Autenticar
x
ou
x
x
Registar
x

ou
Search - AcyMailing
Search - Remove Shortcode
Phoca Gallery Search
plg_search_kunena
plg_search_docman
Search - Albums
plg_search_weblinks
Pesquisa - Categorias
Pesquisa - Contactos
Pesquisa - Artigos
Pesquisa - Sinais
Pesquisa - Etiquetas

farol002 

OUVIR MÚSICA

Clique aqui para abrir

uma janela de música

Colégios privados “São lóbis fortíssimos”, diz Ana Benavente

 

O líder do PSD não ficou sem resposta. O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, diz que o presidente do PSD tem de “concretizar e fundamentar rapidamente as acusações que fez sobre o ministro da Educação”. Em conferência de imprensa, ontem à tarde, o governante defendeu que esta postura “não é compatível com o cargo que Passos Coelho ocupa”, porque “uma coisa é um líder da oposição de forma inteiramente legítima fazer críticas (...) outra coisa completamente diferente é o que Pedro Passos Coelho fez, lançando acusações graves sobre a idoneidade de um membro do governo”.

Pedro Nuno Santos aproveitou para sair em defesa do ministro da Educação, garantindo que “aquilo que o governo está a fazer é apenas garantir o cumprimento” da lei.  “Qualquer cidadão compreende que, havendo oferta pública, não faz sentido estarmos a financiar a abertura de novas turmas em colégios particulares. É apenas isso de que se trata”. 

A decisão do governo conta com o apoio dos bloquistas e do PCP. A deputada do BE, Joana Mortágua, defende que “é um abuso do dinheiro dos contribuintes e uma despesa que deve ser cortada”. Os dois partidos já tinham apresentado, no início do ano, projectos de resolução a recomendar ao governo para acabar progressivamente com os contratos de associação entre o Estado e escolas privadas sempre que existir alternativa da escola pública.  

Na prática, o governo decidiu, em Abril, não continuar a financiar a entrada de novos alunos nos colégios privados que estejam em zonas em que existam vagas no público. O financiamento será, porém, garantido para os alunos que estejam a meio de um ciclo escolar. Estes colégios são financiados pelo Estado e gratuitos para os alunos. Os colégios privados garantem que vão perder quase metade dos alunos e que as novas regras levarão ao despedimento de mais de quatro mil professores e outros funcionários. 

Imprimir Email

  • Visualizações: 1999

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Share Your Location
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não está claro?

- Plataforma Cascais no Facebook

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha