Autenticar
x
ou
x
x
Registar
x

ou
Search - AcyMailing
Search - Remove Shortcode
Phoca Gallery Search
plg_search_kunena
plg_search_docman
Search - Albums
plg_search_weblinks
Pesquisa - Categorias
Pesquisa - Contactos
Pesquisa - Artigos
Pesquisa - Sinais
Pesquisa - Etiquetas

farol002 

OUVIR MÚSICA

Clique aqui para abrir

uma janela de música

Plataforma Cascais reúne com o movimento TeC

Reun TEC001A reunião da Plataforma com o movimento "Também És Cascais"(TeC), na sequência do solicitado a todas as forças políticas que concorreram em alternativa à maioria absoluta, realizou-se no dia 17 de novembro.

Segundo o TeC os resultados das eleições ficaram abaixo do que tinha como expectativa mas não considera ter obtido um mau resultado dado o movimento se ter constituído muito perto do período eleitoral e com reduzidíssimos meios. As especificidades do método de Hondt no apuramento do número de eleitos e o enorme 'caciquismo' que existe no concelho foram também elementos relevantes no resultado eleitoral. O TeC lamentou que as forças alternativas não tenham sido capazes de apresentar uma candidatura conjunta mobilizadora dos cascaenses.

Considera, todavia,  que, no essencial, o TeC cumpriu com o que podia e que continua ativo para prosseguir com os seus objetivos.

Chegar aos cidadãos que continuam a abster-se em elevada percentagem e motivá-los para a participação cívica é um propósito essencial ao qual o TeC dedicará a melhor atenção. Segundo o TeC há que responder às questões que as pessoas consideram importantes e desenvolver ações sobre temas transversais às diferentes forças políticas.

Reun TEC002O perigo de a situação no concelho se agravar nos próximos quatro anos é uma possibilidade que o TeC antevê vir a acontecer. A delapidação do património, a proliferação de grandes negócios imobiliário e a contínua limitação da vivência democrática no concelho são aspetos que o TeC referencia com preocupação.

No diálogo vivo entabulado entre a PC-mc e o TeC foram abordados múltiplos temas de comum interesse nomeadamente a reposição das seis freguesias tradicionais de Cascais, os perigos de uma precipitada transferência de competências para o município, a carência de meios de comunicação livre no concelho e a utilização pela maioria da CMC dos dinheiros públicos para manipulação da  subsídiodependencia.

Foi consensual que a articulação entre as duas organizações deveria prosseguir.

 

 

  • Visualizações: 55

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixe os seus comentários

Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Share Your Location
Digite o texto apresentado na imagem abaixo. Não está claro?

- Plataforma Cascais no Facebook

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha