• Ladrões de Bicicletas (João Ramos de Almeida)
  • Portugal

Há ciganos na Estrela?

Escreva um comentário

Os resultados das eleições presidenciais geraram múltiplas análises, vários mitos e múltiplos aproveitamentos políticos.

Permitam-me partilhar um texto do Francisco Melro, economista e ex-estatista do organismo estatístico nacional, o INE, ex-colunista no jornal Público, ex-economista e director da CMVM. 

 

 

Na justificação do sucesso do Ventura nas Presidenciais de 2021 têm-se vulgarizado dois fundamentos: o descontentamento dos deserdados do sistema e os problemas causados pelos ciganos nas comunidades, escandalizando pelos subsídios públicos de que beneficiam. Com base nestas premissas, fui à procura dos deserdados e dos ciganos da região de Lisboa que votaram nos candidatos da direita e particularmente no Chega. 

Embora surjam vestígios de deserdados e de ciganos nas freguesias menos favorecidas de Lisboa, fui encontrá-los especialmente nas freguesias tidas por mais ricas. Deparei-me com acampamentos clandestinos de ciganos e com deserdados nos lares e arredores dos residentes das freguesias de Belém, da Estrela e das Avenidas Novas. 

 

 

Essa descoberta é visível no gráfico acima, em que se somou os resultados dos candidatos da esquerda (Ana Gomes, Marisa e João Ferreira), por um lado, e os da direita (Ventura e Mayan), pelo outro, encontrando-se aquela distribuição de resultados nas freguesias de Lisboa.

 

 

 

Ou seja, o Ventura e o Mayan obtêm em conjunto entre 25% e 28% dos votos nas freguesias da Estrela, Belém e Avenidas Novas, freguesias onde o conjunto dos candidatos da esquerda obtém os resultados mais baixos, entre 22% e 25%. Os mesmos candidatos da direita obtêm os seus resultados mais baixos (entre 11% e 13%) nas freguesias da Penha de França, Santa Maria Maior e São Vicente que eram tidas como menos favorecidas, sendo nestas, afinal, abastadas freguesias que os candidatos da esquerda obtêm os melhores resultados (entre os 34% e os 38%). Quem diria que por detrás e à volta das paredes dos palacetes da Lapa, das vivendas do Restelo e dos apartamentos das Avenidas Novas se escondia tanta miséria e alastravam tantos acampamentos de ciganos! Que inveja deve ter a malta do Restelo da malta que mora na Ajuda… 
Poderão pensar que pode haver falta de rigor nesta mistura dos candidatos da direita incivilizada (Ventura) com a da mais civilizada (Mayan), mas parece que, no essencial, as freguesias que gostam muito de um gostam também muito do outro, tendo ambos os melhores resultados no mesmo tipo de freguesias. Com uma ligeira diferença, algumas freguesias, até agora, tidas por menos favorecidas gostam mais do Ventura do que do Mayan, especialmente o Beato, Marvila e Santa Clara. Nas restantes freguesias, os resultados de ambos os candidatos distribuem-se ao longo da mesma linha de tendência.

 

Mas surge ainda uma surpresa maior.

 

 

Quando identificamos os partidos em que estas freguesias costumam votar, concluímos que os votos dos candidatos presidenciais da direita, supostos representantes do descontentamento com o sistema, são os que votam tradicionalmente mais à direita, na mesma proporção do que votaram nas presidenciais, como se conclui dos resultados nas últimas legislativas em Lisboa do conjunto do PSD, CDS, Iliberal e Chega.

 

 

 

Então? Não percebo! Os votos da direita não vieram dos votantes da esquerda descontentes com o sistema? Então os votantes do PSD e do CDS não votaram no Marcelo? 

O que parece é que nas eleições presidenciais uma parte significativa da direita virou as costas ao PSD e ao CDS indo procurar asilo em alternativas mais liberais ou/e mais musculadas, sobretudo nestas. Uns querem menos Estado na economia e menos impostos, outros querem isso e mais porrada e menos liberdades (é uma questão de grau e às vezes de tempo, como se viu no Chile). Pelo menos, é isto que se conclui da análise dos resultados nas eleições de Lisboa. Não fui ver no resto do País. Não por falta de dados, que estão disponíveis, mas porque dão muito trabalho a registar à mão (não encontrei nenhum ficheiro com dados prontos a trabalhar). 

Há evidência em Lisboa, nas freguesias menos favorecidas, de que o Ventura, ao contrário do Mayan, entra bem em muito eleitorado menos favorecido. Parece acontecer o mesmo no resto do País. Mas está a entrar sobretudo muito bem, tal como o Mayan, nos apoiantes tradicionais do PSD e do CDS. O Rio que se cuide.

 

 
 

Ver original em 'Ladrões de Bicicletas' (aqui)

Artigos relacionados

Moedas vs. Medina: o futuro do PS contra o do PSD
Moedas vs. Medina: o futuro do PS contra o do PSD (Vítor Matos, in Expresso Curto, 02/03/2021) (ACTIVEM O MOEDAS! Nos bastidores da crise do BES, Ricardo Salgado largou, numa das conversas gravadas e tornadas públicas, a frase “activem o Moedas”, como sendo ... 22 views Tue, 02 Mar 2021,
Autarcas independentes ameaçam criar “partido municipalista”
Autarcas independentes ameaçam criar “partido municipalista” Rui Moreira / Facebook O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira Os autarcas independentes vão reunir-se, este sábado, para discutir os obstáculos criados pela novalei eleitoral autárquica. A ... 9 views Wed, 24 Feb 2021,
Um Porto perdido, uma Lisboa para segurar e uma Coimbra dúbia. PS não tem medo do day after
Um Porto perdido, uma Lisboa para segurar e uma Coimbra dúbia. PS não tem medo do day after Mário Cruz / Lusa   Perder em número de câmaras e perder câmaras emblemáticas são dois dos maiores medos dos partidos em relação às autárquicas. Vinte anos depois do tombo de Guterres, o PS encara as próxi... 7 views Mon, 15 Feb 2021,
Autarcas do PSD contra proposta de Rui Rio
Autarcas do PSD contra proposta de Rui Rio Rui Rio defende o adiamento das eleições autárquicas por dois meses. A proposta não merece o apoio de destacados autarcas do partido. Governo quer manter calendário previsto.    A proposta do PSD para adi... 37 views Sat, 13 Feb 2021,
Líder do Turismo do Centro deverá concorrer à Figueira. Mas só deixa o cargo “se e quando for eleito...
Líder do Turismo do Centro deverá concorrer à Figueira. Mas só deixa o cargo “se e quando for eleito... Marques Maia / Wikimedia   Pedro Machado, presidente Turismo Centro de Portugal, deverá concorrer à Figueira da Foz pelo PSD nas eleições autárquicas deste ano, mas não vê razões para suspender ou abandona... 12 views Thu, 11 Feb 2021,
PSD reduzido a três simples
PSD reduzido a três simples «Em nome da verdade Realizou a Aximage uma sondagem política entre os dias 9 e 15 de janeiro que foi publicada no Jornal de Notícias, no Diário de Notícias e na TSF. Nessa sondagem era perguntada a intenção de voto... 28 views Wed, 03 Feb 2021,

Eleições

  • Criado em .
  • Visualizações: 46
Say something here...
Cancel
symbols left.
Log in with ( Sign Up ? )
or post as a guest
Loading comment... The comment will be refreshed after 00:00.

Be the first to comment.

LOGO4 vert01
A Plataforma Cascais - movimento cívico é um grupo aberto de cidadãos, autónomo de quaisquer interesses económicos, religiosos ou partidários.
Todas as publicações deste site refletem apenas as opiniões dos seus autores e não responsabilizam a PC-mc
exceto quando expressamente assinadas por esta.