingo Doce, Modelo Continente, Auchan e Lidl estão entre as seis cadeias de distribuição alimentar acusadas. Autoridade de Concorrência (AdC) acusou seis cadeias de supermercados e dois fornecedores de bebidas - alcoólicas e não…
06, julho 2020

Portugal | Não nos TAPem os olhos

em Portugal

por Página Global

    Anselmo Crespo | TSF | opinião     A minha primeira grande viagem de trabalho foi ao Brasil, pela TAP e por causa da TAP. A companhia aérea - à época gerida por…
06, julho 2020

Portugal | Somos tão bons, não fomos?

em Portugal

por Página Global

    Pedro Ivo Carvalho | Jornal de Notícias | opinião   A passagem repentina do "olhem para nós a mostrar ao Mundo como se faz" para o "estamos a caminhar assustadoramente para o abismo…
06, julho 2020

Atrocidades de Bill Clinton na guerra na Sérvia expostas em nova acusação

em Mundo

por Página Global

    A figura grotesca de Trump pode tentar a fazer esquecer as responsabilidades históricas dos seus antecessores no cargo. Mas, mesmo olhando apenas para os que assumiram a presidência dos EUA desde o final…
06, julho 2020

Covid-19: Questionar o sistema

em Mundo

por Duarte Caldeira in AbrilAbril

Este é o momento para questionar o vírus do sistema capitalista que gera, por si só, as múltiplas pandemias que condenam ao confinamento social e económico, milhões de pessoas em todo o mundo. CréditosAlberto Valdes…
06, julho 2020

Com Jean Castex França mantém mais um primeiro-ministro conservador

em Mundo

por Página Global

  A mudança era esperada. Após mau desempenho do seu partido em pleito municipal, Macron precisa de se reinventar até às próximas eleições, mas, para observadores, o novo PM é mais déjà-vu do que renovação.…
06, julho 2020

Aumento de capital estatal na TAP, por si só, não é solução

em Portugal

por AbrilAbril

É urgente assegurar a gestão e o controlo público da companhia aérea, responder aos problemas que lhe estão colocados e assegurar um plano estratatégico que a coloque ao serviço do País. Créditos / Bomdia.eu O…
06, julho 2020

O virtuoso fact-checking

em Portugal

por in 'Estátua de Sal'

(António Guerreiro, in Público, 03/07/2020) António Guerreiro A partir do momento em que se entrou na época da “pós-verdade” (consagrada em Novembro de 2016 como “palavra do ano” pelo Oxford Dictionaries, o departamento da Universidade…
06, julho 2020

Portugal | Lisboa do covid-19: O jogo do passa culpas

em Portugal

por Página Global

    Para os que tenham dúvida sobre a atual impotência do poder político para resolver o que está acontecer na região de Lisboa, basta começar o dia a ler o jornal Público. Lá estão…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate