• Início
  • Artigos
  • Mundo
  • Claros-escuros, sfumato e bastonadas macronianas no 1º de Maio

Noruega confirma encontros entre Governo venezuelano e oposição

As autoridades norueguesas confirmaram hoje a sua mediação no sentido de iniciar o diálogo político entre "o Governo venezuelano e a oposição", para que seja alcançada uma solução para a crise na Venezuela.

"A Noruega informa que manteve contactos preliminares com representantes dos principais atores políticos da Venezuela, numa fase exploratória, com o objetivo de apoiar a busca de uma solução para a situação no país", refere uma nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Oslo.
A diplomacia norueguesa elogiou os "esforços" de ambas as partes e mostrou disposição para continuar a apoiá-las "na procura de uma solução pacífica".

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, reconhecido por mais de 50 países, confirmou na quinta-feira os contactos que decorreram na Noruega.
"Sim, há uns enviados à Noruega [...]. Mas também o afirmo até me cansar que não nos vamos prestar a negociações falsas e que não nos conduzam a três coisas: fim da usurpação, governo de transição e eleições livres", afirmou Guaidó.

A televisão pública norueguesa NRK noticiou na quinta-feira que os contactos entre as duas partes começaram em Cuba, sendo que depois foram mantidas várias reuniões num local secreto em Oslo.


A delegação do Governo venezuelano foi constituída pelo ministro da Comunicação, Jorge Rodríguez, e pelo governador de Miranda, Héctor Rodríguez, e a oposição foi representada pelo vice-presidente da Assembleia Nacional, Stalin González, pelo ex-deputado Gerardo Blyde e pelo ex-ministro Fernando Martínez Mottola.

Os nomes dos representantes da oposição foram mencionados por Guaidó, mas o Governo venezuelano não fez qualquer declaração oficial.

Guaidó, que há duas semanas encabeçou uma tentativa de levantamento militar em Caracas - encarada pelo Governo como golpe de Estado -, disse que "não há nenhum tipo de negociação" a não ser a resposta a uma proposta da Noruega, que se "esforçou" em iniciar "uma mediação".

Segundo o líder da oposição, a iniciativa procura um processo de saída para a crise e "parte de um país (Noruega) que quer colaborar".

Guaidó acrescentou que a mediação norueguesa é semelhante à que foi proposta por Espanha, pelo Canadá e pelo Grupo de Contacto formado por países da América Latina e da União Europeia, incluindo Portugal.

Entre setembro de 2017 e janeiro de 2018, Governo e oposição venezuelanos estabeleceram momentos de diálogo na República Dominicana, mas que não produziram resultados.

Ao contrário de outros países do continente europeu, a Noruega -- que não faz parte da União Europeia -- não reconhece Guaidó como presidente interino, apesar de o Governo de Oslo ter demonstrado apoio à oposição, pedindo diálogo e a realização de novas eleições.

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Noruega, Ine Eriksen Soreide, disse em janeiro que o país mantinha diálogo com as partes e que tinha oferecido ajuda para promover um novo processo político.

A Noruega desempenhou funções de mediação em mais de 20 processos de diálogo nas últimas décadas, destacando-se os acordos de Oslo entre israelitas e palestinianos ou as conversações entre o governo da Colômbia e as FARC.

Entretanto, o Presidente de facto da Venezuela, Nicolás Maduro, teve na quinta-feira uma reunião, no Palácio Presidencial em Caracas, com o Grupo de Contacto Internacional.

A missão conta com representantes de Portugal, Espanha, Alemanha, França, Itália, Holanda, Reino Unido e Suécia e, por parte da América Latina, com representantes da Costa Rica, Uruguai, Equador e Bolívia.

Maduro indicou através de uma mensagem transmitida pela rede social Twitter que a reunião serviu para informar acerca das "consequências do bloqueio e as sanções impostas pelos imperialistas dos Estados Unidos contra a Venezuela".

O Grupo de Contacto tinha também previstos encontros com a oposição venezuelana.

Notícias ao Minuto | Lusa | Foto: Reuters

 

Ver o original em 'Página Global' na seguinte ligação:

https://paginaglobal.blogspot.com/2019/05/noruega-confirma-encontros-entre.html

Artigos relacionados

GUAIDÓ, DE CAVALO-DE-TROIA A CADÁVER POLÍTICO – Martinho Júnior
GUAIDÓ, DE CAVALO-DE-TROIA A CADÁVER POLÍTICO – Martinho Júnior Martinho Júnior, Luanda  Com toda a panóplia de meios ao seu dispor, as equipas de ingerência da hegemoni... 71 views Tue, 11 Jun 2019, 18:57:55
Rússia pede que EUA abandonem plano de dividir exército da Venezuela
Rússia pede que EUA abandonem plano de dividir exército da Venezuela © REUTERS / Carlos Garcia Rawlins A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, M... 75 views Mon, 10 Jun 2019, 16:16:07
China entrega à Venezuela mais 64 toneladas de medicamentos
China entrega à Venezuela mais 64 toneladas de medicamentos Chegou esta quinta-feira ao país caribenho um avião com assistência técnica humanitária proveniente da República Popul... 140 views Fri, 17 May 2019, 18:34:57
Mais de 14 mil venezuelanos regressaram ao país com o «Plan Vuelta a l...
Mais de 14 mil venezuelanos regressaram ao país com o «Plan Vuelta a l... No âmbito do programa criado por Nicolás Maduro, este sábado mais 170 venezuelanos regressam ao país, provenientes do ... 83 views Sat, 11 May 2019, 22:15:39
Grandes roubos | Maduro reclama 1,54 mil milhões de euros retidos no N...
Grandes roubos | Maduro reclama 1,54 mil milhões de euros retidos no N... Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, voltou esta quinta-feira a reclamar os 28,35 mil milhões de euros retidos... 83 views Fri, 10 May 2019, 11:32:54
Trump estende a mão a Cuba   Depois de ter tentado, em vão, desestabilizar a Venezuela, o Presidente Donald Trump propôs, em 2 de Maio, n... 98 views Wed, 08 May 2019, 13:24:47

Venezuela

  • Criado em .
  • Visualizações: 149
Participe na Rede

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha