Novas publicações

  • Entrada

Escandalo 'Covid-19'. Grandes grupos privados querem fazer negócio com a doença a custas do Estado.

Covid19 privados
 
 (confirmar no vídeo em baixo)
 
O escândalo é simples ...e lucrativo. O tempo de pandemia é bom para fazer o Estado (os contribuintes) desembolsar boas maquias para os grandes grupos da doença.
Este negócio é assim:
1) Os Hospitais dos quatro grandes grupos (Lusíadas/United Health,Luz/Fosun, CUF/Mello e Trofa) estão com quebras nas receitas.
2) Para compensar querem que o ESTADO LHES PAGUE todo o tratamento de qualquer doente com Convid-19 que entre nos seus hospitais PRIVADOS por sua própria opção pessoal ou das respetivas empresas seguradoras.
3) O Estado pretendia acordar com esses grupos que em caso de necessidade o SNS pudesse encaminhar alguns doentes para tais hospitais privados e, NESSE CASO (SÓ DOS DOENTES ENCAMINHADOS PELO SNS) pagaria os tratamentos. Esse é o acordo que foi alicerçado com os grupos privados.
4) Mas agora os grupos privados querem mais. Querem que os doentes com Covid-19 acorram 'livremente' (e muitos) para as suas instalações (mais valorizadas pela sua 'hotelaria' de luxo do que pelos cuidados clínicos) e que seja o Estado a pagar-lhes tudo. Fica o SNS sem verbas mas aumentam os lucros dos grande grupos privados. Rico negócio...
Não se trata de qualquer 'tensão' ou 'guerra' entre público e privado. Trata-se apenas de decência e de salvaguardar que o SNS possa continuar a responder às necessidades da população face à crise pandémica que o país enfrenta.
Os grandes grupos privados e os demais setores particulares da saúde têm toda a legitimidade para intervirem e promoverem os seus negócios MAS NÃO À CUSTA DO ESTADO E DA DELAPIDAÇÃO DO SNS.
Não é aceitável, nem ético nem legítimo que continuem a ser desviadas as verbas que faltam ao SNS para engordar o negócio dos grande grupos privados e das seguradoras.
Em tempos como os que vivemos esperar-se-ia que estes soubessem conter um pouco a sua ânsia de enriquecimento e que soubessem colaborar com o SNS. É escandaloso que o queiram vampirizar.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Saúde, Privatização, Covid-19

  • Criado em .
  • Visualizações: 22769

"A TV mente": SIC quer os mais velhos obrigariamente enclausurados.

Idosos01
 
 
 
 
 
Com os truques de manipulação em que as televisões se tornaram peritas a SIC vai procurando endoutrinar os telespectadores com a ideia de que os mais velhos estão agora legalmente obrigados a ficarem fechados em casa. É mentira e eles sabem-no mas como, para muitos, o que é dito na TV faz lei a SIC insiste nessa ambição tão querida de muitos setores da direita.
O 'episódio' montado pela SIC durante o Dia do Trabalhador tem servido a preceito para tais intentos. Poder-se-á pensar que se trata "apenas" de mais uma peça do habitual anticomunismo sempre tão rentável em qualquer populismo mas, de facto, é pior do que isso. 
Oiça-se com atenção a peça:
 
 
Numa "notícia"relativa às comemoração do Dia Internacional dos Trabalhadores a SIC enxertou um 'escândalo': Jerónimo de Sousa tem 73 anos (e anda na rua!). O locutor di-lo e a repórter repete-o enfaticamente para logo de seguida se ouvir Jerónimo de Sousa dizer "você perguntou como se a idade fosse um critério absoluto. Não é.»
A montagem das imagens e do som foi muito cuidadosa. Nunca se sabe qual foi a pergunta da repórter porque essa foi apagada em todos os noticiários e apenas quem viu o direto se poderá lembrar da sequência completa. Seria mais honesto ter mantido a forma arrogante, quase mal educada, como a jornalista perguntou ao secretário-geral do PCP porque é que ele ali estava e não em casa pois ele já tem mais de 70 anos.
O início da resposta em que Jerónimo de Sousa procurava situar a questão também foi cortada para evidenciar apenas a ideia de que aquele "velho" (ainda por cima comunista) se arroga ao direito de desconsiderar a "obrigação de confinamento",
E para que não ficasse alguém sem compreender a mensagem a repórter esclareceu direitinho:
 
"Para Jerónimo de Sousa a idade não é um critério absoluto apesar de todas as autoridades de saúde avisarem que quem tem mais de 60 anos faz parte do grupo de risco e está sujeito ao confinamento obrigatório".
A manipulação, para ser eficaz, constrói-se com meias verdades e subtilezas quase impercetíveis. Neste caso:
"Para Jerónimo de Sousa a idade não é um critério absoluto" - VERDADE
"apesar de " -  (serve para subliminarmente destruir o argumento de Jerónimo de Sousa)
"todas as autoridades de saúde avisarem que quem tem mais de 60 anos faz parte do grupo de risco" - VERDADE (o ênfase em TODAS AS AUTORIDADES DE SAÚDE confere especial gravidade)

Covid-19, Seniores

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 2227
  • Álvaro F. in 'Manifesto 74'
  • Mundo

75 anos da vitória sobre o nazi-fascismo. Obrigado!

75 anos
A 2 de Maio de 1945, culminando o imparável avanço do Exército Vermelho, a bandeira da União Soviética foi hasteada no Reichstag em Berlim e poucos dias depois a Alemanha nazi assinava a sua capitulação incondicional. O dia 9 de Maio de 1945, passou a ser conhecido como o «Dia da Vitória», porque simboliza a vitória sobre o nazi-fascismo e o seu sinistro projecto de exploração e opressão dos povos.
 
 

»A Guerra Sagrada«

"Levanta-te enorme país
Levanta-te para uma luta até à morte
Contra a sombria força fascista
Contra essas hordas malditas!

Que a nossa nobre ira
os arraste como uma onda
Isto é a guerra do povo
uma guerra sagrada!

Temos de derrotar o inimigo
e todas as suas ideias
os violadores e os saqueadores
e os torturadores também!

Que a nossa nobre ira
os arraste como uma onda
Isto é a guerra do povo
uma guerra sagrada!

As asas negras não ousarão
sobrevoar a nossa Pátria
e sobre os nossos vastos campos
o inimigo não ousará pisar!

Que a nossa nobre ira
os arraste como uma onda
Isto é a guerra do povo
uma guerra sagrada!

Aos vermes fascistas
vamos colocar uma bala na cabeça
A essa escoria da humanidade
vamos colocá-la num caixão forte!

Que a nossa nobre ira
os arraste como uma onda
Isto é a guerra do povo
uma guerra sagrada!"

Ver original em 'Manifesto 74' na seguinte ligação:

http://manifesto74.blogspot.com/2020/05/75-anos-da-vitoria-sobre-o-nazi.html

Guerra e Paz, Memória

  • Criado em .
  • Visualizações: 274

Depois da pandemia, uma só solução: a Europa Social

 
Mário Jorge Neves
 
Se durante séculos, tem existido uma cultura da “má-língua” e de que o que fazemos não presta e o que é lá de fora é que é bom, é tempo de acabarmos com isto porque o nosso país detém em muitas áreas posições que só nos devem orgulhar.
 

A chamada construção europeia tem sido um chavão que tem dado para tudo, menos para o que devia.

Os antecedentes directos da actual União Europeia (UE) assentaram em objectivos meramente políticos e económicos: a criação da CECA (Comunidade Económica do Carvão e do Aço) em 1951 pela então República Federal Alemã e a França, e a CEE (Comunidade Económica Europeia) em 1957 através do Tratado de Roma.

A CEE apareceu com o objectivo de se tornar numa plataforma de reforço das sociedades de mercado e simultaneamente num bloco político-ideológico de barreira ao bloco de Leste, num ambiente agudizado de clima de guerra fria.

Entretanto, no pós II Guerra, com a necessidade imperiosa de proceder à reconstrução e recuperação económica de diversos países devastados pela guerra em vidas humanas e em estruturas produtivas, os Estados adquiriram o papel decisivo e foram surgindo as bases do chamado “Estado de Bem-Estar Social” para o qual foram convergindo diversos quadrantes políticos e partidários desde partidos democratas cristãos a partidos comunistas.

Mas antes dos referidos antecedentes directos, o Conde Coudenhove Kalergi, aristocrata austríaco e filho do embaixador do...

União Europeia, Dossiê: União Europeia em reflexão, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 527

Portugal | O nosso lay off

 
 
O DN está em lay off. Ao contrário do que no jornalismo se costuma dizer - que os jornalistas nunca são notícia - isso é obviamente notícia. E deve, creio, ser falado aqui mesmo, onde o lay off acontece, pelas pessoas que o vivem. Porque não está tudo bem, e talvez nunca mais fique.
 
Fernanda Câncio | Diário de Notícias | opinião
 
“Toda a vida ouvi a palavra lay off e nunca soube bem o que quer dizer."
 
A frase é de um colega do DN, mas podia ser minha. Como eu, ele é jornalista há décadas e viu muitas vezes este termo aplicado a outros. Como eu nunca teve a curiosidade de tentar perceber - perceber mesmo, de maneira a saber explicar - o que é um lay off. Até que chegou a nossa vez.
 
É irónico, muito. E diz muito sobre a forma como vemos o mundo, sobre o que consideramos importante saber e transmitir, o lugar onde nos colocamos, como entendemos as relações laborais e a importância que lhes damos. Diz muito sobre a forma como o jornalismo aborda isso a que se dá o nome de luta dos trabalhadores, de como provavelmente a maioria dos jornalistas desconhece noções básicas sobre o funcionamento do mercado de trabalho, da economia, do Estado social. Como nos afastámos, na cobertura noticiosa habitual, dessas matérias, a ponto de termos passado uma longa crise económica, entre 2008 e 2016, sem ter uma ideia clara sobre um mecanismo previsto no Código de Trabalho e criado pelo Estado para auxiliar empresas em situação difícil e...

Trabalho, Comunicação

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 404

O dinheiro da austeridade

 
 
Domingos De Andrade| Jornal de Notícias | opinião
 
Nem coronabounds, a emissão de dívida conjunta pelos estados-membros da União Europeia, nem o plano que o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez levou ao Conselho Europeu, defendendo a emissão de dívida perpétua (sem prazo de pagamento) para apoiar à reconstrução da economia debilitada pelo Grande Confinamento.
 
Fontes de Bruxelas apontam que no fim das contas acabará por prevalecer a proposta da chanceler alemã, segundo a qual a solução passa por aumentar o orçamento da UE nos próximos dois ou três anos de 1,2% para 2%, que será suportado por um misto de contribuição dos estados e da concessão de garantias por parte dos países à emissão de dívida europeia.
 
Há, nas decisões a tomar e que serão conhecidas na segunda ou terceira semana de maio, uma mimetização do Plano Juncker, criado pela Comissão em 2014 depois da crise das dívidas soberanas para apoiar investimentos estratégicos, chamando então os privados ao investimento. Uma espécie de Plano Juncker com esteroides, em que prevalecerá a lógica dos empréstimos em vez da lógica das subvenções.
 
O caminho a seguir não traz boas notícias a países fortemente endividados, como o caso de Portugal, que receberá entre 4% a 5% do seu PIB para refazer a economia. Muito dinheiro, apesar de tudo, no imediato, mas insuficiente. E ainda mais se boa parte nos for emprestado, ou seja, dívida.
 
E é aqui que...

União Europeia

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 459

Carlos Carreiras chama “Asno” a deputado da Assembleia da República

"Os insultos dizem mais de quem os dá do que de quem os recebe"

Carlos Carreiras chama “asno” a deputado da Assembleia da República

O presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras partilhou na sua página de facebook, o artigo do jornal electrónico Noticias ao Minuto, que noticia a opinião do deputado António Filipe do PCP, relativamente à comemoração do 25 de Abril.

Na noticia pode ler-se, “a extrema-direita lusa (…) está a perder a vergonha de assumir o seu ódio à democracia”, encorajada, por Trumps e Bolsonaros e alimentada por insanidades e esgotos a céu aberto que campeiam nas redes sociais e em alguma comunicação social”.

Carlos Carreiras, na partilha desta noticia deixa apenas um comentário ao Deputado António Filipe. O presidente da CMC apelida o deputado de “Asno”.

 

O deputado António Filipe reagiu na sua página de facebook, “O Presidente da Câmara Municipal de Cascais, na sua página no facebook apelidou-me de “asno”. Nem mais nem menos. Foi esse o seu comentário a uma opinião que expressei acerca das comemorações do 25 de Abril na AR.” afirma o deputado António Filipe.

Na mesma publicação o deputado António Filipe adianta ainda, “Escusado será dizer que este insulto destapou um chorrilho de comentários de quem confunde as redes sociais com as redes de esgotos. Em muitas décadas de vida política, tenho muitos adversários políticos e já participei em discussões bem acesas, mas nunca insultei pessoalmente ninguém. E...

Município de Cascais

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 1030

Carta aberta a Pedro Caetano

“Portugal é um dos países mais perigosos do mundo na Covid-19” ?!

 

 

Caro Pedro,

Conhecemo-nos já há algum tempo e até travámos batalhas conjuntas. Poupo-te a referências aos meus pergaminhos porque não sou desse género. Lembro-te apenas que também os tenho e que, sobretudo, não estão associados à indústria farmacêutica. Trabalho  – como sabes sou médica dentista – no sentido de continuar a prover os cuidados de emergência à população a quem dizes ter tanto “amor profundo”. Eu continuo a trabalhar e milhares de outros profissionais de saúde (e não só) continuam a fazê-lo para que não somente a saúde seja acautelada, mas também para que haja serenidade com vista ao desenvolvimento social e económico.

Compreendo que do teu “exílio” (como lhe chamas) possas ter uma interpretação enviesada do que por Portugal se passa, mas (para incredulidade minha), enveredaste por um caminho no qual não te reconheço, nem sequer cientificamente. Pelo tom do teu artigo não me parece que estejas sensível a verificar que entre a “verdade” que queres apresentar e a realidade de factum existe uma diferença considerável – há dados (“factos” como lhe chamas) que omites e, misteriosamente, desconsideras outras fontes de informação epidemiológica – diria que é grave para quem é tão diplomado e acusa outros de estarem na “idade das trevas”.

Mas vamos à informação da Johns Hopkins (e de outra fonte) recorrendo aos mesmos dados que utilizas (normalizados pelo...

Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 593
  • in 'Estátua de Sal'
  • Mundo

Brasil: o egomaníaco e os seus ratos

(Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 27/04/2020)

Daniel Oliveira

Enquanto Donald Trump dá largas à sua incomensurável, imparável e atrevidíssima ignorância – que depois tentou disfarçar com “sarcasmo” –, o seu irmão mais pobre dedica-se a esquartejar o seu próprio governo no meio de uma pandemia. Eliane Brum, jornalista do El País Brasil, cujas colunas de opinião me ajudam sempre a compreender o que ali se passa, resume: “Jair Bolsonaro é um antipresidente. E a antipresidência é um conceito. Desde que assumiu ele faz oposição ao seu próprio Governo.”

Jair Bolsonaro

Num país onde já morreram mais de quatro mil pessoas e se aproxima dos 400 óbitos diários, sendo os desfavorecidos os mais atingidos, Bolsonaro fez campanha contra as indicações das autoridades de saúde para conter o vírus que só provoca uma “gripezinha” ou um “resfriadinho”, entrou em conflito com a maioria dos governadores e foi desmantelando o seu próprio executivo.

O primeiro passo foi a demissão do ministro da Saúde, gesto arrojado neste momento. O segundo, o confronto com o todo-poderoso Sérgio Moro, que também se demitiu.

A torre de Babel política construída em torno de Bolsonaro, composta por militares saudosista da ditadura, magistrados populistas que julgavam ter chegado a sua vez de ir ao pote do poder, fanáticos religiosos bem lançados no negócio milionário da salvação das almas, abutres neoliberais ansiosos por encontrar um Estado fraco para os debaixo e servil para...

Brasil

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 379

OMS: Trump ataca um símbolo de paz e de cooperação internacional

Publicamos a posição da Associação de Médicos pelo Direito à Saúde (AMPDS) sobre a atitude de Donald Trump de cortar o financiamento à OMS.

 

 

A Associação de Médicos pelo Direito à Saúde (AMPDS) condena publicamente o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, por suspender a contribuição do país à Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ao mesmo tempo apoia a posição do secretário-geral das Nações Unidas, da União Europeia, da União Africana e de diversas nações entre as quais Portugal que consideram não ser o momento para fragilizar a organização.

No momento em que existem mais de dois milhões de casos confirmados no mundo e 133 mil mortes, em 193 países e territórios, Donald Trump acusa a China de “má gestão e ocultação da disseminação” da pandemia do COVID-19 e ordena “a suspensão, por um período entre 60 a 90 dias, do financiamento para a Organização Mundial da Saúde enquanto estiver a ser conduzido um estudo para examinar o papel da OMS na má gestão e ocultação da disseminação do novo coronavírus”.

Neste momento os EUA são o país que regista o maior número de mortos por COVID-19, estimado em quase 26 mil mortes, dos mais de 600 mil casos confirmados, 2.200 das quais nas últimas 24 horas, apesar do presidente norte-americano ter minimizado desde o princípio as consequências da pandemia.

O director da revista médica The Lancet,  o médico britânico Richard Horton, classifica a decisão de Trump como  “um...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 304

POR ONDE ANDA O PACIENTE ZERO?

 
 
A situação real desaconselha declarações peremptórias de que estamos perante um «vírus chinês». Os factos exigem uma investigação muito mais profunda e internacionalmente cooperativa.
 
José Goulão* | opinião
 
Mattia é um cidadão italiano de 38 anos de Codogno, Lombardia. Socialista e sociável, desportista que corre maratonas, extrovertido, saudável, certamente nunca mais esquecerá os primeiros meses de 2020. Não só por lhe ter nascido a filha, Giulia, já em Abril, mas também porque venceu o combate que travou de 19 de Fevereiro a 25 de Março contra o novo coronavírus SARS-CoV-2, que entretanto lhe vitimou o pai e atingiu ao de leve a esposa, Valentina. Não ficam por aqui os episódios em redor de Mattia: ele foi o quarto caso de COVID-19 em Itália, o «Paciente n.º 4»; mas como não teve qualquer contacto com a China nem com os três primeiros infectados na Lombardia, oriundos da cidade chinesa de Wuhan, foi considerado o «Paciente italiano n.º 1». A história de Mattia é suficiente para por em causa a versão oficial, adoptada pelos media corporativos, de que tudo terá começado no mercado de frutos do mar e animais exóticos de Huanan, na cidade chinesa de Wuhan. Há outros caminhos a percorrer para tentar descobrir o Paciente Zero da pandemia.
 
Caso semelhante ao de Mattia ocorreu na Coreia do Sul. Algumas semanas depois de identificados os primeiros 30 casos de COVID-19, todos eles com ligações conhecidas a Wuhan, foi detectado o mesmo...

Guerra e Paz, Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 455

Covid-19: Os ovos da serpente | O ninho nacional

O mundo está sob um surto pandémico. Mais que nunca comparam-se os sistemas de saúde, as medidas políticas de resposta à crise e as características sócio-económico-demográficas das nações.

 

 

Não há nenhum caminho tranquilizador à nossa espera.
Se o queremos, teremos de construí-lo com as nossas mãos.

José Saramago, 2004

 

O mundo está sob um surto pandémico. Mais que nunca comparam-se os sistemas de saúde, as medidas políticas de resposta à crise e as características sócio-económico-demográficas das nações. Se os povos procuram um conforto securizante nas ciências da saúde, alguns protagonistas mediáticos e agentes do sistema económico-financeiro acicatam prenúncios de (mais) uma crise sanitária, económica e social enquanto, ao correr da pena, vão insinuando críticas à actuação política.

Neste momento, em que a todos incumbe enfrentar o sentimento de fragilidade individual e social, assistem-se a demonstrações de genuína solidariedade humana, mas também a perigosos protagonismos que arvorando-se numa ‘pseudo-neutralidade’ incitam à fragmentação e à desconfiança. Sendo que a História já demonstrou que as épocas de maior vulnerabilidade económico-social são propícias à predação financeira, não é despiciendo lembrar que intervenções onde nidificam ovos de serpente encontram terreno fértil nestas ocasiões.

As seguintes notícias exemplificam o comportamento insensível das “regras de mercado” e as intervenções (ingénuas?) de...

