• Início
  • Artigos
  • Cascais
  • Cascais nasceu há 655 anos com os “pescadores de redes”

Operação “Good Girls” da Brigada Antirroubo da PJ dá rude golpe na bandidagem violenta em Cascais

Segurança

Por Redação
22 maio 2019
“Good Girls” foi o nome de código dado pela Brigada Antirroubo da Polícia Judiciária de Lisboa e Vale do Tejo (PJ) a uma ofensiva contra um gang que, embora sediado no Bairro da Cruz Vermelha, em Alcabideche, operava em associação com cúmplices a viverem no Bairro da Quinta da Fonte, no concelho de Loures.
Os suspeitos detidos na operação anticrime que mobilizou ao amanhecer 50 inspetores da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo da PJ são três homens e três mulheres, com idades que oscilam entre os 17 e os 49 anos, os quais deverão ser submetidos a primeiro interrogatório judicial esta quinta-feira junto dos Serviços do Ministério Público de Cascais.
A maioria dos suspeitos, alguns com antecedentes por crimes de roubo e que atuavam em coautoria, exibindo armas de fogo, foram detidos pelos inspetores da PJ no Bairro da Cruz Vermelha, na freguesia de Alcabideche, mas também no Bairro da Quinta da Fonte, no concelho de Loures.
O gang está indiciado pela prática de, pelo menos, uma dezena de roubos violentos, protagonizados desde o ano passado, seis dos quais no concelho de Cascais e os restantes na região de Sintra.
“Os presumíveis autores, que atuavam em associação, são suspeitos de assaltos violentos a postos de abastecimento de combustíveis, farmácias e, também, a uma casa de massagens”, disse, a Cascais24, o coordenador de investigação criminal João Bugia, que está a dirigir a Brigada Antirroubo da PJ.
O coordenador responsável pela investigação e combate ao crime violento na Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo da PJ confirmou, ainda, que durante as buscas domiciliárias foram confiscadas “algumas centenas de doses de haxixe e de cocaína”, que os suspeitos utilizariam para consumo próprio.

Assalto à casa de massagens em Tires 

Entre os seis assaltos violentos protagonizados por este grupo conta-se o ataque noturno, em novembro do ano passado, a uma casa de massagens, em Tires, na freguesia de São Domingos de Rana.
Conforme Cascais24 noticiou, então, dois desconhecidos, encapuzados e um deles armado com uma pistola, tomaram de assalto pouco antes dez horas da noite a casa de massagens que funcionava numa moradia situada na avenida Amália Rodrigues, perto de um conhecido hipermercado, em Tires.
No interior da casa encontravam-se três mulheres.
Uma delas conseguiu fugir pelas traseiras e alertar a polícia, enquanto uma outra logrou acionar o sistema de alarme ligado a uma empresa de segurança.
Só uma das mulheres foi tomada refém por breves minutos.
Assustados com a reação das vítimas, os assaltantes acabaram por colocar-se em fuga, logrando levar consigo três telemóveis.

Ver o original em "CASCAIS24" na seguinte ligação::

http://www.cascais24.pt/p/blog-page_949.html

  • Criado em .
  • Visualizações: 62
Participe na Rede

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha