• Início
  • Artigos
  • Cascais
  • Alforrecas invadem praia de S. Pedro do Estoril e obrigam a içar Bandeira Vermelha

cascais001Informação e opinião diversa que se refere ao concelho e suas freguesias.

Cascais virou uma Trumpalhada

donaldtrump01

Os Americanos têm Trump, os Cascalenses têm Carlos Carreiras.

É diferente, mas não muito.

Por exemplo, o cabelo é diferente, um tem uma poupa loura, o outro não, mas ambos são ridículos.

Outra diferença.

O primeiro é Americano, o segundo gostava de sê-lo.

Um aspecto em que são muito parecidos é que são dois grandes empresários.

O primeiro, reconhecidamente um grande empresário do sector privado.

O segundo, reconhecidamente também um enorme criador de empresas, mas este à custa do desmantelamento de serviços públicos.

Outro aspecto em que são muito parecidos é que ambos têm um apetite voraz pelo marketing, ambos sabem e conhecem o poder que “esta coisa sem rosto” tem.

São dois enormes empreendedores, mas aqui tenham paciência, o primeiro tem muito a aprender com o segundo.

Todas as semanas o CC consegue inventar uma nova festarola para trazer a populaça à rua a comer um gelado novo.

Ou então, naqueles dias em que a meteorologia não ajuda e não permite ir comer uma fartura enquanto se exercita o pescoço vendo o “ecológico” foguetório, o CC aproveita e com um golpe de mestre que só os predestinados podem, cria uma nova centralidade.

Mas o tempo não perdoa, senão muitas mais centralidades seriam criadas.

Não perdoa o tempo nem o espaço, embora aqui, a limpeza anual da Baía de Cascais, seja já um acontecimento Municipal que recolocou a Baía fora do caixote do lixo, outra grande centralidade mesmo muito empreendedora.

Outro extraordinário exemplo de nova centralidade...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 303

Reunião de esclarecimento sobre a prisão da investigadora Maria de Lurdes Rodrigues

Maria de Lurdes Rodrigues

Tem tido algum eco público a recente prisão da investigadora Maria de Lurdes Rodrigues mas, no geral, tem havido muito pouco esclarecimento sobre esta situação que parece configurar um atentado aos direitos humanos.

Maria de Lurdes Lopes Rodrigues é uma investigadora portuguesa que foi detida e levada para a prisão de Tires, no dia 29 de Setembro, onde deverá cumprir, segundo a sentença, três anos de prisão por crimes de difamação e injúria contra juízes e magistrados.

No sentido de um mais detalhado conhecimento sobre os factos e o que está em causa com esta prisão a Plataforma Cascais convidou representantes do movimento "Pela Liberdade para Maria de Lurdes" para uma reunião pública de esclarecimento.

Assim, no próximo dia 15 de Novembro realiza-se uma reunião aberta a todos(as) os cidadãos (ãs) interessados (as) na qual Luís Júdice, Mário Gomes e João Grazina prestarão informação esclarecida sobre o tema e analisarão com todos(as) os(as) presentes uma realidade que se afigura preocupante.

Reunião aberta de esclarecimento

15 de Novembro 21,15h.

nas instalações da Ass. Hum. dos Bombeiros de Parede

 

Participe. Informe-se. Dê a sua opinião.

 

Informação no grupo de facebook "Liberdade Para a Maria de Lurdes"

Petição Pública "Pela libertação imediata de Maria de Lurdes Lopes Rodrigues"

 

"Se em Portugal e na Faculdade de Belas Artes (onde entra com média de 17,7 valores, em 1987) era uma artista vanguardista e experimental, em todos os sentidos, a...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 1578

Debate: Bob Dylan

BobDylanCartaz2

 11 de Novembro (sexta f.)  às 21,15h.

nas instalações da Ass. Human. dos Bombeiros de Parede

A recente atribuição do Prémio Nobel da Literatura é o pretexto para analisar e debater a obra musical e poética de Bob Dylan.

David Zink, Adão Santos e Eugénia Nunes abordarão diversos aspetos da sua obra com o apoio de alguns pequenos filmes. O debate é aberto a todos os que queiram, participar nesta abordagem plural de um tema atual e controverso.

Também haverá castanhas para assinalar o S. Martinho.

Convidamo-lo(a) a participar.

 

Alguns textos com informação e opiniões diversas sobre o tema:

 As razões da Academia Sueca para premiar Bob Dylan com o Nobel de Literatura - BBC Brasil.pdf

Seis letras que mostram a poesia das canções de Bob Dylan, vencedor do Nobel de Literatura - BBC Brasil.pdf

Diário As Beiras – Opinião_ Pelo lado esquerdo DYLAN.pdf

 Bob Dylan está do lado certo da história – Observador.pdf

EUA queria que Bob Dylan lutasse na Guerra Fria.pdf

Christopher Rollason - Bob Dylan, do Radicalismo à Reacção.pdf

NO COMPLETE UNKNOWN – THE ODYSSEY OF BOB DYLAN’S LITERATURE NOBEL (som o agradeciemnto ao autor que nos referenciou este artigo)

 

 

  • Criado em .
  • Visualizações: 929

Autarquices de Cascais 2017

0046

Registe-se a habitual 'confusão' entre as iniciativas da Câmara (pagas por todos nós) e a sua apropriação pela coligação partidária PSD/CDS (Viva Cascais)O executivo da maioria PSD/CDS que governa Cascais, anunciou a Requalificação Paisagística da freguesia de S. Dom. de Rana, pela boca de Nuno Piteira Lopes, esse desconhecido cascalense, mas nocivo cacique a quem entregaram alguns efémeros poderes, para distribuir benesses aos seus aprendizes de acólitos.

Demagogicamente, o anúncio de plantação de 57.000 árvores na freguesia de S. Dom. de Rana, uma por habitante da freguesia...,com o argumento de que esta freguesia não se desenvolveu durante os 40 anos de poder autárquico, que este ano se comemoram, enquanto as outras freguesias prosperaram, tendo ficado parada durante quatro décadas, não seria senão um grande motivo de riso, se não fosse grave, delicado e mesmo ofensivo para os próprios fregueses, que têm, em Liberdade, feito as suas opções e com elas rejeitadoO discurso publicitário do PPSD/CDS sistematicamente uma direita clientelista, conservadora e batoteira, que aqui em Cascais tenta acoutar-se por todos os meios.

É bom lembrar que estes dois partidos têm governado Cascais a maior parte dos 40 anos de poder autárquico democrático.

Não sabem que os processos de arborização urbana obedecem a projetos pré-estabelecidos que levem em consideração aspectos importantes para a garantia da segurança e mobilidade dos munícipes dessas áreas como, por exemplo, o porte...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 303

Carreiras e a "saliva da oposição"

O 'post' de Carlos Carreiras

O 'post' de Carlos Carreiras que justifica comentário (clicar para ler)Que mal fica a um  Presidente da Câmara pensar (quanto mais dizer, e por escrito…) que a oposição “rejubila” com o que “é mau para Cascais”.

Na verdade, não o considerando especialmente estúpido, não se percebe como pode não entender que a Oposição à atual presidência existe, sobretudo, porque há, ainda e sempre, quem consiga pensar para além do que massivamente lhe é impingido, e discorde, precisamente, da má gestão do concelho, cuja Câmara Municipal, graças às sistemáticas vitórias da abstenção e outras falhas de participação democrática, vai sendo gerida ao bel-prazer daqueles para quem o deus primeiro é o dinheiro, bem ajudados, há que reconhecer, por uma excelente equipaLuis Castelo
publicitária.

Ao contrário do que diz o senhor presidente, continua felizmente a haver quem não “salive” com o acenar de notas e entenda que devem ser protegidos os reais interesses da população em geral, e em particular dos cidadãos a quem vai sendo retirada a capacidade de se defenderem, sistematicamente preteridos por “tudo o que dá mais lucro”, esses sim cilindrados com cobardia em prol do “crescimento económico” – naturalmente só dos muito poucos que já estavam "por cima" ou dos que conseguem trepar sem olhar a meios…

“Pena” é que ninguém tenha explicado ao senhor presidente que os Foruns, Observatórios e Plataformas, de que com tão pouca elegância se vem queixar na triste “exuberância” do lamentável artigo...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 457

Um interessante jantar-debate com Raquel Varela

Jantar11out2016 000

No dia 11 de Outubro um diversificado e simpático grupo de cidadãos(ãs) juntaram-se no restaurante Marés Vivas para um jantar-debate com a historiadora Raquel Varela sobre 'República e Cidadania'.

 Foi uma ocasião útil para refletir e dialogar acerca da realidade nacional e local.

As intervenções proferidas por Raquel varela podem ser ouvidas aqui:

 

 

Todo os participante saíram com animada disposição de dar continuidade a estes momentos de partilha e interação criativa.

 

 

 (ver na galeria de imagens)

  • Criado em .
  • Visualizações: 426

À conversa com Amândio Silva sobre o Brasil

Amandio Silva

De forma informal e esclarecedora a Plataforma Cascais realizou no dia 23 de Setembro uma reflexão aberta sobre a realidade brasileira. A conversa foi animada por Amândio Silva, um resistente antifascista profundo conhecedor da situação atual daquele país que, numa primeira abordagem, prestou algumas informações de acordo com o seguinte roteiro:

- Divisão de poderes: Executivo, Legislativo, Judiciário
- O Congresso Nacional: sua composição, proliferação de partidos
- Ascensão e declínio do PT-Partido dos Trabalhadores
- Análise do processo de impedimento de Dilma Roussef
- Consequências previsíveis da orientação da equipa Temer
- Eleições presidenciais antecipadas?


A sua intervenção está disponível para audição aqui:

 

 

O debate que se seguiu foi participado por todos os presentes e refletiu a diversidade de pontos de vista que animam a Plataforma Cascais.

 

 

Foi seguramente um momento enriquecedor para quantos nele participaram. Outros se seguirão.

 

 

  • Criado em .
  • Visualizações: 775

Jantar - debate , com Raquel Varela

Raquel Varela3

 

terça f. 11 de outubro - 19,15h

no restaurante Marés Vivas

 

Jantar-debate sobre

República e cidadania

com a historiadora e comentadora política

Raquel Varela

 A iniciativa é aberta a todos/as cidadãos/ãs que queiram dialogar livremente sobre a realidade cívica contemporânea.

O custo do jantar é 12 €

Inscrições através do email: inscricoes@plataformacascais.com

(agradecemos que as inscrições sejam feitas até dia 7/Out sexta feira e que seja indicado o contacto de telemovel)

O restaurante Marés Vivas (Cascais) fica situado na Praceta Zita Duarte,  Bairro Santana, Lugar Cobre em Cascais

Consulte:  Algumas opiniões de Raquel Varela

  • Criado em .
  • Visualizações: 1257

Vamos ao Teatro em Cascais!

0023

Vamos todos ao Teatro, ver "A Tempestade de Shakespeare" os actores agradecem e merecem! 


A encenação do Grande Mestre Carlos Avilez!

 

Teatro M. Mirita Casimiro, Cascais
Até 4/8 || 3.ª a sáb., 21h; dom., 16h 
€10

  • Criado em .
  • Visualizações: 135

O Presidente Carreiras Lavrador o DDT! E “O VERÃO EM CASCAIS”!

0021
Podem pensar que é difícil falar sobre Cascais, mas não é. Uma vila carismática e muito peculiar, pela sua história, seus visitantes, e com uma assídua presença de figuras públicas, muitas delas muito controversas. O que dava para fazer vários artigos.
Mas vamos falar um pouco sobre congressos, muitos deles têm servido para valorizar o presidente.Como é do conhecimento geral, cada vez persiste mais desemprego no Concelho, e mais fome, mais miséria, e mais centros de apoio à pobreza como podem constatar nos diversos discursos e inaugurações dados pelo presidente Carreiras lavrador. Especialmente quando lemos os jornais controlado pelos seus correligionários, mais concretamente o da CMC. Já muitos, o chamam de “CMCarreiras”. E já agora, vem mesmo a propósito, o jornal último Julho, que tem como título, “Tudo sobre cascais”. E logo na primeira página do jornal, pago com os nossos impostos, vem escrito: “Elite da diplomacia económica escolhe Cascais”. Duas páginas inteiras a falar sobre a conferência. Conferência, essa paga com os nossos impostos.
 
Um jornal que não escreve uma só linha a falar do desemprego e dos problemas do povo do Concelho, não merece o nosso apoio…
 
 
Por hoje é tudo, para a semana temos mais assuntos.
 
 
Vamos falar nas “Bolsas sociais  “CURTAS”  famílias do concelho”: Falar deste protocolo de atribuição de bolsas, mais propaganda eleitoral da maioria da...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 257

PEV distribui tubos de areia nas praias de Carcavelos e Caxias

1064815

27/07/2016 - 20:33

in. Público

O partido ecologista Os Verdes quer alertar os moradores de que ainda é possível lutar contra as construções previstas e até mesmo as que já decorrem na orla costeira de Oeiras e Cascais

Esta quinta-feira, o partido ecologista "Os Verdes" (PEV) irá distribuir pequenos tubos com areia à população de Caxias e Carcavelos, em Oeiras e Cascais. A acção, que irá decorrer durante toda a manhã, pretende funcionar como um alerta para os perigos das construções imobiliárias planeadas pelas autarquias. De acordo com o partido, as intervenções colocam em risco as zonas para onde estão previstos os projectos. “Distribuímos o tubo de ensaio para alertar as pessoas que, caso não lutem, daqui a algum tempo só restará a areia que está no tubo”, explica Paula Costa, d'"Os Verdes" de Cascais, em declarações ao PÚBLICO.

Em causa estão projectos como o Porto Cruz, da empresa Silcoge, do grupo imobiliário SIL, que abrange uma área de 27,6 hectares e prevê a construção de oito edifícios, cinco outras torres e três de habitação, comércio e serviços na margem direita do rio Jamor, na Cruz Quebrada, concelho de Oeiras. O projecto avaliado em 50 milhões de euros está a ser objecto de fortes críticas dos moradores que criaram a associação Vamos Salvar o Jamor. A proposta foi aprovada pela câmara com os votos a favor do PSD, PS e IOMAF (Isaltino Oeiras Mais à Frente) e os votos contra da CDU.

Na lista de críticas soma-se ainda

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 219

Sobre o 'sancionamento' europeu e as posições partidárias em Cascais

0019

A Comissão da UE anunciou hoje que Portugal vai ser sancionado mas com a multa "zero". Mais, deixou pendente uma reanálise da situação para tempos próximos.

É positivo que não sejam aplicadas,por ora, sanções materiais a Portugal pela ultrapassagem do défice orçamental em 2013-2015. O Governo tem razão para estar satisfeito e para valorizar os aspetos positivos desta decisão da U.E.

Todavia há em todo este processo e mesmo na decisão agora adotada uma orientação e uma postura que não podem deixar de ser consideradas graves e inaceitáveis. A lógica financeirista, discriminatória e arrogante como a UE tratou Portugal e Espanha (à semelhança do que já fizera com a Grécia) emana de conceções e preconceitos errados e preocupantes. Parece que a UE está apostada em comprovar que a soberania nacional, sobretudo dos países mais pobres, não tem qualquer valor e que só as orientações neoliberais e austeritárias da UE são aceitáveis nestes países. Claro que já todos percebemos que, essencialmente, está em causa o desejo da forças liberais e 'sociais-democratas' de contrariar a existência da convergência de esquerda (vulgo geringonça) neste pequeno país com 870 anos de História.

Iniludivelmente estas práticas comprometem as crenças (ou ilusões ?) com que aderimos à CEE em 1986.

Entretanto na passada segunda feira reuniu a Assembleia Municipal de Cascais e, face à ameaça de sanções pendente sobre o país, foi ali apresentada uma moção para que aquele órgão municipal se...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 326

O processo de gentrificação em Cascais

gentrificação

Repetidas vezes temos afirmado que está em curso um processo de gentrificação no concelho de Cascais e que a maioria PSD/CDS que governa a Câmara assume conscientemente esse propósito.

A atuação e até o profuso marketing da Autarquia municipal indiciam claramente a estratégia de promover o afastamento dos cascalenses 'tradicionais' em favor da atração de novos residentes de camadas sociais economicamente abastadas.

A recente campanha dirigida aos que escolham Cascais para "começar uma vida nova" deixa perceber que a prioridade da CMC não é responder aos anseios e necessidades dos que cá vivemos mas antes atrair novos habitantes.

Sobre a matéria o artigo seguinte

é suficientemente padagógico.

 

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 739

Intimidação e subsidiodependencia são duas 'ferramentas' do poder em Cascais.

0007

A descrição de acontecimentos relativos à construção do Pavilhão Desportivo de Sassoeiros, recentemente publicada por Rui Ribeiro, no seu blogue 'Pensar Mais Cascais' vale a pena ser lida.

Ilustra algo que todos quantos conhecem a governação de Cascais há muito aprenderam: as ameaças e o uso arbitrário dos subsídios são instrumentos usados quotidianamente pela maioria absoluta instalada na Câmara.

O recurso a 'serviços de informação' e aos Tribunais como ameaça chantagista (tudo pago à custa dos elevados impostos dos munícipes) são, também, práticas correntes desta maioria.

A explicitação destas realidades está bem visível quando o autor afirma:

 "Miguel Pinto Luz começou por afirmar que estavam preocupados com o teor de um blogue denominado “Agenda Cascais 31”  http://agendacascais31.blogspot.pt/ e que tinham encomendado uma investigação sobre o(s) autor(es) com a intenção de os processar. Tal investigação, que envolveu avaliações da origem do IP com equipamento de rastreio,(...)

É engraçado que a mesma acusação de autoria do blogue, num prazo de 15 dias, foi feita a duas outras pessoas que conheço!
Mas, na verdade, o apoio devido e prometido pela CMC ao Clube de Futebol de Sassoeiros passou a ser uma moeda de troca para suster a crítica ao Presidente Carreiras e aos seus vereadores Pinto Luz e Nuno Piteira!(...).
 
Com a devida vénia aqui fica o texto integral sobre um triste episódio da nossa vivência cidadã em...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 607

Em Cascais a campanha eleitoral já começou

Eleitoral01

Os cascaenses têm constatado que a Câmara Municipal deu início a uma extraordinária atividade de 'marketing' e de eventos. Todos os dias somos surpreendidos por novos cartazes e inúmeros festejos, inaugurações ou simplesmente simpósios que projetam a imagem de um Cascais em ebulição onde os acontecimentos festivos se sobrepõem.

Na realidade a maior parte destes eventos tem reduzida participação e o seu significado para a vida dos cascaenses é limitado. Mas o impacto mediático de tudo isto é grande.

Trata-se, na verdade, de uma consequência 'natural' do facto de o presidente da Câmara de Cascais ter dado início à campanha eleitoral da sua coligação, PSD-CDS, para as eleições autárquicas que decorrerão no próximo ano.

Os elevadíssimos impostos que os cidadãos do concelho pagam permitem à maioria da Câmara dispor de mais de 80 Milhões de euros para um vasto conjunto de ações ( compra de equipamentos, atribuição de subsídios, inaugurações, lançamento de projectos e muita propaganda) que constituem a base essencial com que o atual presidente da Câmara pretende ganhar a maioria absoluta em 2017.

E das condições da vida e do bem estar dos cascaenses quem se ocupa ?

 

  • Criado em .
  • Visualizações: 607

'Imaginar cascais' - primeiro encontro

16junho018

No dia 16 de Junho um conjunto de  cidadãos e cidadãs de Cascais reuniram-se na Parede para dialogar sobre o futuro do concelho. Num debate sereno e diverso foi possível encontrar multiplos pontos de encontro acerca da realidade presente de Cascais e do futuro que se imagina desejável.

Este foi o primeiro momento de um trabalho que irá continuar.

Ficou acordado realizar um jantar no dia 8 de julho onde será apresentada uma síntese do debate havido e perspetivada a continuidade  da reflexão acerca do porvir cascalense.

 

 Imagens do Encontro

 

  • Criado em .
  • Visualizações: 528

A Cidadania como Cultivo

jose barata moura


Artigo do Professor Doutor José Barata Moura

Universidade de Lisboa

Na revista Philosophica, 22, Lisboa 2003

(...)Homens  livres e escravos,  patrícios  e plebeus,  habitantes  de burgo e campesinos  de extra-muros,  súbditos  e monarcas,  detentores  de capital e proletários,  gente  «respeitável»  e  marginais,  autóctones  e  migrantes, saciados e desprovidos -  partilharam, ao longo de milénios, relações  diferenciadas  de  inclusão  e de  exclusão,  na categoria  (potencialmente  agregadora) de  «cidadania».

(...)

Ainda  nos  dias de  hoje, a «cidadania»  pode  ser  por alguns sectores brandida como o expedito estandarte para a incorporação  desvirtuada do descontentamento,  da resistência  e da luta, a uma sopa diluente das  diferenças, onde por mistificação  pseudo-axiológica  todos passam a disfrutar de um aparente estatuto  de «igualdade»  abstracta.(...)

Ler ou baixar aqui:  pdf Cidadania como Cultivo (5.10 MB)

  • Criado em .
  • Visualizações: 377

“Imaginar Cascais”: dar voz à cidadania

Imaginar cascais 16 de junho

Encontro de cidadãos/ãs do concelho de Cascais

16 de junho 2016, 21.00h

no Salão da Associação Humanitária dos Bombeiros de Parede

Apesar da localização geográfica e das condições naturais especialmente favoráveis com que Cascais foi dotado, e que ao longo da história lhe valeram uma posição privilegiada relativamente a tantos outros concelhos, é fácil constatar que o desenvolvimento do município tem deixado por resolver um sem número de problemas sociais e económicos, sem reduzir as enormes desigualdades entre as diversas zonas concelhias e entre cidadãos da mesma zona.
Quem pode não sabe? Ou não quer? Porquê?


A Plataforma Cascais - movimento cívico propõe-se promover e dinamizar a participação individual e coletiva de um cada vez maior número de cidadãos na análise do passado e do presente e dar voz à cidadania na construção democrática dos alicerces do futuro.
No próximo dia 16 de junho, no salão dos Bombeiros da Parede, vamos conversar sobre o nosso concelho. Porque entendemos que o futuro de todos está nas mãos de cada um, vamos imaginar Cascais como o queremos, abordando alguns dos temas que poderão ajudar na concretização desse futuro:


- cidadania e democracia - Como dinamizar uma cidadania ativa promotora de uma democracia viva e atuante? Quais as razões que levam a um relevante alheamento da participação política nacional e local ?


- mobilidade e transportes - Como otimizar os transportes, as vias de comunicação e os estacionamentos, para que ninguém se sinta...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 495

Um episódio mediatizado da caça às multas em Cascais

Três breves observações:

1) Este episódio é apenas a ilustração de uma situação de caça às multas e de proiferação de estacionamento pago que atualmente  rende à Empresa Municipal bastantes milhões de euros.

2) O local em causa é permanentemente utilizado para estacionamento (muitas vezes pelos polícias que têm a esquadra exactamente ao lado) porque se trata de um local sobrelotado de carros embora ainda recentemente a Câmara tenha autorizado o dito café em frente a converter a suas garagens em lojas porque aCãmara considerou que nesta rua há muito estacionaento disponível.

3) o presidente da Câmara mais uma vezteve o seu indesejável mas habitual comportamento desvirtuando o que estava em causa e intimidando a cidadã considerando-a ignrante e mal educada.

No facebbok:

O 1º 'post' de Barbara Norton de Matos no facebook

A resposta de Carlos Carreiras

O 2º 'post' de Barbara Norton de Matos

 

  • Criado em .
  • Visualizações: 355

Manifesto Constitutivo

silva

As eleições de janeiro de 2016 para a Presidência da República geraram na sociedade portuguesa movimentos agregadores de pessoas e de ideias que ganharam força bastante, nomeadamente junto de um grupo alargado de cidadãos do concelho de Cascais, para promover o desenvolvimento de um projeto cívico próprio, baseado num conjunto de princípios orientadores e de objetivos traçados ao longo da campanha, sublinhando a necessidade de recuperação de alguns dos caminhos "que Abril abriu" rumo a uma  verdadeira democracia. Para possibilitar de novo a esperança num futuro digno, livre, solidário, justo e próspero, e permitir restaurar a confiança dos cidadãos no Estado de Direito, nas instituições e nos titulares de cargos públicos. Para valorizar a presença cívica e política de cada um na construção de uma sociedade verdadeiramente de todos. Para fomentar o investimento continuado na formação e viabilizar o acesso alargado à aquisição de conhecimento e à criação de riqueza. Para combater o desemprego e a desigualdade de oportunidades e proporcionar o regresso dos portugueses que foram forçados a emigrar. Para consolidar um Portugal independente e democrático.
PLATAFORMA CASCAIS - Movimento Cívico é o nome escolhido para o grupo assim reunido, que se propõe, além do mais:

1.    CONSTITUIR UMA PRESENÇA CÍVICA ATIVA, um movimento independente e livre, de intervenção socio-       política, sobretudo ao nível local, que valorize a...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 956

TEM CARREIRAS CONDIÇÕES PARA PRESIDIR A UMA CÂMARA?

Authors:Rui Frade Ribeiro in PENSAR MAIS CASCAIS

 


Pelo que tenho vindo a defender em relação a Carlos Carreiras fácil será conhecerem a resposta que tenho para esta pergunta.
Claro que é um rotundo e peremptório NÃO!
Mas permitam-me que explique porquê.
 
Carlos Carreiras, em cima do rescaldo do incêndio que deflagrou no edifício Cascais Atrium apressou-se a vir disponibilizar a criação de um gabinete de apoio aos desalojados deste edifício.
É mais um exemplo da forma como funciona a cabeça deste senhor autarca: na presença de televisões veio a correr mostrar uma disponibilidade, que desconfia nem ser necessária, mas mostra uma capacidade imediata de combate a um problema que surge.
Estamos a falar de um edifício habitado por gente com boa capacidade financeira que não precisará de ajuda para alugar um quarto de hotel.
Mas, porque não há Televisões para as famílias efectivamente carenciadas do concelho, como a situação que tem sido denunciada por Rui Branquinho, uma família que vive há mais de um ano numa tenda em Alcabideche não teve ainda qualquer tipo de intervenção pelo tão “dedicado” Presidente de Câmara!
 
https://www.facebook.com/118467385020366/photos/a.118487545018350.1073741828.118467385020366/455657144634720/?type=3&theater
 
Nem gabinete de apoio, nem sequer um gabinete onde a família pudesse viver com os filhos!...
Mas o que aconteceu no Cascais Atrium deveria ter levado um autarca capaz, um autarca competente e acima...

Continuar a ler

  • Criado em .
  • Visualizações: 269
Participe na Rede

Para estar informado(a)

Registo para receber a informação da Plataforma Cascais

captcha