Autenticar
x
ou
x
x
Registar
x

ou
Search - AcyMailing
Search - Remove Shortcode
Phoca Gallery Search
plg_search_kunena
plg_search_docman
Search - Albums
plg_search_weblinks
Pesquisa - Categorias
Pesquisa - Contactos
Pesquisa - Artigos
Pesquisa - Sinais
Pesquisa - Etiquetas

farol002 

OUVIR MÚSICA

Clique aqui para abrir

uma janela de música

  • Início

Manifesto Constitutivo

silvaAs eleições de janeiro de 2016 para a Presidência da República geraram na sociedade portuguesa movimentos agregadores de pessoas e de ideias que ganharam força bastante, nomeadamente junto de um grupo alargado de cidadãos do concelho de Cascais, para promover o desenvolvimento de um projeto cívico próprio, baseado num conjunto de princípios orientadores e de objetivos traçados ao longo da campanha, sublinhando a necessidade de recuperação de alguns dos caminhos "que Abril abriu" rumo a uma  verdadeira democracia. Para possibilitar de novo a esperança num futuro digno, livre, solidário, justo e próspero, e permitir restaurar a confiança dos cidadãos no Estado de Direito, nas instituições e nos titulares de cargos públicos. Para valorizar a presença cívica e política de cada um na construção de uma sociedade verdadeiramente de todos. Para fomentar o investimento continuado na formação e viabilizar o acesso alargado à aquisição de conhecimento e à criação de riqueza. Para combater o desemprego e a desigualdade de oportunidades e proporcionar o regresso dos portugueses que foram forçados a emigrar. Para consolidar um Portugal independente e democrático.
PLATAFORMA CASCAIS - Movimento Cívico é o nome escolhido para o grupo assim reunido, que se propõe, além do mais:

1.    CONSTITUIR UMA PRESENÇA CÍVICA ATIVA, um movimento independente e livre, de intervenção socio-       política, sobretudo ao nível local, que valorize a cidadania, ribeiro 0revitalize a participação democrática das forças de mudança concelhias na vida pública, estimule o envolvimento dos munícipes, a começar pelos jovens (de todas as idades), na solução dos problemas comunitários.

2.    PROMOVER A SOLIDARIEDADE, A COESÃO E A INTEGRIDADE SOCIAL do território concelhio, num permanente diálogo com outras organizações de objetivos convergentes, dando especial atenção à recuperação da dignidade das pessoas, ao respeito pela diferença, à inclusão, à luta contra a pobreza, contra a discriminação e contra o agravamento das desigualdades sociais.

3.    PUGNAR POR UMA DEFINIÇÃO ESTRATÉGICA NA CONSTRUÇÃO DO FUTURO, a começar no concelho, sobretudo na área das políticas sociais, na saúde, no ambiente, na educação, na ciência, na cultura, nos transportes, no ordenamento do território e utilização dos solos.

25 abril cravos4.    APOIAR AS MAIS CORRETAS E DINÂMICAS INICIATIVAS DE ÂMBITO ECONÓMICO, privilegiando o sector social e solidário, cooperar com as forças locais de inovação e de progresso, que valorizem o território e as pessoas que nele residem, o trabalho, a capacidade produtiva, e combatam o desemprego, o subemprego e a mão-de-obra de baixo custo. 5.    SINDICAR A GESTÃO DA POLIS, combater os abusos de poder e a corrupção, denunciar o tráfico de influências, a irresponsabilidade e impunidade dos infratores, a promiscuidade entre interesses públicos e privados, e defender a transparência dos processos e o aproveitamento eficaz e justo dos recursos públicos.

Cascais, 25 de Abril de 2016

Imprimir Email

  • Visualizações: 429

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Share Your Location
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não está claro?