Covid-19

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 556

Publicações mais recentes

Filtrar por categoria
15, julho 2020

Ricardo Salgado, há mais de 5 anos já se teria adivinhado...

em Portugal

por in 'Alpendre da Lua'

Há mais de 5 anos, Tiago dizia fazer-lhe confusão e se não haveria um grande aparelho montado... Há um Conselho Superior informal, respondeu-lhe Salgado. Tiago, não sendo, parece bruxo "adivinhando" uma acusação que só agora…
15, julho 2020

EUA:Extorsão neofeudal, declínio e colapso

em Mundo

por resistir.info

por Charles Hugh Smith  Os EUA possuem uma estrutura legal de autogoverno e propriedade do capital, mas na realidade são uma oligarquia neofeudal. Segundo o mercado acionista, a pandemia está ultrapassada e a economia está…
15, julho 2020

Consenso e conhecimento em democracia

em Portugal

por Porfirio Silva in "Machina Speculatrix"

Tive oportunidade de me pronunciar favoravelmente sobre o mecanismo de informação relativo à pandemia de Covid-19 dirigida a dirigentes políticos e sociais, tal como foi praticado, com uma periodicidade irregular, nas instalações do Infarmed. O…
15, julho 2020

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – LIX – JORNAL DO ANO DA PESTE VIII – MORTALIDADE COMPARADA – por VICTOR HILL

em Mundo

por joaompmachado in 'A Viagem dos Argonautas'

  Plague Year Journal VIII – Comparative Mortality, por Victor Hill Masterinvestor, 10 de Julho de 2020 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Sabemos que alguns países se saíram melhor do que outros na…
15, julho 2020

A MORTE DE D. FRANCISCA. Onda popular de indignação chega ao PCP de Cascais que promete interpelar Governo sobre “trágico incidente”

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA Por VALDEMAR PINHEIRO 15 julho 2020 As circunstâncias que envolvem a morte de Francisca Fernandes, 66 anos, estão a indignar a opinião pública e a própria Comissão Concelhia de Cascais do PCP revelou esta…
15, julho 2020

8198 docentes colocados em MPD

em Portugal

por António Duarte

Nos termos do n.º 6 do Despacho n.º 9004-A/2016, de 13 de julho, informa-se de que foram notificados os docentes que se apresentaram ao procedimento de mobilidade por doença, a realizar numa só fase, atento…
15, julho 2020

Bombeiros de Carcavelos impedem tragédia em edifício mas não conseguem evitar destruição de quarto em habitação

em Cascais

por CASCAIS24

SEGURANÇA O quarto do apartamento ficou completamente destruído (Fotos Bombeiros Carcavelos e S. Domingos de Rana) Por Redação 14 julho 2020 Um incêndio, que deflagrou esta terça-feira, à noite, no apartamento de um edifício, na…
15, julho 2020

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

em Mundo

por ZAP in ZAP

(CC0/PD) Donald Tong / pexels   Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no “corredor da morte” em 17 anos, através de uma injeção letal.   Daniel Lewis Lee,…
14, julho 2020

Funcionários do PSD criticam Rio por assessorias fantasma no partido

em Portugal

por ZAP in ZAP

(Comentário: Bem prega Frei Tomás...Mas só acredita na imagem construída deste ex-quadro da banca, ex-secretário-geral do PSD, ex-vice-presidente do PSD e  ex-autarca do Porto quem quer. Se cuidassem de ver o que andou a fazer…
14, julho 2020

OS CAVALHEIROS DA SUPERVISÃO

em Portugal

por Fernando Paulouro Neves in 'Notícias do Bloqueio'

  Quase ao mesmo tempo em que se divulgavam os traços essenciais do Plano de Recuperação Económica e Social de Portugal 2020-2030  encomendado pelo Governo a António Costa Silva, a “Pluma Caprichosa”, de Clara Ferreira…
14, julho 2020

Comissão Europeia planeia reduzir capacidade das multinacionais em explorar sistemas fiscais

em Mundo

por ZAP in ZAP

(Comentário: Será melhor esperar sentado...) A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen A Comissão Europeia está a estudar formas de acionar partes de tratados europeus para reduzir a capacidade das multinacionais em explorar…
14, julho 2020

Páginas de história

em Mundo

por Vitor Dias in "O Tempo das Cerejas"

As distantes tradições da Bósnia Apresentação :«A 13a Divisão Handschar da SS, fundada em 1943, é uma tropa muçulmana da Bósnia e Herzegovina. Recrutada pelos alemães, inclui bósnios encarregados de combater resistentes jugoslavos. Uma vez…
14, julho 2020

Governo não cumpre há dois anos com os trabalhadores da Cofaco

em Portugal

por AbrilAbril

O Governo ainda não criou o regime de majoração de apoios sociais aos 162 trabalhadores despedidos da conserveira Cofaco, apesar de este ter sido aprovado em Julho de 2018. Os trabalhadores da fábrica da Cofaco,…
14, julho 2020

Reino Unido planeja enviar porta-aviões para Indo-Pacífico para confrontar China

em Mundo

por in 'Sputnik Brasil'

© REUTERS / Peter Nicholls Comandantes militares estão elaborando planos para enviar o porta-aviões HMS Queen Elizabeth da Marinha Real britânica ao Extremo Oriente para desempenhar um papel no combate a uma China cada vez…
14, julho 2020

China acusa EUA de sabotarem paz regional após posição sobre Mar do Sul da China

em Mundo

por Lusa in ZAP

US NAVY/MC 3RD CLASS KURTIS A. HATCHER HANDOUT / Lusa   A China reivindica quase toda a área do mar do Sul da China e opõe-se, frequentemente, a qualquer manobra ou ação militar dos Estados…
14, julho 2020

Ensino híbrido é tendência para a vida escolar no mundo pós-pandemia

em Portugal

por Gonçalo Lopes

    14/07/2020   O chamado blended learning crescerá após pandemia, diz especialista Com o surgimento da pandemia, professores e alunos tiveram que se acostumar e se reinventar na forma de aprender e de ensinar. Aposta…
14, julho 2020

Após novo recorde de desflorestação na Amazónia, governo demite investigadora

em Mundo

por AbrilAbril

Lubia Vinhas, coordenadora-geral de Observação de Terra do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foi exonerada esta segunda-feira, 3 dias após um alerta de destruição ambiental histórica. Há 14 meses consecutivos que se regista um…
14, julho 2020

Costa sai de Haia sem promessas e deixa achega ao primeiro-ministro holandês

em Portugal

por ZAP in ZAP

Bart Maat / EPA   “Ou saímos todos ao mesmo tempo deste problema, ou ficamos todos no problema”, disse António Costa após a reunião com o primeiro-ministro holandês sobre o plano de recuperação europeu.  …
14, julho 2020

PSD e BE contra reforço do apoio aos mais vulneráveis na capital

em Portugal

por AbrilAbril

Apesar do voto dos dois partidos, a proposta dos vereadores do PCP na Câmara de Lisboa, com vista ao reforço das respostas da emergência social em Lisboa, no âmbito do surto epidémico, foi aprovada. CréditosMiguel…
14, julho 2020

Portugal | O centrão em construção

em Portugal

por Página Global

    Manuel Carvalho Da Silva| Jornal de Notícias | opinião   Os exercícios de convergência que o PS/Governo e o PSD vêm concretizando indicam-nos que, provavelmente, estamos a caminho de sermos governados pelo centrão…
14, julho 2020

“Desconfinar não é desarmar”. Jovens não respeitam regras e estão a propagar covid-19 em Setúbal

em Portugal

por Lusa in ZAP

pedrosimoes7 / Flickr   O coordenador da Proteção Civil Municipal de Setúbal, José Luís Bucho, manifestou-se esta segunda-feira preocupado com os excessos cometidos pela população jovem no concelho, que acusa de desrespeitar as regras e…

Últimos posts (Cascais)

Itens com Pin
    Atividades Recentes
    Aqui ainda não existem atividades

    Últimos posts (País e Mundo)

    Itens com Pin
      Atividades Recentes
      • LEGALIZAÇÃO DAS CASAS DE PROSTITUIÇÃO

        Um debate que provavelmente vai ganhar dimensão.
        Legalização da prostituição - petição apresentada na A.R
        Gravação da reunião na Assembleia da República
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      • Homicidal Cops Caught On Police Radio
        #TheJimmyDoreShow
        Homicidal Cops Caught On Police Radio
        42 219 visualizações
        •05/06/2020
        0
        0
        0
        0
        0
        0
        Publicação sobre moderação
        Item de fluxo publicado com sucesso. Item passa a ser visível no seu fluxo.
      Aqui ainda não existem atividades
      LOGO4 vert01
      A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
      Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
      exceto quando expressamente assinadas por esta.
       

      SSL Certificate
      SSL Certificate