• Início
  • Artigos
  • Portugal
  • Portugal | PSD pondera recuo na votação final do tempo de serviço dos professores

Portugal | PCP reafirma impedimento de novas PPP na Lei de Bases da Saúde

O PCP reafirmou hoje a intenção de impedir novas parcerias público-privadas (PPP) no âmbito da revisão da Lei de Bases da Saúde, em discussão no parlamento, e defendeu que a questão deve ser assumida na atual legislatura.

"Para nós a gestão das unidades do SNS é pública, ponto final. Não há gestão privada das unidades do serviço público de saúde", afirmou, em conferência de imprensa, Jorge Pires, do comité central do PCP.
O dirigente da comissão política comunista, confrontado com a intenção do Bloco de Esquerda de remeter a questão das PPP para uma fase posterior à Lei de Bases da Saúde, como forma de viabilizar um acordo com o PS, disse não conhecer ainda a proposta em concreto.

Segundo Jorge Pires, o PCP não apoiará "um salto no escuro" e não se mostra favorável a deixar para o futuro "a discussão de um problema" sem que se possa saber qual será a próxima composição da Assembleia da República.

"Se este problema ficar definido agora é a garantia de que será muito mais difícil, enfim, aprovar legislação que vá no sentido de favorecer o aparecimento de novas PPP", salientou.

O dirigente comunista considerou que, "desde o principio, o PS se tem oposto a uma revisão progressista da lei", que valorize o Serviço Nacional de Saúde (SNS), quando nada tem feito "para impedir que as PPP se mantivessem".

Os comunistas assumem que, no parlamento, irão "até ao limite temporal" para chegar a um acordo relativamente à revisão da lei de bases, responsabilizando os socialistas por não ter sido possível garantir o entendimento necessário e não se demarcarem das opções que têm vindo a concretizar ao longo dos anos.

"Manter a possibilidade dos grupos económicos privados gerirem unidades do SNS é manter a promiscuidade entre o público e o privado, uma das principais causas para a situação que se vive hoje no SNS", acusou Jorge Pires.

No seu entendimento, a opção pelas PPP tem como objetivo "drenar milhares de milhões de euros para os grupos económicos", com a sequente "estagnação da construção hospitalar pública".

Para o dirigente do PCP, a intervenção dos privados deve limitar-se à "contratação da prestação de cuidados de saúde e não da gestão de estabelecimentos de saúde", vincando que "o PS ainda está a tempo de refletir" e apoiar uma lei de bases que assegure uma "separação entre os setores" e garanta as necessidades de investimento do SNS.

A posição dos comunistas surge após a coordenadora do BE, Catarina Martins, ter garantido, no sábado, que aprova a proposta da Lei de Bases da Saúde se as parcerias público-privadas forem retiradas da lei, para serem discutidas mais tarde, e se o atual regime jurídico das PPP for revogado.

A proposta do BE visa "ultrapassar o impasse criado e a salvar a Lei de Bases da Saúde", salvaguardando assim que os "passos dados e que são positivos não sejam postos em causa".

"Se o Partido Socialista aceitar esta proposta, poderemos ter uma Lei de Bases aprovada à esquerda, ficará assegurada a revogação da lei de Cavaco Silva, que é danosa para o Serviço Nacional de Saúde, e será possível em tempo próprio uma decisão clara sobre o regime de gestão das unidades do SNS", disse.

No parlamento, o grupo de trabalho da Nova Lei de Bases de Saúde deverá prosseguir na terça-feira com a "discussão das propostas de alteração" e votações indiciárias (ou indicativas) no âmbito da proposta de lei.

Notícias ao Minuto | Lusa

 

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2019/06/portugal-pcp-reafirma-impedimento-de.html

Artigos relacionados

A vaga conservadora contra as mulheres
A vaga conservadora contra as mulheres (Francisco Louçã, in Expresso, 22/06/2019)   AJude a Estátua de Sal. Click aqui   Um velho afor... 59 views Sun, 23 Jun 2019, 22:23:56
Herdeiros de Arnaut e Semedo revoltados com PS
Herdeiros de Arnaut e Semedo revoltados com PS Expresso 22/6/19 Neto de António Arnaut e viúva de João Semedo falam da Lei de Bases da Saúde e do risco de deixar cair... 287 views Sat, 22 Jun 2019, 21:07:29
Portugal | Lei de Bases: "Há uma viragem do PS à Direita que abre espa...
Portugal | Lei de Bases: "Há uma viragem do PS à Direita que abre espa... Francisco Louçã analisou, no seu espaço de comentário desta sexta-feira, a aproximação do PS ao PSD no que diz r... 56 views Sat, 22 Jun 2019, 20:48:23
Carta Aberta: César, por favor esclareça
Carta Aberta: César, por favor esclareça Ao Presidente do Grupo Parlamentar do PS, por Maria Augusta Sousa, Enfermeira, Ex-bastonária da Ordem dos Enfermei... 1213 views Thu, 13 Jun 2019, 23:16:36
Aprovação de nova Lei de Bases Saúde ainda é possível
Aprovação de nova Lei de Bases Saúde ainda é possível Novo fôlego dado à negociação com proposta entregue ontem ao Governo pelo PCP, que poderá permitir ainda a convergênci... 129 views Tue, 11 Jun 2019, 18:49:36
Um erro que não o foi
Um erro que não o foi Da série "Suits" Há dias escrevi um post - sobre as “cumplicidades socialisto-privadas" na Lei de B... 105 views Fri, 03 May 2019, 16:23:20

Saúde, Dossiê: Revisão da Lei de Bases da Saúde

  • Criado em .
  • Visualizações: 88
Participe na Rede

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha